Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Cco aula06 custos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Cco aula06 custos

  • 1,179 views
Published

 

Published in Education , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,179
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
66
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Anotações do Aluno uvb Aula Nº 6 – Contabilização dos Custos – Critério Simples Objetivos da aula: Pelo critério simples, os custos são contabilizados de forma sintética, por totais, deixando de mostrar a origem dos custos nos estoques dos produtos. No entanto, pode-se recorrer a anotações auxiliares para dirimir eventuais dúvidas de sua composição. O objetivo desta aula é apropriar os custos aos produtos (diretos e indiretos) e contabilizar nas contas de custos e nos estoques. Tenha uma ótima aula! Introdução Aula 06 - Contabilização dos Custos – Critério Simples A Contabilidade de Custos, como sistema de informação, disponibiliza os dados e informações necessários para que se efetue a mensuração do desempenho organizacional, e isso ocorre em razão da sua ligação direta com as funções de planejamento, orçamento e controle. No aspecto legal, este é o sistema que, segundo a legislação do imposto de renda, deve ser utilizado pelas empresas de forma integrada com a contabilidade geral, pois só reconhece como custo do período o que foi efetivamente realizado. Custo Contábil O Custeio por Absorção leva em consideração os Princípios Fundamentais de Contabilidade aplicados aos custos, tais como: Materialidade, Realização, Confrontação, Custo histórico como Base de Valor, Consistência, entre outros. Faculdade On-Line UVB 47
  • 2. Anotações do Aluno uvb Na contabilidade de custos, a preocupação não é apenas com as formas de escrituração dos fatos, mas com a mensuração, sistematização e acumulação dos custos de um determinado produto, serviço ou atividade. Entretanto, para o contador, é importante conhecer todas as formas de registros e optar pelo que considerar mais adequado para a empresa em que está atuando. A avaliação dos estoques e a apuração do resultado econômico, por meio do controle de custos, criam condições para acompanhar o desempenho empresarial, vinculando a aplicação do ciclo da contabilidade de custos aos resultados preestabelecidos. O critério simples de contabilização dos custos omite certas passagens em seus registros, fazendo com que sua análise, por meio da contabilidade, fique menos transparente. No entanto, simplifica as operações contábeis e diminui o número de lançamentos necessários. 1. Exemplo Suponha que estes sejam os gastos da Cia. UVB para determinado Aula 06 - Contabilização dos Custos – Critério Simples período: Salários do pessoal da fábrica R$ 230.000 Salários do pessoal administrativo R$ 110.000 Honorários da diretoria R$ 80.000 Serviços de manutenção da fábrica R$ 50.000 Gastos com entrega dos produtos R$ 25.000 Gastos com comissões de vendedores R$ 50.000 Gastos com seguros da fábrica R$ 15.000 Gastos financeiros R$ 9.000 Custo Contábil Matéria-prima consumida no período R$ 250.000 Outros materiais utilizados na fábrica R$ 20.000 Gastos com energia elétrica da fábrica R$ 105.000 Gastos com materiais de escritório R$ 3.000 Depreciação de equipamentos da fábrica R$ 40.000 Faculdade On-Line UVB 48
  • 3. Anotações do Aluno uvb Total dos gastos no período R$ 987.000 O que fazer com essa informação? Em primeiro lugar, precisamos separar os gastos que se referem a custos de produção: Salários do pessoal da fábrica R$ 230.000 Serviços de manutenção da fábrica R$ 50.000 Gastos com seguros da fábrica R$ 15.000 Matéria-prima consumida no período R$ 250.000 Outros materiais utilizados na fábrica R$ 20.000 Gastos com energia elétrica da fábrica R$ 105.000 Depreciação de equipamentos da fábrica R$ 40.000 Total dos custos de produção R$ 710.000 Os demais gastos são despesas administrativas e comerciais: Salários do pessoal administrativo R$ 110.000 Aula 06 - Contabilização dos Custos – Critério Simples Honorários da diretoria R$ 80.000 Gastos com entrega dos produtos R$ 25.000 Gastos com comissões de vendedores R$ 50.000 Gastos financeiros R$ 9.000 Gastos com materiais de escritório R$ 3.000 Total das despesas R$ 277.000 A empresa mantém medidores de energia elétrica em todas as máquinas, possibilitando distribuir todo o gasto com energia aos produtos: Produto alfa R$ 20.000 Produto beta R$ 25.000 Custo Contábil Produto gama R$ 35.000 Produto delta R$ 25.000 Total R$ 105.000 A empresa fabrica quatro produtos: alfa, beta, gama e delta; e mantém um Faculdade On-Line UVB 49
