Your SlideShare is downloading. ×
Pirataria digital
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Pirataria digital

1,178

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,178
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Pirataria Digital 1Albert José Hiago MarquesMauricio Freitas Marcelo Haddad
  • 2. 2Tópicos abordados Introdução O que é Pirataria? Produto Pirata x Falsificação Origem Pirataria Pirataria Digital Pirataria de Software Pirataria no Mundo Pirataria no Brasil Desvantagens na aquisição de produtos piratas Impactos da Pirataria no Mundo Direito de propriedade Leis antipirataria Liberdade na Internet – Respostas as Leis Antipirataria Principais Exemplos Soluções Um critério de avaliação: acesso ao conhecimento Verdades e Mitos Discussão Conclusão
  • 3. 3Introdução Origem da palavra:  Pirata - deriva do Grego peirates, “assaltante, ladrão”, de peiran, “atacar, hostilizar”. O termo pirata foi utilizado pela primeira vez por Homero, em sua obra Odisséia. A pirataria marítima foi praticada já na Antiguidade, pelos gregos que roubavam mercadores fenícios e assírios desde pelo menos 735 a.C.
  • 4. 4O que é a pirataria? Entende-se por pirataria a reprodução, venda e distribuição de produtos sem a devida autorização e o pagamento dos direitos autorais. Existem vários tipos de violação de direitos autorais, como plágio, criação de obras derivadas, alterações de obra artística, traduções sem autorização do autor e, obviamente, a distribuição ou reprodução de uma obra sem autorização do autor.
  • 5. 5Produto Pirata x Falsificação Uma falsificação é um produto que tenta passar como sendo original, mas na maioria das vezes é de péssima qualidade podendo até mesmo resultar em prejuízo ao consumidor. Já o produto pirata raramente tenta se passar pelo produto original, o consumidor sabe que está adquirindo um produto ilegal, mas em contrapartida, a cópia digital em si é idêntica ao original. E possui pouca ou nenhuma diferença na qualidade.
  • 6. 6Origem Pirataria Houve tempo que somente no rádio ou adquirindo um disco de vinil poderia ouvir uma gravação.
  • 7. 7Origem Pirataria Então vieram as fitas cassete, e tornou-se possível a gravação facilitada dos discos originais. Sua qualidade se deteriorava com o tempo e ela não permitia uma localização rápida de qualquer ponto da gravação.
  • 8. 8Origem Pirataria Surgem os CDs que popularizaram a copia de músicas e outros conteúdos com a mesma qualidade e recursos do original.
  • 9. 9Pirataria Digital A era digital tornou mais fácil a copia e distribuição ilegal de conteúdo. Mais um salto foi dado com os formatos em arquivos digitais. Agora músicas podem ser encontradas na Internet e se transferir de um computador . Intensificação com o surgimento dos IPODs e os MP3 players.
  • 10. 10Pirataria de Software Como é feita a pirataria de software como: Sistemas operacionais, jogos, etc. Aquisição de um software original e pirataria do mesmo. Termos do contrato da compra de um programa.
  • 11. 11Pirataria no Mundo
  • 12. 12Pirataria no Mundo Como visto no gráfico América do Norte e Europa Ocidental são as partes do mundo em que menos ocorre a prática da pirataria. Porque isso ocorre ? O que acontece nos países onde a população tem menor poder aquisitivo ? E porque piratear ? Internet banda larga e gravadores de CDs e DVDs facilitaram a pirataria. O principal fator que faz com que a pirataria seja praticada é a falta de fiscalização.
  • 13. 13Pirataria no Brasil Pequeno trecho de uma entrevista com o Representante da ESET no Brasil:
  • 14. 14Pirataria no Brasil
  • 15. Desvantagens na aquisição de 15softwares piratas
  • 16. 16Impactos da pirataria no Mundo
  • 17. 17Impactos da pirataria no Mundo
  • 18. Direito de propriedade intelectual 18 Direito autoral Direito autoral é uma denominação utilizada em referência ao direito dos autores sobre suas obras Direito patrimoniais são direitos disponíveis, ou seja, podem ser transmitidos a terceiros total ou parcialmente Direito moral não pode ser desconstituídos ou transferidos a terceiros.
  • 19. Direito de propriedade intelectual 19 Copyright Copyright tem como objetivo a proteção da obra com foco na reprodução.
  • 20. Direito de propriedade intelectual 20 Copyleft Copyleft é uma forma de usar a legislação de proteção dos direitos autorais com o objetivo de retirar barreiras à utilização, difusão e modificação exigindo que as mesmas liberdades sejam preservadas em versões modificadas.
  • 21. 21 Lei antipirataria - Hadopi Hapodi (High Authority for the Broadcast of Content and the Protection of Internet Rights) Alta Autoridade para a transmissão de conteúdo e da Proteção dos Direitos da Internet. Foco no compartilhamento de conteúdo ilegal por P2P.
  • 22. 22 Hadopi - Lei antipirataria Hadopi Responsável por decisões como a suspensão da conexão da internet do usuário que supostamente violasse os direitos de autor no download de arquivos. Hadopi 2 Concede apenas a uma autoridade judicial o ato de suspender a internet de usuários infratores, e não ao próprio Hadopi.
  • 23. 23 Hadopi - Lei antipirataria Vantagens Queda de 66% na troca de arquivos que violam os direitos autorais em redes P2P; Na música, as receitas de download pagos aumentaram 18,4% ; Receita de assinaturas de streaming cresceram 73%; Compra de vídeo sob demanda cresceu 50%;
