Habilidades e Competências
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Habilidades e Competências

on

  • 40,395 views

Slides do Encontro de Pólo

Slides do Encontro de Pólo

Statistics

Views

Total Views
40,395
Views on SlideShare
39,894
Embed Views
501

Actions

Likes
6
Downloads
670
Comments
1

5 Embeds 501

http://www.gestaoeducacionalpipcbc.blogspot.com 246
http://gestaoeducacionalpipcbc.blogspot.com 161
http://gestaoeducacionalpipcbc.blogspot.com.br 74
http://www.gestaoeducacionalpipcbc.blogspot.com.br 19
https://www.facebook.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Habilidades e Competências Habilidades e Competências Presentation Transcript

  • Assessoria Pedagógica SRE de Pouso Alegre Habilidades e Competências
  • Aprendizagem significativa
  •  
  • Objetivo da Oficina
    • Construir referencial teórico que oriente o professor em sua prática, para preparar suas aulas com foco no desenvolvimento de habilidades e competências.
  • Professor:
    • O seu conteúdo específico deve ser ministrado como meio para o desenvolvimento de competências pelo aluno.
  • Cabe ao professor organizar e dirigir situações de aprendizagem
    • Conteúdos e objetivos de aprendizagem
    • Trabalhar a partir das representações dos alunos
    • Trabalhar a partir dos erros e obstáculos
    • Construir dispositivos ou sequências didáticas
    • Envolver os alunos em projetos de pesquisa.
  • Capacidade
    • Disposição inata de todo ser humano para a aprendizagem, isto é, toda pessoa é capaz de aprender.
  • Habilidade
    • Fazer algo específico, isto é, uma ação física ou mental.
    • Ex.: analisar, aplicar, avaliar, identificar, manipular com destreza, relacionar, sintetizar, etc.
  • Competência
    • Mobilizar um conjunto de habilidades para resolver uma situação complexa. Está sempre associada a uma função específica: ser professor, advogado, dentista.
  • Matriz de Referência
    • Descrição das competências e habilidades que os alunos devem dominar em cada ano avaliado. É um recorte da matriz curricular (CBC).
    • Um conteúdo é como uma receita de um prato, mas sem habilidades específicas não conseguimos prepará-lo com competência.
    • Assim é na escola, não adianta estudar como os textos funcionam ou sobre as regras de gramática, se não são desenvolvidas as habilidades de leitura.
    • A cozinheira que prepara uma apetitosa feijoada está usando um notável elenco de habilidades, ao mesmo tempo analisando, deduzindo, comparando, transferindo e separando; a menina que a observa e quer imitá-la precisa separar as operações para apreendê-las de maneira concreta.
    • Vygotsky: Conceitos não-espontâneos não são
    • aprendidos mecanicamente mas evoluem com a
    • ajuda de uma vigorosa atividade mental.
    O repassar de conteúdos vai na contramão dessa teoria. Ensinar é criar situações favoráveis ao desenvolvimento de habilidades.
    • O professor precisa provocar, interagir, discutir, criticar, analisar, enfim, trabalhar as chamadas habilidades operatórias.
  • Eu ensino, mas eles aprendem?
    • Só aprendem, por meio da pedagogia magistral, os herdeiros, aqueles que dispõem dos meios culturais para tirar proveito de uma formação que se dirige formalmente a todos, na ilusão de equidade.
  • Howard Gardner, psicólogo da Universidade de Harvard
    • Inteligência como a habilidade para resolver problemas ou criar produtos que sejam significativos em um ou mais ambientes culturais.
  • Habilidades Operatórias Educação Infantil Ensino Fundamental (anos iniciais) Ensino Fundamental (anos finais) Ensino Médio observar seriar classificar especificar conhecer localizar no espaço enumerar reproduzir compreender medir aplicar ajuizar comparar relatar demonstrar discriminar separar/reunir combinar debater revisar consultar/conferir demonstrar deduzir pesquisar localizar no tempo analisar solucionar problemas complexos transferir/criar interpretar identificar provar concluir
