0
INAUGURAÇÃO DO LABORATÓRIO DE
BIOTECNOLOGIA E QUALIDADE DE
FRUTAS
Engº Agrº Dr. Marco Antonio Tecchio
Pesquisador Científi...
PRODUÇÃO BRASILEIRA DE FRUTASPRODUÇÃO BRASILEIRA DE FRUTAS
Fonte: IBGE (2009)
Frutas Volume (t) Prod em % Área (ha)
Citros...
Produção brasileira de frutas por EstadoProdução brasileira de frutas por Estado
Fonte: IBGE (2009)
Estado Volume (t) % Pr...
Fonte: IBGE (2009)
Áreas e Unidades de Produção Agropecuária (UPAs) comÁreas e Unidades de Produção Agropecuária (UPAs) com
frutas no Estado ...
IMPORTÂNCIA SOCIOECONÔMICA DA FRUTICULTURAIMPORTÂNCIA SOCIOECONÔMICA DA FRUTICULTURA
• Emprego de mão de obra
- 5,7 milhõe...
MERCADO INTERNO
CONSUMO
 Região Sudeste consume 48 % das frutas
produzidas no país;
 Estado de São Paulo - 25,5%
CENTRO APTA FRUTASCENTRO APTA FRUTAS
HISTÓRICOHISTÓRICO
 Estação Experimental de Jundiaí
 Inauguração: 1936
 Atividades...
Março 1937 - Início das Atividades
Agosto 1938 - Vista da Sede
Julho 1939 - Vista Geral
 Centro de Fruticultura
 Criado em 15/04/1998 - Decreto: 43.037
 União das Seções de Viticultura, Fruticultura de Clima...
 Centro de Frutas - Centro Avançado de Pesquisa
Tecnológica do Agronegócio de Frutas
 Criação em 08/01/2002 - Decreto: 4...
2004 – Inauguração do Centro APTA FRUTAS
Cultura Área (m2
)
ABACATE 4.224
ABACAXI 92
AMEIXA 3.600
ATEMÓIA E CHERIMÓIA 2.064
CAQUI 4.445
CASTANHA (BAG) 1.728
CITRUS...
EQUIPEEQUIPE
PESQUISADORESPESQUISADORES
06 Doutores
05Mestres
06 Doutores
05Mestres
APOIOAPOIO Estudantes e EstagiáriosEst...
Pesquisa & DesenvolvimentoPesquisa & Desenvolvimento
ProgramasProgramas
MELHORAMENTOMELHORAMENTOMANEJO CULTURALMANEJO CULT...
PROJETOS DESENVOLVIDOS
PELO CENTRO DE FRUTAS
PROJETOS DESENVOLVIDOS
PELO CENTRO DE FRUTAS
ViticulturaViticultura
Comportamento de cultivares copa e
porta-enxerto de uva para mesa e
vinho
UVA PARA VINHO E SUCOUVA ...
Isabel Bordo
Variedades comuns de Uva para Vinho
IAC 138-22 Máximo
IAC 116-31 Rainha
IAC 21-14 Madalena
Variedades Híbridas de Uva para Vinho
Lorena
Violeta
Cabernet
Fanc
Cabernet
Sauvignon
Merlot
Syrah
Sauvignon Blanc
Variedades Finas de Uva para Vinho
IAC 138-22 “Máximo” – Centro de Frutas
Cvs. Bordô, Isabel, Isabel Precoce, Concord e Concord Precoce
Syrah
Propriedade: Daniel F. Miqueleto e do Luis Antonio dos Santos e m Louveira, S
Syrah
Propriedade: Dniel F. Miqueleto e do Luis Antonio dos Santos e m Louveira, SP
Syrah
Produtor: Antonio José Benvegnu em Vinhedo, SP
ESPALDEIRA ALTA, DUPLA PODA E CULTIVO
PROTEGIDO
Variedade: SYRAH, SHIRAZ
Produtor: ANTONIO JOSÉ BENVEGNU
Poda: 18/02/2009
...
Experimentos com uvas para mesaExperimentos com uvas para mesa
Nutrição, adubação e diagnóstico nutricional em
fruteiras
A...
Nutrição, adubação e diagnóstico
nutricional em fruteiras
Nutrição, adubação e diagnóstico
nutricional em fruteiras
•Aduba...
