O Modelo de Auto-Avaliação assenta, na sua concepção e metodologia de aplicação, na apropriação da biblioteca escolarpela ...
Envolver a comunidade educativa no processo de avaliação da                                  BECREG.                      ...
Organização de dossiers temáticos, mediante sugestão dos                          DepartamentosB - Leitura e literacia   P...
C - Apoio a actividades livres, extra- Actividades no âmbito do desenvolvimento de competências   Dificuldade de respeitar...
sobre o tema em todos os suportes)                                    Aprender+                                    Pilhas ...
de 2010/2011                                  Reformulação do Regulamento Interno das BEs                                 ...
Tabela – Parte 2Indicadores                          Acções de comunicação e de trabalho com a escola que contribuam para ...
A - Promoção das literacias da Pontos fracos:informação, tecnológica e digital                                  Nem sempre...
curricular.                            literacias críticas (professores e alunos)                                       Co...
Como resolver?                                      - Auto-avaliação do professor bibliotecário (CK3).                    ...
bibliotecas escolares, distantes entre si, nas quais é impossível permanecer a tempo inteiro sob pena de penalizar o desem...
BibliografiaScott, Elspeth (2002) “How good is your school library resource centre? An introduction to performance measure...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Tabela sessao mod._escola-_trab_1

202
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
202
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tabela sessao mod._escola-_trab_1

  1. 1. O Modelo de Auto-Avaliação assenta, na sua concepção e metodologia de aplicação, na apropriação da biblioteca escolarpela escola e no reconhecimento do seu valor, enquanto estrutura de apoio pedagógico ao serviço das aprendizagens.Procure os factores críticos de sucesso que correspondem a estes domínios/ subdomínios e, a partir deles, faça umaanálise à situação da sua biblioteca escolar. Identifique pontos fracos e fortes e delineie estratégias que conduzam a umamaior apropriação e reconhecimento do valor da BE.Depois desta análise, identifique o domínio que requer mais atenção e que em função de mais algumas circunstânciascontextuais deva ser objecto de avaliação.Obs: - A tabela divide-se, por conveniência de gestão de espaço, em duas partes. Tabela – Parte 1 Indicadores Pontos fortes Pontos fracosA - Articulação curricular da Articulação curricular com o PE, PCA e PAA do Agrupamento; Fraca mobilização do Agrupamento para abiblioteca escolar com as estruturas Participação no Conselho Pedagógico necessidade de avaliar o impacto e o valor da BE node coordenação e supervisão Participação em reuniões de departamentos curriculares e Agrupamentopedagógica e com os docentes. conselho de docentes Incentivar o diálogo com os departamentos e Planificação, articulação e realização de actividades professores colaborativas com a Educação pré-escolar, os diferentes ciclos Distância entre as escolas, dificulta, em certos departamentos, áreas curriculares e não curriculares e PCT. casos, a comunicação e planeamento de actividades Reuniões periódicas da equipa. em conjunto