  • Atividade
    • Conceituar as habilidades operatórias.
    • Fazer a interface dos conceitos elaborados com o referencial teórico e refletir se houve constatação ou mudança nos mesmos.
    • Plenária e fechamento.
    • SUGESTÃO PARA ATIVIDADE COM O PROFESSOR:
    • Fazer a interface das habilidades operacionais com as habilidades do CBC.
  • Classificar
    • Pode ser entendida por reunir-se em classes ou em grupos; determinar a classe, ordem, família, gênero e espécie em elementos; aproximar ou distinguir algo com base em semelhanças ou diferenças. Esta habilidade exige que o aluno opere com análise e síntese.
  • Enumerar
    • É contar ou enumerar uma série de coisas. Seu objetivo é evitar que a visão da criança e do adolescente sobre o símbolo numérico seja mecanizada, irrefletida.
  • Aplicar
    • Significa usar o conhecimento para esclarecer outros conhecimentos. Aplicar um conhecimento já obtido em outras situações (transferir). A aplicação exige a possibilidade de transferência que é uma das mais importantes habilidades operatórias estimuladoras da inteligência.
  • Demonstrar
    • Pressupõe a capacidade de explicar um fato, um fenômeno, um acontecimento por meio do raciocínio lógico, apontando causas, efeitos e relações. A demonstração pode envolver também comprovação de um argumento.
  • Debater
    • O mesmo que discutir, contestar. É fundamental para o estímulo da inteligência linguística. O debate é o resultado da interação do professor e do aluno com o objeto do conhecimento.
  • Deduzir
    • Significa compreender relações entre elementos diferentes, extrair conclusões a partir do exame dos fatos ou pistas textuais. Dedução não é adivinhação, mas exige constantemente a lógica, por meio da qual se busca chegar as consequências.
  • Analisar
    • É decompor o todo em partes; estudar as classes inerentes a um objeto. Descrever objetos ou sistemas a partir de seus elementos construtivos, examinar de forma crítica. Processo que evolui do complexo para o simples. É pré-requisito da habilidade de classificar.
  • Interpretar
    • É esclarecer; explicar o sentido de; entender alguma coisa; eventualmente exprimir um sentimento e elaborar conclusões. Envolve a apreciação pessoal de cada um diante de uma situação.
    • *grande dificuldade dos alunos*
  • Provar
    • Significa apresentar dados e/ou evidências que justificam e esclarecem um fato, fenômeno, etc. Exige capacidade de análise . Essa habilidade complementa o julgamento, a avaliação e a análise.
  • Concluir
    • É acabar; terminar; encerrar; convencer-se de alguma coisa. É a consequência lógica dos fatos, dados e argumentos.
    • O aluno que aprende pelas habilidades contextualiza o conteúdo aprendido sendo capaz de expor esse conhecimento por meio das operações mentais descritas acima.
  • Pedagogia Tradicional
    • “ Esqueçam o que vocês sabem, desconfiem do senso comum e do que lhes contaram e escutem-me, pois vou dizer-lhes como as coisas acontecem realmente”.
            • Philippe Perrenoud
  • Proposta
    • A escola mudou porque o mundo mudou.
    • E você, professor, mudou?
    • Trabalhar com as habilidades - onde os conteúdos não são fins mas meios para o desenvolvimento das competências.
  • Filme: A Evolução e a Educação http://www.youtube.com/watch?v=8kkjf0jJAuo
  • Atividades com habilidades operatórias
    • Língua Portuguesa: Classificação de gêneros textuais
    • Matemática:
    Sugestões para o trabalho do professor.
  • Habilidades operatórias na prática
  • HABILIDADE CARACTERÍSTICAS ATIVIDADES Classificar Pode ser entendida por reunir-se em classes ou em grupos; determinar a classe, ordem, família, gênero e espécie em elementos; aproximar ou distinguir algo com base em semelhanças ou diferenças. Esta habilidade exige que o aluno opere com análise e síntese. Desenvolver experimentos a partir da leitura de textos que sem destacar explicitamente essa habilidade, trabalhem diferenças entre gêneros e espécies. Transpor as classificações das ciências para outras áreas curriculares. Enumerar É contar ou enumerar uma série de coisas. Seu objetivo é evitar que a visão da criança e do adolescente sobre o símbolo numérico seja mecanizada, irrefletida. Construir associações entre números e as coisas que eles qualificam: progressivamente, devem estabelecer noções sobre seu uso em operações aritméticas em escalas e em quadros de referências gerais.
