Your SlideShare is downloading. ×
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Marketing de conteúdo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Marketing de conteúdo

708

Published on

Interessante publicação colaborativa sobre marketing de conteúdo.

Interessante publicação colaborativa sobre marketing de conteúdo.

Published in: Business
0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
708
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
75
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 1 | E-book Colaborativo
  • 2. 2 | E-book Colaborativo
  • 3. 3 | E-book Colaborativo
  • 4. SumárioFaça um texto como se você fosse o leitor .......................... 7Dez segundos para captar sua atenção .............................. 13Como otimizar seus artigos para o Google ........................ 20Tipos essenciais de conteúdo .............................................. 29 4 | E-book Colaborativo
  • 5. 5 | E-book Colaborativo
  • 6. 6 | E-book Colaborativo
  • 7. Cris Leitão Guerra Faça um texto como se você fosse o leitorA quantidade de informação gerada na internet é tantaque ninguém é capaz de acompanhar tudo, não importaquanto tempo fique conectado, o que gera stress eansiedade em algumas pessoas. A internet é um meroinstrumento, pois quem gera as informações são aspessoas e aqueles que tiverem a capacidade de filtrar oque é mais importante para agregar ao seu conhecimento,conseguem tirar melhor proveito desta ferramenta. Comojá disse o escritor Humberto Eco: “a internet é perigosapara o ignorante e útil para o sábio, porque ela não filtra oconhecimento e congestiona a memória do usuário”. Escrever com foco no ambiente digital pode atéparecer fácil, mas não é. O seu conteúdo estarádisputando espaço com os milhares de outros postados 7 | E-book Colaborativo
  • 8. diariamente e sobressair-se em meio a este turbilhãorequer: frequência, domínio do assunto e talento.Seguem algumas dicas que podem ajudar nestaempreitada:Público-alvo. Há diversas maneiras de escrever um mesmotexto. Há quem escreva de uma maneira mais séria paraexpressar o seu conteúdo e há quem seja mais coloquial,mas o que vai ter destaque na mente do leitor é aquilo quefor capaz de cativá-lo. Se a dúvida for: “qual o melhorestilo a ser usado?”, a resposta será outra pergunta: “paraquem você vai escrever?”. E vale lembrar que, para escrever bem, uma pessoaprecisa ser apaixonada pelo que escreve. Portanto, opúblico-alvo é, antes de qualquer outro, o próprio autor.Domínio do conteúdo. Para criar um bom texto, uma dascoisas que facilita a vida do autor é o domínio doconteúdo. É claro que pode haver uma situação na qualnão haja um conhecimento profundo a respeito doassunto. Neste caso, uma pesquisa refinada e fontes 8 | E-book Colaborativo
  • 9. confiáveis são cruciais. No ambiente digital, a curadoria doconteúdo é valiosa e economiza tempo.Adaptação da linguagem. É necessário saber onde o textoserá postado para que haja adaptação da linguagemutilizada. Assim, um médico faz uso de mais termostécnicos quando escreve para outros médicos e maiscoloquiais quando se dirige a seus pacientes.Frequência. Não adianta ser o “homem de um texto só”.Para escrever na web, frequência é requisito básico paraser notado. Afinal, ninguém cria um blog ou escreve umtexto e posta na web para não ser lido ou não ter umfeedback. Para isso existe o diário. Toda postagem tem apretensão de ser notada e lembrada num próximo acessoOrtografia. É preciso ter um cuidado muito grande na horade finalizar um texto. Uma das características do públicona web é a replicabilidade e um erro de português poderesultar na multiplicação de uma reputação ruim. 9 | E-book Colaborativo
