Atualidades I
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
8,407
On Slideshare
7,231
From Embeds
1,176
Number of Embeds
12

Actions

Shares
Downloads
101
Comments
0
Likes
1

Embeds 1,176

http://professor-alcidesferreira.blogspot.com 1,112
http://www.slideshare.net 28
http://professor-alcidesferreira.blogspot.com.br 14
http://www.professor-alcidesferreira.blogspot.com 10
http://quemdormenopontoeh.blogspot.com 3
http://quemdormenopontoeh.blogspot.com.br 3
http://74.125.47.132 1
http://74.125.113.132 1
http://74.125.45.104 1
http://64.233.169.104 1
http://209.85.165.104 1
http://74.125.95.132 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PROF. ALCIDES
  • 2.   ECONOMIA. RELAÇÕES INTERNACIONAIS
    • PRIVATIZAÇÃO
    • A "receita" neoliberal ganhou força após novembro de 1989, em Washington, capital dos EUA. ( Congresso de Washington)
  • 3. A Bíblia neoliberal
    • 1) Disciplina fiscal
    • 2) Priorização de gastos públicos (metas prioritárias)
    • 3) Reforma tributária
    • 4) Liberalização financeira
    • 5) Regime cambial (flutuante)
    • 6) Liberalização comercial
    • 7) Investimento direto estrangeiro
    • 8) Privatização
    • 9) Desregulação (inclusive legislação trabalhista)
    • 10) Garantia à propriedade intelectual (Lei de Patentes)
  • 4. RELAÇÕES INTERNACIONAIS
    • BLOCOS ECONÔMICOS
    • Bloco Europeu
    • Bloco Americano
    • Bloco Oriental ou Bacia do Pacifico
  • 5. União Européia
    • Principais objetivos:
    • circulação sem entraves de produtos;
    • circulação sem entraves de pessoas;
    • circulação sem entraves de serviços;
    • circulação sem entraves de capitais.
  • 6. Questão Industrial na União Européia
    • ALEMANHA - desenvolveu-se, sobretudo na indústria siderúrgica e indústria química, com vastas parcerias entre Estado, empresários, sindicatos de trabalhadores, bancos e governos locais.
    • FRANÇA - desenvolveu-se em três áreas: aeronáutica informática e indústria nuclear. Houve forte participação do Estado e há uma política de subsídios muito grande.
    • GRÃ-BRETANHA - não modernizou seu parque industrial, sucateando grande parte da sua história participação no pioneirismo industrial. Adotou o liberalismo e promoveu a desnacionalização industrial com a atração de transnacionais para seu território.
  • 7. O Tratado de Maastricht
    • A primeira medida é chamar a Comunidade Européia (MCE) pelo seu novo nome: "União Européia".
    • UEM - União Econômica e Monetária, com a criação de uma moeda única, que entra em circulação em papel moeda em 10 de janeiro de 2002.
    • Criação do Sistema Monetário Europeu, visando impedir a desvalorização das moedas e a criação do ECU (European Currency Unity) , sendo um valor referencial entre as moedas européias. Em 10 de janeiro de 1999, o euro (como valor de conversão) é oficialmente adotado por onze das quinze nações que formam a UE.
    • Criação do Conselho Europeu de Defesa, criando um Corpo de Exército Europeu, por pressão dos EUA, essa rede de defesa estará subordinada à OTAN.
    • Aprofundar estudos para uma política externa comum.
  • 8. Outros blocos
    • NAFTA
    • MERCOSUL
    • ALCA
    • APEC - Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico.
    • ASEAN - Associação das Nações do Sudeste Asiático.
    • CEI - Comunidade dos Estados Independente.
    • CARlCOM - Mercado Comum e Comunidade do Caribe.
  • 9. GLOBALIZAÇÃO E SUAS MEDIAÇÕES
    • Eventos mais importantes neste contexto pós Guerra Fria:
    • Reunião do G-8 - Alemanha, cidade de Colônia - junho de 1999
    • Reunião da Organização Mundial do Comércio -Estados Unidos, cidade de Seattle - novembro de 1999 .
    • Fórum Econômico Mundial Suíça, cidade de Davos, janeiro de 2000
    • Fórum Social Mundial (Anti Davos) Brasil cidade de Porto Alegre - janeiro de 2000
  • 10. ATENTADO AO WTC
    • 11 de setembro de 2001
    • A Questão Palestina
    • Principais Pontos do Plano de Paz para o Oriente Médio
    • Guerra EUA - IRAQUE
  • 11. ENERGIA x TECNOLOGIA
    • AS MUDANÇAS GLOBAIS
    • ENERGIA
    • Após a Revolução Industrial, novas matrizes energética se tornaram mais freqüentes: carvão mineral, gás natural, petróleo, minérios radioativos e a água.