Aplicação de reguladores vegetaisAplicação de reguladores vegetais
• Redução de perdas de uva de mesa através de manejo pr...
Aplicação de GA3 e TDZ na uva Centennial Seedless
Testemunha 5mg/L GA3
2mg/L TDZ 5mg/L GA3
3mg/L TDZ
Testemunha
2mg/L TDZ
5mg/L GA3
5mg/L GA3
+
3mg/L TDZ
Aplicação de GA3 e TDZ na uva Centennial Seedless
Dormex – regularização da brotação
Sistemas de conduçãoSistemas de condução
CULTIVO PROTEGIDO DA VIDEIRA
‘NIAGARA ROSADA’
CULTIVO PROTEGIDO DA VIDEIRA
‘NIAGARA ROSADA’
Produtor: Cézar Veroneze
Comportamento de Cultivares Copa e Porta-enxertosComportamento de Cultivares Copa e Porta-enxertos
 Influência de porta-e...
MELHORAMENTO GENÉTICO DA
VIDEIRA
MELHORAMENTO GENÉTICO DA
VIDEIRA
• Renovação e Manutenção da Coleção de videiras do IAC
•...
Coleção de variedades de uva para
vinho, suco e mesa:
360 variedades
Fruteiras de Clima
Temperado
Fruteiras de Clima
Temperado
Melhoramento Frutas-de-Caroço
Objetivos: obtenção de cultivares superiores com
baixa exigência de frio.
Locais: Jundiaí, P...
Coleção Pêssego (Prunus persica ) = 166 (cultivares, seleções)
Ameixa (Prunus salicina). = 20 (cultivares, seleções)
Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jundiaí e Região
Pêssego - 3 seleções e 1 cultivar
Nectarina - 2 seleções e 1 cultiv...
Pólo Sudoeste Paulista – Capão Bonito
Pêssego - 10 seleções e 11 cultivares
Nectarina - 4 seleções e 4 cultivares
Pólo Centro Norte – Pindorama
Pêssego - 9 seleções e 5 cultivares - 14
Nectarina - 2 seleções e 2 cultivares - 4
Pólo Noroeste Paulista – Votuporanga
Pêssego - 9 seleções e 5 cultivares - 14
Nectarina - 2 seleções e 2 cultivares - 4
Pólo Alta Mogiana – Colina
Pêssego - 9 seleções e 5 cultivares - 14
Nectarina - 2 seleções e 2 cultivares - 4
Macieira
Introdução e avaliação adaptativa de cultivares de macieira nas
condições temperadas e subtropicais do estado de...
Macieira
Princesa
Daiane
Imperatriz
Baronesa
Pereira
Primorosa
Tenra e Centenária
Triunfo
Seleta
Avaliação do comportamento de cultivares de pereira de baixa
exigênci...
MACADÂMIA
 Desenvolvimento e avaliação de novas variedades IAC de
Macadamia integrifolia
 Coleta e avaliação de variedad...
Outros Trabalhos
Ameixa
Nêsperas Marmelo
11 (variedades e seleções)
(Eriobotrya japonica)
37 (variedades e seleções)
(Cydo...
Fruteiras de clima TropicalFruteiras de clima Tropical
Melhoramento Abacaxizeiro
• Objetivos: obtenção de cultivares resis...
SERVIÇOSSERVIÇOS
•Manutenção, multiplicação e distribuição de porta-
enxertos e variedades de videira isentas de vírus.
• ...
Transferência de Conhecimento eTransferência de Conhecimento e
TecnologiaTecnologia
 Cursos e Palestras
 Encontros
 Dia...
Inauguração do Laboratório de
Biotecnologia e Qualidade de Frutas
1996 - Vista dos Prédios
AVALIAÇÕES DA QUALIDADE
DE FRUTAS
AVALIAÇÕES QUALIDADE DOS FRUTOS
Figura Avaliações físicas: massa, comprimento e largura dos cachos (AA, AB, AC), bagas (BA...
AVALIAÇÕES QUÍMICAS
Figura 4. Avaliações químicas: processamento e filtragem das bagas (A),
leitura de sólidos solúveis (B...
BIOTECNOLOGIA
CULTURA DE TECIDOS
Teste de viabilidade dos grãos de pólen pela
germinação in vitro;
 Micropropagação de plantas, com o ...
GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE ABACAXIZEIRO
Germinação asseptica in vitro Detalhe da germin. Crescimento e Enraizament...
