Your SlideShare is downloading. ×
Efeito da utilização de vedações internas leves
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Efeito da utilização de vedações internas leves

79

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
79
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE VEDAÇÕES INTERNAS LEVES NA INÉRCIA TÉRMICA DE EDIFÍCIO COM SISTEMA CONSTRUTIVO EM CONCRETO Artur Guarnieri Camatti Fernanda Pereira de Assunção
  • 2. 1. Introdução
  • 3. 2. Objetivo O objetivo deste trabalho é analisar o efeito da utilização de vedações internas leves na inércia térmica de edificação habitacional térrea e seu impacto no desempenho térmico da edificação conforme critérios previstos na Norma ABNT NBR 15.575:2008.
  • 4. 3. Método • Norma Brasileira ABNT NBR 15.575:2008 • Programa EnergyPlus (USDOE, 2010) • Zona Bioclimática 3
  • 5. Verão Inverno Desempenho Valor máximo da temperatura interna é: Minimo ≤ +3°C Intermediario -2°C +5°C Superior -4°C +7 °C Valor máximo da temperatura externa Tabela 1 -
  • 6. Situaçao inicial: Paredes internas e externas de concreto convencional e=10cm de acabamento em cores claras, laje de concreto e=10 cm e telhado com telhas cerâmicas. Variações consideradas: - Paredes internas e externas de concreto com espessura de 20 cm, laje mantida - Paredes internas de concreto substituidas por divisórias de gesso acartonado , em e=10 cm e e=20 cm - Laje substituida por forro de gesso acartonado com e=1,2 cm
  • 7. Material Massa específica (kg/m³) Condutividade (W/(m.k)) Calor Específico (kJ/(kg.K)) Concreto 2400 1,75 1,0 Cerâmica 1600 0,90 0,92 Gesso acartonado 1000 0,35 0,84 Tabela 2 -
  • 8. 4. Resultados
  • 9. 5. Conclusão

×