Exemplo de Ontologia da Pos-Graduação do CEFET-PI

8,006 views
7,805 views

Published on

Apresentação do Artigo sobre o Exemplo de Ontologia da Pos-Graduação do CEFET-PI apresentando durante o ENCICOMP

Published in: Technology
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • Bom dia, gostei da apresentação principalmente por ser um caso prático, porém as imagens estão ruins: baixa qualidade, pois quando colocado em tela cheia não tem como ler, e normal está muito pequeno para ler. Tem como disponibilizar as imagens? Grato.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
8,006
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
249
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Exemplo de Ontologia da Pos-Graduação do CEFET-PI

  1. 1. Exemplo de Ontologia da Pos- Graduação do CEFET-PI (OntoPOSBDCEFETPI) Utilizando a Ferramenta Protégé 3.3
  2. 2. Autor Aislan Rafael Rodrigues de Sousa Orientador Fábio de Jesus Lima Gomes Co-Orientador Ricardo Martins Ramos
  3. 3. Tópicos Introdução Web Semântica RDF Ontologia OWL Caso Prático Conclusão
  4. 4. Introdução A maior parte do conteúdo da Web é projetado para o entendimento por humanos (Berners­Lee et al., 2001). Web atual é sintática (Breitman, 2005) Aumento exponencial dos dados disponíveis tem conferido importância as técnicas de organização da informação (Almeida e Bax, 2003)
  5. 5. Introdução Modelagem do domínio de conhecimento da Pós-Graduação do CEFET­PI
  6. 6. Web Semântica É uma extensão da Web atual Associar explicitamente semântica ao conteúdo Criar um meio universal para troca de dados Enriquecer a informação disponível com semântica que pode ser entendida por máquinas
  7. 7. RDF ­ Resource Description Framework Proporcionar um modo de expressar afirmações sobre recursos (da Web) através de meta-dados Restringe a descrição dos recursos a triplas (sujeito, predicado,objeto)
  8. 8. RDF ­ Resource Description Framework Sujeito – É o próprio recurso ( http://aislanmaster.blogspot.com) Predicado – A propriedade do sujeito (criador) Objeto – Valor atribuído a propriedade (Aislan Rafael)
  9. 9. RDF ­ Resource Description Framework http://aislanmaster.blogspot.com Aislan Rafael criador
  10. 10. Ontologia Uma ontologia é uma descrição explicita de um domínio através de conceitos, propriedades dos conceitos e restrições quanto às propriedades Definem os termos usados para descrever e representar uma área de conhecimento São utilizadas para representar a semântica de documentos e permitir que esta semântica seja usada por aplicações Web
  11. 11. Ontologia Uma ontologia é criada por especialistas e define as regras que regulam a combinação entre termos e relações em um domínio do conhecimento. Para que serve? Compartilhar entendimento comum de uma estrutura de informação por pessoas ou agentes de software Permitir o reuso de conhecimento de domínio Análise
  12. 12. Ontologia Web Semântica Grande número de pequenas ontologias interligadas Em alguns anos toda empresa, universidade, agência governamental terá seu conteúdo conectado a uma ontologia
  13. 13. OWL (Web Ontology Language) Linguagem para ontologia recomendada pela W3C (World Wide Web Consortium) OWL adiciona mais vocabulário para descrição das propriedades e classes, além de dar mais expressividade OWL possui uma modelagem em camadas
  14. 14. OWL (Web Ontology Language) OWL Full OWL DL OWL Lite
  15. 15. Caso Prático O caso prático escolhido para este artigo foi uma ontologia que descreve os cursos de Pós-Graduação do CEFET-PI
  16. 16. Ferramenta Utilizada Protégé 3.3 É um editor de ontologias desenvolvido pela University of Stanford Baseado em Java Free Open Source Bastante utilizada
  17. 17. Caso Prático Questões relacionadas a ontologia Qual o domínio ser coberto pela ontologia? Para que será utilizada esta ontologia? Para que tipo de questões a informação na ontologia deve oferecer respostas?
  18. 18. Caso Prático Etapas para construção de ontologia Determinar o domínio e o escopo; Considerar reutilização; Enumerar termos; Definir Classes; Definir Restrições; Criar instâncias;
  19. 19. Caso Prático
  20. 20. Caso Prático Enumerando os termos e definindo as classes
  21. 21. Caso Prático Descrever as propriedades das classes Posgraducação Turma
  22. 22. Caso Prático
  23. 23. Caso Prático
  24. 24. Caso Prático
  25. 25. Caso Prático
  26. 26. Conclusão Uma ontologia não é algo tão simples de se criar Deve­se revisar a ontologia durante todo seu ciclo de vida A ontologia criada serve como base para trabalhos futuros que utilizem os conceitos de Web Semântica para sistemas de recuperação de informações
  27. 27. Conclusão A Web Semântica cria um cenário onde será possível não só a exibição (de iformações) como interpretação e processamento automatizado das ontologias descentralizadas por agentes de software.
  28. 28. Obrigado! E-mail: aislanmaster@gmail.com Blog: http://www.aislanrafael.com

×