Your SlideShare is downloading. ×
Correio popular 30.05.2012   restauro d. pedro ii
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Correio popular 30.05.2012 restauro d. pedro ii

193
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
193
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. QUARTA-FEIRA, 30 DE MAIO DE 2012 / CAMPINAS / ANO 84 / Nº 26958 / R$ 2,20 www.correio.com.brTREMOR NA ITÁLIA GILMAR MENDES REBATE E DIZ QUE É ALVO DA CENTRAL DE INTRIGAS DE LULADEIXA 16 MORTOS Ministro do STF afirmou ontem que tentativa de envolver seu nome comDois fortes terremotos atingiram o Norte do País em menos de quatro Cachoeira tem objetivo de “melar ohoras, deixando um rastro de destruição em várias cidades. PÁGINA B5 julgamento do mensalão”. PÁGINA B3 Augusto de Paiva/AAN IPTU: calote Ciretran faz leva Prefeitura terceiro leilão a penhorar do ano para 50 imóveis esvaziar pátio A Prefeitura de Campinas entrou A Ciretran de Campinas vai lei- com pedido de penhora de 50 imó- loar amanhã 325 motos, 143 car- veis de contribuintes que deixa- ros e cinco conjuntos de peças ram de pagar impostos. A maioria de veículos apreendidos pela polí- refere-se ao IPTU, mas há também cia para abrir espaço nos pátios dívidas de ISS. Como a cobrança já do órgão de trânsito e também está sendo feita judicialmente, as da Emdec, usado como alternati- propriedades poderão ser leiloa- va diante da superlotação. Atual- das, situação inédita no municí- mente, há 7 mil recolhidos, mas pio. “O pedido do prefeito foi esse, a capacidade é para apenas 2,3 para endurecer”, disse o secretário mil. Esse é o terceiro leilão realiza- Antonio Caria Neto. PÁGINA A6 Veículos apreendidos no pátio da Emdec, que serão leiloados amanhã: os 473 lotes só poderão ser usados como sucata do na cidade este ano. PÁGINA A9 editorialO passivo do crescimentoobtido a qualquer preçoO crescimento a qualquer preço, comometa em si mesmo, é uma quimera não Campinas decide divulgar nome e salário de servidorconvincente que atrai os oportunistas,mas não traz reais vantagens, antesacarreta problemas que se acumulam ecomprometem justamente os objetivosque se pretendem alcançar. PÁGINA A3 colunistas Cidade usará o mesmo modelo do governo federal; medida levanta polêmicaBrickmannA hora da xingação já se esgotou. O que O governo municipal passará a publi- apenas o número de matrícula com 30 de junho. A Prefeitura vai esperar tores da Administração, que alegamcabe agora é investigar, descobrir e pro- car a relação de nomes e salários de os vencimentos, seguirá o mesmo pa- que a lista entre no ar para definir co- violação de privacidade. PÁGINA A4var o que realmente ocorreu. O impor- cada um dos servidores de Campi- drão do governo federal. O prazo da- mo divulgará os dados do funciona-tante é garimpar a verdade. PÁGINA B4 nas na internet. A divulgação no Por- do pela presidente Dilma para as re- lismo campineiro. A publicidade é I I Justiça adia audiência de conci- tal da Transparência, que hoje traz munerações estarem disponíveis é criticada por entidades sindicais e se- liação da greve para sexta. PÁGINA A7Leitores André Montejano/Especial para a AAN Infelizmente, Que bom que está sendo se fale da Sinfô-mais fácil reclamar nica! Ela é uma con-das multas do que quista de Campinasobedecer às leis de que jamais deverátrânsito. ser esquecida.Pedro Martinez, Léa Ziggiatti,aposentado musicista tempoMÁXIMA MÍNIMA28˚ 15˚A previsão é de sol forte e tempo abertoao longo do dia, sem chuva. indicadoresDólar compra vendaComercial 1,985 1,987Paralelo 2,000 2,130Turismo 1,933 2,090 A imponente fachada do prédio D. Pedro II, construído no final do século 19 para ser a sede do IAC: amarelo original estava escondido sob camadas de tinta Restauração no IAC entra na fase finalEuro 2,447 2,623radares móveisVEJA ONDE ESTÃO LOCALIZADOSOS APARELHOS NA PÁGINA A10 Obras recuperam características originais de prédio do tempo do Império Um dos marcos históricos de Cam- ração de suas características origi- do Império e dos barões do café, e a quisa completa 125 anos. Além da pinas, o prédio D. Pedro II, primeira nais. A fachada imponente em esti- expectativa é de que a restauração