  • 10. Tamanho do texto ideal. Não devemos ter medo daquantidade de palavras escritas. Quem tem interesse noconteúdo não será freado pelo tamanho do texto. Podeaté deixar para depois, mas vai guardar o seu link em favordo conhecimento. Cabe às palavras, o trabalho de mantê-lo interessado.Divulgação. A sequência mais importante após odesenvolvimento do texto é a sua divulgação. Diversasmaneiras podem facilitar o processo, tais como:planejamento de postagens e comunicação,relacionamento nas redes sociais e networking comblogueiros e assessores de imprensa. Cabe a vocêdescobrir qual é o melhor caminho a ser trilhado de acordocom os seus objetivos.Inserção de imagens. Um dos dons da imagem é capturara atenção das pessoas. Se ela tem este poder, por que nãousar a favor do seu conteúdo? A imagem, quando bemutilizada e quando casada com as informações facilita ocompartilhamento, inclusive, nas redes sociais. 10 | E-book Colaborativo
  • 11. Por fim, é necessário dar o primeiro passo.Divagações não vão ajudar, a não ser que sejammaterializadas em palavras. Agora, teclado em mãos, umaboa ideia na cuca e boa sorte! 11 | E-book Colaborativo
  • 12. 12 | E-book Colaborativo
  • 13. Maristela Moura Dez segundos para captar sua atenção Frases e fôlego curto. Seja inteligente, interativo e atraente em poucas palavras, ou desista.O tempo na web voa e o universo digital é instantâneo.Como uma lente que captura o tiro que vai direto ao alvo,no mundo virtual o tempo é mínimo e o conteúdo tambémé capturado assim. O que fazer se urgência é a palavrachave que define nosso século? Acompanhando o roteiro de uma busca virtualobservamos que o usuário faz sua pesquisa, lê os cincoprimeiros resultados que aparecem na primeira página,clica, entra no site, lê o título, faz um scanner das imagenscom os olhos, procura o objeto de sua busca, caso 13 | E-book Colaborativo
  • 14. encontre, mergulha. Se a página não oferece valor aovisitante, será abandonada sem dó. Esse ciclo se repete várias vezes, todas em até 10segundos. E, se as imagens demorarem a carregar, se otexto for longo e a barra de rolagem à direita ficarpequena, se o usuário encontrar uma página com designpoluído, excesso de informações desnecessárias à suabusca e se o telefone para contato não estiver bem à vistaa busca recomeça. Em outro site. Seu site ou blog tem uma única chance de causaruma primeira boa impressão e o conteúdo deve estar bemembalado para que a decisão de consumi-lo, ou não, sejatomada em até 10 segundos. O parágrafo acima, além do texto, traz umconteúdo implícito e vários elementos não comentadosque fazem parte dos bastidores de qualquer operaçãoweb. O que não foi dito, mas é de fundamentalimportância é que o site deve ter uma hospedagem dequalidade com acesso seguro e carregamento rápido dapágina; boa acessibilidade; excelente arquitetura da 14 | E-book Colaborativo
  • 15. informação; design enxuto e conteúdo planejado paraatender à expectativa do usuário. Com todos esses requisitos – qualidade doconteúdo somado ao bom desempenho técnico – seu siteestá pronto para uma posição relevante no universoWWW. O sucesso precisa de mais que uma landing pagebonita. No mercado virtual não há espaço paraamadorismo e seu concorrente está a um clique dedistância. Continuando o ciclo, após os 10 segundos iniciaisvêm outro momento importante. O usuário decide: - Valeà pena ficar nesse site? Ler, compartilhar nas redessociais, assinar a newsletter para receber maisinformações, baixar um conteúdo, copiar alguma página?Tudo isso é um verdadeiro desafio para os gestores deconteúdo e necessita de estratégias digitais eficientes. O cliente que antes apenas lia a informação nãoexiste mais. Agora ele participa e além de ler, opina, copia,imprime, revisa, discute, discorda, escuta os arquivos emáudio, responde e comenta em fóruns, pergunta por e- 15 | E-book Colaborativo