MICROPROPAGAÇÃO DE CLONES DE ABACAXIZEIRO
Proliferação de mudas in vitro – perfilhamento - Retirada P/ transplante
Multipl...
MULTIPLICAÇÃO DE VIDEIRA
Sementes
Assepsia
Álcool 70%, 5’
NaClO 50%, 20’
Inoculação da
semente
Aclimatização
Plântula
Doçura, Jóia e Tropical
Cultu...
Contribuição do IAC para o
agronegócio da fruticultura
Cultivares de Uva
IAC
• Porta-enxertos
• Mesa
• Vinho
CULTIVARES PORTA-CULTIVARES PORTA-
ENXERTOSENXERTOS
IAC 766 Campinas
Ripária do Traviú (106-8 Mgt) x V. caribaea
IAC 313 Tropical - “Zebu”
Golia x V. cinerea
IAC 572 Jales
V. caribaea e V. riparia X 101-14 Mgt
IAC 571-6 Jundiaí
V. caribaea x Pirovano 57
VARIEDADES DEVARIEDADES DE
UVAS PARA MESAUVAS PARA MESA
Juliana (IAC 571-6)
Itália x Madalena
Uva branca de mesa de sabor moscatel
Piratininga IAC 59.842-4v
Híbrida V. vinifera X labrusca
Patrícia IAC 871-41
(Soray x IAC 544-14)
Patrícia Branca (Rosa Linda)
Mutação Patrícia
IAC 1398-21 Traviú
(IAC 32-7 x IAC 470-26)
UVAS PARA MESA:UVAS PARA MESA:
SEM SEMENTESSEM SEMENTES
IAC 59.871-13
A DONA
IAC 53.514-6
MARIA
IAC 52.457-11
Paulistinha
UVAS PARA VINHO TINTOUVAS PARA VINHO TINTO
COMUMCOMUM
IAC 138-22 MÁXIMO
UVAS PARA VINHO BRANCOUVAS PARA VINHO BRANCO
COMUMCOMUM
IAC 116-31 RAINHA
IAC 21-14 MADALENA
UVAS PARA MESA:UVAS PARA MESA:
SEM SEMENTES -SEM SEMENTES -
INTRODUZIDASINTRODUZIDAS
PELO IACPELO IAC
CENTENNIAL
SUFFOLK RED TIETA
INTERLAKEN LIBANESA
PÊSSEGOS
 Dourado
 Aurora
Polpa amarela,
caroço preso
Polpa amarela,
caroço solto  Douradão
Polpa amarela,
caroço solto
Polpa branca, caroço solto
 Jóia 2  Jóia 4
Tipo Jóia
 Régis
Polpa amarela,
caroço preso
NECTARINAS
IAC Aurojima
AMEIXA
Gema de Ouro (IAC K-43)
Centenária (IAC SR 51)
Reubennel
Ameixa Januária
Ameixa Carmesim
NÊSPERAS
Néctar de Cristal (IAC 866-7)
Mizauto (IAC 167-
Mizumo (IAC 1567-411)
Centenária (IAC 1567-420)
CAQUI
Caqui Fuyuhana
Caqui Kaoru
Caqui Coral
Caqui Rubi
Caqui Pomelo
MAÇÃS
Rainha (IAC 8-31)
Culinária (IAC 5-10)
Dulcina (IAC 8-35)
Marquesa (IAC 570-38)
Soberana (IAC 170-1)
Principais cultivares
PERAS
Princesinha (IAC 16-30)
Culinária (IAC 16-33)
Triunfo IAC 16-34
Primorosa (IAC 9-3)
ABACAXIS
Gomo-de-mel
• Introdução disponibilizada
aos produtores em 1999.
• Não necessita descascar
totalmente
• Doce, acidez semel...
IAC Fantástico
• Planta vigorosa
• Resistente a fusariose
• Poucos espinhos nas folhas
• Fruto de tamanho mediano, doce,
p...
MARACUJÁS
IAC-273 e IAC-277
- Mercado de frutas frescas
- Frutos grandes e pesados
• maracujá para a
agroindústria.
•Elevado
rendimento
industrial
• alta
produtividade.
