Educação a Distância Pedro Girardi Bianca Gazzale
Conceitos básicos de EAD <ul><li>temporalmente.  </li></ul><ul><li>A  Suécia  registrou sua primeira experiência em  1833 ...
O que é EAD <ul><li>No  Brasil , desde a fundação do Instituto Rádio­ Técnico Monitor, em  1939 , o hoje  Instituto Monito...
Histórico da EAD <ul><li>Na  década de 1970 , a  Fundação Roberto Marinho  era um programa de educação supletiva a distânc...
EAD no Brasil <ul><li>No  Brasil , desde a fundação do Instituto Rádio­ Técnico Monitor, em  1939 , o hoje  Instituto Moni...
Números de EAD no Brasil e no mundo <ul><li>Com o aumento do número de computadores pessoais , a quantidade de pessoas que...
O aluno e o professor na EAD <ul><li>A EAD via Internet pode ajudar a EAD em geral a superar uma de suas maiores barreiras...
Como é o aluno em EAD <ul><li>Características do bom aluno EAD O aluno em educação a distancia normalmente são♣ pessoas co...
Papel do professor em EAD <ul><li>O papel do professor em EAD, salientando o que muda em relação à educação presencial ♣ P...
EAD versus Presencial ou EAD e Presencial  <ul><li>A diferença entre a EaD e a educação presencial, em relação ao conhecim...
e-learning  <ul><li>O termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Pedroebiancagazzale 090430192153 Phpapp01

537

Published on

Published in: Education, Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
537
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pedroebiancagazzale 090430192153 Phpapp01

  1. 1. Educação a Distância Pedro Girardi Bianca Gazzale
  2. 2. Conceitos básicos de EAD <ul><li>temporalmente. </li></ul><ul><li>A Suécia registrou sua primeira experiência em 1833 , com um curso de Contabilidade . Na mesma época, fundou-se na Alemanha em 1856 o primeiro instituto de ensino de línguas por correspondência. O modelo de ensino foi iniciado na Inglaterra em 1840 , e, em 1843 foi criada a Phonografic Corresponding Society. Fundada em 1962 , a Universidade Aberta mantém um sistema de consultoria, auxiliando outras nações a implementar uma educação a distância de qualidade. Também no século XIX , a EaD foi iniciada nos Estados Unidos da América na Illinois Weeleyan University. </li></ul><ul><li>Já no século XX , em 1974 , a Universidade Aberta Allma Iqbal no Paquistão iniciou a formação de docentes via EaD. A partir de 1980 , a Universidade Aberta de Sri Lanka passou a atender setores importantes para o desenvolvimento do país: profissões tecnológicas e formação docente. Na Tailândia , a Universidade Aberta Sukhothiai Thommathirat tem cerca de 400 mil estudantes em diferentes setores e modalidades. </li></ul><ul><li>Criada em 1984 , a Universidade de Terbuka na Indonésia surgiu para atender forte demanda de estudos superiores, e prevê chegar a cinco milhões de estudantes. Já na Índia , criada em 1985, a Universidade Nacional Aberta Indira Gandhi tem objetivo de atender a demanda de ensino superior. </li></ul>
  3. 3. O que é EAD <ul><li>No Brasil , desde a fundação do Instituto Rádio­ Técnico Monitor, em 1939 , o hoje Instituto Monitor , depois do Instituto Universal Brasileiro , em 1941 , e o Instituto Padre Reus em 1974 , várias experiências de educação a distância foram iniciadas e levadas a termo com relativo sucesso. As experiências brasileiras, governamentais e privadas, foram muitas e representaram, nas últimas décadas, a mobilização de grandes contingentes de recursos. Os resultados do passado não foram suficientes para gerar um processo de aceitação governamental e social da modalidade de educação a distância no país. Porém, a realidade brasileira já mudou e nosso governo criou leis e estabeleceu normas para a modalidade de educação a distância em nosso país. </li></ul><ul><li>Em 1904 , escolas internacionais, que eram instituições privadas, ofereciam cursos pagos, por correspondência. Em 1934 , Edgard Roquette-Pinto instalou a Rádio-Escola Municipal no Rio de Janeiro . Estudantes tinham acesso prévio a folhetos e esquemas de aulas. Utilizava também correspondência para contato com estudantes. Já em 1939 surgiu em São Paulo (cidade) o Instituto Monitor , na época ainda com o nome Instituto Rádio­ Técnico Monitor. Dois anos mais tarde surge a primeira Universidade do Ar, que durou até 1944 . Entretanto, em 1947 surge a Nova Universidade do Ar, patrocinada pelo SENAC , SESC e emissoras