Prof. ª Daniele Barboza Moura

Mestranda em Linguística – UERJ
Tutora do Curso de Pós-graduação EAD em Educação
Especial ê...
Esta palavra tem origem no latim serum
(entardecer) e de acordo com o dicionário
Houaiss é conceituado como “reunião festi...
O Projeto Sarau Bilíngue surgiu durante as aulas
de Língua Portuguesa ministrada às turmas do

primeiro período do curso d...
Participantes
Surdos

Ouvintes

Nivel de proficiência
Básico

Intermediário
0%

31%
69%

26%
51%

23%

Avançado
 Conhecer a cultura e as especificidades de cada língua -

LIBRAS e Língua Portuguesa;
 Ampliar o repertório linguístico...
Etapas:
1º - Formação dos grupos /duplas;
2º - Seleção dos poemas;
3º - Adaptações / Traduções;
4º - O Sarau
Ao traduzir de uma língua para outra, substituem-se
mensagens em uma das línguas, não por unidades de códigos

separadas, ...
Poema do Amigo Aprendiz (Fernando Pessoa)
Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto....
PORTUGUÊS
1- Quero ser o teu amigo.
2 - Nem demais e nem de menos.

3 - Nem tão longe e nem tão perto.
4 - Na medida mais ...
Soneto da Mulher ao Sol (Vinícius de Moraes)

Uma mulher ao sol - eis todo o meu desejo
Vinda do sal do mar, nua, os braço...
PORTUGUÊS
1 - Uma mulher ao sol - eis todo o meu desejo
2 - Vinda do sal do mar, nua, os braços em cruz
3 - A flor dos láb...
O surgimento de novos sinais
“A sala de aula constitui um grande

laboratório de investigação, onde conhecer não
é

um

ato

individual,

cooperativa.”...
Sinal realizado com a
configuração de mão nº 14;
ponto de articulação acima
do
lábio
(buço)
e
movimentando duas vezes
para...
Sinal é realizado com a
configuração de mão nº 63;
ponto de articulação em
cima
da
cabeça
e
movimentando para trás.
Sinal é realizado com a configuração de mão nº 19;
ponto de articulação bochecha que deverá ser
levemente apertada.

+

Si...
Brincando com as palavras
Parodiando
Se tem queijo, vem o rato.
Se vem o rato, pula o gato.

Se pula o gato, derruba o vaso.
Se derruba o vaso, acorda o cachor...
5.12.2013 "Oficina Poesia Surda - Entre dois Mundos: O processo de criação do Sarau Bilíngue"por Daniele Moura (UFRJ / Uni...
5.12.2013 "Oficina Poesia Surda - Entre dois Mundos: O processo de criação do Sarau Bilíngue"por Daniele Moura (UFRJ / Uni...
5.12.2013 "Oficina Poesia Surda - Entre dois Mundos: O processo de criação do Sarau Bilíngue"por Daniele Moura (UFRJ / Uni...
5.12.2013 "Oficina Poesia Surda - Entre dois Mundos: O processo de criação do Sarau Bilíngue"por Daniele Moura (UFRJ / Uni...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

5.12.2013 "Oficina Poesia Surda - Entre dois Mundos: O processo de criação do Sarau Bilíngue"por Daniele Moura (UFRJ / Unirio)

2,381 views
2,175 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,381
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
33
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

5.12.2013 "Oficina Poesia Surda - Entre dois Mundos: O processo de criação do Sarau Bilíngue"por Daniele Moura (UFRJ / Unirio)

