Your SlideShare is downloading. ×
0
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Webservices em PHP e a liberdade da Web
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Webservices em PHP e a liberdade da Web

1,678

Published on

Segunda palestra da PHP Conference Brasil, falando sobre webservices, uma visão geral para quem quer começar a usar e métodos e estratégias para quem já os adota

Segunda palestra da PHP Conference Brasil, falando sobre webservices, uma visão geral para quem quer começar a usar e métodos e estratégias para quem já os adota

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,678
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
50
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Webservices em PHP e a liberdade da web Uma palestra descansada e limpa com sabão!
  • 2. Quem sou eu • Mantenedor do PHP Rocks (Offline); • Membro do Conselho Editorial da PHP Review; • Analista/Desenvolvedor Sênior na Atos Origin • Bebedor de Cerveja Convicto • Mergulhador (Divemaster/Padi)
  • 3. Agenda • O que é webservice? • Porque usar webservices? • Quando usar webservices? • Quais são os padrões de webservices? • SOAP? • REST? • RESTFUL. • O suporte do PHP para os padrões de webservices? • Os frameworks e os webservices.
  • 4. O que não cobriremos • Essa apresentação não trará código funcional; • Esta apresentação não visa alterar estilos de codificação, mas atitudes; • Para melhor entender essa palestra é necessário conhecer o básico sobre HTTP • Não estamos vendendo conceitos ou produtos, então relaxem.
  • 5. O que é um webservice • Um webservice é um serviço fornecido utilizando o protocolo HTTP; • Fornece uma interface comum para diferentes tipos de operações; • Facilita a comunicação entre plataformas diferentes • Serve como comunicação entre máquinas, e como comunicação direta para interface.
  • 6. Porque usar webservices. • Porque é legal. • Porque já usa e nem sabe! • Porque isso pode resolver problemas de comunicação inter-sistemas; • Isso reduz as buscas malditas por cURL; • Facilita o seu controle sobre a sua lógica de negócio mesmo com dados de fonte diferentes (sistemas diferentes); • Porque você estará usando um padrão da indústria;
  • 7. Quando usar um webservice? • Quando você precisa de uma interface comum para muitas aplicações; • Quando você está usando uma aplicação local que pega dados diretos da Web; • Quando você de operações sem conexão direta ao seu banco de dados; • Quando você tenta acessar informações de outros servidores de aplica
  • 8. Quais são os padrões de Webservice • SOAP (Service Oriented Architecture Protocol) • REST() • XMLRPC • Outros
  • 9. SOAP • Baseado no XML • Utiliza-se de um arquivo WSDL para definir os métodos • Retorna uma quantidade muito grande de informações descritivas • É um padrão de webservice utilizado por muitos frameworks (.Net framework SQL Server);
  • 10. SOAP Continuação • É mais recomendado para comunicação entre máquinas; • Não é muito humanamente legível; • Consome muito mais tráfego que REST;
  • 11. REST • REST não é RESTFUL, RESTFUL é REST (especificação); • REST pode retornar vários tipos de dados (texto, imagem, zip etc.); • Você pode fazer uma interface com o quê você quiser (XML, JSON, STRING Customizada); • Métodos (GET, POST, PUT e DELETE)
  • 12. RESTFUL • Ao contrário do REST, aqui a forma da URL importa; • POST = inserir (POST /usuario); • PUT = update (/usuario/username); • DELETE = delete (/usuario/username); • GET = SELECT BUSCAR (/usuario?q=); • GET = SELECT BUSCAR (/usuario/username); • Segue todos os padrões de requisição do REST;
  • 13. Suporte do PHP para Webservice • PHP é uma linguagem naturalmente utilizada na web (criada para isso) • Suporte nativo para REST, SOAP e XMLRPC • Tanto para servidor para cliente • Gera o WSDL automaticamente • Trata o método http para fazer a sua requisição
  • 14. Os webservices e os frameworks • ZEND Framework; • Kohanna; • Code Igniter; • Cake; • Simfony; • Outros
  • 15. Perguntas
  • 16. E agora o que fazer? • Estudar o RFC de HTTP; • Começar a utilizar Webservices; • Ler sobre os tipos de webservices; • Sempre twitar #chupaivo
  • 17. Contatos • Email: alexandretaz[at]gmail[dot]com • Twitter: @alexandretaz • Blog: http://www.phprocks.com.br (Volta essa semana JURO) • Leia-me: http://www.phpreview.com.br

×