  2. 2. Envolver a comunidade educativa no processo de avaliação da BECREG. Exposições temporárias de trabalhos realizados em sala de aula Actividades de intercâmbio entre as BES do Agrupamento Colaborar/desenvolver parceria com: Departamentos, Área de Projecto, Estudo Acompanhado, Directores de Turma, Sala de Estudo, Apoios Educativos, Clubes, ATL, Associação de Pais, Autarquia, Museus, Lar de Idosos, Entidades locais; Comunicação permanente com a Direcção sobre actividades/problemas/ solicitações Apresentação da BE aos novos alunos Oferta de um livro – Programa Ler+ Para Vencer do PNL BibEli@spaper Circuito da Biblioteca/ Visita Guiada à BibliotecaA - Promoção das literacias da Sessões de leitura semanais para os alunos Criar hábitos de frequência e de utilização dosinformação, tecnológica e digital Actividades de promoção de leitura em colaboração com recursos disponíveis departamentos curriculares Alargar as actividades de promoção da leitura e das Dinamização de feiras do livro no Agrupamento TIC às duas escolas do Agrupamento Dinamização de acções de formação para os utilizadores Falhas na internet Elaboração de Dossiers temáticos com recurso a Jornais e Falta de transporte para deslocação de alunos entre revistas as escolas do Agrupamento Expo Natal – Leituras de contos alusivos ao Natal O Dia do Terramoto Exposição Exposição 25 de Abril Semana dos Afectos /Sessão de leitura : Amor, amizade... Utilização da WEB e outras fontes de informação na prospecção e identificação de materiais de interesse para alunos e professores
  3. 3. Organização de dossiers temáticos, mediante sugestão dos DepartamentosB - Leitura e literacia Participação em Concursos do PNL Empréstimo de livros entre as BES do agrupamento Actividade de circulação de livros do PNL pelo Agrupamento Restaurar livros Elevado número de requisições domiciliárias no Agrupamento Falhas na internet Participar em actividades promovidas pela Biblioteca Falta de transporte para deslocação de alunos entre Municipal. as escolas do Agrupamento Encontros com escritores/ ilustradores que promovam o hábito/prazer de ler. Comemoração do Mês/Dia Internacional das Bibliotecas Escolares Elaboração do cartaz MIBE A Semana das Travessuras – Leitura de Contos de Bruxas Correio de Natal Cartas Postais Leitura de contos de Natal SEMANA da LEITURA Comemoração do Dia Mundial do Livro Comemoração do Dia Mundial do Livro Infantil Comemoração do Dia do Autor Português Comemoração do Dia Mundial da Criança Sessão de poesia no Dia Mundial da Poesia com declamador convidado Leituras Encenadas Hora do Conto Concurso – livro do mês Autor em Destaque ( mensal) Concurso leitor do Mês Passaporte de leitura Entrega de Prémios dos vários Concursos Envio de cestos/carrinhos com livros para EB Miquelina Pombo e EB Sobreda
  4. 4. C - Apoio a actividades livres, extra- Actividades no âmbito do desenvolvimento de competências Dificuldade de respeitar o sossego nas zonas decurriculares e de enriquecimento de informação, como o Projecto Aprender + trabalhocurricular. Apoio à pesquisa através de guiões auxiliares Dificuldade em alargar estas actividades de forma Apoio a aulas de Estudo Acompanhado e Área de Projecto continuada às BE do Agrupamento Promover sessões de formação para os utilizadores da BE Elaboração de Dossiers temáticos com recurso a Jornais e revistas Organização de dossiers temáticos, mediante sugestão dos DepartamentosC - Projectos e parecerias Dinamização de alguns projectos/actividades que permitem o Os projectos e parcerias mantêm-se envolvimento de vários ciclos de ensino maioritariamente na biblioteca-sede Promoção da participação dos pais no desenvolvimento de projectos Fraca adesão às iniciativas da Biblioteca Municipal e Ler+ ao Serão com as outras bibliotecas escolares do Concelho Marcadores alusivos ao centenário da República – Os autores devido à necessidade de transporte da República Exposição A República...100 anos de memórias Visita intergeracional à Assembleia da República Comemoração/ Exposição de trabalhos de S. Martinho Apresentações do Clube de Teatro Feiras do livro Apresentação de Palavras com Música Comemoração do Dia mundial da Tolerância e do Dia Mundial da luta contra a sida Melhorar o Moodle da BE Actualização do BLOG da BE Boletim da BE Ciclo de Cinema sobre o Amor (com exposição de documentos
