Gestão de Projetos e Empreendedorismo: SIN-NA7 (20/11/2013)

303 views
213 views

Published on

Slides da aula apresentada no dia 20 de novembro de 2013.

Disciplina: Gestão de Projetos e Empreendedorismo.

Curso: Sistemas de Informação (SIN-NA7).

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
303
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gestão de Projetos e Empreendedorismo: SIN-NA7 (20/11/2013)

  1. 1. 2° Semestre de 2013 SIN-NA7 Alessandro Almeida | www.alessandroalmeida.com 20/11/2013
  2. 2.  Instituição humana projetada para criar novos produtos e serviços sob condições de extrema incerteza Um empreendimento
  3. 3.  Em vez de lançar um produto totalmente acabado, a partir de um plano de negócios, a ideia é testar hipóteses, apresentando um produto mínimo viável aos stakeholders  Hipóteses apresentadas no Quadro do Modelo de Negócios
  4. 4.  Produto Mínimo Viável...  Maneira mais rápida de entregar valor para o cliente (produto ou serviço), obtendo feedbacks para rodar novamente o ciclo e gerar um novo produto mínimo viável
  5. 5.  Produto Mínimo Viável...  É definido na Proposta de Valor do Quadro do Modelo de Negócios Qual será o produto mínimo viável?
  6. 6.  O foco é buscar um modelo de negócios adequado a partir da constante interação com o público-alvo
  7. 7. Avaliação Planejamento Teste Requisitos Implementação Análise & Design
  8. 8. Avaliação Planejamento Teste Produto mínimo viável Requisitos Implementação Análise & Design
  9. 9. Avaliação Feedback de clientes Planejamento Teste Requisitos Implementação Análise & Design
  10. 10. Jogarei fora meus livros sobre Plano de Negócios!!!
  11. 11. QUADRO DO MODELO DE NEGÓCIOS • Foco na entrega de valor no menor prazo possível (fluxo da startup enxuta) • Maior participação das partes interessadas no processo de criação • Dinamismo • Permite testar as hipóteses (fluxo da startup enxuta) • Apresentação simples pode ser essencial para a “venda” da ideia (pitch) PLANO DE NEGÓCIOS • • • • • Análise detalhada do cenário Mais planejamento Foco na mitigação de riscos Visão das possibilidades Mais tempo para ter algum produto ou serviço disponível • Pode ser exigido pelos possíveis investidores
  12. 12. QUADRO DO MODELO DE NEGÓCIOS • Foco na entrega de valor no menor prazo possível (fluxo da startup enxuta) • Maior participação das partes interessadas no processo de criação • Dinamismo • Permite testar as hipóteses (fluxo da startup enxuta) • Apresentação simples pode ser essencial para a “venda” da ideia (pitch) PLANO DE NEGÓCIOS • • • • • Análise detalhada do cenário Mais planejamento Foco na mitigação de riscos Visão das possibilidades Mais tempo para ter algum produto ou serviço disponível • Pode ser exigido pelos possíveis investidores
  13. 13. QUADRO DO MODELO DE NEGÓCIOS • Foco na entrega de valor no menor prazo possível (fluxo da startup enxuta) • Maior participação das partes interessadas no processo de criação • Dinamismo • Permite testar as hipóteses (fluxo da startup enxuta) • Apresentação simples pode ser essencial para a “venda” da ideia (pitch) PLANO DE NEGÓCIOS • • • • • Análise detalhada do cenário Mais planejamento Foco na mitigação de riscos Visão das possibilidades Mais tempo para ter algum produto ou serviço disponível • Pode ser exigido pelos possíveis investidores
  14. 14.  O Quadro do Modelo de Negócios pode ser um ponto de partida para o Plano de Negócios...  Após vários ciclos de teste das hipóteses
  15. 15.  O Quadro do Modelo de Negócios pode ser um resumo do Plano de Negócios existente...  Para colher os benefícios da metodologia, você terá que assumir o risco de descartar o Plano de Negócios criado
  16. 16.  Eles também podem ser criados em paralelo...  Loucura!
  17. 17.  A combinação do Quadro do Modelo de Negócios + metodologia Startup Enxuta pode ser o ideal para quem deseja empreender – principalmente – em negócios digitais...  Colaboração  Velocidade  Simplicidade  Participação constante do cliente
  18. 18.  O Plano de Negócios não pode ser ignorado, pois será útil para fornecer uma visão detalhada de como o empreendimento vai funcionar...  O empreendedor deve avaliar o melhor momento de construí-lo
  19. 19. 1. 2. 3. 4. 5. Assumir riscos racionalmente Identificar oportunidades sistematicamente Valorizar e buscar o conhecimento Habilidade com a organização Tomada de decisões como um processo
  20. 20. Desenvolver a liderança 7. Dinamismo, nunca acomodação 8. Autonomia 9. Otimismo 10. “Tino” empresarial 6.
  21. 21. alessandro.almeida@uol.com.br www.alessandroalmeida.com/unifieo.htm www.slideshare.net/alessandroalmeida

×