  • 12. A energia e o risco de racionamento
    • Energia nuclear
    • Petróleo
    • Gás natural
    • Álcool
    • Hidrelétricas
  • 13. DESENVOLVIMENTO SUSTENTADO/SUSTENTÁVEL x ECOLOGIA.
    • RESPONSABILIDADE SÓCIO-AMBIENTAL
    • São quatro os principais argumentos pela necessidade da conservação da biodiversidade:
    • 1) A diversidade biológica contribui diretamente para a vida humana por meio da imensa quantidade de produtos alimentares, farmacêuticos e de uso industrial, derivados da fauna e da vegetação, que a humanidade já utiliza, e também garante o uso potencial de outros, hoje ainda desconhecidos.
    • 2) A diversidade biológica participa da manutenção dos grandes ciclos ambientais da Terra, como o ciclo da água, dos climas, dos nutrientes e outros.
    • 3) Conservando-se a diversidade biológica, estarão sendo conservados os valores estéticos paisagísticos, que atraem as pessoas por sua beleza e seu "poder de fascinação", sentimento de admiração pela complexidade e variedade das inúmeras interligações das diferentes formas de vida.
    • 4) E ainda justifica-se a necessidade da conservação da biodiversidade pelo valor intrínseco de cada espécie, isto é, seu valor por ela mesma e seu próprio direito de existir.
  • 14. o Brasil possui cerca de um terço da biodiversidade mundial
    • a floresta amazônica;
    • a mata atlântica;
    • os cerrados;
    • áreas úmidas e ambientes marinhos.
  • 15. ECOLOGIA
    • O Protocolo de Kyoto
    • O efeito estufa
    • Do que trata o protocolo de Kyoto:
        • Compromete os países industrializados a reduzir suas emissões em 5,2%, em relação aos níveis de 1990, para o período de 2008 - 2012.
  • 16. O Brasil e o protocolo
    • Em maio de 1997, o Brasil fez uma proposta de elementos para a elaboração do Protocolo, que pode ser dividida em duas partes:
      • Estabelecer um critério objetivo que medisse a responsabilidade de cada país em causar o Efeito Estufa.
      • Criação de um fundo de desenvolvimento limpo que receberia recursos provenientes de multas aplicadas aos países que não cumprissem com suas metas estabelecidas no Protocolo.
  • 17. programas de desenvolvimento sustentável
    • Entre os Programas Relacionados com o Desenvolvimento Sustentável promovidos pelo governo brasileiro, com importância particular para a implementação da Convenção do Clima, destacam-se:
      • Programa Nacional de Álcool (Proálcool);
      • Programas de Conservação de Energia;
      • Programas de Expansão da Co-Geração e da Geração Elétrica por Biomassa;
      • Hidrelétricas;
      • Fontes de Energia Renováveis;
      • Programa de Transporte Coletivo movido a Hidrogênio (Projeto GEF);
      • Programa de Reciclagem;
      • PRODEEM - Programa de Desenvolvimento Energético de Estados e municípios;
      • Indústria Siderúrgica a Carvão Vegetal
  • 18. Meio ambiente e Investimento no Mercado de Capitais
    • Investimentos e práticas éticas, sociais e ambientais
    • Empresas privadas e seus projetos
    • Fundação Bradesco
    • Atuação: Educação, possui 39 escolas no Brasil inteiro. Início: 1956
    • Orçamento anual: R$ 129 milhões (2003)
    •  
    • Fundação Banco do Brasil
    • Atuação: Educação, Saúde, Cultura, Assistência Social, Ciência e Tecnologia Início: 1988
    • Orçamento anual: R$ 85 milhões
    •  
    • Schering do Brasil
    • Atuação: Saúde Sexual e Reprodutiva Início: 1992
    • Orçamento anual: R$ 2,6 milhões
    •  
  • 19.
    • Fundação O Boticário de Proteção à Natureza
    • Atuação: Conservação da Natureza, Educação e Motivação Ambiental, mantendo programas e áreas naturais protegidas. Início: 1990
    • Orçamento anual: R$ 2 milhões
    • Fundação C&A de Desenvolvimento Social
    • Atuação: Projetos nas áreas de Educação e Voluntariado Início: 1991
    • Orçamento: R$ 6,5 milhões
    • Fundação Telefônica
    • Atuação: Inclusão Digital Início: 1999
    • Orçamento anual: R$ 6 milhões
    •  
    • Instituto de Oportunidades Social - Microsiga Software
    • Atuação: Inclusão Digital Início: 1998
    • Orçamento anual: R$ 2,1 milhões.