Your SlideShare is downloading. ×
Aula Biblio Ap. III UFSC (coleta info)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Aula Biblio Ap. III UFSC (coleta info)

1,163

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,163
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CIN5512 – Biblioteconomia Aplicada III
    • Tema da aula:
      • Coleta e análise de dados
    • Atividades:
      • Discussão das alternativas e dos métodos utilizados nos projetos
      • Elaboração de questionários
    • Referência:
      • BAPTISTA, Sofia Galvão; CUNHA, Murilo Bastos da. Estudo de usuários: visão global dos métodos de coleta de dados. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte, v. 12, n. 2, ago. 2007. 
  • 2. BAPTISTA, Sofia Galvão; CUNHA, Murilo Bastos da. Estudo de usuários: visão global dos métodos de coleta de dados. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte, v. 12, n. 2, ago. 2007. 
  • 3. Estudo de usuários
    • “ a temática ‘estudos de usuários’ vem sendo pesquisada por mais de 40 anos […] seus objetivos:
    • coletar dados para criar e/ou avaliar produtos e servições informacionais,
    • bem como entender melhor o fluxo da transferência da informação.”
    • (BAPTISTA, 2007, p.169)
  • 4.
    • Estudo de Usuários
  • 5. Pesquisa quantitativa
    • “ Caracteriza-se, tanto na fase de coleta de dados quanto no seu tratamento, pela utilização de técnicas estatísticas […] tentando assim, aumentar a margem de confiabilidade quanto às inferências dos resultados encontrados”.
    • (BAPTISTA, 2007, p.170)
  • 6. Estudos qualitativos
    • “ Passou-se de uma fase quantitativa para uma fase qualitativa quando os estudiosos do comportamento de busca da informação perceberam que as pesquisas com métodos quantitativos não contribuiam para a identificação das necessidades individuais e para a implementação de sistemas de informação a essas necessidades”.
    • (BAPTISTA, 2007, p.173)
  • 7. Estudos qualitativos
    • A pesquisa qualitativa focaliza sua atenção nas causas das reações dos usuários da informaçao e na resolução do problema informacional.
    • Segundo Westbrooks (1994) a coleta de dados é vista mais como um processo do que um procedimento, requerendo constantes julgamentos analíticos.
    • (BAPTISTA, 2007)
  • 8.
    • Estudos de Usuários
  • 9. Métodos
    • Questionário:
      • Mais utilizados em estudos quantitativos.
      • Em estudos de abordagem qualitaviva, os questionários podem ter questões abertas.
    • Entrevista
    • Observação
    • (BAPTISTA, 2007)
  • 10. Questionário
    • VANTAGENS:
      • Rapidez;
      • Baixo custo;
      • Adequado para grandes amostragens ou populações dispersas;
      • Maior liberdade e tempo para o respondente.
  • 11. Questionário
    • DESVANTAGENS:
      • Dificulta o esclarecimento de dúvidas ;
      • Dificuldade em estabelecer uma terminologia compreensível ou adequada para todos os respondentes;
      • Nem sempre reflete os problemas do usuário;
      • Baixo índice de respostas;
      • Risco de direcionamento das respostas.
  • 12. Entrevista
    • As entrevistas podem ser:
      • Não estruturada;
      • Semi estruturada;
      • Estruturada.
    • Grupo focal
      • Segundo Baptista (2007) é considerado por alguns autores como um tipo de entrevista.
      • Reune-se um grupo com caracterísiticas específicas e um moderador para conduzir as questões.
  • 13. Entrevista
    • VANTAGENS
      • Permite captar reações, sentimentos, hábitos;
      • Possibilita que o entrevistador esclareça alguma questão não compreendida pelo entrevistado;
      • Obtenção dos dados com maior riqueza de detalhes
  • 14. Entrevista
    • DESVANTAGENS
      • Possibilidade de dupla distorção;
      • Risco de afetar as respostas dos entrevistados;
      • Necessidade de confiança no entrevistador;
      • Maior custo;
  • 15. Observação
    • Pode ser:
      • Espontânea não estruturada;
      • Observação participante não sistemática;
      • Observação participante sinstemática.
  • 16. Observação
    • Richardson (1999) alerta que são necessários por parte do pesquisador:
      • Cuidado;
      • Atenção;
      • Humildade;
      • Honestidade intelectual;
      • Rigor metodológico.
      • (BAPTISTA, 2007)
  • 17. Análise de conteúdo
    • Usada para determinar a ênfase relativa ou a frequência de termos e significados em diversos tipos de comunicação;
    • Na coleta de dados, sua fase inicial é quantitativa, com ênfase na tabulação dos termos contidos no texto. Posteriormente se procede à interpretação qualitativa dos dados.
  • 18. Conclusão
    • “ As metodologias de pesquisa devem ser usadas de acordo com o tipo de pesquisa a ser desenvolvida”.
    • (BAPTISTA, 2007, p. 182)
  • 19. Conclusão
    • “ Não é a metodologia que determina a pesquisa e sim o problema que se pretende resolver”.
    • (BAPTISTA, 2007, p. 182)

×