Your SlideShare is downloading. ×
0
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Emprego  e o mercado de trabalho
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Emprego e o mercado de trabalho

3,595

Published on

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,595
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • 3 níveis de informação comunicação: !0 Inovação;2)inteligencia competitiva; fluxos internos de comunicação
  • 240 M Usa - 64 m germany - 50 m frança – 80 m Brasil
  • De realização do trabalho
  • Atores: emissor,receptor o gestor
  • Topologia: configuração da disposição de palavras e texto em um determinado espaço.
  • Ações tem que estar em um ambiente fechado
  • Controladorias internas, auditorias, estoques, folha de pagamento,Controle de estoque , financeiro, segredos , folha de pagamento
  • Relações com cliente, nichos mercado, em covivencia
  • Trabalho aberto em ambiente fechado : controle
  • Administrador, jornalista, autônomo, arquiteto , escritor ( produção, insumos, outputs, clientes)
  • INSTRUMENTOS
  • Vc e se curriculo
  • Nucleo da sua força de trabalho  emprego
  • Transcript

    • 1. SEMANA DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO EMPREGO 2.0: Mídias sociais e mercado de trabalho Prof. Aldo de Albuquerque Barreto Professor da UNGRio
    • 2. Emprego e trabalho • Trabalho: • Ação com vigor dinâmico. Aplicação das forças e faculdades humanas para alcançar um determinado fim. • Emprego: • É uma relação com vínculo e estabilidade. Utilizado para prover a subsistência por ordenado, salário ou outra remuneração. • A relação em si é estática.
    • 3. Emprego Trabalho
    • 4. conceito
    • 5. TRABALHO: uma ação de transformação NATUREZA AGRICULTURA INDUSTRIALIZAÇÃO COLHE O QUE ESTAR NA NATUREZA PREPARA A TERRA, PLANTA, CULTIVA O ALIMENTO TRANSFORMA A MATÉRIA-PRIMA E PROVÊ PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ACUMULAÇÃO DE RIQUEZA (ALÉM DA SUBSISTÊNCIA)
    • 6. Antecedentes • Na Antiguidade o trabalho manual era feito escravos e pobres. A minoria livre, guerreava, filosofava, administrava ou eram • artistas. T  FORÇA • Na Idade Média os SERVIÇAIS eram responsáveis pela produção de alimentos, utensílios, e armas. O clero e a nobreza guerreava para manter seu poder. T  FORÇA E alguma habilidade  K • No Renascimento iníciou a valorização do trabalho. A burguesia nascente reconhece e valoriza o trabalho. T  H + K = ARTÍFICES, TROCAS + RELAÇÃO TRABALHO = EMPREGO
    • 7. Antecedentes 2 • Com a Revolução Industrial  máquinas. Era necessário grande número de trabalhadores para gerar produtos industrializados. • T  MASSA, REPETIÇÃO • No Pós-guerra II, organizaçaõ de trabalho. Leis trabalhistas protegem o trabalhador. TT  Aperfeiçoamento, conhecimento, pertencimento. • Informação  K gera + condições  TRABALHO • Atual - Máquinas substituem algumas formas de trabalho. Libera trabalho para funções criativas. A realização do homem pelo T é possível. A tecnologia de I&C permeia a vida do trabalhador. • CONHECIMENTO, INSTRUÇÃO CONTINUADA • COLABORAÇÃO  T
    • 8. K = ( conhecimento)  Trabalho: Condição Humana,1958 - Vida Activa de (Hanna Arendt)
    • 9. A Natureza humana, 1959 - (Man place in the nature) (Teilhard de Chardin)
    • 10. FUNÇÃO PRODUÇÃO GLOBAL sem inovação  Y = ( T , C ,L ) T = trabalho, C = capital, L = terra
    • 11. PRODUÇÃO: FUNÇÃO  Y = A (T, C, L) – COM INOVAÇÃO A = INOVAÇÃO  K
    • 12. EVOLUÇÃO: HOMEM APETRECHOS DE TRABALHO
    • 13. A partir de 1950  INFORMAÇÃO  K  Redes  definem o trabalho • INFORMAÇÃO  Digital • TRABALHOTRABALHO • Alta disponibilidade • Acesso quase imediato • Velocidade acesso perto de zero – O QUE MODIFICA CONDIÇÕES DE EMPREGO
    • 14. INFORMAÇÃO  DADOS, INFORMAÇÃO, CONHECIMENTO E COMPETÊNCIA
    • 15. TRABALHO VS EMPREGO • CONHECIMENTO + • HABILIDADES + no trabalho • ATITUDES + • definem • POSIÇÃO NA HIERARQUIA DO EMPREGO
    • 16. “Força” do Trabalho determina posição na hierarquia de emprego
    • 17. Condições de trabalho determinam função do empregoCondições de trabalho determinam função do emprego
    • 18. Trabalho  Funções no emprego
    • 19. Trabalho hoje se realiza; condições anfíbias (núcleo N)
    • 20. Pelo uso da Internet (dados set. 2011)
    • 21. Uso redes Brasil (# 80 milhões usam )