IAC 275
IAC Paulista
• mercado de frutas frescas
• coloração roxa
• potencial para exportação
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira

2,195

Published on

Published in: Sports, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,195
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Contribuições do Centro de Frutas IAC para a Fruticultura brasileira"

  1. 1. INAUGURAÇÃO DO LABORATÓRIO DE BIOTECNOLOGIA E QUALIDADE DE FRUTAS Engº Agrº Dr. Marco Antonio Tecchio Pesquisador Científico CENTRO DE FRUTAS - IACCENTRO DE FRUTAS - IAC
  2. 2. PRODUÇÃO BRASILEIRA DE FRUTASPRODUÇÃO BRASILEIRA DE FRUTAS Fonte: IBGE (2009) Frutas Volume (t) Prod em % Área (ha) Citros 20.583.114 48,2 935.579 Banana 6.998.150 16,4 522.867 Coco-da-baia 2.149.322 5,0 288.559 Melancia 1.995.206 4,7 89.336 Mamão 1.890.286 4,4 37.030 Abacaxi 3.423.802 8,0 69.980 Uva 1.421.431 3,3 81.286 Manga 1.154.649 2,7 79.009 Maça 1.124.155 2,6 38.072 Maracujá 684.376 1,6 49.112 Melão 340.464 0,8 15.788 Goiaba 312.348 0,7 15.743 Pêssego 239.149 0,6 21.326 Caqui 173.297 0,4 8.837 Abacate 147.214 0,3 9.596 Figo 22.565 0,1 2.865 Pera 17.391 0,04 1.609 Marmelo 905 0,002 197 TOTAL 42.677.824 100 2.266.791 97%
  3. 3. Produção brasileira de frutas por EstadoProdução brasileira de frutas por Estado Fonte: IBGE (2009) Estado Volume (t) % Produção Área (ha) São Paulo 18.021.077 42,2 742.961 Bahia 5.568.215 13,0 338.200 Rio Grande do Sul 2.684.381 6,3 160.347 Minas Gerais 2.326.725 5,5 115.994 Pará 1.649.992 3,9 101.543 Santa Catarina 1.432.352 3,4 69.108 Ceará 1.383.148 3,2 112.120 Paraná 1.365.800 3,2 59.169 Sergipe 1.264.076 3,0 108.834 Pernambuco 1.203.054 2,8 91.059 Espírito Santo 1.198.691 2,8 47.806 Paraíba 1.041.782 2,4 49.085 Goiás 711.476 1,7 34.121 Rio Grando do Norte 655.958 1,5 43.750 Rio de Janeiro 571.835 1,3 41.477 Mato Grosso 245.345 0,6 13.911 Maranhão 245.222 0,6 23.165 Amazonas 214.345 0,5 32.135 Tocantins 200.123 0,5 11.159 Alagoas 176.267 0,4 23.896 Acre 122.880 0,3 12.242 Rondônia 120.286 0,3 10.113 Piauí 119.710 0,3 7.711 Roraima 50.812 0,1 8.588 Mato Grosso do Sul 50.002 0,1 3.144 Distrito Federal 33.702 0,1 1.488 Amapá 20.568 0,0 3.665 TOTAL 42.677.824 100 2.266.791
  4. 4. Fonte: IBGE (2009)
  5. 5. Áreas e Unidades de Produção Agropecuária (UPAs) comÁreas e Unidades de Produção Agropecuária (UPAs) com frutas no Estado de São Paulofrutas no Estado de São Paulo Fonte: LUPA 2007/2008 Frutas Área (ha) UPAS Citros 797.519 31275 Banana 59.065 7.707 Manga 18.734 4.264 Uva comum 6.650 2.299 Uva Fina 3.297 1.818 Abacaxi 6.621 526 Goiaba 6.398 1.677 Outras Frutíferas 6.121 3.500 Abacate 5.425 966 Caqui 4.260 1.551 Coco da baia 2.887 1.122 Maracujá 2.305 1.634 Pêssego 2.265 833 Lichia 1.645 472 Ameixa 1.167 358 Acerola 597 358 TOTAL 985.316 60.360 Pomares domésticos 6.182 15.960 91% da área
