Palestra Semana do E-commerce Web Semantica

1,074 views

Published on

Palestra realizada por Alexandre Grolla no evento Semana do E-commerce sobre Web Semântica e suas implicações no comércio eletrônico.

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,074
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Palestra Semana do E-commerce Web Semantica

  1. 1. Web Semântica e sua aplicação no E-Commerce Alexandre Grolla alegrolla@gmail.comPatrocínio
  2. 2. WEB SEMÂNTICA Possibilita a criação de tags, campos de texto que ficam escondidos nas páginas web. O programador precisa saber o significado de cada tag criado pelos autores das páginas para utilizá-los. Ou seja, XML permite que o usuário adicione estruturas arbitrárias a seus documentos, mas não permite representar o significado de cada estrutura.
  3. 3. WEB SEMÂNTICAEste seria o papel desempenhado pelo RDF - expressar significado àsEstruturas. O RDF codifica os tags em um conjunto de triplas, sendocada tripla dotada de um sujeito, verbo e objeto de uma sentençasimples. Essas triplas podem ser escritas utilizando XML tags. Em RDF,um documento pode fazer assertivas sobre relações entre coisas tais como Maria(sujeito) é irmã (verbo) de Pedro (objeto). Essa estrutura tende a ser uma maneiranatural de descrever a maioria das informações processadas pelos computadores.É possível que vários bancos de dados utilizem identificadores diferentes para conceitosiguais. Um programa que queira comparar ou utilizar informações de distintos bancosde dados precisa saber que diferentes termos têm o mesmo significado.
  4. 4. WEB SEMÂNTICA Esse objetivo é alcançado através da criação de coleções de informações denominadas Ontologias (OWL). Ontologia, na filosofia, significa teoria a respeito da natureza da existência. Pesquisadores e estudiosos das áreas de Inteligência Artificial e Web incluíram esse termo em seus jargões com um significado adaptado que é documento ou arquivo que define formalmente as relações entre os termos.
  5. 5. “Precisamos de linguagens para expressar as relações entre os diferentes tipos de dados: WEB SEMÂNTICA uma “web semântica” que permita que todos os dados sejam vistos como uma única grande base de dados. A web semântica será revolucionária para o e-commerce.” Tim Berners-Lee http://youtu.be/P2sfUPel260
  6. 6. WEB SEMÂNTICA As etiquetas RFID podem ser de todos os tamanhos, do porte de um grão de arroz que pode ser injetado sobre a pele, a um adesivo plano do tamanho de um pente de bolso ou um cartão de visita e podem ser coladas sobre qualquer superfície. Você poderá colocar RFIDs em suas joias, óculos e animais de estimação, configurar seu celular para bipar se sair do clube de tênis sem sua raquete e qualquer dispositivo com recurso GPS poderá informar onde as coisas estão ou estiveram.
  7. 7. WEB SEMÂNTICA
  8. 8. WEB SEMÂNTICA1. Instala aplicativo no celular ou pega um emprestado.2. Escannea os códigos com a câmera (ofertas personalizadas).3. Digita a quantidade e será exibido o total da compra.4. Produtos já cadastrados – compra de onde estiver. 1. Carrinho com scanner (envia informações para o celular). 2. Informações sobre validade e estoque (refrigerador informa necessidade de reposição). 3. Pagamento ao passar pelo portal (cadastro prévio).
  9. 9. WEB SEMÂNTICAPROPAGANDA DO FUTURO FUTURE STOREhttp://youtu.be/vvqs7rMUkvg http://youtu.be/xDm2Fcz-zHA
  10. 10. WEB SEMÂNTICANa Web Semântica, os dados nãose movem – eles permaneceramem um lugar onde semprepoderemos pegá-los, usá-los oucombiná-los com outrasinformações.Já é possível usar toda a web comoum recurso, um depósito de dadosestruturados, como se fosse umgrande banco de dados. Chamamosisso de “dados vinculados”. Osdados permanecem on-line, disponíveis a qualquer pessoaque tenha permissão de acesso.
  11. 11. WEB SEMÂNTICAExemplo desta migração (ou unificação, ou padronização) de dados - mais de um milhão deprodutos, de várias fontes, incluindo preços: O objetivo é ter informações profundas sobre milhões de produtos, sendo um recurso a ser conectado a qualquer sistema de comércio eletrônico sem limitações.
  12. 12. WEB SEMÂNTICANão importa onde estão armazenados os dados, ou se foram transferidos de lugar, desdeque tenham um nome exclusivo que nunca mude. Desta forma, dados estruturados saemda web nos padrões atuais para web aberta, formando a base para web semântica.Para descrever um produto específico,como um carro, você abriria a descriçãogenérica e acrescentaria informaçõescomo cor, número da placa, data defabricação, opcionais, quilometragem,condições internas e externas e assimpor diante.