    • 22. SOBRE O QUE FALAM AS REDES SOCIAIS (%) POSTAGENS MÉDIAS
    • 23. A coisa toda mudou com a velocidade de acesso dado pela Internet • O espaço de realização do trabalho não é mais um local fixo. • O tempo E O local da jornada de trabalho foi modificado. • A velocidade permite ações de trabalho em tempo real, perto do tempo zero.   TICs
    • 24. • Quando falamos de tecnologias de informação e comunicação (TICs) pensamos de imediato no computador e outros apetrechos eletrônicos • As reais mudanças estão relacionadas ao reposicionamento • do homem/trabalho/emprego • acesso a informação em novas condições de • espaço e tempo Tecnologias de informação e comunicação
    • 25. Desterritorialização do trabalho Não se tem mais um ponto fixofixo de referência no espaço, há uma:  “desterritorialização" dos espaços demarcados para exercer trabalho. O trabalho se liberta do tempo convencional (de 8h -18h).
    • 26. MUDOU O TEMPO E ESPAÇO DO TRABALHO O espaço onde se executa o trabalho não está mais preso na geografia de espaçosespaços fixos. Com as tecnologias de I&C o tempotempo da ação se liberou para a instantaneidade.
    • 27. Dois regimes no trabalho  emprego • um novo regime de emprego onde convivem dois tipos de trabalho: • Trabalho fechadoTrabalho fechado • Trabalho abertoTrabalho aberto
    • 28. TRABALHO : SISTEMA FECHADO Entradas Ambiente INFORMAÇÃO ENERGIA RECURSOS MATERIAIS TRANSFORMAÇÃO OU PPROCESSAMENTO Saídas INFORMAÇÃO ENERGIA RECURSOS MATERIAIS Ambiente RETROAÇÃO
    • 29. Trabalho aberto: constante interação com o ambiente
    • 30. Trabalho aberto em Rede: emprego aberto • A racionalidade e o individualismo do • “homo economicus” • como ator individual e racional não explica mais as nuances do mercado de trabalho  emprego. • Ele foi substituído pelo “homo socialis” que vive em convivência com outros e enraizado em redes de convivência.
    • 31. TRABALHO: FECHADOFECHADO E ABERTOABERTO
    • 32. • Uma Rede não tem interior ou exterior. Pode ser finita ou infinita : cada um dos pontos de sua formação, pode ser ligado a qualquer outro ponto, o seu processo de conexão é um contínuo processo de correção das conexões. A sua estrutura fica diferente da estrutura que era um momento antes e cada vez podemos situá-la segundo um traçado diferentes. Redes de Trabalho
    • 33. Redes de sociais: como instrumento de realização do trabalho
    • 34. Indicações para o trabalho em rede • 1. Todas as ideias competem no mesmo nível. As ideias ganham suporte pelo mérito e não pelo poder • 2. As contribuições em convivência se valorizam . Na web o que conta não é o Currículo, mas como e com o que você pode contribuir. • 3. Grupos de trabalho se definem em liberdade e se organizam pela confiança. • 4. Os recursos entre grupos são atraídos e não atribuídos. Na web, os recursos são atraídos pelas boas ideias e projetos. • 5. O poder vem pela informação que você compartilha. O mundo online é da economia do doador. Para ter influencia tem que distribuir seu talento e seus conteúdos. • 6. Clientes têm o poder de veto. Se a política ou o projeto agrega sentimento contrários a empresa são vetados e interrompidos. • 7. Na web a o dinheiro conta muito, mas o reconhecimento conta muito mais.
    • 35. Formação de redes • Diversidade ou especificidade: pessoas com diferentes, experiência e conhecimento • Independência: ideias e opiniões se formam sem referências aos demais membros da rede • Descentralização: existem intereresses independentes e reconhecimento individual. • Agregação: julgamentos independentes devem agregar-se em um processo de interesse geral.
    • 36. Nas Redes Sociais • 1. DENSIDADE • É a proporção de laços efetivos entre laços possíveis. Uma medida do grau de inserção com interesse dos atores na rede. • 2. CENTRALIDADE • A rede e seus atores se direcionam a um objetivo comum • 3. PROXIMIDADE • É o grau de “proximidade dedicada” dos atores da rede.
    • 37. Os laços sociais estabelecidos através das relações familiares, parentesco,  laços fortes. Os vínculos sociais construídos pelo interesse fornecedores, clientes, colaboradores, concorrência  laços fracos. Os laços fracos teriam maior importância para a integração do trabalho no sistema de redes, através dos laços fracos se dá a organização de convivência (por conveniência) e não ligações afetivas pre-existentes. Proximidade dedicada  Laços fortes e laços fracos