  1. 1. Prof. ª Daniele Barboza Moura Mestranda em Linguística – UERJ Tutora do Curso de Pós-graduação EAD em Educação Especial ênfase em Deficiência Auditiva e Surdez - Unirio
  2. 2. Esta palavra tem origem no latim serum (entardecer) e de acordo com o dicionário Houaiss é conceituado como “reunião festiva, geralmente, noturna, para ouvir música, poesia, dançar ou conversar.”
  3. 3. O Projeto Sarau Bilíngue surgiu durante as aulas de Língua Portuguesa ministrada às turmas do primeiro período do curso de Pedagogia Bilíngue do Instituto Nacional de Educação de Surdos. Esse grupo é formado por alunos Surdos e Ouvintes, com níveis variados de proficiência ilustrados no gráfico a seguir: em LIBRAS,
  4. 4. Participantes Surdos Ouvintes Nivel de proficiência Básico Intermediário 0% 31% 69% 26% 51% 23% Avançado
  5. 5.  Conhecer a cultura e as especificidades de cada língua - LIBRAS e Língua Portuguesa;  Ampliar o repertório linguístico por meio de texto literários e das estratégias de tradução e adaptação;  Desenvolver a partir das adaptações e traduções ferramentas para o ensino da Língua Portuguesa como segunda língua para alunos surdos;
  6. 6. Etapas: 1º - Formação dos grupos /duplas; 2º - Seleção dos poemas; 3º - Adaptações / Traduções; 4º - O Sarau
  7. 7. Ao traduzir de uma língua para outra, substituem-se mensagens em uma das línguas, não por unidades de códigos separadas, mas por mensagens inteiras de outra língua. [..] O tradutor recodifica e transmite uma mensagem recebida de outra fonte. Assim, a tradução envolve duas mensagens equivalentes em dois códigos diferentes. (Jakobson,1992; p.68)
  8. 8. Poema do Amigo Aprendiz (Fernando Pessoa) Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos. Nem tão longe e nem tão perto. Na medida mais precisa que eu puder. Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida, Da maneira mais discreta que eu souber. Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar. Sem forçar tua vontade. Sem falar, quando for hora de calar. E sem calar, quando for hora de falar. Nem ausente, nem presente por demais. Simplesmente, calmamente, ser-te paz. É bonito ser amigo, mas confesso: é tão difícil aprender! E por isso eu te suplico paciência. Vou encher este teu rosto de lembranças, Dá-me tempo de acertar nossas distâncias
  9. 9. PORTUGUÊS 1- Quero ser o teu amigo. 2 - Nem demais e nem de menos. 3 - Nem tão longe e nem tão perto. 4 - Na medida mais precisa que eu puder. 5 - Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida, LIBRAS * 1- AMIGO/TEMPO 2- JUNTO/POUCO 3 - OLHO ABRIR, ABRAÇAR 4 - ENCONTRAR/SORTE 5 - AMIGO ETERNO
  10. 10. Soneto da Mulher ao Sol (Vinícius de Moraes) Uma mulher ao sol - eis todo o meu desejo Vinda do sal do mar, nua, os braços em cruz A flor dos lábios entreaberta para o beijo A pele a fulgurar todo o pólen da luz. Uma linda mulher com os seios em repouso Nua e quente de sol - eis tudo o que eu preciso O ventre terso, o pêlo úmido, e um sorriso À flor dos lábios entreabertos para o gozo. Uma mulher ao sol sobre quem me debruce Em quem beba e a quem morda e com quem me lamente E que ao se submeter se enfureça e soluce E tente me expelir, e ao me sentir ausente Me busque novamente - e se deixa a dormir Quando, pacificado, eu tiver de partir...
  11. 11. PORTUGUÊS 1 - Uma mulher ao sol - eis todo o meu desejo 2 - Vinda do sal do mar, nua, os braços em cruz 3 - A flor dos lábios entreaberta para o beijo 4 - A pele a fulgurar todo o pólen da luz. LIBRAS * 1- MULHER SOL, DESEJAR MUIT@ 2- MAR MULHER PASSAR, NUA, BRAÇO-CRUZ 3 – BEIJAR MUIT@ 4 - PELE CORPO BRILHAR
  12. 12. O surgimento de novos sinais
  13. 13. “A sala de aula constitui um grande laboratório de investigação, onde conhecer não é um ato individual, cooperativa.” (Marcushi;2008) mas uma ação
  14. 14. Sinal realizado com a configuração de mão nº 14; ponto de articulação acima do lábio (buço) e movimentando duas vezes para baixo.
  15. 15. Sinal é realizado com a configuração de mão nº 63; ponto de articulação em cima da cabeça e movimentando para trás.
  16. 16. Sinal é realizado com a configuração de mão nº 19; ponto de articulação bochecha que deverá ser levemente apertada. + Sinal é realizado com a configuração de mão nº 08a; ponto de articulação queixo.
  17. 17. Brincando com as palavras
  18. 18. Parodiando
  19. 19. Se tem queijo, vem o rato. Se vem o rato, pula o gato. Se pula o gato, derruba o vaso. Se derruba o vaso, acorda o cachorro. Se acorda o cachorro, o cachorro late. Se o cachorro late, assusta o dono. Se assusta o dono, ele come o queijo. E acaba a farra. Ou o queijo ou a farra. Alunos: Vitor, Elaine, Risamar e Sandro

×