  6. 6. IMPORTÂNCIA SOCIOECONÔMICA DA FRUTICULTURAIMPORTÂNCIA SOCIOECONÔMICA DA FRUTICULTURA • Emprego de mão de obra - 5,7 milhões de pessoas - 27% da mão de obra agrícola empregada no país • 1ha - oportunidade para 2 a 6 postos de trabalho • Cada U$10.000 investidos • 3 empregos diretos permanentes • 2 empregos indiretos
  7. 7. MERCADO INTERNO CONSUMO  Região Sudeste consume 48 % das frutas produzidas no país;  Estado de São Paulo - 25,5%
  8. 8. CENTRO APTA FRUTASCENTRO APTA FRUTAS HISTÓRICOHISTÓRICO  Estação Experimental de Jundiaí  Inauguração: 1936  Atividades: uva de mesa e vinho  Área: 142,8 ha
  9. 9. Março 1937 - Início das Atividades
  10. 10. Agosto 1938 - Vista da Sede
  11. 11. Julho 1939 - Vista Geral
  12. 12.  Centro de Fruticultura  Criado em 15/04/1998 - Decreto: 43.037  União das Seções de Viticultura, Fruticultura de Clima Temperado e de Fruticultura Tropical  Sede: CEC  Viticultura – 4 pesquisadores Frutíferas temperadas - 3 pesquisadores Frutíferas tropicais - 5 pesquisadores HISTÓRICOHISTÓRICO
  13. 13.  Centro de Frutas - Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Frutas  Criação em 08/01/2002 - Decreto: 46.488  Inauguração: 17/12/2004 HISTÓRICOHISTÓRICO
  14. 14. 2004 – Inauguração do Centro APTA FRUTAS
  15. 15. Cultura Área (m2 ) ABACATE 4.224 ABACAXI 92 AMEIXA 3.600 ATEMÓIA E CHERIMÓIA 2.064 CAQUI 4.445 CASTANHA (BAG) 1.728 CITRUS 2.376 GOIABEIRAS 800 MACADÂMIA 34.720 MARMELO 1.440 NESPEREIRA 3.136 PEREIRA 6.450 PÊSSEGO 10.788 UVA 16.047 UMEZEIROS 1.620 TOTAL 96.814 ÁREA OCUPADA PELAS CULTURASÁREA OCUPADA PELAS CULTURAS 142,8h a 142,8h a
  16. 16. EQUIPEEQUIPE PESQUISADORESPESQUISADORES 06 Doutores 05Mestres 06 Doutores 05Mestres APOIOAPOIO Estudantes e EstagiáriosEstudantes e Estagiários 3 Técnicos3 Técnicos 14 Auxiliares e Oficiais de apoio 14 Auxiliares e Oficiais de apoio 2 Iniciação Científica 2 Bolsistas da FAPESP 2 Iniciação Científica 2 Bolsistas da FAPESP Colaboradores CEA – 03 C. Solos – 02 C. Ecofisiologia – 02 Pólos - 12 IEA – 04 ITAL – 03 Colaboradores CEA – 03 C. Solos – 02 C. Ecofisiologia – 02 Pólos - 12 IEA – 04 ITAL – 03
  17. 17. Pesquisa & DesenvolvimentoPesquisa & Desenvolvimento ProgramasProgramas MELHORAMENTOMELHORAMENTOMANEJO CULTURALMANEJO CULTURAL ViticulturaViticultura TropicaisTropicais Frutas de Caroço Frutas de Caroço TemperadasTemperadas Castanhas e Nozes Castanhas e Nozes Outras fruteiras Outras fruteiras AbacaxiAbacaxiUvas para Mesa Uvas para Mesa Uvas para Vinho, Suco Uvas para Vinho, Suco
  18. 18. PROJETOS DESENVOLVIDOS PELO CENTRO DE FRUTAS PROJETOS DESENVOLVIDOS PELO CENTRO DE FRUTAS
  19. 19. ViticulturaViticultura Comportamento de cultivares copa e porta-enxerto de uva para mesa e vinho UVA PARA VINHO E SUCOUVA PARA VINHO E SUCO
  20. 20. Isabel Bordo Variedades comuns de Uva para Vinho
  21. 21. IAC 138-22 Máximo IAC 116-31 Rainha IAC 21-14 Madalena Variedades Híbridas de Uva para Vinho Lorena Violeta
  22. 22. Cabernet Fanc Cabernet Sauvignon Merlot Syrah Sauvignon Blanc Variedades Finas de Uva para Vinho
  23. 23. IAC 138-22 “Máximo” – Centro de Frutas
  24. 24. Cvs. Bordô, Isabel, Isabel Precoce, Concord e Concord Precoce
