T U B A R Ã O   -   S CConstruindo aCidadania Deus        à Luz da palavra de
“Feliz a nação cujo Deus é oSENHOR, e o povo que ele escolheu        para sua herança.”                         Salmos 33.12
“Ofereço este livro aos que fazem a obra de Deus e querem ver uma mudançana vida pública deste país: bispos, pastores, pre...
ÍndiceOrientação política para o povo de Deus ......................................................................... 4O...
Apresentação                            O                                        lá meus irmãos de Tubarão, que Deus      ...
Orientação política para             o povo de Deus O que é política  Segundo a definição mais comum, política é a arte de...
Num país democrático, antes de ser uma autoridade constituída – vereador,deputado, senador, prefeito, governador ou presid...
pairar sobre as árvores?.  Então, todas as árvores disseram ao espinheiro: Vem tu e reina sobre nós.Respondeu o espinheiro...
dispostos a lutar pela justiça, prosperidade e liberdade de todo povo brasileiro. Votar ou não votar  Se a Bíblia manda ob...
quem há o Espírito de Deus? Depois, disse Faraó a José: Visto que Deus te fez sabertudo isto, ninguém há tão ajuizado e sá...
aquelas que fazem dos pobres mais pobres ainda, muitas vezes em benefício dosricos. O homem de Deus luta contra esse tipo ...
V E R E A D O R                                CNPJ: 16.256.289/0001-44 / CNPJ: 80.130.032/0001-40 / TIRAGEM: 1 milPASTOR ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Construindo a Cidadania a Luz da Palavra de Deus.

2,335 views

Published on

Esta cartilha tem por objetivo orientar o povo de Deus a cerca da politica.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,335
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
524
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Construindo a Cidadania a Luz da Palavra de Deus.

  1. 1. T U B A R Ã O - S CConstruindo aCidadania Deus à Luz da palavra de
  2. 2. “Feliz a nação cujo Deus é oSENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança.” Salmos 33.12
  3. 3. “Ofereço este livro aos que fazem a obra de Deus e querem ver uma mudançana vida pública deste país: bispos, pastores, presbíteros, diáconos, obreiros,jovens, agentes sociais, os membros dos grupos de evangelismo e a todos os queamam ao Senhor Jesus”. No período em que tenho me dedicado ao ministério como pastor, tenhorealizado um trabalho social com assistência as pessoas e famílias carentes. Comdistribuição de agasalhos, brinquedos para as crianças e cestas básicas,preparadas pelos jovens voluntários da Força Jovem Brasil, que tem sido o nossobraço forte de todos os eventos. Em todos os eventos temos presenciado nas faces das pessoas, o sofrimento e adesigualdade social, lugares que nem ao menos recebem a visita daqueles que dequatro em quatro anos vem prometer uma mudança. É por isso que me disponho e quero ser o seu representante na Câmara dosVereadores e assim continuarmos lutando pela nossa Cidade. Vamos todos juntos mostrar a força dos Evangélicos da nossa Cidade. Pastor Aldinei João Voluntário da Força Jovem Brasil “ Disse Deus: Aquele que domina com justiça sobre os homens, que domina no temor de Deus, é como a luz da manhã, quando sai o sol, como manhã sem nuvens, cujo esplendor, depois da chuva, faz brotar da terra a erva.” 2 Samuel 23.3-4 Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus | 3
  4. 4. ÍndiceOrientação política para o povo de Deus ......................................................................... 4O que é política ............................................................................................................................... 4A política e a Bíblia........................................................................................................................ 4A autoridade que procede de Deus ................................................................................... 5O cristão e a política .................................................................................................................... 5A escolha do candidato ideal ................................................................................................. 6Votar ou não votar ........................................................................................................................ 87 motivos para votar em um Homem de Deus, à luz da Bíblia ............................ 8 “Quem não gosta de política, será governado por aqueles que gostam” Platão4 | Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus
  5. 5. Apresentação O lá meus irmãos de Tubarão, que Deus venha abençoar a sua vida abundantemen- te. Meu nome é Aldinei João Potelecki, sou pastor da Evangélico à 14 anos, e ao longo desses anos venho desenvolvendo um trabalho de apoio social, pscicológico e espiritual as famílias carentes e necessita-das; fui um dos coordenadores do Força Jovem Brasil em SantaCatarina, um projeto desenvolvido em todo o Brasil, e reconhecido peloGoverno Federal (Ministro do Esporte e Educação), que tem como finalidademostrar aos jovens que é possível ter uma vida saudável, feliz longe da marginali-dade, drogas, prostituição e outros meios de destruição da vida, realizamoscampanhas de combate as drogas, como o Driblando o Crak, e através doesporte e cultura promovemos a resocialização de jovens dependentes quími-cos.Com o propósito de lutar pela justiça social, propósito este, que não tem seafastado dos nossos discursos e também de nossas atitudes, é que o Presbitérioda IURD nos escolheu em 2012 para candidato à Vereador de Tubarão, e assimrepresentarmos o povo de Deus no Legislativo. Temos de estar presentes em todos os seguimentos da sociedade, afinal, somoso sal da terra ( Mateus 5.13 ). Não existe a mínima chance de temperar sem estarno meio. Este é o nosso grande desafio na qualidade de homens e mulheres deDeus: construir uma sociedade mais justa, fraterna e honesta, de acordo com osprincípios divinos. A nossa cidade tem de tudo para ser um referencial em nosso estado. E nós,cristãos, não devemos negar à nossa cidade a nossa contribuição. Que Deus Abençoe a nossa Tubarão Pastor Aldinei João Potelecki Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus | 5
  6. 6. Orientação política para o povo de Deus O que é política Segundo a definição mais comum, política é a arte de governar. Através dapolítica, governa-se uma cidade, um estado ou um país, visando uma organizaçãosocial capaz de proporcionar uma vida de melhor qualidade para os cidadãos. EmProvérbios 11.11, lemos: “pelas bênçãos que os retos suscitam, a cidade seexalta...”, ou seja, a cidade, o estado, o país cresce com justiça social, saúde,educação e tudo mais de que o povo precisa. A política e a Bíblia A palavra política não aparece na Bíblia. No entanto Deus gastou uma boa partedo Antigo Testamento ensinando o seu povo a conquistar territórios e agoverná-los com justiça e temor. Por força do ofício, todo líder énecessariamente um político no verdadeiro sentido da palavra. Veja algunsexemplos: - Moisés era um sério e arrojado político do governo Egípcio quando sentiudesejo de libertar o seu povo, que mais tarde organizou-se em uma forte nação. - José do Egito foi um grande governador. Ele foi exímio e exemplarrepresentante da classe política. - Neemias, que negociou a libertação do povo no cativeiro e voltou parareerguer política e espiritualmente, foi um político. A autoridade que procede de Deus “Todo homem esteja sujeitos a autoridades superiores; porque não há autoridadeque não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por Ele instituídas”( Romanos 13.1 ).6 | Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus
  7. 7. Num país democrático, antes de ser uma autoridade constituída – vereador,deputado, senador, prefeito, governador ou presidente – a pessoa deve se filiar aum partido político, concorrer a vaga de candidato, candidatar-se e ser eleitapelo voto. Tudo isso é fazer política. Somente depois de passar por todas essas etapas eser declarada eleita pelas autoridades competentes – juízes do Tribunal Eleitoral– é que ela tomará posse no cargo e se tornará uma autoridade de fato e dedireito. Então, como autoridade constituída, passa a existir sobre ela a legalidadebíblica do texto citado, isso quer dizer que se desobedecermos a tal autoridade,dentro da lei, estamos desobedecendo à Palavra de Deus. A única exceção équando essa autoridade tenta tomar o lugar de Deus. O cristão e a política Todo cristão é um cidadão. Pelas leis do nosso país, qualquer cidadão emsituação normal pode votar e ser votado. O cristão tem tudo para ser um bom político. Nossa formação moral, ética e espiritual, nos dá a plena condição para melhorservir à sociedade em qualquer área, inclusive na política. Não podemos fugir dessa responsabilidade. A escolha de Um candidato ideal “Avisado disto, Jotão foi, e se pôs no cimo