associadas. </li></ul><ul><li>Durante a década de 1960 , com o Movimento de Educação de Base (MEB), Igreja Católica e Governo Federal utilizavam um sistema radio-educativo: educação, conscientização, politização, educação sindicalista etc.. Em 1970 surge o Projeto Minerva, um convênio entre Fundação Padre Landell de Moura e Fundação Padre Anchieta para produção de textos e programas. Dois anos mais tarde, o Governo Federal enviou à Inglaterra um grupo de educadores, tendo à frente o conselheiro Newton Sucupira: o relatório final marcou uma posição reacionária às mudanças no sistema educacional brasileiro, colocando um grande obstáculo à implantação da Universidade Aberta e a Distância no Brasil. </li></ul>
  4. 4. Histórico da EAD <ul><li>Na década de 1970 , a Fundação Roberto Marinho era um programa de educação supletiva a distância, para ensino fundamental e ensino médio . Entre as décadas de 1970 e 1980, fundações privadas e organizações não-governamentais iniciaram a oferta de cursos supletivos a distância, no modelo de teleducação, com aulas via satélite complementadas por kits de materiais impressos, demarcando a chegada da segunda geração de EaD no país. A maior parte das Instituições de Ensino Superior brasileiras mobilizou-se para a EaD com o uso de novas tecnologias da comunicação e da informação somente na década de 1990 . Em 1992 , foi criada a Universidade Aberta de Brasília (Lei 403/92), podendo atingir três campos distintos: a ampliação do conhecimento cultural com a organização de cursos específicos de acesso a todos, a educação continuada, reciclagem profissional às diversas categorias de trabalhadores e àqueles que já passaram pela universidade; e o ensino superior , englobando tanto a graduação como a pós-graduação. Em 1994 , teve início a expansão da Internet no ambiente universitário. Dois anos depois, surgiu a primeira legislação específica para educação a distância no ensino superior. As bases legais para essa modalidade foram estabelecidas pela Lei de Diretrizes e Bases na Educação Nacional n°9.394, de 20 de dezembro de 1996, regulamentada pelo decreto n°5.622 de 20 de dezembro de 2005, que revogou os decretos n°2.494 de 10/02/98, e n°2.561 de 27/04/98, com normatização definida na Portaria Ministerial n°4.361 de 2004. No decreto n°5.622 dita que, ficam obrigatórios os momentos presenciais para avaliação, estágios, defesas de trabalhos e conclusão de curso. Classifica os níveis de modalidades educacionais em educação básica, de jovens e adultos, especial, profissional e superior; Os cursos deverão ter a mesma duração definida para os cursos na modalidade presencial; Os cursos poderão aceitar transferência e aproveitar estudos realizados em cursos presenciais, da mesma forma que cursos presenciais poderão aproveitar estudos realizados em cursos à distância. Regulariza o credenciamento de instituições para oferta de cursos e programas na modalidade à distância (básica, de jovens e adultos, especial, profissional e superior). </li></ul>
  5. 5. EAD no Brasil <ul><li>No Brasil , desde a fundação do Instituto Rádio­ Técnico Monitor, em 1939 , o hoje Instituto Monitor , depois do Instituto Universal Brasileiro , em 1941 , e o Instituto Padre Reus em 1974 , várias experiências de educação a distância foram iniciadas e levadas a termo com relativo sucesso. As experiências brasileiras, governamentais e privadas, foram muitas e representaram, nas últimas décadas, a mobilização de grandes contingentes de recursos. Os resultados do passado não foram suficientes para gerar um processo de aceitação governamental e social da modalidade de educação a distância no país. Porém, a realidade brasileira já mudou e nosso governo criou leis e estabeleceu normas para a modalidade de educação a distância em nosso país. </li></ul><ul><li>Em 1904 , escolas internacionais, que eram instituições privadas, ofereciam cursos pagos, por correspondência. Em 1934 , Edgard Roquette-Pinto instalou a Rádio-Escola Municipal no Rio de Janeiro . Estudantes tinham acesso prévio a folhetos e esquemas de aulas. Utilizava também correspondência para contato com estudantes. Já em 1939 surgiu em São Paulo (cidade) o Instituto Monitor , na época ainda com o nome Instituto Rádio­ Técnico Monitor. Dois anos mais tarde surge a primeira Universidade do Ar, que durou até 1944 . Entretanto, em 1947 surge a Nova Universidade do Ar, patrocinada