  • 24. 24 Hadopi - Lei antipirataria Desvantagem Aumento das outras formas de pirataria não alcançada pela lei Hadopi chegou a 27%; Custo elevado de implantação.
  • 25. 25 SOPA e PIPA - Leis antipirataria SOPA (Stop Online Piracy Act) Combate a pirataria online. PIPA (Protect Intellectual Property Act) Proteção a propriedade intelectual. Tem o objetivo de ampliar os meios legais para que entidades que lutam pelos direitos dos autores tenham condições de combater o tráfico de informações protegidas. As leis de combate à pirataria pretendem bloquear o acesso a sites que comercializam conteúdo pirata.
  • 26. 26 SOPA e PIPA - Leis antipirataria Defensores Indústrias fonográfica e de cinema americanas para retomar as vendas que perdem com o compartilhamento gratuito de seus produtos na internet. Opositores Essas medidas causaram polêmicas entre as empresas de tecnologia como Google, Facebook, Twitter, LinkedIn entre outras.
  • 27. 27 SOPA e PIPA - Leis antipirataria Consequência O site identificado como reprodutor de conteúdo ilegal seria bloqueado e com isso o acesso dos usuários a ele seria negado. Site de busca como o Google, Bing teriam que tirar de suas pesquisas links relacionados a pirataria.
  • 28. Liberdade na Internet – Respostas 28 as Leis Antipirataria O Google não ficou de fora do protesto, mas não tomou medidas tão drásticas quanto a Wikipédia.
  • 29. Liberdade na Internet – Respostas 29 as Leis Antipirataria O americano Jimmy Wales, fundador da Wikipédia “Aviso aos estudantes: façam sua lição de casa mais cedo. A Wikipédia irá protestar contra uma lei ruim”.
  • 30. Liberdade na Internet – Respostas 30 as Leis Antipirataria A Declaração Universal dos Direitos Humanos assegura que toda pessoa "tem a liberdade de, sem interferência, de ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras".
  • 31. 31Principais Exemplos Foi um dos maiores serviços de download e upload de arquivos, contava com 18 idiomas e possuía sistemas de contas premium. Acusado dos crimes de pirataria e de lavagem de dinheiro foi fechado pelo FBI em Janeiro de 2012. o site oferecia incentivos financeiros para pessoas que fizessem o upload de conteúdo popular e mesmo àqueles “usuários que sabiam que o material era ilegal”. Os uploaders podiam ganhar de US$ 100 a U$ 300 – ou algumas vezes até US$ 1.500 – para cada mês que subiam um sucesso.
  • 32. 32Principais Exemplos  Seu fechamento causou revolta entre os usuários da internet e recebeu uma retaliação:  o grupo Anonymous lançou um ataque denial of service (DOS) contra dez sites americanos, entre eles FBI, Universal Music, Motion Picture Association of America, associação de chefes de Polícia do estado de Utah e do site de registro de copyrights.
  • 33. 33Principais Exemplos  Foi criado pela organização anticopyright sueca Piratbyrån no começo de 2004, oferecendo um serviço para download de filmes, músicas, programas e jogos via torrent.
  • 34. 34Principais Exemplos  Diferentemente do Megaupload, não armazena os arquivos e não tem fins lucrativos, ao contrário do Megaupload que teria lucrado cerca de 175 milhões de dólares.  O co-fundador do The Pirate Bay, Anakata foi preso no Camboja condenado à cadeia por compartilhar, de forma ilegal no Pirate Bay, 33 arquivos protegidos por direito autoral e incentivar a pirataria.
  • 35. 35Soluções Indústria pornográfica encontrou uma forma de acabar com a pirataria: a vergonha Não quer ser processado por ter baixado um filme pornô? Então pague uma multa. Tudo começa a partir do momento em que as companhias identificam uma produção tendo seus direitos autorais sendo “violados”, localizam os IPs das pessoas que estão compartilhando aquele arquivo e entram em contato com esses indivíduos. À ida a Corte nunca se tornar realidade, já que há sempre a apelação para a vergonha. Afinal, quem gostaria de ir a júri por ter feito o download de “Baixando Tudo no Carnaval 97”?
  • 36. 36SoluçõesGoogle deverá impedir que "Megaupload", "RapidShare" e "torrent" sejam encontrados pelo seu buscador A decisão foi tomada por um juiz francês que afirma que a empresa não pode ser condenada pela pirataria, mas tem o dever de dificultar o acesso ao conteúdo ilegal. O Google já dificulta a busca dos termos “Pirate Bay”:
  • 37. Um critério de avaliação: acesso 37ao conhecimento As grandes corporações possuem monopólios de conhecimentos. A lista cada vez maior de “conhecimento” protegido veio a incluir o nosso próprio código genético e mesmo organismos vivos em sua totalidade. Os custos de tudo isso?
  • 38. 38Verdade e Mitos Quebrar a proteção de área do DVD é ilegal? Programas P2P e torrents são ilegais?
  • 39. 39Verdade e Mitos Copiar e portar filmes DVDs e áudio de CD é crime?
  • 40. 40Discussão1. Você é adepto a Pirataria? Porque?2. Além das medidas já citadas, quais outras poderiam sertomadas para diminuir a pirataria?3. O alto preço justifica a pirataria no Brasil?
  • 41. 41Conclusão A pirataria é um assunto polemico e que divide opiniões por todo o mundo. São muitas variáveis a serem consideradas, mas não se pode negar de que é problema que temos que lidar. Devemos abordar a pirataria sem desconsiderar o direito de acesso a informação e os direitos individuais não focando somente nos autores e detentores dos direitos do conteúdo.

×