CLIMA  &  CAFEICULTURA Marcelo Bento Paes de Camargo Engº Agrº / Agrometeorologista / MS / PhD Pesquisador Científico - VI...
PRINCIPAIS  FATORES  QUE  AFETAM  A  PRODUÇÃO  AGRÍCOLA  Germoplasma:   Cultivares recomendadas Nível Tecnológico:  Adequa...
<ul><li>Fenologia </li></ul><ul><li>Produtividade </li></ul><ul><li>Qualidade  </li></ul><ul><li>Sustentabilidade das plan...
BRASIL APRESENTA VÁRIOS TIPOS DE CLIMA Temp. média e Chuva para diferentes regiões do Brasil
Alt: 850 m  Lat: 20°25’S  Ta :21.0 °C   WD:  70  mm Alt: 1026m  Lat: 20°33’S Ta:  19.3 °C   WD:  53 mm Alt:1200m  Lat:21°4...
►  A temperatura mundial aumentará de  1,1  a  6.4°C  até 2100. Um valor mais seguro ficará entre  1,8 e 4,0°C . O aquecim...
Barras indicam a variação (cenários) em 2100 resultantes de vários modelos de simulação climática do IPCC  MODELOS DE SIMU...
AMAZÔNIA Cenário Pessimista A2 : 4-8 ºC mais quente,  15-20% redução de chuva   Cenário Otimista B2 : 3-5 ºC mais quente, ...
<ul><li>Temperatura Média Anual  -  Ta </li></ul><ul><li>Ta < 17  o C     Inapta por Frio ( Geada ) </li></ul><ul><li>17 ...
Cenário Atual Zoneamento do Café Arabica Pinto et al., 2008 Apta Risco de Geada   Irrigação origatória AQUECIMENTO GLOBAL ...
Cenário  B2 otimista:  2-3 °C  AQUECIMENTO GLOBAL  Impactos na Cafeicultura Brasileira Apta Risco de Geada   Irrigação ori...
Informações fundamentais não foram consideradas: Variação Fotoperiódica;  Risco de Geadas;  Distribuição de Chuvas. AQUECI...
Clima: Variabilidade ? Anomalia  ? Mudança  ?  Variação da temperatura da  superfície global – 1861-2000
<ul><li>VARIABILIDADE:   variações em torno da média de um período.  </li></ul>CLIMA: VARIABILIDADE, ANOMALIA, MUDANÇA Ano...
O CLIMA ESTÁ MUDANDO ? <ul><li>O Aquecimento Global e o Cafeeiro  </li></ul>Lat.:  22° 54’S Long.: 47° 05’W Alt.:  674 m P...
Média = 1392 mm PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA ANUAL Campinas – SP  (1890 / 2008) 119 anos
> 1.3 °C > 2.6 °C Máximas  > 2,0 °C Ta = 21.3°C Médias Mínimas TEMPERATURAS MÉDIAS ANUAIS Campinas – SP  (1890 / 2008) 119...
POSTO METEOROLÓGICO  Campinas – SP  (1890 / 2008) Aquecimento e / ou Urbanização: Ilhas de calor  ?
TEMPERATURAS MÁXIMAS ABSOLUTAS:  ANUAIS Campinas – SP  (1956 / 2009) 37,8°C
TEMPERATURAS MÍNIMAS ABSOLUTAS:  ANUAIS Campinas – SP:  1890 / 2009  (120 anos)
DEFICIÊNCIAS HÍDRICAS: TOTAIS ANUAIS Campinas – SP  (1890 / 2008) 119 anos
AQUECIMENTO GLOBAL  Impactos na Produtividade da Cafeicultura Paulista
FATORES CLIMÁTICOS  E  QUALIDADE  NATURAL  DA  BEBIDA  DO  CAFÉ 1.  Térmico :   interfere na duração do ciclo produtivo e ...
Região Mogiana: Demarcação Geográfica DISTRIBUIÇÃO REGIONAL DA QUALIDADE NATURAL DE BEBIDA  DE CAFÉ ARÁBICA  Silva et al.,...
AQUECIMENTO GLOBAL  Impactos na Qualidade Natural da Bebida do Café na Mogiana Atual + 1°C + 2°C Silva et al., 2009
Avaliação por tipo de Bebida – Alfenas-MG Grupo Ipanema – Faz. Conquista
MONITORAMENTO CAFÉ http://ciiagro.iac.sp.gov.br/ MONITORAMENTO OPERACIONAL
MONITORAMENTO AGROMETEOROLÓGICO DO CAFÉ –SP   HTTP://WWW.CIIAGRO.SP.GOV.BR/MONITORAMENTOCAFE/ENTRADA.ASP
Figura 1.  Dados termopluviométricos do ano de 2009 para a região de MOCOCA-SP Boletim Monitoramento Agrometeorológico do ...
Figura 2.  BH sequencial do ano de 2009 para a região de MOCOCA-SP Boletim Monitoramento Agrometeorológico do Café Ano 3 -...
Camargo, et al., 2008;  Pezzopane et al., 2008 Coqueiro Anão: Reducão de até 2°C Menores amplitudes Seringueira: Redução d...
<ul><li>Reduz efeitos de vento e de seca; </li></ul><ul><li>Reduz a temperatura média do ar de 1 a 3°C ; </li></ul><ul><li...
Fazuoli, L.C., Thomaziello, R.A., Camargo, M.B.P - 2007 AQUECIMENTO GLOBAL  Mitigações Agronômicas:  Adensamento, manejo e...
ADAPTAÇÕES AGRONÔMICAS Espécies e Cultivares <ul><ul><li>Programa  de  Melhoramento  do  IAC :   </li></ul></ul><ul><ul><l...
<ul><li>-  Catuaí IAC </li></ul><ul><li>C. arabica   </li></ul><ul><li>Susceptível a ferrugem </li></ul><ul><li>Ótima qual...
<ul><li>O aquecimento global deverá causar mudanças e adaptações, mas não deverá ser catastrófico para a cafeicultura; </l...
Muito obrigado ! Marcelo Bento Paes de Camargo Agrometeorologista -  Engº Agrº / MS / PhD   Pesquisador Científico Institu...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aquecimento global e agricultura 2009