  25. 25. Syrah Propriedade: Daniel F. Miqueleto e do Luis Antonio dos Santos e m Louveira, S
  26. 26. Syrah Propriedade: Dniel F. Miqueleto e do Luis Antonio dos Santos e m Louveira, SP
  27. 27. Syrah Produtor: Antonio José Benvegnu em Vinhedo, SP
  28. 28. ESPALDEIRA ALTA, DUPLA PODA E CULTIVO PROTEGIDO Variedade: SYRAH, SHIRAZ Produtor: ANTONIO JOSÉ BENVEGNU Poda: 18/02/2009 Colheita: 22/08/2009
  29. 29. Experimentos com uvas para mesaExperimentos com uvas para mesa Nutrição, adubação e diagnóstico nutricional em fruteiras Aplicação de reguladores vegetais Sistemas de condução Comportamento de Cultivares Copa e Porta- enxertos
  30. 30. Nutrição, adubação e diagnóstico nutricional em fruteiras Nutrição, adubação e diagnóstico nutricional em fruteiras •Adubação NPK para a videira Niagara Rosada •Levantamento nutricional da videira Niagara Rosada nas regiões vitícolas do Estado de São Paulo •95 produtores nas regiões de Jundiaí, Jales e São Miguel Arcanjo • ** Projetos com Financiamento FAPESP •Produtores: Cézar Veroneze e Daniel Miqueletto, em Louveira
  31. 31. Aplicação de reguladores vegetaisAplicação de reguladores vegetais • Redução de perdas de uva de mesa através de manejo pré e pós- colheita •Aumento do Tamanho de Cachos e Bagos •Ácido giberélico, Citocininas e bioestimulantes – Projetos Stoller. •Regularização da Brotação • Cianamida hidrogenada (Dormex); Cianamida Cálcica (adubo nitrogenado); •Outros: extrato de alho e Stimulate; •Melhoria na coloração das bagas – Ác. Abscísico.
  32. 32. Aplicação de GA3 e TDZ na uva Centennial Seedless Testemunha 5mg/L GA3 2mg/L TDZ 5mg/L GA3 3mg/L TDZ
  33. 33. Testemunha 2mg/L TDZ 5mg/L GA3 5mg/L GA3 + 3mg/L TDZ Aplicação de GA3 e TDZ na uva Centennial Seedless
  34. 34. Dormex – regularização da brotação
  35. 35. Sistemas de conduçãoSistemas de condução
  36. 36. CULTIVO PROTEGIDO DA VIDEIRA ‘NIAGARA ROSADA’
  37. 37. CULTIVO PROTEGIDO DA VIDEIRA ‘NIAGARA ROSADA’ Produtor: Cézar Veroneze
  38. 38. Comportamento de Cultivares Copa e Porta-enxertosComportamento de Cultivares Copa e Porta-enxertos  Influência de porta-enxertos na videira Niagara Rosada cultivada nas regiões Leste e Noroeste do Estado de São Paulo ** Projeto FAPESP Pólo Noroeste Paulista - VotuporangaProdutor: Daniel Miqueletto
  39. 39. MELHORAMENTO GENÉTICO DA VIDEIRA MELHORAMENTO GENÉTICO DA VIDEIRA • Renovação e Manutenção da Coleção de videiras do IAC •Uvas para vinho, Uvas para mesa e Porta- enxertos • Reação de porta-enxertos de videira a nematóides - Parceria com a Universidade Estadual do Paraná • Avaliação das seleções JD 874 e SR 0.501-17
  40. 40. Coleção de variedades de uva para vinho, suco e mesa: 360 variedades
  41. 41. Fruteiras de Clima Temperado Fruteiras de Clima Temperado
  42. 42. Melhoramento Frutas-de-Caroço Objetivos: obtenção de cultivares superiores com baixa exigência de frio. Locais: Jundiaí, Pindorama, Votuporanga, Colina e Capão Bonito