  5. 5. sobre o tema em todos os suportes) Aprender+ Pilhas de Livros Leituras e Sorrisos Sessões de Leitura - Dia Mundial do Ambiente Actividades com o programa Painel de Geografia Projecto Tampinhas – Ajuda-nos a ajudar Projectos do PNL BEs em e-Twinning Actividades em parceria com a Biblioteca Municipal e com as outras bibliotecas escolares do Concelho Parcerias com Biblioteca Municipal em exposições cedidas por esta instituiçãoD - Articulação da biblioteca com a Divulgação de actividades no Boletim Bibliográfico- BibEli@s, Falhas na internetescola. Acesso e serviços prestados moodle da escola blogue da BE, página da escola, twitter e Falta de transporte para deslocação de alunos entrepela biblioteca facebook as escolas do Agrupamento Realização do processo de informatização do fundo Distância entre as escolas, dificulta, em certos documental (actualização de registos, catalogação, indexação casos, a comunicação e planeamento de actividades e classificação). em conjunto Reuniões de trabalho com a Equipa da BE Realização de inquéritos aos utilizadores das Bibliotecas Reuniões de trabalho com a Equipa do PTE Elaboração e actualização dos diversos documentos de referência da BE. Implementação do sistema de Auto-Avaliação da BE Elaboração da política de desenvolvimento da colecção Inventário Organização funcional do espaço Elaboração do Relatório Trimestral de Avaliação de Actividades
  6. 6. de 2010/2011 Reformulação do Regulamento Interno das BEs Conservação dos materiais livro e não livro. Organizar e decorar os espaços da BE Frequentar acções de formação Reuniões SABE Controlo de utilizadores dos vários espaços da BE/CRE (estudo estatístico) Organização do dossiê de coordenação Coordenar o PNLD - Condições humanas e materiais Papel e a necessidade de liderança por parte do professor Ruído de alguns utilizadorespara a prestação dos serviços coordenador. Escassez de tempo dos PB e restante equipa Alunos monitores/colaboradores da BE Os PB estão demasiado tempo no atendimento aos Equipamento informático utilizadores Apoio às actividades de pesquisa Incentivar a funcionária a frequentar acções de Atitude de colaboração formação na área de TIC Reuniões periódicas da equipa.D - Gestão da colecção/ da Realização do processo de informatização do fundo Falhas na internetinformação documental (actualização de registos, catalogação, indexação Fraco envolvimento da comunidade educativa no e classificação). processo de avaliação da BECREG. Utilização da WEB e outras fontes de informação na prospecção e identificação de materiais de interesse para alunos e professores Reuniões periódicas da equipa. Actividades dirigidas à comunidade educativa Actividades em parceria com a Biblioteca Municipal e com as outras bibliotecas escolares do Concelho Parcerias com Biblioteca Municipal em exposições cedidas por esta instituição
  7. 7. Tabela – Parte 2Indicadores Acções de comunicação e de trabalho com a escola que contribuam para uma melhorar apropriação da BE e reconhecimento do seu valor.A - Articulação curricular da Self-evaluation should be a regular part of normal school life which involves everyone: staff, pupils, parents,biblioteca escolar com as estruturas governors,inspectors and the wider community.(1)de coordenação e supervisãopedagógica e com os docentes. - Fraca mobilização para a necessidade de avaliar o impacto e o valor da BE no Agrupamento Como resolver: 1. Destacar Referências à BE: - nas planificações dos departamentos curriculares/ áreas disciplinares; - nos projectos curriculares das turmas. - Registos de reuniões/ contactos. - Registos de projectos/ actividades. - nas planificações das ACND; 2. Dinamização do Workshop sobre o modelo de auto-avaliação da BE O Programa da Biblioteca Escolar passe a estar integrado nos planos estratégicos e operacionais da escola e na visão e objectivos educativos da escola. 3. Pensar em conjunto Incentivar um reforço no conceito de cooperação, baseado na planificação e no trabalho colaborativo com os professores das diferentes disciplinas.
  8. 8. A - Promoção das literacias da Pontos fracos:informação, tecnológica e digital Nem sempre é possível planear em conjunto com os agentes educativos e também registar o desenvolvimento das diferentes literacias: literacias da leitura e literacias digitais e da Informação, integrando e apoiando o desenvolvimento curricular, áreas centrais para as actividades do PB Como resolver: - Plano de Actividades da BE. - Referências à BE: - no projecto educativo e curricular; -nos projectos curriculares das turmas. - Registos de reuniões/ contactos. - Registos de projectos/ actividades. - Materiais de apoio produzidos e editados. - Questionário aos docentesB - Leitura e literacia Pontos fracos: Fraca evidência dos efeitos das variadas acções de divulgação à comunidade educativa da colecção de Literatura e de programas de leitura que contribuam para o enriquecimento pessoal e para o gosto pela leitura? Como resolver: - Estatísticas de requisição, circulação no agrupamento e uso de recursos relacionados com a leitura. - Estatísticas de utilização informal da BE. - Estatísticas de utilização da BE para actividades de leitura programada/ articulada com outros docentes. - Registos de actividades/ projectos. - Questionário aos docentes (QD2). - Questionário aos alunos (QA2). - Questionário aos pais e EE (QEE1) (na educação pré-escolar e ensino básico)C - Apoio a actividades livres, extra- Ponto fraco:curriculares e de enriquecimento Fraca evidência do desenvolvimento sistemático de formação e apoio individual ou em grupo no âmbito das
  9. 9. curricular. literacias críticas (professores e alunos) Como resolver? - Registos de actividades/ projectos promovidos pelos alunos. - Plano de actividades da BE. - Questionário aos alunos (QA3).C - Projectos e parecerias Ponto fraco: Fraca participação da BE nas Estatísticas de utilização da BE em contextos de colaboração com outras escolas. - Registos de projectos/ actividades desenvolvidos na BE envolvendo várias escolas. - Estatísticas de empréstimo interbibliotecas ou inter-escolas. - Planos de actividades das BE.O desenvolvimento de estratégias de cooperação com outras bibliotecasD - Articulação da biblioteca com a Ponto fraco:escola. Acesso e serviços prestados Fraca participação em Documentos de gestão da escola.pela biblioteca Como resolver: - Reformulação de Documentos de gestão da BE. - Entrevista/ questionário ao director (CK1). - Excertos de actas de apresentação de projectos/relatórios ao conselho pedagógico; determinações/ recomendações do conselho pedagógico. - Registos de projectos/ actividades envolvendo trabalho na/ com a BE.D - Condições humanas e materiais Ponto fraco:para a prestação dos serviços - falta de tempo para a recolha de evidências - evidence based practice, já por nós referida. Como resolver: - funcionário na BE a tempo inteiroD - Gestão da colecção/ da Ponto fraco:informação Fraco registo da eficácia da partilha da informação disponibilizada
  10. 10. Como resolver? - Auto-avaliação do professor bibliotecário (CK3). - Questionário aos docentes (QD3). - Registos do trabalho articulado com departamentos e docentes. - Registos de projectos/ actividades desenvolvidos pela BE. - Documentos caracterizadores da BE (planta, equipamentos, outros). - Registos de observação do funcionamento. - Questionário aos docentes (QD3). - Questionário aos alunos (QA4). - Livro/ caixa de sugestões/ reclamaçõesPerante a análise da situação, qual dos domínios lhe parece dever ser já objecto de avaliação? Indique, se necessário outros factores que foramconsiderados.A escolha do domínio a avaliar deve assim partir do professor bibliotecário/ equipa, mas deve resultar de uma decisão fundamentada, por forma a poder servalidamente justificada junto dos órgãos executivos e de decisão pedagógica. Deve ser discutida com o órgão directivo e ser determinada pelas prioridadese restantes processos existentes na escola.A tabela anterior permite desde já a identificação de áreas que necessitam de melhoramento e as que precisam de ser acompanhadas e mantidas. A partirdo esquema SWOT (strenghts, weakness, opportunities, threats) e, assim, responder à questão fulcral – o que fazer agora?(SCOTT,E. 2002).É com base nesta análise que se deve seleccionar o domínio (A, B, C ou D) para a realização da auto-avaliação. Ao fim de quatro anos todos os domíniosterão sido avaliados, estando nesse momento a BE e a escola na posse de dados que cobrem todas as áreas de intervenção. Como já se referiu, o resultadoglobal da auto-avaliação da BE deverá ser integrado na auto-avaliação da escola.Assim, parece-me ser na área D - Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços que se sente maior dificuldade dado que se trata de três
