Your SlideShare is downloading. ×
Panfleto ato 21 marco
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Panfleto ato 21 marco

170

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
170
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 21 de Março de 2011Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial Polícia mata 33,5 mil jovens em 5 anos ATO CONTRA O GENOCÍDIO DA POPULAÇÃO NEGRA Segundo a ONU, policiais militares e civis brasileiros matam em serviço e fora de serviço. De cada três assassinatos, dois são de negros. Em 2008, morreram 103% mais negros que brancos. Um estudo chamado “Mapa da Violência 2011”, mostra que assassinatos de negros continuam a subir. Até quando ficaremos calados diante desse verdadeiro extermínio? Venha lutar com a gente! COMITÊ DE MOBILIZAÇÃO CONTRA O GENOCÍDIO DA POPULAÇÃO NEGRA Reuniões Todas as Sextas Feiras - 18:00hs - R. Abolição 167 – Bela Vista - SP http://contraogenocidio.blogspot.com/ - Email: 13demaiodeluta@gmail.com
  • 2. Participe da Campanha de Mobilização contra o Genocídio da População NegraNo Brasil, no ano passado, em menos de uma semana, a PM ensino fundamental e médio.paulista assassinou dois motoboys, jovens negros inocentes: O Plano Nacional de Segurança Publica do governo Lula,Alexandre Menezes dos Santos, 25 anos, teria furado um blo- cujo propósito era liberar verbas para os governos estaduaisqueio e andado mais 50 metros com sua moto até a porta de melhorar o aparelhamento de suas policias, em contraparti-casa. Eduardo Luiz Pinheiro dos Santos, 30, foi acusado de da, educar as policias para o respeito dos direitos humanos.desacatar um PM. Dezenas de casos semelhantes ocorreram Resultou na maior matança de todos os tempos, sem qual-na baixada santista e em todo estado de SP. Assassinatos, quer cobrança do governo federal, do judiciário ou no parla-como o do atleta negro gaúcho Tairone, cometidos pela PM, mento dos crimes cometidos.acumulam-se aos milhares, em todos os estados do Brasil, A ocupação do Haiti foi o laboratório para o treinamento dogovernados pelo PT, PSDB, PMDB, PSB e demais partidos, exercito brasileiro em conflitos urbanos. A recente Garantiatodos os dias, configurando um verdadeiro genocídio através de Lei e Ordem do governo federal autoriza o exercito a atu-do extermínio da juventude negra. ar na ocupação e repressão das favelas, o que ameaça os pilares daA política do estado, de criminalização democracia brasileira.dos movimentos sociais, tem sido uma O governo federal apóia as UPP´spratica freqüente destes governos, suas (Unidade de Polícia Pacificado-policias e pela justiça, perseguindo, pro- ra) do governador do RJ, Sergiocessando e prendendo injustamente mui- Cabral, PMDB-RJ, utilizandotos os lutadores do povo (indígenas, as- as policias estaduais, a força nacio-sentados, quilombolas, sem terra, sem nal e as forças armadas, no sitia-teto, camelos, trabalhadores grevistas e mento, desalojamento e remoçãoestudantes), como repressão a suas cau- de comunidades e populações em-sas e justa militância. Um caso emblemá- pobrecidas e marginalizadas, comotico é a cilada montada, em julgamento modelo para todos os estados. Salvador e Aracaju receberãopróximo, do companheiro Gegê, importante liderança do as próximas UPP´s, com o propósito de abrir um raio de se-movimento pela moradia, acusado em um processo sem pro- gurança aos turistas que virão para o Brasil durante as olim-vas e cheio de vícios. píadas de 2014 e a Copa do Mundo em 2016, beneficiando oO mapa da violência, publicado no final do ano passado pe- milionário negocio do turismo das elites políticas e econômi-lo Instituto Sangari em parceria com o Ministério da Justiça, cas brasileiras. A Operação Saturação, do governo Alckminaponta que os homicídios praticados no Brasil (a maioria pela em São Paulo, segue o mesmo padrão de atuação das UPPS.policia), superam as mortes em territórios conflagrados. Os Senadores e deputados atacam (ou se calam, demonstrando27 anos de guerra em Angola matou 550.000 pessoas. Em 11 conivência) as conquistas da população negra, e da popula-anos, entre 1997 e 2007, no Brasil, as vitimas fatais foram ção trabalhadora nos últimos 30, 40 anos, propondo leis emmais 512.000, comenta o pesquisador Luiz Flavio Gomes. Sen- beneficio próprio (como os recentes aumentos reais de salá-do que 3 em 4 vitimas são jovens negros entre 12 e 25 anos, rios de até 60%, para todos os parlamentares, presidente,70% sem passagem na policia. Uma verdadeira guerra civil ministros e juízes), em prejuízo do mísero e vergonhoso salá-não declarada, contra o inimigo eleito pelas elites e pelo rio mínimo de R$ 545,00, imposto aos trabalhadores maisestado brasileiro: o povo negro, os indígenas e os pobres. humildes e aos aposentados.O governo federal, os estaduais e a elite racista, condenam e Neste semestre, devem ser julgadas no STF - Supremo Tribu-aprofundam a pobreza e o desemprego, saqueando os recur- nal Federal, A ADIN-Ação Direta de Inconstitucionalidadesos públicos, interessados apenas em pagar os custos finan- 3239, contra o decreto 4887/2003 (que regulamenta aceiros das milionárias campanhas eleitorais e os custos políti- titulação das terras quilombolas), impetrada pelo deputadoco, com ampla distribuição benesses e cargos, em pagamento Valdir Collato do PMDB-SC, bem como, a ação ajuizada peloaos aliados. Impondo cortes no orçamento federal de R$ 50 DEM contrario as cotas raciais, ambas conquistas dobilhões. Reduzindo investimentos em políticas sociais, sus- movimento negro e da juventude universitária brasileira.pendendo concursos públicos, demitindo trabalhadores e Convocamos todos os lutadores e a população em geral, a sesucateando os precários serviços públicos, piorando o péssi- juntarem nesta mobilização para por um fim nas arbitrarie-mo atendimento a saúde publica do SUS, e a qualidade do dades das elites e dos governos racistas. Contra a violência do estado policial Contra o genocídio da juventude e da população negra Repudio a ADIN dos Ruralistas contra a Titulação das Comunidades Quilombolas Abaixo a Ação do DEM contrária as cotas, no STF! Contra a implementação das UPP´s e do uso exército para repressão a população Contra a criminalização dos Movimentos Populares Pela absolvição de todos os perseguidos por suas atuações políticas COMITÊ DE MOBILIZAÇÃO CONTRA O GENOCÍDIO DA POPULAÇÃO NEGRA

×