  43. 43. Coleção Pêssego (Prunus persica ) = 166 (cultivares, seleções) Ameixa (Prunus salicina). = 20 (cultivares, seleções)
  44. 44. Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jundiaí e Região Pêssego - 3 seleções e 1 cultivar Nectarina - 2 seleções e 1 cultivar
  45. 45. Pólo Sudoeste Paulista – Capão Bonito Pêssego - 10 seleções e 11 cultivares Nectarina - 4 seleções e 4 cultivares
  46. 46. Pólo Centro Norte – Pindorama Pêssego - 9 seleções e 5 cultivares - 14 Nectarina - 2 seleções e 2 cultivares - 4
  47. 47. Pólo Noroeste Paulista – Votuporanga Pêssego - 9 seleções e 5 cultivares - 14 Nectarina - 2 seleções e 2 cultivares - 4
  48. 48. Pólo Alta Mogiana – Colina Pêssego - 9 seleções e 5 cultivares - 14 Nectarina - 2 seleções e 2 cultivares - 4
  49. 49. Macieira Introdução e avaliação adaptativa de cultivares de macieira nas condições temperadas e subtropicais do estado de São Paulo
  50. 50. Macieira Princesa Daiane Imperatriz Baronesa
  51. 51. Pereira Primorosa Tenra e Centenária Triunfo Seleta Avaliação do comportamento de cultivares de pereira de baixa exigência em frio na região de Jundiaí-Caxambú-SP
  52. 52. MACADÂMIA  Desenvolvimento e avaliação de novas variedades IAC de Macadamia integrifolia  Coleta e avaliação de variedades de macadâmia (Macadamia integrifolia)
  53. 53. Outros Trabalhos Ameixa Nêsperas Marmelo 11 (variedades e seleções) (Eriobotrya japonica) 37 (variedades e seleções) (Cydonia oblonga)
  54. 54. Fruteiras de clima TropicalFruteiras de clima Tropical Melhoramento Abacaxizeiro • Objetivos: obtenção de cultivares resistentes à fusariose e ausência de espinhos. • Locais: Jundiaí, Pindorama e Ipeúna
  55. 55. SERVIÇOSSERVIÇOS •Manutenção, multiplicação e distribuição de porta- enxertos e variedades de videira isentas de vírus. • Material vegetativo de outras frutíferas • Produção e Venda de Mudas
  56. 56. Transferência de Conhecimento eTransferência de Conhecimento e TecnologiaTecnologia  Cursos e Palestras  Encontros  Dias-de-campo  Estágios
  57. 57. Inauguração do Laboratório de Biotecnologia e Qualidade de Frutas
  58. 58. 1996 - Vista dos Prédios
  59. 59. AVALIAÇÕES DA QUALIDADE DE FRUTAS
  60. 60. AVALIAÇÕES QUALIDADE DOS FRUTOS Figura Avaliações físicas: massa, comprimento e largura dos cachos (AA, AB, AC), bagas (BA, BB, BC) e engaços (CA, CB, CC), diâmetro dos pedicelos (D) AA AB AC BA BB BC CA CB CC D Fotos: Larissa Villar
  61. 61. AVALIAÇÕES QUÍMICAS Figura 4. Avaliações químicas: processamento e filtragem das bagas (A), leitura de sólidos solúveis (B), pesagem da amostra para titulação (C), titulação (D) A B C D Fotos: Larissa Villar
  62. 62. BIOTECNOLOGIA
  63. 63. CULTURA DE TECIDOS Teste de viabilidade dos grãos de pólen pela germinação in vitro;  Micropropagação de plantas, com o objetivo de produção de mudas sadias;  Limpeza de vírus, visando à disponibilização de cultivares com sanidade comprovada;  Estabelecimento de metodologias para o resgate de embriões imaturos em videira e pessegueiro.