  • 4. Anotações do Aluno uvb sistema de requisições de matérias-primas para saber o quanto foi gasto em cada produto. Desses registros, apurou-se: Produto alfa R$ 50.000 Produto beta R$ 75.000 Produto gama R$ 90.000 Produto delta R$ 35.000 Total R$ 250.000 Dos gastos com o pessoal da fábrica, verificando a folha de pagamento, descobrimos que R$ 70.000 referem-se a salários de supervisores e gerentes de produção e o restante está distribuído aos produtos, como segue: Produto alfa R$ 40.000 Produto beta R$ 35.000 Produto gama R$ 25.000 Produto delta R$ 60.000 Total R$ 160.000 Aula 06 - Contabilização dos Custos – Critério Simples Para os demais gastos, não encontramos, na empresa, informações suficientes que pudessem servir para atribuir os gastos aos produtos. Esses custos são chamados de custos indiretos, pois não há uma unidade de medida que possa determinar o quanto foi gasto em cada produto. Salários de gerentes e supervisores R$ 70.000 Serviços de manutenção da fábrica R$ 50.000 Gastos com seguros da fábrica R$ 15.000 Outros materiais utilizados na fábrica R$ 20.000 Depreciação de equipamentos da fábrica R$ 40.000 Total dos custos indiretos de fabricação R$ 195.000 Custo Contábil No entanto, esses gastos são custos de produção e precisam compor o custo dos produtos fabricados no período. A empresa pode adotar um critério de apropriação para cada item de custo indireto, se julgar apropriado. Nesse exemplo, vamos distribuir o custo indireto de fabricação aos produtos por Faculdade On-Line UVB 50
  • 5. Anotações do Aluno uvb um único critério: o consumo de matérias-primas: Produto Matéria-prima % alfa R$ 50.000 20% beta R$ 75.000 30% gama R$ 90.000 36% delta R$ 35.000 14% Total R$ 250.000 100% Portanto, os R$ 195.000 de custos indiretos de fabricação serão atribuídos aos produtos desta forma: Produto alfa = 20% x R$ 195.000 -> R$ 39.000 Produto beta = 30% x R$ 195.000 -> R$ 58.500 Produto gama = 36% x R$ 195.000 -> R$ 70.200 Produto delta = 14% x R$ 195.000 -> R$ 27.300 Total dos custos indiretos R$ 195.000 Assim, temos o custo de cada produto, como segue: Aula 06 - Contabilização dos Custos – Critério Simples Matéria- Energia Custos produto Mão-de-obra Total prima elétrica indiretos Alfa 50.000 40.000 20.000 39.000 149.000 Beta 75.000 35.000 25.000 58.500 193.500 Gama 90.000 25.000 35.000 70.200 220.200 Delta 35.000 60.000 25.000 27.300 147.300 Total 250.000 160.000 105.000 195.000 710.000 2. Contabilização dos Custos – critério simples Os custos são contabilizados em suas contas específicas e, após a Custo Contábil apropriação aos produtos, recebem um crédito pelo valor apropriado, e a conta de estoque de cada produto é debitada. Faculdade On-Line UVB 51
  • 6. Anotações do Aluno uvb Aula 06 - Contabilização dos Custos – Critério Simples Encerrado o período de produção e determinados os custos, procedem-se os seguintes lançamentos, debitando as contas de estoques e creditando os custos correspondentes: Custo Contábil Faculdade On-Line UVB 52
  • 7. Anotações do Aluno uvb 3. Exercícios 3.1 A Cia. Maringá apresentou os seguintes gastos e estoques no ano de 2006: - Supervisão da fábrica $ 25.000 - Estoque inicial de matéria-prima 10.000 - Seguros e impostos do prédio da fábrica 1.000 - Estoque inicial de produtos em elaboração 18.000 Aula 06 - Contabilização dos Custos – Critério Simples - Depreciação de equipamentos da fábrica 20.000 - Estoque final de produtos acabados 55.000 - Devolução de compra de matéria-prima 10.000 - Mão-de-obra direta 95.000 - Energia elétrica consumida na fábrica 22.000 - Estoque final de matéria-prima 11.000 - Estoque final de produtos em elaboração 19.000 - Gastos diversos da administração 10.000 - Compras de matéria-prima 90.000 - Estoque inicial de produtos acabados 35.000 - Gastos diversos na fábrica 4.000 Custo Contábil A Cia Maringá produziu, em 2006, 1.000 unidades do produto Alfa e 1.500 unidades do produto Beta. Considere as seguintes informações: - Cada unidade do produto Alfa gasta 2,5 litros de matéria-prima e cada unidade de Beta gasta apenas 1 litro da mesma matéria-prima. Faculdade On-Line UVB 53
  • 8. Anotações do Aluno uvb - Cada unidade de Alfa leva 20 minutos de mão-de-obra direta para ser produzida, enquanto cada unidade do produto Beta gasta o dobro do tempo. - Os Custos Indiretos de Fabricação são distribuídos aos produtos na mesma proporção da mão-de-obra direta. Pergunta-se: a) Qual o custo da produção de Alfa? b) Qual o custo da produção de Beta? Contabilize os custos de produção e os estoques pelo critério simples. Síntese Nesta aula, estudamos a contabilização dos custos de produção pelo critério simples. Por meio de um exemplo, mostramos como são apropriados os custos aos produtos e como são contabilizados após a apropriação. Na próxima aula, estudaremos a contabilização dos custos pelo critério Aula 06 - Contabilização dos Custos – Critério Simples complexo. . Não falte! Referências CREPALDI, Silvio Aparecido. Curso Básico de Contabilidade de Custos. São Paulo: Atlas, 2005. LEONE, George S. G. Curso de Contabilidade de Custos. São Paulo: Atlas, 1997. Custo Contábil MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2003. Faculdade On-Line UVB 54