  • 16. mail, repassa a notícia ou o link, envia assuntos para apauta do editor e vídeos feitos pelo celular de fatos nahora que eles acontecem os quais ele é testemunha,responde enquetes e compartilha nas redes sociais. Ocliente hoje é quase um ninja na comunicação interativa.O meio Web e a mensagem A relação entre os usuários e o meio digital criouuma nova dinâmica de acesso à leitura. Nas plataformasdigitais o texto convive com o hipertexto, a geração delinks internos e externos, atualização constante eincorporação de elementos multimídia.Para facilitar o entendimento observe algumascaracterísticas que fazem a diferença para que umconteúdo seja considerado eficaz.Ranqueamento. A produção de conteúdo para a Internetcria um novo gênero, diretamente relacionado com aforma de acesso, consumo e interação da mensagem. Jánão basta apenas escrever um texto inteligente e queatenda às normas básicas da gramática tradicional. A 16 | E-book Colaborativo
  • 17. estratégia digital deve incluir a melhoria do ranking dapágina nos motores de busca.Levar informação de qualidade ao leitor é importante.Estar bem classificado nos buscadores também. Quantomelhor o posicionamento, maior o status do site, maischances do texto ser lido, comentado, disseminado e até,quem sabe, transformar-se em um trend topic.Não linear. O ambiente virtual tem características deleitura própria e não ocorre palavra por palavra como notexto impresso, por isso é importante ser breve eexpressar-se de forma direta. O conteúdo foi criado comuma determinada lógica e não significa que será acessadopelo usuário da mesma forma. Pode ser que o leitorescolha passar pelos subtítulos e depois voltar ao início, ouentrar na página através de um hiperlink sugerido emoutra página com outro tema e pular para a conclusão. Daía necessidade de uma eficiente arquitetura da informaçãoque vai ajudá-lo a compreender melhor o tema tratado. 17 | E-book Colaborativo
  • 18. Revisão dos conteúdos e atualização. Conteúdos digitaisnão precisam ser definitivos, podem ser sempreatualizados, revisados e renovados, em permanente“beta”. Um post escrito meses atrás pode ser reeditado,atualizado e novamente publicado.Linha editorial. Importante para dar coerência aosconteúdos produzidos, estabelecer a melhor abordagemdos conteúdos a periodicidade da atualização, tendo comoprincípio os objetivos do site, principalmente quando hávárias pessoas responsáveis pela publicação.Política comercial Determina a melhor forma de darsuporte aos produtos ou serviços a partir dos conteúdos,com o objetivo de ajudar a gestão comercial definida noplano de negócio do site. Essas são apenas algumas características quedevem fazer parte do painel de controle do produtor deconteúdo.Dez segundos. 1,2,3 contando. É o tempo de capturar aatenção do cliente. Sua vez agora, já fiz a minha parte! 18 | E-book Colaborativo
  • 19. 19 | E-book Colaborativo
  • 20. Miguel Brandão Como otimizar seus artigos para o GooglePara um blog ser um projeto de sucesso na web énecessário conseguir um bom posicionamento nosresultados dos motores de busca, principalmente noGoogle porque é o principal na Internet. Para isso, e depoisdas atualizações realizadas no algoritmo do Google (Pandae Pinguim) é necessário ter conteúdo de qualidade eotimizados para os motores de busca indexarem melhor etambém para conseguir um bom ranking. Mas com as atualizações constantes do Google noseu algoritmo, neste momento é necessário ter muitocuidado com os excessos na otimização dos artigos. Nãoabuse, escreva a pensar nos seus visitantes, em dar-lheconteúdos de valor, isso sim é importante. Em todo o caso,para otimizar artigos é necessário aplicar algumas técnicasde utilizadas por muitos webmasters e deste modoconseguirem um bom ranking. 20 | E-book Colaborativo