  64. 64. GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE ABACAXIZEIRO Germinação asseptica in vitro Detalhe da germin. Crescimento e Enraizamento Sementes híbridas
  65. 65. MICROPROPAGAÇÃO DE CLONES DE ABACAXIZEIRO Proliferação de mudas in vitro – perfilhamento - Retirada P/ transplante Multiplicação rápida de clones selecionados
  66. 66. MULTIPLICAÇÃO DE VIDEIRA
  67. 67. Sementes Assepsia Álcool 70%, 5’ NaClO 50%, 20’ Inoculação da semente Aclimatização Plântula Doçura, Jóia e Tropical Cultura de Embriões (obtenção de híbridos precoces)
  68. 68. Contribuição do IAC para o agronegócio da fruticultura
  69. 69. Cultivares de Uva IAC • Porta-enxertos • Mesa • Vinho
  70. 70. CULTIVARES PORTA-CULTIVARES PORTA- ENXERTOSENXERTOS
  71. 71. IAC 766 Campinas Ripária do Traviú (106-8 Mgt) x V. caribaea
  72. 72. IAC 313 Tropical - “Zebu” Golia x V. cinerea
  73. 73. IAC 572 Jales V. caribaea e V. riparia X 101-14 Mgt
  74. 74. IAC 571-6 Jundiaí V. caribaea x Pirovano 57
  75. 75. VARIEDADES DEVARIEDADES DE UVAS PARA MESAUVAS PARA MESA
  76. 76. Juliana (IAC 571-6) Itália x Madalena Uva branca de mesa de sabor moscatel
  77. 77. Piratininga IAC 59.842-4v Híbrida V. vinifera X labrusca
  78. 78. Patrícia IAC 871-41 (Soray x IAC 544-14)
  79. 79. Patrícia Branca (Rosa Linda) Mutação Patrícia
  80. 80. IAC 1398-21 Traviú (IAC 32-7 x IAC 470-26)
  81. 81. UVAS PARA MESA:UVAS PARA MESA: SEM SEMENTESSEM SEMENTES
  82. 82. IAC 59.871-13 A DONA IAC 53.514-6 MARIA IAC 52.457-11 Paulistinha
  83. 83. UVAS PARA VINHO TINTOUVAS PARA VINHO TINTO COMUMCOMUM
  84. 84. IAC 138-22 MÁXIMO
  85. 85. UVAS PARA VINHO BRANCOUVAS PARA VINHO BRANCO COMUMCOMUM
  86. 86. IAC 116-31 RAINHA
  87. 87. IAC 21-14 MADALENA
  88. 88. UVAS PARA MESA:UVAS PARA MESA: SEM SEMENTES -SEM SEMENTES - INTRODUZIDASINTRODUZIDAS PELO IACPELO IAC
  89. 89. CENTENNIAL SUFFOLK RED TIETA INTERLAKEN LIBANESA
  90. 90. PÊSSEGOS
  91. 91.  Dourado  Aurora Polpa amarela, caroço preso Polpa amarela, caroço solto  Douradão Polpa amarela, caroço solto
  92. 92. Polpa branca, caroço solto  Jóia 2  Jóia 4 Tipo Jóia
  93. 93.  Régis Polpa amarela, caroço preso
  94. 94. NECTARINAS
  95. 95. IAC Aurojima
  96. 96. AMEIXA
  97. 97. Gema de Ouro (IAC K-43)
  98. 98. Centenária (IAC SR 51)
  99. 99. Reubennel
  100. 100. Ameixa Januária
  101. 101. Ameixa Carmesim
  102. 102. NÊSPERAS
  103. 103. Néctar de Cristal (IAC 866-7)
  104. 104. Mizauto (IAC 167-
  105. 105. Mizumo (IAC 1567-411)
  106. 106. Centenária (IAC 1567-420)
  107. 107. CAQUI
  108. 108. Caqui Fuyuhana
  109. 109. Caqui Kaoru
  110. 110. Caqui Coral
  111. 111. Caqui Rubi
  112. 112. Caqui Pomelo
  113. 113. MAÇÃS
  114. 114. Rainha (IAC 8-31) Culinária (IAC 5-10) Dulcina (IAC 8-35) Marquesa (IAC 570-38) Soberana (IAC 170-1) Principais cultivares
  115. 115. PERAS
  116. 116. Princesinha (IAC 16-30)
  117. 117. Culinária (IAC 16-33)
  118. 118. Triunfo IAC 16-34
  119. 119. Primorosa (IAC 9-3)
  120. 120. ABACAXIS
  121. 121. Gomo-de-mel • Introdução disponibilizada aos produtores em 1999. • Não necessita descascar totalmente • Doce, acidez semelhante ao Pérola • Peso total do fruto: 800 a 1200 gramas
  122. 122. IAC Fantástico • Planta vigorosa • Resistente a fusariose • Poucos espinhos nas folhas • Fruto de tamanho mediano, doce, pouco ácido • Excelente para consumo in natura e industrial.
  123. 123. MARACUJÁS
  124. 124. IAC-273 e IAC-277 - Mercado de frutas frescas - Frutos grandes e pesados
  125. 125. • maracujá para a agroindústria. •Elevado rendimento industrial • alta produtividade. IAC 275
  126. 126. IAC Paulista • mercado de frutas frescas • coloração roxa • potencial para exportação
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×