Your SlideShare is downloading. ×

Guia de Fontes do Ministério da Cultura

59

Published on

Trabalho apresentado na disciplina: Serviços de Informação

Trabalho apresentado na disciplina: Serviços de Informação

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
59
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Guia de Fontes do Ministério da Cultura
  • 2. Ministério da Cultura • A cultura é elemento fundamental e insubstituível na construção da própria identidade nacional. • O Ministério da Cultura (MinC) foi criado em 1985 como forma de reconhecer a autonomia e a importância desta área fundamental, até então tratada em conjunto com a educação.
  • 3. • Em 1990, o Ministério da Cultura foi transformado em Secretaria da Cultura, diretamente vinculada à Presidência da República, situação que foi revertida pouco mais de dois anos depois. • No período de 1999, ocorreram transformações no Ministério da Cultura, com ampliação de seus recursos e reorganização de sua estrutura. • No ano 2003, o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, aprovou a reestruturação do Ministério da Cultura. Ministério da Cultura
  • 4. • A Biblioteca do Ministério da Cultura foi inaugurada em 2001, à época, chamava-se Complexo Cultural Sérgio Motta e contava com Biblioteca, Teatro e Espaço para Exposições. Biblioteca do Ministério da Cultura
  • 5. Biblioteca do Ministério da Cultura • A Biblioteca do Espaço Cultural Sérgio Motta foi desativada em 2007 e reativada somente em meados 2011. • O acervo encontra- se em processo de organização e em 2012 a Biblioteca foi aberta ao público. Biblioteca do Ministério da Cultura
  • 6. • Atualmente possui acervo de mais de 17.000 exemplares, dentre livros, CD´s e DVD´s. Trata-se de uma biblioteca especializada em arte e cultura, de acesso público. • O público-alvo da biblioteca compreende os servidores e colaboradores do MinC e Sistema MinC, além de pesquisadores e interessados pela área. Biblioteca do Ministério da Cultura
  • 7. Metodologia : Passos • Estabelecer contato com a pessoa responsável pela biblioteca do MinC. • Decidir quais temas o guia iria abordar, pois o Ministério da Cultura é uma instituição que lida com uma vasta gama de áreas do conhecimento e não seria possível reunir todos os diferentes aspectos da cultura Metodologia
  • 8. Optou-se por abordar as principais facetas da arte, cultura e do ministério, fixando 7 temas principais: Arquitetura, Dança, Cinema, Literatura, Música, Patrimônio Cultural e Políticas Culturais. Metodologia
  • 9. • Para tomar tal decisão, foi feita pesquisa por guias de fontes, além de consulta ao professor, que sugeriu que fosse adotado o seu livro como modelo para divisão e seleção de tipos de fontes de informação. • A partir daí, foram feitas pesquisas sobre diversos temas culturais para que o grupo pudesse ter alguma noção da natureza dos tipos de fonte da área. Metodologia
  • 10. Metodologia • Um guia de fontes é um documento utilizado para reunir fontes de informação sobre um determinado assunto com o objetivo de facilitar o acesso e a utilização da informação para o público-alvo ao qual se destina. Entendendo o guia
  • 11. • Este guia de fontes organiza as fontes por assunto e por tipo de material. Assim, temos 140 fontes de arquitetura, 200 de cinema, 148 de dança, 122 de literatura, 125 de música, 62 de políticas culturais e 88 de patrimônio cultural, totalizando 885 fontes de informação. Cada temática está subdividida em: Entendendo o guia
  • 12. • Fontes primárias: Congressos e Conferências, Legislação, Periódicos, Teses e Dissertações; • Fontes secundárias: Bases de Dados e Bancos de Dados, Bibliografias, Índices, Biografias, Catálogos de bibliotecas, Dicionários e Enciclopédias, Internet, Livros, Manuais, Filmes e Vídeos, Feiras e exposições • Fontes terciárias: Bibliotecas e Centros de Informação, Guias Bibliográficos. Entendendo o guia
  • 13. • As categorias mais escassas nas áreas abordadas por este guia, ou os tipos de fonte de informação que não faziam parte do acervo da biblioteca da instituição foram excluídas da seleção. Entendendo o guia
  • 14. Além da organização por temas e por tipo de fonte, este guia também contém 3 índices no final, que foram todos elaborados pelas integrantes do grupo para facilitar a busca por alguma informação mais precisa como o assunto, título ou autor. Entendendo o guia
  • 15. • Apenas fontes que tivessem relação com os temas propostos. • Teses e Dissertações – através de orientações do professor, foi decidido incluir apenas as bases de dados e repositórios de teses e dissertações. • Filmes e Vídeos – através de orientações do professor,foi decidido colocar apenas os sites que remetessem a filmes e vídeos. Critérios para seleção das fontes
  • 16. • Norma Técnicas da ABNT: NRBR 6023 NRBR 6034. • AACR 2 Normas utilizadas
  • 17. Alanna Gianin Torres Beatriz Nascimento Gessyca Lago Universida de de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Serviços de Informação

×