  • 21. Identificar um tópico – Isto é fundamental para poderescrever sobre determinado tema do seu nicho, osmotores de busca podem dar valor a artigos de nichos bemdefinidos. Escolha um assunto ou tema que tenha a vercom o seu blog. Vamos imaginar que o seu blog é sobreMarketing Online, não vai escrever sobre marketingpolítico! Porque de certeza que os seus visitantes queestão à procura de conteúdos sobre marketing online nãovão querer saber do marketing político e vão fechar deimediato o seu blog. Logo, a taxa de rejeição vai aumentaro que para o Google é um mau sinal e pode começar a serpenalizado. Pesquise as palavras-chave – Use uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave para determinar quais são as palavras-chave e frases-chave que estão a ser mais pesquisadas. Para esse efeito a ferramenta gratuita do Google (bit.ly/9FqW8F). O objetivo da pesquisa de palavras-chave é a obtenção de uma lista de palavras- chave relevantes do tema do seu blog com mais procura no motor de busca do Google. Observe o 21 | E-book Colaborativo
  • 22. volume de buscas que estão a ser realizados para as várias frases. Isso vai ajudar a determinar quais são os termos e frases ligados ao seu tema que vai escrever e principalmente sobre aquilo que os utilizadores andam a procura no Google. Não se esquecer de analisar as Long Tails – As palavras-chave restantes desempenham um papel muito importante no conteúdo do blog. Ou seja, as palavras-chave long tails são termos de pesquisa com 2 ou mais palavras e que os motores de buscam indexam muito bem e posicionam muito melhor do que se for uma palavra apenas. Por exemplo, pegando no exemplo da palavra-chave Marketing Online, neste caso uma variante (Long Tail) possível seria Marketing Online Formação. Será importante ter uma lista com este tipo de variantes de palavras-chave para produzir textos para os seus artigos. Seja criativo. Escolha um título eficaz – Comece a escrever o conteúdo dos artigos antes de escrever o título. Depois decida quais as palavras-chave que quer posicionar e 22 | E-book Colaborativo
  • 23. que estejam relacionadas com todo o conteúdo que escreveu, é aí que vai escolher um título mais eficaz e onde não pode esquecer que deve colocar a palavra- chave no título. Comece a escrever no interior do artigo – Comece por colocar a palavra-chave no interior do artigo. Será por aqui que vai começar. Pesquise sobre o seu tema e escreva fato básicos relacionados com essa(s) palavra- chave pré determinada. Tenha em mente que são os fatos que as pessoas procuram, mas ter sempre em atenção os exageros sobre esses mesmos fatos que vai escrever. Se começar a escrever frases apenas para incorporar palavras-chave então não vale a pena estar a perder tempo porque o Google mais tarde ou mais cedo vai conseguir ver isso e aí será penalizado. Se estiver realmente a escrever sobre o tema, as palavras- chave devem fluir naturalmente. Em baixo podemos ver algumas dicas para escrevertextos bem elaborados e que o Google “gosta”, isto sãoapenas algumas dicas que se vai aprendendo ao longo do 23 | E-book Colaborativo
  • 24. tempo e também de pesquisas efetuada em blogs desucesso na Internet além de formações em escrita criativa.É evidente que poderão existir outras técnicas que possadesconhecer, mas mesmo assim ficam aqui algumas dicas; • Use as bullets, que são estes pontinhos pretos antes do texto. • Colocar as palavras-chave a negrito, não abusando. • Faça uma combinação nos títulos de palavras-chave com texto que chame à atenção. • Por cada parágrafo coloque títulos. • Escreva frases curtas e objetivas. • Para dar o seu ponto de vista utilize frases curtas. • Utilize o itálico. • Faça links internos • Coloque imagens com descrição(palavra-chave), vídeos, Pdf´s, e toda a variedade de conteúdos multimédia que a web 2.0 fornece gratuitamente. Lembre-se que o objetivo é fornecer informaçõesaos seus visitantes e principalmente dar respostas ao queandam à procura. Os motores de busca tornaram-se hoje 24 | E-book Colaborativo