fachada, o trabalho inclui o telhado, sede do Instituto Agronômico lo art nouveau já volta a mostrar o seja concluída até o final do próxi- o muro e o calçamento. Foram in- (IAC), entra na reta final de recupe- amarelo que ostentava nos tempos mo mês, quando o centro de pes- vestidos R$ 756,5 mil. PÁGINA A11 Rogerio da Silva/ND Joinvilleedição de hoje Guarani sofre sua Ouro Verde adita Motorista recua e30 Primeiro Caderno 11 páginas primeira derrota contrato e amplia põe fim à greve emPÁGINAS Economia Brasil Mundo 2 páginas 2 páginas 2 páginas diante do Joinville serviço a usuário ônibus regionais PÁGINA A7 Esportes 5 páginas Caderno C 6 páginas O Guarani sofreu ontem sua primeira O contrato para a gestão do Hospi- Classificados 2 páginas derrota na Série B, diante do Joinville, tal Ouro Verde terá um aditivo de em Santa Catarina. Candidato ao R$ 2,6 milhões mensais. O comple- acesso no Brasileiro depois de con- xo é administrado hoje pela Asso- quistar o vice-campeonato paulista, o ciação Paulista para o Desenvolvi- time perdeu de 2 a 0 e segue com ape- mento da Medicina, que agora pas- nas dois pontos. Clebinho, em sua es- sará a receber R$ 7,1 milhões. A treia no lugar de Fabinho, fez boas jo- verba extra, do governo federal, vai gadas, mas desperdiçou a melhor O zagueiro bugrino André Leone em custear 55 novos leitos e ampliar oportunidade bugrina. PÁGINA A12 lance da partida de ontem, em SC as consultas e exames. PÁGINA A8
  • 2. CIDADES CORREIO POPULAR A11 Campinas, quarta-feira, 30 de maio de 2012 Divulgação Animal a seguiu até o portão de sua casa. Quando ela abriu o Reportagem do Correio ajuda jornal, viu que a cachorra tinha características parecidas a localizar a cadelinha Filó com as que foram descritas na reportagem do Correio Popular e entrou em contato Depois de reportagem esperança de que alguém da conosco”, conta Banto. publicada ontem no Correio, a vizinhança ajudasse a Certa de que se tratava da cachorrinha vira-lata Filó foi localizá-la. O casal mesma cachorra, Vilma deu finalmente encontrada. Ela também fez cartazes e um jeitinho de entreter a morava com o casal Rosana espalhou nas ruas do Bonfim e mascote fujona até que os Meneses e Ike Banto no bairro do Jardim Chapadão, mas a seus donos fossem apanhá-la. Bonfim, em Campinas, havia fujona foi parar bem mais "Ela foi bem longe de casa e cinco anos, mas, no último longe do que Banto e Rosana deu uma caminhada boa, mas sábado, aproveitou o puderam imaginar. Ela foi o mais importante é que já a momento em que sua dona encontrada por uma mulher encontramos”, afirma Banto. colocava o lixo para fora de identificada como Vilma, Filó passa bem, mas foi levada casa e resolveu escapar e segundo informou a família, para o veterinário para passar desaparecer. Desesperada, a no bairro São Bernardo. “A por uma avaliação, já que família chegou a criar uma Vilma nos contou que sempre ficou dois dias desaparecida página para a mascote no site sai pela manhã para fazer pelas ruas da cidade. (Inaê de relacionamento Facebook, caminhada e hoje (ontem) ela Miranda/Da Agência "Filó Desaparecida", na avistou uma cachorrinha, que Anhanguera) A cachorrinha Filó, identificada ontem no bairro São Bernardo, após moradora ver reportagemD. PEDRO ||| MEMÓRIASede do IAC recupera sua históriaPrédio dos tempos do Império na Av. Barão de Itapura tem características originais restauradas André Montejano/Especial para AAN Da Agência AnhangueraO imponente Prédio D. PedroII, patrimônio arquitetônicode Campinas, primeira sededo Instituto Agronômico(IAC), entra na fase final deum processo de restauro fi-nanciado com recursos do Es-tado. Projetado por HenriqueFlorence em estilo art nou-veau, o imóvel foi erguido em1888 e passou por reformas eampliações antes de ser tom-bado. Mesmo com as modifi-cações, diretamente ligadas àevolução do instituto, foi pre-servada a fachada imponen-te, que remete ao Império eao milionário ciclo do café. Aexpectativa é de que o imóvelseja entregue recuperado atéo final de junho.Obras no prédiotombado seguemnormas do Iphan O anúncio da restauraçãofoi feito pelo governador Ge-raldo Alckmin (PSDB) em no-vembro. A obra vem sendoexecutada