Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Maria castanha
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
498
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
24
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.  
  • 2.
    • O céu estava cinzento e o vento fazia-se sentir, mas enquanto não chovia os meninos continuavam a brincar no jardim.
    • Mesmo sem haver Sol, os meninos sentiam os pés quentinho e ficavam com as bochechas encarnadas de tanto correr e saltar.
  • 3.
    • Certo dia, enquanto brincavam, apareceu uma menina diferente no jardim: não tinha as bochechas encarnadas mas sim uma cara redonda, castanha, com dois olhos grandes escuros e brilhantes.
    • Olá, com te chamas? – Perguntaram eles.
    • Chamo-me Maria. Às vezes chamam-me Maria Castanha.
    • Maria Castanha! – Gritaram todo. Porquê?
    • Porquê tenho a pele mais escura que a vossa.
    • Queres brincar connosco?
    • Sim , claro. Querem jogar à apanhada?
    • Pode ser. Vamos!
  • 4.
    • Maria corria mais depressa que os outros meninos. Corria tanto que nem viu o caminho do vendedor de castanhas que estava à porta do jardim e foi contra ele:
    • Pum! Eram só castanhas pelo ar, pelo chao, incluindo a Maria.
    • Tu não vês por onde andas!? Espalhaste tudo… - disse o vendedor.
    • Desculpe, foi sem querer - disse a Maria.
  • 5.
    • Ela não fez de propósito, nós estávamos a brincar à apanhada! – Disseram os outros meninos.
    • Eu ajudo a apanhar tudo – disse a Maria.
    • Enquanto a Maria apanhava as castanhas do chão os outros meninos decidiram ajudar.
    • Obrigada - agradeceu a Maria.
    • É para isto que os amigos servem, para se ajudarem uns aos outros – disseram os meninos.
  • 6.
    • Bem, como apanharam tudo e para ficarmos todos amigos, vou oferecer-vos castanhas. Gostam? – perguntou o vendedor.
    • Gostamos, gostamos! – responderam os meninos.
    • Eu não sei, nunca provei! – disse a Maria.
    • Pois então vais saber como são boas … - Disse o vendedor.
    • Deitou castanhas e sal para dentro de assador e pô-lo em cima do lume. Passado um bocado já se ouviram a estalar e cheiravam tão bem … Quando as distribuiu disse:
    • Cuidado que estão quente, não se queimem.
    • Hum, são boas! – Disse a Maria.
  • 7.