Your SlideShare is downloading. ×
Lição 6 - A eficácia do testemunho cristão
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Lição 6 - A eficácia do testemunho cristão

3,031
views

Published on

cpad …

cpad
lição 6
3º trimestre 2011

Published in: Education, Spiritual

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,031
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
158
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1.  
  • 2. A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
    • VIVEMOS O QUE PREGAMOS?
    • PREGAMOS O QUE VIVEMOS?
    • SAL DA TERRA = CARÁTER BENÉFICO
    • LUZ DA TERRA = TESTEMUNHO EFICAZ
    • DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO
    • LUZ APAGADA OU ESCONDIDA, O QUE É PIOR?
    • TENHO OBSERVADO O TESTEMUNHO DE ELISEU!
    • “ O QUE VOCÊ FAZ FALA TÃO ALTO QUE NÃO CONSIGO OUVIR O QUE VOCÊ DIZ”
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 3. INTRODUÇÃO
    • A grande comissão inseriu os discípulos no mundo. Que diferença!
    • A igreja experimentava um novo conceito. O mundo jazia no maligno;
    • O mundo sempre resistiu a atuação da igreja.
    • A) O SAL DA TERRA E A LUZ DO MUNDO:
    • Dois elementos sem importância (até aquele momento);
    • Como sal - interrompe ou retarda o processo de corrupção humano;
    • Como luz - ameniza as trevas que reinam sobre o mundo;
    • O sal (caráter) antecede a luz (testemunho eficaz).
    • B) O TESTEMUNHO EFICAZ DA IGREJA:
    • O bom testemunho é um imperativo assim como a grande comissão.
    • O testemunho da igreja fala mais do que as suas palavras;
    • Devemos pregar o que vivemos e viver o que pregamos.
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 4. I – O CRISTÃO COMO SAL DA TERRA
    • 1. A FUNÇÃO DE PRESERVAR – GRANDE QUANTIDADE.
    • Principais funções do sal: preservar e temperar (dar sabor);
    • Possui outras funções: curativas (II Rs 2.19-22), e sacrificiais (Lv 2.13);
    • O sal é diferente do material no qual é aplicado, preservando-o;
    • O cristão também difere de todas as outras criaturas humanas.
    • A) O CRISTÃO COMO SAL DA TERRA (PRESERVAÇÃO) DEVE:
    • Ser exemplo para o mundo enquanto milita contra o mal;
    • Tornar o lugar agradável, equilibrado e de fácil convivência;
    • Produzir calor humano, solidariedade e amor para combater a frieza;
    • Conservar e preservar o ambiente (relações sadias).
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 5. I – O CRISTÃO COMO SAL DA TERRA
    • 2. A FUNÇÃO DE TEMPERAR – POUCA QUANTIDADE.
    • O Evangelho transforma a vida do homem;
    • O sal dá um sabor diferente aos alimentos;
    • O cristão, pelo seu testemunho, deve dar um sabor diferente ao mundo;
    • Um pouco de fermento leveda, um pouco de sal tempera a comida.
    • A) O CRISTÃO COMO SAL DA TERRA (TEMPERO) DEVE:
    • Manifestar a sua resistência ao pecado;
    • Ser temperado nas suas relações com Deus e com o próximo;
    • Buscar e proporcionar a paz;
    • Ser misericordioso com todos, fazendo o bem;
    • Mostrar-se com um coração puro, fiel e honesto.
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 6. I – O CRISTÃO COMO SAL DA TERRA
    • 3. PRESERVANDO E TEMPERANDO O MUNDO.
    • Uma sociedade deteriorada pelo pecado necessita de crentes autênticos;
    • A sua dupla responsabilidade não pode ser esquecida pela igreja;
    • Deus requer um testemunho de acordo com sua Palavra.
    • A) PISADO PELOS HOMENS
    • Assim como todo elemento químico o sal também pode perder seu sabor;
    • Torna-se inútil e sem nenhum valor (Mt 5.13).
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP “ Ao ser recolhido da região do Mar Morto, uma parte do sal era boa para salgar e cozinhar, mas a outra havia perdido o seu sabor. Esse sal, porém, não era jogado fora. Eles o guardavam no templo de Jerusalém e quando as chuvas de inverno tornavam escorregadios os pátios de mármore, o sal era espalhado pelo chão para reduzir o perigo de quedas. Portanto, o sal que perdeu o sabor é pisado pelos homens”. Disponível em: http://auxilioebd.blogspot.com/2011/07/licao-6-eficacia-do-testemunho-cristao.html
  • 7. I – O CRISTÃO COMO SAL DA TERRA
    • B) CARACTERÍSTICAS DO SAL E BOM TESTEMUNHO DA IGREJA:
    • Sal – preserva os alimentos, conserva, evita a deterioração;
    • Igreja – cuida dos membros para que não pratiquem os erros do passado;
    • Sal – produz sede no homem;
    • Igreja – produz sede da Palavra, do poder e da atuação do Espírito Santo;
    • Sal – é invisível durante sua ação;
    • Igreja – quem deve aparecer e ser glorificado é Jesus;
    • Sal – impede que corpos mais pesados afundem (Mar Morto). Ele devolve;
    • Igreja – não deve reter o que não lhe serve;
    • Sal – serve de condimento;
    • Igreja – aperfeiçoamento dos santos.
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 8. II – O CRISTÃO COMO LUZ DO MUNDO
    • 1. A LUZ.
    • É fundamental em qualquer ambiente;