  • 25. motores de resposta e por isso mesmo o Google está aficar cada vez mais exigente. Adicione palavras-chave demodo natural pelo artigo e as suas variações sem abusarmuito. Alguns testes efetuados recomendam que adensidade das palavras-chave num artigo não deveultrapassar os 6% de todo o texto, mais do que isso o seublog pode ser penalizado. Mas como a atualização do algoritmo do Google(Panda e Pinguim) veio alterar muita coisa não sei até queponto esta percentagem ainda é válida, mas porexperiência própria tenho artigos onde aplico esta técnicae em alguns funcionam, mas noutros não, depende demuitos outros fatores provavelmente. Além disto, utiliza-setambém as palavras-chave no início de frases, parágrafos ecabeçalhos assim como no final do artigo também éimportante. Um dos fatores em conteúdos que atualmente émuito importante para o Google é a originalidade dosconteúdos, não faça artigos copiados de outros blogs, maiscedo ou mais tarde de certeza que o seu blog vai ser 25 | E-book Colaborativo
  • 26. penalizado e se o Google pensar que é conteúdo duplicadoentão é que será mesmo complicado sair dessapenalização. Faça ligações internas entre os seus artigos – o Google gosta de perceber que o seu blog está feito a pensar nos visitantes, ou seja, no texto dos artigos ligue com as palavras-chave para outros artigos que falem sobre o assunto da palavra-chave. Um bom exemplo para perceber isto, são os artigos da Wikipédia. Há várias formas de ligar os artigos com as palavras-chave. Basta ser criativo! Faça uma conclusão final - Normalmente quem gosta de ler, sejam jornais ou textos na web os leitores gostam de um breve resumo do que foi escrito ou de algumas reflexões sobre o assunto que foi escrito. Basta um pequeno parágrafo, deste modo é um convite aos leitores para ficarem com os seus próprios pensamentos sobre o assunto do que foi escrito no artigo e para depois deixar essa opinião nos comentários. 26 | E-book Colaborativo
  • 27. Desta forma vai obter interação de seus visitantes,mas também desenvolver uma maior cobertura do temacom os seus visitantes e assim poderá ter nos comentáriosdos artigos mais experiências de outros profissionais ebloggers. 27 | E-book Colaborativo
  • 28. 28 | E-book Colaborativo
  • 29. Bruno de Souza Tipos essenciais de conteúdo Marketing de Conteúdo tem o propósito em criar conteúdo único, relevante e notável para seu cliente potencial.A criação e distribuição de conteúdo se tornouextremamente importante para a eficácia do marketing, oque exige elevadas conversas na estratégia depraticamente qualquer negócio. Alguns podem ir tão longea ponto de dizer que a comercialização conteúdo tornou-se a principal ferramenta para gerar confiança na marca. A palavra conteúdo pode ser muito confusa,especialmente para muitos empresários que tentam fazero conteúdo um jogo para a aquisição de clientes.Estrategicamente, a palavra conteúdo deve significar maisdo que artigos em um blog. Deve começar a pensar em 29 | E-book Colaborativo
  • 30. conteúdo como o corpo completo de um trabalho que secomeça para servir o seu negócio no tempo. É necessário identificar e criar conteúdo ao redordas palavras e frases chaves para seu nicho, artigos noformato educacional é um ponto diferencial em seunegócio. Também deve se pensar em conteúdo como umaferramenta que mobiliza prospects de conhecimento aconversão. Este esforço exige pelo menos cinco tipos deconteúdos que você deve construir. Cada conteúdo deveser considerado parte integral da sua estratégia. Aquiestão cada um deles:Conteúdo que constrói confiança: um dos primeirostrabalhos de seu conteúdo é construir uma ponte entre oconhecimento e a confiança. Seus esforços de SEOencaixam muito bem com este ripo de conteúdo paraassegurar que os usuários encontrem e cheguem emabundância. Como fazer algo - conselhos, dicas e truques. Menções: comentários dos clientes 30 | E-book Colaborativo
  • 31.  Testemunhos - opinião de clientes felizes com seu produto Artigos - artigos que mencionam sua empresa em publicações de terceiro.Conteúdo que educa: Uma vez que se criar conhecimentoe confiança, os prospects estarão cientes de ondeencontrar muitos mais sobre determinados assuntos,soluções.Conteúdo gerado pelo cliente: Incentivar seus clientes nacriação e produção de conteúdo que constrói lealdade ecomunidade, da prova de seus resultados e criar pontespara a criação de conteúdo. Você já ouviu falar muitosobre a necessidade de se produzir conteúdo,provavelmente escrever um blog ou editar informações.No entanto, existe um tipo de conteúdo que é o menosfocado, mas é o mais poderoso, me refiro ao conteúdogerado pelos clientes. Seus clientes, aqueles que já conhecem, gostam econfiam em você, estão melhor equipados para contar ahistória do seu negócio do que um exército de escritores 31 | E-book Colaborativo