1,628 views
1,516 views

Published on

agricultura, aquecimento, café

Published in: Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,628
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
74
Actions
Shares
0
Downloads
63
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aquecimento global e agricultura 2009

  1. 1. CLIMA & CAFEICULTURA Marcelo Bento Paes de Camargo Engº Agrº / Agrometeorologista / MS / PhD Pesquisador Científico - VI Instituto Agronômico – IAC / APTA Campinas - SP 07 / DEZ / 2009 BLOG DA SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO Mudanças Climáticas: 02-09 / Dezembro / 2009 São Paulo – SP
  2. 2. PRINCIPAIS FATORES QUE AFETAM A PRODUÇÃO AGRÍCOLA Germoplasma: Cultivares recomendadas Nível Tecnológico: Adequação da tecnologia Fitossanidade: Tecnologia e ambiente Solo: Capacidade de uso do solo, fertilidade Clima: Aptidão ( > Variabilidade ) CLIMA E AGRICULTURA
  3. 3. <ul><li>Fenologia </li></ul><ul><li>Produtividade </li></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><li>Sustentabilidade das plantas </li></ul>
  4. 4. BRASIL APRESENTA VÁRIOS TIPOS DE CLIMA Temp. média e Chuva para diferentes regiões do Brasil
  5. 5. Alt: 850 m Lat: 20°25’S Ta :21.0 °C WD: 70 mm Alt: 1026m Lat: 20°33’S Ta: 19.3 °C WD: 53 mm Alt:1200m Lat:21°47’S Ta: 18,6 °C DH: 16 mm Alt: 652m Lat: 22°13’S Ta: 22,1 °C DH: 51 mm Alt: 570m Lat:23°23S Ta: 20,6 °C DH: 0 mm Alt: 820m Lat: 18°38’S Ta: 22,0 °C DH: 153 mm Alt: 700m Lat: 12°09’S Ta: 22,0 °C DH: 183 mm BH DE REGIÕES PRODUTORAS DE CAFÉ ARÁBICA DO BRASIL Alt: 970m Lat: 18°57’S Ta: 21,5 °C DH: 56 mm
  6. 6. ► A temperatura mundial aumentará de 1,1 a 6.4°C até 2100. Um valor mais seguro ficará entre 1,8 e 4,0°C . O aquecimento será maior nas latitudes mais elevadas. ► As chuvas serão mais intensas nas latitudes mais elevadas. ► Aumento dos eventos climáticos extremos, como furacões , secas , geadas e temperaturas elevadas . http://www.ipcc.ch/ IPCC FOURTH ASSESSMENT REPORT – CLIMATE CHANGE 2007 Principais previsões IPCC Fourth Assessment Report, Nov / 2007
  7. 7. Barras indicam a variação (cenários) em 2100 resultantes de vários modelos de simulação climática do IPCC MODELOS DE SIMULAÇÃO DE MUDANÇA CLIMÁTICA <ul><li>Mudança e Variabilidade Climática Global </li></ul>Há uma grande incerteza na quantidade de aquecimento que poderia resultar a partir de qualquer concentração de GEE
  8. 8. AMAZÔNIA Cenário Pessimista A2 : 4-8 ºC mais quente, 15-20% redução de chuva Cenário Otimista B2 : 3-5 ºC mais quente, 5-15 % redução de chuva CENTRO OESTE Cenário Pessimista A2 : 3-6 ºC mais quente, aumento da chuvas na forma de chuvas intensas e irregulares Cenário Otimista B2 : 2-4 ºC mais quente, aumento da chuvas na forma de chuvas intensas e irregulares CENÁRIOS IPCC DE CLIMA FUTURO PARA O BRASIL ATÉ O FINAL DO SÉCULO XXI Fonte: Relatório do Clima INPE 2007 SUDESTE