pelo SENAC , SESC e emissoras associadas. </li></ul><ul><li>Durante a década de 1960 , com o Movimento de Educação de Base (MEB), Igreja Católica e Governo Federal utilizavam um sistema radio-educativo: educação, conscientização, politização, educação sindicalista etc.. Em 1970 surge o Projeto Minerva, um convênio entre Fundação Padre Landell de Moura e Fundação Padre Anchieta para produção de textos e programas. Dois anos mais tarde, o Governo Federal enviou à Inglaterra um grupo de educadores, tendo à frente o conselheiro Newton Sucupira: o relatório final marcou uma posição reacionária às mudanças no sistema educacional brasileiro, colocando um grande obstáculo à implantação da Universidade Aberta e a Distância no Brasil. </li></ul>
  6. 6. Números de EAD no Brasil e no mundo <ul><li>Com o aumento do número de computadores pessoais , a quantidade de pessoas que estão estudando ou sendo treinadas pela web não para de crescer. Segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinne) , os brasileiros estão comprando um computador a cada três segundos e a venda de desktops e notebooks chegará a 13 milhões de aparelhos no fim deste ano, somos o quinto maior mercado de PCs do mundo, perdendo em vendas apenas para Estados Unidos, China, Japão e Inglaterra. • De acordo com o Censo da Educação Brasileira, feito pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacinais) e pelo MEC, havia 21.873 inscritos em 2003, número que passou para 430.229 em 2006. Com isso, a EAD (Educação a Distância) cresceu quase 20 vezes (1.867%) no Brasil, entre 2003 e 2006. </li></ul>
  7. 7. O aluno e o professor na EAD <ul><li>A EAD via Internet pode ajudar a EAD em geral a superar uma de suas maiores barreiras, a da manutenção da motivação do estudante. Uma das maiores dificuldades da EAD convencional está no chamado &quot;isolamento&quot; do estudante, que não conta com o apoio e o estímulo de um grupo de pessoas que estão nas mesmas condições que ele, aprendendo as mesmas coisas e ajudando-se mutuamente a vencer dificuldades neste aprendizado, em outras palavras, uma &quot;turma&quot;. No caso da teleducação isto vem sendo enfrentado através da organização de grupos locais de alunos reunidos em telessalas, mas nem sempre é possível reunir um grupo que se encontre num mesmo lugar na mesma hora - condição sine qua non para o funcionamento de uma telessala. No caso do ensino por correspondência, tenta-se vencer esta dificuldade através do trabalho de auxiliares, os chamados &quot;tutores&quot;, que &quot;vão atrás&quot; do aluno quando este passa muito tempo sem dar notícias ou sem cumprir alguma tarefa, mas por mais atencioso que um tutor seja é muito difícil que um apenas consiga manter o estudante motivado por muito tempo. Ora, com a Internet, pode-se organizar os alunos em turmas, tal como no ensino presencial, e isto certamente tem reflexos positivos sobre a motivação do estudante. </li></ul>
  8. 8. Como é o aluno em EAD <ul><li>Características do bom aluno EAD O aluno em educação a distancia normalmente são♣ pessoas com mais idade e maturidade. O aluno precisa ser autodidata, e saber sua melhor forma de estudo, para realização de tarefas sem a cobrança de um professor; precisa ser curioso, questionar, trocar informações e dar sugestões. As características mais presentes em um aluno de EAD são que ele seja maduro autodidata, que seja curioso e que consiga cobrar do professor afim de aprender mais. </li></ul>
  9. 9. Papel do professor em EAD <ul><li>O papel do professor em EAD, salientando o que muda em relação à educação presencial ♣ Professor é o profissional que ministra aulas em todos os níveis educacionais, em educação a distância ele torna-se intermediário dos saberes coletivos em vez de fornecedor direto de conhecimentos como na educação presencial </li></ul>
  10. 10. EAD versus Presencial ou EAD e Presencial <ul><li>A diferença entre a EaD e a educação presencial, em relação ao conhecimento, é que na Ead, são possibilitadas atividades de formação a pessoas distantes de universidades, com maior flexibilidade de horários </li></ul>
  11. 11. e-learning <ul><li>O termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância. Ambas modalidades convergiram para a educação on-line e para o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e-Learning. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×