  11. 11. bibliotecas escolares, distantes entre si, nas quais é impossível permanecer a tempo inteiro sob pena de penalizar o desempenho das restantes BES. Estesfactores interferem necessariamente com a vida das BES.Nesta área, o papel e a necessidade de liderança por parte do professor coordenador é fulcral, pois embora os restantes bibliotecários participem, com aajuda de Alunos monitores/colaboradores da BE, é um desafio permanente debatermo-nos com falhas no equipamento informático, apoio às actividadesde pesquisa e manter uma atitude de colaboração e participação activa da BE nas actividades curriculares: O papel do PB toma neste domínio maiorvisibilidade dada a necessidade de haver uma excelente comunicação entre os diversos agentes: To be an excellent communicator with me, the staff, the students, the parents and the community. There should be a formal plan that informs each of these groups about the resources and activities of the program. Johnson, Doug (2005)Tendo em conta a segunda tabela, apresento igualmente possibilidades de recolha de evidências para os vários pontos fracos que destaquei, de forma adar a perceber as relações que se estabelecem com os domínios a avaliar, a comprovar o que a BE faz nesse domínio ou que projectos desenvolveu.Após a fase de gestão e interpretação da informação recolhida, a partir das evidências registadas (tabela 2), há que extrair sentidos interpretando-a eestabelecendo ligações entre os dados para a de elaboração do relatório, agora com recurso à aplicação informática disponibilizada pela RBE, é necessárioestabelecer relações entre os diferentes dados e finalmente a divulgação dos resultados ao nível da escola. De facto, é essencial que, face aos resultados daavaliação, sejam equacionadas as estratégias e medidas a tomar com vista ao melhoramento do desempenho da BE. Este é um dos objectivosfundamentais da auto-avaliação. O Relatório de auto-avaliação deve ser discutido e aprovado em Conselho Pedagógico, bem como o plano de melhoria quevier a ser delineado. A avaliação da BE deve estabelecer ligações com a avaliação da escola. Do relatório de avaliação da BE deve transitar uma síntese quevenha a integrar o relatório da escola. A avaliação externa da escola pela Inspecção poderá, assim, avaliar o impacto da BE na escola, mencionando-a norelatório final de avaliação da escola.(1) Self-evaluation should be a regular part of normal school life which involves everyone: staff, pupils, parents, governors,inspectors and the wider community. It should be a constant process in a cycle which includes identifying priorities forimprovement; monitoring provision; and evaluating outcomes. If the value of the library in supporting teaching andlearning is to be fully appreciated, its evaluation should be seen as an integral part of whole school self-evaluation. Forthis reason, there are numerous references in the school library self-evaluation models to the ways in which the libraryinteracts with other parts of the school. Similarly, it is recommended that references to the use of the library areincluded in departmental and whole-school self-evaluation documents. (McNICOLA, 2004)
  12. 12. BibliografiaScott, Elspeth (2002) “How good is your school library resource centre? An introduction to performance measurement”. 68th IFLA Council and GeneralConference August. <http://www.ifla.org/IV/ifla68/papers/028-097e.pdf> [14/10/2009]McNicol, Sarah (2004) Incorporating library provision in school self-evaluation. Educational Review, 56 (3), 287-296. (Disponível na plataforma)Johnson, Doug (2005) “Getting the Most from Your School Library Media Program”,Principal. Jan/Feb 2005 <http://www.doug-johnson.com/dougwri/getting-the-most-from-your-school-library-media-program-1.html> [14/10/2009]
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×