pela La Forma,contratada por meio de pre-gão eletrônico. O investimen-to é da ordem de R$ 756,5mil. Além da fachada e do te-lhado, são recuperados a pin-tura do muro externo e o cal-çamento do parque. A escolha do local para aconstrução do prédio, naatual Avenida Barão de Itapu-ra, foi estratégica: um terrenoplano, próximo de um gasô-metro. Campinas, na época,nem possuía água e esgotoencanados. A partir daqueleprédio, o IAC construiu umahistória de contribuições deci- Fachada do prédio projetado por Henrique Florence em estilo art nouveau, e erguido em 1888, em recuperação: amarelo original descoberto sob quatro camadas de tintasivas para a produção agríco- André Montejano/Especial para AANla brasileira. “O D. Pedro II foi construí- SAIBA MAISdo para abrigar laboratórios.Ele nasceu térreo e comprido, ● O IAC completa 125 anosmas foi ampliado para trás, em 27 de junho. Foi fundadopara os lados e para cima. A em 1887 pelo Imperador D.última reforma foi feita em Pedro II, tendo recebido a1968”, explica o engenheiro ci- denominação de Estaçãovil e restaurador responsável Agronômica de Campinas. Empela obra, Herbert Faustino. 1892, passou para aAgora, afirma, procura-se res- administração do governo dogatar a identidade original da Estado de São Paulo. Aconstrução. “Nós vamos pre- expectativa é que, durante asservar a cultura histórica do comemorações do aniversárioprédio. Às vezes, podemos do instituto, o restauro domodernizar algo, como a qua- prédio D. Pedro II sejalidade do material utilizado, entregue.mas nunca fugir do contextoarquitetônico de época.” ● O instituto se dedica ao As etapas dos procedimen- melhoramento genéticotos de restauro do D. Pedro II convencional de plantasforam iniciadas com o proces- agrícolas e aos pacotesso de hidrojateamento, que tecnológicos que envolvemconsiste na aplicação de jatos essas espécies, desde ode água na parede com pres- plantio à colheita, incluindosão controlada. O processo estudos de solo, clima, pragaspermite a remoção da sujeira e doenças, segurança eincrustada e também das ca- eficiência na aplicação demadas de tinta aplicadas ao agrotóxicos. São soluçõeslongo do tempo, o que levou tecnológicas que atendemà recuperação da cor original. desde o pequeno até o grandeAs camadas que não saíram produtor rural.com a pressão da água foramremovidas com raspagem me- ● Na sede do IAC há aindacânica manual, com funcioná- outros quatro patrimôniosrios raspando o prédio intei- tombados: o edifícioro. Calçamento do parque do patrimônio campineiro também será refeito: investimento do Estado na restauração chega a R$ 756,5 mil Conselheiro Antônio Prado, o Foram retiradas quatro ca- prédio Franz Wilhelm Dafert, amadas de tinta até chegar ao ensaios de colorimetria e es- muito semelhante ao origi- argamassa de areia, cal e po- cargos do Instituto do Patri- Casa do Diretor e as Casas detom de amarelo original do pectrofotometria. A leitura nal. Ele proporciona o mes- zolanas (material que dá li- mônio Histórico e Artístico Vegetação (estufas). Todosprédio D. Pedro II. Para obter através de contrastes de luz mo conforto térmico para a ga). Para eliminar as fissuras Nacional (Iphan). Como o esses patrimônios já forama cor exata, foi realizado pro- revelou a cor original. construção para evitar proble- das paredes, os profissionais prédio do IAC tem duplo tom- restaurados, exceto o edifíciocesso de prospecção pictórica Hoje, a pintura é feita à ba- mas como umidade ascen- responsáveis pela restaura- bamento — municipal e esta- Conselheiro Antônio Prado. Oe também extraído um peda- se de tinta mineral. Na época dente e bolor. ção estão utilizando a técnica dual — seguir as determina- processo de licitação para oço da parede. Testes em labo- da construção, foi utilizada O Prédio D. Pedro II foi in- de reparação com pasta de ções do Iphan garante que as restauro do edifício foi iniciadoratório definiram traços de ar- pintura à base de cal. O mate- teiramente construído sem ci- cal. O restauro segue todas as exigências dos dois conselhos este ano.gamassa e composição, com rial utilizado no restauro é mento. Foram usados apenas diretrizes do caderno de en- sejam seguidas.