do monte Gerizim, e em alta vozclamou, e disse-lhes: ouvi-me, cidadãos de Siquém, e Deus vos ouvirá a vósoutros. Foram, certa vez, as árvores ungir para si um rei e disseram à oliveira: Reinasobre nós. Porém a oliveira lhe respondeu: Deixaria eu o meu óleo, que Deus eos homens em mim prezam, e iria pairar sobre as árvores? Então, disseram as árvores à Figueira: Vem tu e reina sobre nós. Porém a figueiralhes respondeu: Deixaria eu a minha doçura, o meu bom fruto e iria pairar sobreas árvores?. Então disseram as árvores à videira: Vem tu e reina sobre nós. Porém a videiralhes respondeu: Deixaria eu o meu vinho, que agrada a Deus e aos homens e iria Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus | 7
  8. 8. pairar sobre as árvores?. Então, todas as árvores disseram ao espinheiro: Vem tu e reina sobre nós.Respondeu o espinheiro às árvores: Se, deveras, me ungis reis sobre vós, vinde erefugiai-vos debaixo de minha sombra; mas, se não, saia do espinheiro queconsuma os cedros do Líbano” ( Juízes 9.7-15 ). As árvores representando o povo, procuravam um governante que osajudasse, e convidaram a oliveira, que representa o pastor – a oliveira produz oazeite de oliva, o óleo da unção, e o homem de Deus tem a unção do EspíritoSanto para ensinar, curar e abençoar – mas o pastor recusou governar, fazendo asua vontade e não a de Deus. As árvores convidaram depois a figueira – osobreiros (diáconos) da igreja – a figueira produz o figo que é doce e alimenta – osobreiros são pessoas amáveis, e levam a palavra de Deus, que é doce e alimenta. Mas a figueira também recusou. As árvores então convidaram a videira, querepresentam os membros das igrejas A videira produz a uva, o vinho, e os cristãos têm o vinho da Palavra de Deus.Mas a videira também recusou a governar. Assim tem sido ao longo dos tempos: o povo de Deus recusando-se a governarpor achar que perderia a comunhão com Deus ou sua unção ou sua benção,pensando que “política e fé não se misturam”. Mas pelo contrário! Deus quer usar os seus servos na direção das nações,como usou o rei Davi, o rei Salomão, o rei Josafá, o rei Ezequias; José governadordo Egito; Daniel e tantos outros, pois Deus quer comandar as nações através dosseus servos, senadores, deputados federais e estaduais, vereadores, etc.Homens para fazerem as leis que abençoem a nossa nação. Pois se nós não o fizermos, as pessoas não terão outra alternativa, senão parareinar os espinheiros, isto é, os políticos corruptos, que hoje são a maioria nogoverno. O povo está sofrendo, sem educação de qualidade, a saúde com problemas,desemprego, insegurança, impostos exagerados. E, o salário é “mínimo”, porque os espinheiros só espetam, não ajudam, e aindaestão criando vários projetos de leis, algumas imorais, que visam impedir ocrescimento da Igreja, pois não conhecem a Deus. Nós, os cristãos, temos que estar unidos para eleger, em Outubro, homens deDeus, comprometidos com a verdade, que amam a Deus e ao povo e que estão8 | Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus
  9. 9. dispostos a lutar pela justiça, prosperidade e liberdade de todo povo brasileiro. Votar ou não votar Se a Bíblia manda obedecer às leis e às autoridades constituídas, é preciso votarsim, para estar biblicamente amparado. Pela lei eleitoral, em nosso país, é obrigatório tirar o título e comparecer paravotação, mas é livre o direito de votar em branco ou anular o voto. Só tem um problema: quando votamos em branco ou anulamos nosso voto,estamos favorecendo políticos ruins e deixando de eleger os bons. Por isso, arecomendação mais correta é que todos os cristãos exerçam o direito de votar,escolhendo políticos que pensem e vivam de acordo com os princípios morais eéticos definidos pelos cristãos. 7 motivos para votar em um homem de Deus à luz da Bíblia 1. Deus determina a escolha de um irmão “Quando entrares na terra que te dá o Senhor teu, Deus, e a possuíres, e nelahabitares, e disseres: Estabelecerei sobre mim um rei, como todas as nações queacham em redor de mim, estabelecerás, com efeito, sobre ti como rei aquele que oSenhor, Teu Deus, escolher; homem estranho, que não seja dentre os teus irmãos,não estabelecerás sobre ti, e sim um dentre eles” (Deuteronômio 17.14,15). Quão grande e profunda é essa reflexão sobre o que significa a escolhadaqueles que terão a responsabilidade de governar! O povo deve estar atendo àescolha de Deus para indicar seus representantes no governo. Sobre aqueles que são de Deus, particularmente, é exigido que se apresentem,para tão importante missão, aqueles que são contados entre os irmãos. 2. José foi feito governador do Egito “Disse Faraó aos seus oficiais: acharíamos porventura, homem como este, em Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus | 9
  10. 10. quem há o Espírito de Deus? Depois, disse Faraó a José: Visto que Deus te fez sabertudo isto, ninguém há tão ajuizado e sábio como tu. Administrarás a minha casa e àtua palavra obedecerá todo o meu povo; somente no trono eu serei maior que tu.Disse mais Faraó a José: Vês que te faço autoridade sobre toda a terra do Egito. ”(Gênesis 41.38-41). Esse episódio registra um momento extremamente importante na história doEgito, em que o desespero de Faraó o levou a reconhecer, em José, um homemde Deus; aquele que iria livrar a sua terra da grande calamidade que se avizinhava.A presença do Espírito de Deus na vida de José foi o fato marcante, para queesse assumisse tão importante posição. 3. Quando o justo governa há alegria do povo; mas do ímpio só se podeesperar a opressão e o sofrimento “Quando se multiplicam os justos, o povo se alegra, quando, porém domina operverso, o povo suspira”. (Pv 29.2) Veja que os justos têm que se multiplicar, isto é, vários justos devem ser eleitos,para juntos mudarem a comunidade, a cidade, o estado e o país. 4. O justo tem direção sábia “No bem-estar dos justos exulta a cidade, e, perecendo os perversos, há júbilo.Pelas bênçãos que os retos suscitam, a cidade se exalta, mas pela boca dos perversosé derribada. O que despreza o próximo é falto de senso, mas o homem prudente,este se cala” (Provérbios 11.10-12 ). Isso quer dizer que o justo produz benção para o povo de tal maneira que acidade em que habita é exaltada. Homens de Deus, governando e legislandosobre a cidade, certamente atrairão para eles grandes e poderosas benção deDeus. 5. O político cristão não cria leis injustas “Ai dos que decretam leis injustas, dos que escrevem leis de opressão, paranegarem justiça aos pobres, para arrebatarem o direito aos aflitos do meu povo, afimde despojarem as viúvas e roubarem aos órfãos!” (Isaías 10.1,2 ). A própria Bíblia esclarece quais leis são injustas: as que negam justiça aospobres, tiram os direitos dos aflitos e roubam os órfãos e as viúvas. Ou seja,10 | Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus
  11. 11. aquelas que fazem dos pobres mais pobres ainda, muitas vezes em benefício dosricos. O homem de Deus luta contra esse tipo de atitude política tão comumàqueles que por muitos anos tem oprimido o nosso povo. 6. O caráter do homem de Deus livra o povo da corrupção “Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio ainda; ensina ao justo, e ele cresceráem prudência. O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento doSanto é prudência. Por que por mim se multiplicam os teus dias, e anos de vida se teacrescentarão” (Provérbios 9.9-11) A corrupção, um dos grandes males do país, é uma praga constantementeassociada à pratica de políticos que corrompem e se deixam corromper emprejuízo do povo. Quem tem o temor do Senhor não se deixa envolver por essaprática diabólica que destrói pessoas e nações. 7. Um homem de Deus cuida do corpo de Cristo “E eis que certo homem, chamado José, membro do Sinédrio, homem bom e justo (que não tinha concordado com o desígnio e ação dos outros ), natural de arimatéia,cidade dos Judeus, e que esperava o reino de Deus, tendo procurado a Pilatos, pediu-lhe o corpo de Jesus, e, tirando-o do madeiro, envolveu-o num lençol de linho, e odepositou num túmulo aberto em rocha, onde ainda ninguém havia sido sepultado”( Lucas 23.50-53 ) José de Arimatéia era um senador, reconhecido pelos romanos. Ele tinhaautoridade para falar com o governador e obteve dele a permissão para retirar ocorpo de Jesus da cruz e sepulta-lo; caso contrário, o corpo ficaria exposto até sedeteriorar. Esse episódio colaborou com o testemunho da ressurreição em relação aotúmulo vazio e demonstrou profeticamente de que modo um homem, commandato político, pode tomar atitudes para cuidar do corpo de Cristo – a igreja. “Quando se multiplicam os justos, o povo se alegra, Quando, porém, domina o perverso, o povo suspira” Provérbios 29.2 Construindo a cidadania à luz da palavra de Deus | 11
  12. 12. V E R E A D O R CNPJ: 16.256.289/0001-44 / CNPJ: 80.130.032/0001-40 / TIRAGEM: 1 milPASTOR ALDINEI 10.123A FAMÍLIA EM PRIMEIRO LUGAR.COLIGAÇÃO: PP-DEM-PRP-PRB

×