  13. 13. WEB SEMÂNTICACada fabricante usará os metadadossemânticos para gerenciar toda linhade produção do início ao fim, essascertidões aparecerão on-line comoconsequência do lançamento doproduto e os dados permanecerãoon-line para sempre, como parte dosdados vinculados do produto.A certidão de nascimento permanecerá atualizada por toda a vida do produto. Se vocêinteragir informando, por exemplo, se gostou da assistência técnica prestada, ainformação será armazenada no seu “armário de dados pessoais” e passará a fazerparte do histórico do produto. Se algum dia esse produto for vendido, as informaçõespassarão automaticamente para o novo proprietário.
  14. 14. WEB SEMÂNTICA No futuro semântico, a informação viverá on-line a espera de ser acessada por sua teia de dispositivos. Sua música ou canal de notícias preferido entrará no ar assim que você entrar no carro que acabou de alugar, pois, ao abrir a porta do veículo, você acessou seu armário de dados pessoais, e esse automóvel (incluindo os ajustes de assento e espelho) estará ligado a sua ontologia pessoal.
  15. 15. WEB SEMÂNTICASua ontologia pessoal o ajudará a encontrar programas e filmes, conhecer vinhos, acharpromoções e ofertas, planejar viagens, eventos, restaurantes, etc. Vincule sua ontologiapessoal às suas atividades diárias e transformará seu armário de dados em um assistentevirtual “inteligente”, que aprenderá ao longo de seu cotidiano. Sua ontologia reunirá todosos dados sobre sua vida e aprenderá se adicionar detalhes, como foi bom o show, ou acomida do restaurante. PROVADOR VIRTUALAdicione seu body scan(escaneamento corporal com oKinect, por exemplo) ao seuarmário de dados pessoal e nãohaverá mais necessidade de ir alojas, basta enviar sua ontologiapessoal para experimentarroupas, criar móveis adaptados aseu peso e altura ouencomendar um aparelhoortopédico. http://youtu.be/GOZHGI2t9qs
  16. 16. WEB SEMÂNTICAA unidade básica de uma pesquisa semântica é uma consulta – uma pergunta que ummecanismo de busca pode entender sem ter que adivinhar. Quando nossos armários dedados fizerem as perguntas por nós e filtrarem as respostas de acordo com nossasontologias pessoais, a pesquisa do futuro, na verdade, será desnecessária. O marketing no mundo semântico por sua vez, representará definitivamente a mudança de poder, onde os serviços serão finalmente centrados no cliente e em suas necessidades, desejos e vontades.
  17. 17. WEB SEMÂNTICA EXEMPLO:Suponha que você esteja trabalhando até tardecom sua equipe e você interaja com seu armáriode dados através de qualquer dispositivodisponível (celular, fone de ouvido, display...) edigite apenas uma palavra: comida. Seu armáriode dados responderá: jantar para quatro? Ouseja, seu armário de dados sabe quem está nasala. Ele tem acesso aos armários de dados deseus colegas de trabalho (lembrando quesempre deverá haver autorizações prévias).Sabe o tipo de comida que vocês gostam, além de aversões, alergias ou outros requisitos. Sabe quevocês ainda estão no trabalho, que horas são e que vocês comeram comida chinesa na noite passada.Ele consegue enxergar todo um mundo de fornecedores locais, com resenhas semânticas e descriçõesde produtos. Após 30 minutos, três tipos de pizzas diferentes que todos na sala apreciam(acompanhada de três refrigerantes normais e um diet) serão entregues na porta de seu trabalho e oentregador já recebeu a gorjeta. Se a pizza agradar, você informa seu armário de dados que ele fezuma boa escolha. Caso contrário, especifique o que não gostou que, da próxima vez, ele escolherámelhor.
  18. 18. WEB SEMÂNTICAO próximo passo provavelmente não será uma pequena evolução, nem tampouco umaexplosão de atividades semânticas. Vários varejistas já exigem etiquetas RFID no nível depaletes. O comércio passivo e a personalização em massa ainda devem demorar alguns anos.Os microformatos já são populares para currículos e há centenas de milhões de OpenID emuso. Repositórios centrais e dados vinculados já oferecem suporte a vários setores. Estamoscomeçando a conversar sobre desempenho, resultados e sobre a agilidade em uma novaescala.
  19. 19. WEB SEMÂNTICA SIRI (iPHONE) A DAY MADE OF GLASShttp://youtu.be/FC8r_WUCpSA http://youtu.be/ODpwIjceutU
  20. 20. WEB SEMÂNTICA Obrigado! Alexandre Grolla Consultor de Marketing alegrolla@gmail.com | cel. 5511 983747583 http://www.slideshare.net/alegrolla http://www.youtube.com/user/alegrolla http://www.linkedin.com/in/grolla http://www.facebook.com/alegrolla https://twitter.com/AleGrolla

×