  • HABILIDADE CARACTERÍSTICAS ATIVIDADES Aplicar Significa usar o conhecimento para esclarecer outros conhecimentos. Aplicar um conhecimento já obtido em outras situações. A aplicação exige a possibilidade de transferência que é uma das mais importantes habilidades operatórias estimuladoras da inteligência. Pode-se explorar o caminho para a escola conhecido pelos alunos para que ele comece a construir noções de relevo. O aluno aplica o seu conhecimento e transfere seus conhecimentos para mais tarde, transformá-los e ampliá-los. Demonstrar Pressupõe a capacidade de explicar um fato, um fenômeno, um acontecimento por meio do raciocínio lógico, apontando causas, efeitos e relações. A demonstração pode envolver também comprovação de um argumento. Desenvolver jogos que destaquem as diferenças entre exibir e demonstrar.
  • HABILIDADE CARACTERÍSTICAS ATIVIDADES Debater O mesmo que discutir, contestar. É fundamental para o estimulo da inteligência linguística. O debate é o resultado da interação do professor e do aluno com o objeto do conhecimento. Deve ser estimulado por situações problemas que abranjam todas as disciplinas do currículo. Essas situações requerem um professor pronto para contestar, inquirir, propor, desafiar. Deduzir Significa compreender relações entre elementos diferentes, extrair conclusões a partir do exame dos fatos ou pistas textuais. Dedução não é adivinhação, mas exige constantemente a lógica, por meio da qual se busca chegar às consequências. Várias oportunidades para por em prática a dedução. A observação do tempo permite deduzir o clima. Os trajes do trabalhador (as vezes) a profissão, as feições humanas e as emoções
  • HABILIDADES CARACTERÍSTICAS ATIVIDADES Analisar É decompor o todo em partes; estudar as classes inerentes a um objeto. Descrever objetos ou sistemas a partir de seus elementos construtivos, examinar de forma crítica. Processo que evolui do complexo para o simples. É pré- requisito da habilidade de classificar. Textos, operações matemáticas, fatos históricos ou uma relação geográfica. Interpretar É esclarecer; explicar o sentido de; entender alguma coisa; eventualmente exprimir um sentimento e elaborar conclusões. Envolve a apreciação pessoal de cada um diante de uma situação. Recursos variados, leitura polissêmica.
  • HABILIDADE CARACTERÍSTICA ATIVIDADE Provar Significa apresentar dados e/ou evidências que justificam e esclarecem um fato, fenômeno, etc. Exige capacidade de analise . Essa habilidade complementa o julgamento, a avaliação e a análise. Provas, explicações que esclareçam um fato. Concluir É acabar, terminar, encerrar, convencer-se de alguma coisa. Habilidade que complementa as habilidades de provar e deduzir. É a consequência lógica dos fatos, dados e argumentos. Pode ser utilizada em diagnóstico de avaliação de aprendizagem significativa e em jogos operatórios especificamente para o trabalho que explora essa habilidade.
    • Reflita e relate algumas habilidades operatórias que você, especialista, percebe no planejamento dos professores.
    • “ Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.(...)”
    • Paulo Freire
  • Referências
    • 10 novas competências para ensinar – Philippe Perrenoud
    • Planejamento – Vasco Moreto
    • Programa de Capacitação e Acompanhamento Docente em Avaliação Diagnóstica e CBC – Robson Santos Carvalho e Matusalém Vieira Martins
    • Habilidades Operatórias – Celso Antunes
    • Inteligências Múltiplas – Howard Gardner
    • Formação Social da Mente – Lev Vygotsky