  • 32. em um departamento marketing, então por que nãoenvolvê-los? Imagine tomar o seu melhor cliente, mais fiele mais expressivo como parte dos seus esforços deconteúdo.Conteúdo de terceiros: Uma das tarefas das pessoas domarketing hoje em dia é prever a informação útil para seusclientes. Filtrar e agregar conteúdo produzido por terceirosnão é apenas uma grande serviço, mas um grandediferenciador. Referências e comentários: Incentivar os clientes a escrever sobre nós em outros sites. Para gerar discussão em torno de temas específicos, para engajá- los em uma conversa que gira em torno de nossa marca. Histórias de sucesso: quando um cliente está realmente satisfeito com o serviço que nós fornecemos, podemos convencê-lo a participar de uma “história de sucesso”, destacando o cliente no uso do seu produto. 32 | E-book Colaborativo
  • 33. Conteúdo para converter: Esta ultima categoriahabitualmente passada por alto quando se escreve apenaspor escrever. Um bom conteúdo tem a habilidade de atraire converter prospects a uma ação de compra. Eventos: participar ativamente em eventos, conferências e seminários, é uma das melhores formas não apenas de nos fazer conhecidos, mas para vender a nossa ideia. Resultados: nada fala mais de nós que a evidência de um trabalho bem feito e resultados concretos. O fornecimento dessas informações pode ajudar a valorizar a nós mesmos mais positivamente como uma opção.É necessário muito conteúdo, isso se sabe, mas tambémsabe se que a criação de conteúdo é uma dos trabalhosque mais consome tempo. O certo é criar seu próprioconteúdo tendo como base a educação, e o ideal écomplementar com conteúdos de terceiros. Um dos melhores serviços que pode oferecer éfiltrar tudo que se produz selecionar e apontar o melhor 33 | E-book Colaborativo
  • 34. do melhor para compartilhar com a comunidade.Encontrar e compartilhar conteúdo de forma consistente erelevante, adicionando seus pontos de vista a essainformação não só é uma boa maneira de aumentar ovolume de conteúdo, mas, além disso, constrói confiança evalor ao conteúdo. Sem grande dificuldade podemos ter em conta quemuitas empresas se apoiam de maneira importante sobreseu conteúdo para gerar e converter clientes potenciais.Vale citar aqui o Hubspot, um serviço de marketing onlineque mais produz, agrega e promove conteúdo útil comouma forma de gerar potenciais clientes. Existem muitos artigos compartilhandoferramentas que produzem conteúdo de forma fácil eonde podemos encontrar inspiração sobre temas paraescrever. O novo consumidor está mais seletivo, exigente eciente do "valor da sua atenção" na cadeia decomunicação entre a empresa e o seu mercado. 34 | E-book Colaborativo
  • 35. Sem despertar o interesse e prender a atenção dopúblico à mensagem que o anunciante quer fazer chegar aquem de fato pode adquirir aquele bem ou serviço, não hácomunicação, não se constrói nenhuma imagem da marcana mente daquele consumidor, muito menos se despertanele o desejo de consumo. Tentar sequestrar a sua atenção, impondo umamensagem publicitária através do Marketing deInterrupção, tem se mostrado cada vez mais ineficiente e,em muitas ocasiões, com efeito contrário ao desejado,provocando a ira do consumidor que gradativamente vaidestruindo qualquer imagem positiva que tinha daquelamarca. Quanto melhor for a experiência maior será oreconhecimento. O grande desafio é ser criativo emproporcionar conteúdo inovador e interessante a baixocusto. 35 | E-book Colaborativo
  • 36. 36 | E-book Colaborativo

×