    • Por isto Deus olhou para a terra e ordenou que houvesse luz;
    • Jamais permitiria que sua maior criação vivesse nas trevas;
    • Sem luz o mundo seria um grande abismo mergulhado em densas trevas.
    • Somente tem valor quando é percebida;
    • Luz encoberta, escondida ou apagada? Qual situação é pior?
    • A) O CRISTÃO, COMO LUZ DO MUNDO, DEVE:
    • Resplandecer a luz do Evangelho de Cristo (II Co 4:4);
    • Ter comunhão com Deus e evitar o pecado;
    • Amar o próximo como a ti mesmo (I Jo 3:17-19);
    • Produzir calor, fervor espiritual (Rm 12:11) e energia (ânimo e estimulo);
    • Somos apenas espelhos (II Co 3:18) para refletirmos a imagem de Cristo.
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 9. II – O CRISTÃO COMO LUZ DO MUNDO
    • B) CARACTERÍSTICAS DA LUZ:
    • Não tem limites ou preconceitos. Alcança todas as nações (Palavra);
    • As lamparinas precisavam de combustível, azeite (Espírito Santo);
    • Não se mistura. O ambiente iluminado não a contamina (o mundo);
    • É progressiva (lenha, óleo, gás ou elétrica). Santificação do cristão;
    • É sanadora. As trevas proliferam males, a luz edifica, aperfeiçoa, consola, etc;
    • É composta por três raios (Deus trino). Somente um é visível (Jesus homem);
    • Brilha sobre rochas e ambientes frágeis sem danificá-los (transformação);
    • Serve de aviso. Sinais de trânsito, painéis, medidores, etc (sinais de Deus).
    • C) LUGARES INADEQUADOS PARA A LUZ:
    • Debaixo do alqueire (comodismo, medo e indiferença);
    • Debaixo da cama (incêndio, tragédia que atinge muitos, inclusive inocentes).
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 10. II – O CRISTÃO COMO LUZ DO MUNDO
    • 2. O PAI DAS LUZES - Tg 1.17;
    • É o criador de todas as fontes de luzes (mundo espiritual e do universo);
    • As nossas boas obras (Mt 5:16) difundem a luz de Cristo;
    • Éramos trevas, mas agora somos luz no Senhor;
    • Somos filhos da luz (Ef 5.8), astros no mundo (Fp 2.15);
    • Como uma cidade edificada sobre um monte, visível a todos (Mt 5.14).
    • 3. A MANIFESTAÇÃO DA LUZ PELAS BOAS OBRAS.
    • Devemos difundir a luz de Cristo, através da comunhão com Deus e igreja;
    • As boas obras são virtudes de Deus e devem ser constantes na igreja;
    • A igreja de Antioquia manifestou a luz de Cristo pela suas boas obras;
    • Os moradores da cidade perceberam e chamaram-nos de cristãos (At 11”26).
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 11. III – O TESTEMUNHO DO CRENTE
    • 1. NO CAMPO MISSIONÁRIO.
    • O cristão não deve se conformar com este mundo;
    • Sua conduta, ações e reações são vistas e reconhecidas por todos;
    • O verdadeiro testemunho não vem do homem, mas de Deus (I Jo 5:9-10);
    • Testemunhos são experiências pessoais com Deus;
    • O mundo é o local ideal para testemunho e para provação de nossa fé;
    • Somente quem conhece os fatos é que tem condições para testemunhar algo.
    • 2. EM SUA COMUNIDADE.
    • A nossa vida cristã não se restringe apenas ao convívio na igreja;
    • Somos instrumentos transformadores da sociedade (Jo 15.16; 17.18,23);
    • Devemos apresentar soluções e salvação;
    • Se não cumprirmos nossa missão estaremos cometendo pecado (Tg 4”17).
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 12. III – O TESTEMUNHO DO CRENTE
    • 3. NA IGREJA LOCAL.
    • A igreja necessita da comunhão para glorificar ao Pai que está nos céus;
    • Comunhão + bom testemunho = salvação dos pecadores (At 2.41,42; 4.33);
    • Nosso testemunho deve estar de acordo com a mensagem pregada.
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP “ Conta-se que um homem estava falando de Jesus e de sua Palavra. Uma pessoa que o conhecia, disse-lhe: - O que você faz fala tão alto que eu não consigo ouvir o que você diz”.
  • 13. CONCLUSÃO E OBJETIVOS DA LIÇÃO
    • 1) Saber que o cristão é o sal da terra:
    • Para interromper ou retardar o processo de corrupção humano;
    • O cristão deve dar um sabor diferente ao mundo (caráter e testemunho);
    • Deve manifestar sua resistência ao pecado e ser temperado em suas relações.
    • 2) Compreender que o crente é como luz no mundo, para:
    • Amenizar as trevas e resplandecer a luz do Evangelho de Cristo;
    • Ter comunhão com Deus, evitar o pecado e amar o próximo;
    • Difundir a luz de Cristo, pela suas boas obras.
    • 3) Conscientizar-se da importância do testemunho cristão:
    • O cristão não deve se conformar com este mundo;
    • O verdadeiro testemunho não vem do homem, mas de Deus;
    • Somos instrumentos transformadores da sociedade;
    • Se não cumprirmos nossa missão estaremos cometendo pecado (Tg 4”17).
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  • 14. F I M
    • Contato:
    • Yahoo.com.br: ailtonsilva2000
    • Hotmail.com: ailtonsilva2000
    • Blogspot.com: ailtonsilva2000
    Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP