Introdução a história da segurança do trabalho

21,854 views
21,230 views

Published on

Um resumo da história da segurança do trabalho: Peovão - Técnico em segurança do trabalho e estudante do curso de tecnólogo em segurança do trabalho

Published in: Education
3 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
21,854
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
207
Comments
3
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Introdução a história da segurança do trabalho

  1. 1. 1- INTRODUÇÃOA evolução da segurança do trabalho, desde 2.360 A.C com médicos, filósofos,príncipes, alquimistas, físicos e astrólogos que amadureceram a visãoprevencionista através das observações relacionando a doença à profissão eaté mesmo quebrando tabus de época como, por exemplo, que as doençaseram castigo dos deuses dentro outras crendices tendo seus nomeseternizados através dos tempos, fato que ainda é e será temas de muitosestudos por profissionais da área de segurança do trabalho. Como é comum aevolução do homem em todos os aspectos a segurança do trabalho não foi enem será diferente. Hoje sabemos que a segurança do trabalho comoprocedimento nas atividades laborativas o qual o empregador disponibilizaprofissionais qualificados para treiná-los e fornecimento de EPI – Equipamentode Proteção Individual e segurança financeira através da CLT – Consolidaçãodas Leis trabalhistas no Brasil, mas especialmente no governo de GetúlioVargas foi instituída a maior legislação trabalhista do País, a representada pelapopular carteira de trabalho, onde o trabalhador Brasileiro passou a serreconhecido pelos seus direitos, além de receber benefícios como: férias,décimo - terceiro, salário, FGTS, aposentadoria, entre outros. Foi uma soluçãopara garantir um sustento mínimo para a necessidade de trabalhador e de suafamília, frente ao capitalismo selvagem voltado a vida de consumo crescente.Diferente da Revolução Industrial do século XVIII e XIX foi criado o trabalhoformal, onde eram definidas as tarefas e a renumeração devida sem nenhumdireito trabalhista ou condições mínimas de conforto que hoje é exigida. Masmesmo assim, nos últimos vinte anos, ocorreram no Brasil mais de 25 milhõesde acidente de trabalho com um milhão de seqüelas permanentes relacionadosà segurança e saúde do trabalho. Ainda não alcançaram seus objetivos, porém,o empregador nos últimos anos passou a preocupar-se mais com a segurançadevido aos custos diretos e indiretos que um acidente pode apresentar parasua empresa. Esta visão vem se desenvolvendo de forma gradativa e tende ase expandir com os novos conceitos que estão surgindo relacionando asegurança com a qualidade e a produtividade.

×