    • 38. Gestão em rede • A média do conhecimento de um grupo é usada para "subsidiar" uma ação ou habilidade no trabalho. • Para isso existir é necessária: diversidade e independência de cada opinião descentraliza e soma das participações individuais.
    • 39. Gestão em rede • Porque formar uma rede para trabalhar: • - Coordenar muitos indivíduos e construir uma "inteligência coletiva”  decisões estratégicas e planejamento • - Procurar um novo ajuste de fundos $ ou processos trabalho para alcançar as metas estabelecidas • - Avaliação por um grupo (específico) na produção de novos produtos e serviços (antes de ir mercado) • - Procurar solução para problemas emergentes instrumentosinstrumentos
    • 40. Crowdsourcing (Crowdsfunding) Realizar o trabalho e planejamento usando o esforço de um grupo numeroso ou uma comunidade. .Explo.: A rede de pesquisa para a descoberta do DNA e o painel do tempo da ONU, o painel para nichos de mercado
    • 41. Estigmergia • Estigmergia é um termo usado em biologia (Pierre-Paul Grasse) para descrever os mecanismos ambientais na coordenação espontânea • Estigmergia usada como um mecanismo para entender os padrões supervenientes (emergentes) em um conjunto de ações sucessivas • Comportamentos emergentes são tidos como de "auto-organização" sem qualquer coordenação externa • (perseguir um rastro deixado na ambiência)
    • 42. Estigmergia (Stigmergy) • É um mecanismo de coordenação indireta. Ao seguir as marcas anteriores deixadas pelos agentes na ambiência percebemos qual deve ser o desempenho de ações subsequentes. • Através deste mecanismo se produzem estruturas complexas e inteligentes, sem planejamento ou controle ou comunicação direta entre agentes que fornecem informações
    • 43. Estigmergia: é uma rede não estruturada • A diferença está no conceito de organização horizontal e vertical e em um grupo se adaptando por emergência para executar um trabalho. • Auto-organização é um arranjo entre os elementos em rede que acontece a quando a ação anterior pode determinar a próxima ação. • Usada para: • Conhecer concorrentes, saúde, definir insumos,definir currículo, estudos do meio ambiente • Estigmergia # crowdsourcing: pois, não há organização
    • 44. Mecanismos de Estigmergia (exemplos) . Logística: verificar a circulação de insumos: da cadeia de fornecimento e contratos da concorrência (atuar oculto) • Batalha da Gestão: coordenar a ação de vários atores da empresa usando camuflagem (agir oculto) • Análise de Inteligência: filtragem de grandes quantidades de dados para obter informações relevantes; "Ligar os pontos" para identificar a informação crítica com tempo necessário de decidir/agir (uso de palavras-chaves) • Operações Psicológicas: mudar a percepção e expectativa do cliente ou competidor e pessoas indecisas sobre qual lado apoiar: qual produto comprar
    • 45. A “FORÇA” DO TRABALHOA “FORÇA” DO TRABALHO  CONHECIMENTOS , HABILIDADES E ATITUDESCONHECIMENTOS , HABILIDADES E ATITUDES
    • 46. OS TRÊS TEMPOS DO TRABALHO CONTEMPORÂNEO
    • 47. Trabalho convencional ou digital como harmonizar o trabalho e o emprego em uma nova economia da velocidade, dos espaços sem fronteiras e do tempo online
    • 48. Exemplos de crowndsourcing, estigmergia e storytelling • Documentário “Eu maior” e a nossa procura pela Felicidade em Tempos Exponenciais. • O NYTimes e sua reinvenção na era digital, teve uma ideia compartilhe com todos no Beta620 • No Jornalismo colaborativo, o Genial Brasileiro Ajude um reporter • Uma câmera na mão, uma denúncia contra “Isto que está aí” no Citizentube. • O Jornalismo cidadão da FoxNewse da ABC • A história de NY contada pelos seus moradores NewYorkWrites It Self • Siga no Facebook e Linkedin o que se fala sobre, empresas, políticos, esportistass em Newsle • A Tv Brasileira colocada no Facebook, Twitter e Linkedin aqui • Em tempo real os amantes das mini séries da HBO no HBOConect, ferramenta fantástica de interação.
    • 49. VÍDEOS  Crowdsourcing http://www.youtube.com/watch?v=wRAmFUoq8Xc  O Mundo 2.0  http://www.youtube.com/watch? v=rq6mHtsKoME&feature=related
    • 50. ALDO DE ALBUQUERQUE BARRETO  Email: aldobar@globo.com  URL: http://aldo.barreto.name  TWITTER: http://twitter.com/aldoibct  BLOG : http://avoantes.blogspot.com/

    ×