Cenário Pessimista A2 : 3-6 ºC mais quente, aumento da chuvas na forma de chuvas intensas e irregulares Cenário Otimista B2 : 2-3 ºC mais quente, aumento da chuvas na forma de chuvas intensas e irregulares NORDESTE Cenário Pessimista A2 : 2-4 ºC mais quente, 15-20% redução de chuva . Cenário Otimista B2 : 1-3 ºC mais quente, 10-15 % redução de chuva SUL Cenário Pessimista A2 : 2-4 ºC mais quente, 5-10% aumento da chuvas na forma de chuvas intensas e irregulares Cenário Otimista B2 : 1-3 ºC mais quente, 0-5 % aumento da chuvas na forma de chuvas intensas e irregulares
  9. 9. <ul><li>Temperatura Média Anual - Ta </li></ul><ul><li>Ta < 17 o C  Inapta por Frio ( Geada ) </li></ul><ul><li>17 o C < Ta < 18 o C  Marginal </li></ul><ul><li>18 o C < Ta < 23 o C  Apta sem Restrição </li></ul><ul><li>23 o C < Ta < 24 o C  Marginal </li></ul><ul><li>Ta > 24°C  Inapta por Calor (Aborta Flores) </li></ul><ul><li>Deficiência Hídrica Anual - Da </li></ul><ul><ul><ul><li>Da < 150 mm  Apta </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>150 < Da < 200 mm  Marginal </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Da > 200 mm  Apta com Irrigação </li></ul></ul></ul>A. P. CAMARGO, 1977 <ul><li>Clima e a Produção de Café </li></ul>EXIGÊNCIAS CLIMÁTICAS PARA O ZONEAMENTO DO CAFÉ NO BRASIL
  10. 10. Cenário Atual Zoneamento do Café Arabica Pinto et al., 2008 Apta Risco de Geada Irrigação origatória AQUECIMENTO GLOBAL E A NOVA GEOGRAFIA DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA NO BRASL Required Irrigation Low climatic risk Recomended Irrigation Frost risk High climatic risk High T risk
  11. 11. Cenário B2 otimista: 2-3 °C AQUECIMENTO GLOBAL Impactos na Cafeicultura Brasileira Apta Risco de Geada Irrigação origatória Pinto et al., 2008 Required Irrigation Low climatic risk Recomended Irrigation Frost risk High climatic risk High T risk
  12. 12. Informações fundamentais não foram consideradas: Variação Fotoperiódica; Risco de Geadas; Distribuição de Chuvas. AQUECIMENTO GLOBAL Impactos na Cafeicultura Brasileira Cenario A2 pessimista: 3-6 °C Pinto et al., 2008 Apta Risco de Geada Irrigação origatória Required Irrigation Low climatic risk Recomended Irrigation Frost risk High climatic risk High T risk
  13. 13. Clima: Variabilidade ? Anomalia ? Mudança ? Variação da temperatura da superfície global – 1861-2000
  14. 14. <ul><li>VARIABILIDADE: variações em torno da média de um período. </li></ul>CLIMA: VARIABILIDADE, ANOMALIA, MUDANÇA Anomalia Variabidade <ul><li>ANOMALIA: eventos com devios muito acima do padrão de variabilidade normalmente observada. </li></ul><ul><li>MUDANÇA: alterações globais das condições climáticas. </li></ul><ul><li>Mudança e Variabilidade Climática Global </li></ul>
  15. 15. O CLIMA ESTÁ MUDANDO ? <ul><li>O Aquecimento Global e o Cafeeiro </li></ul>Lat.: 22° 54’S Long.: 47° 05’W Alt.: 674 m Posto meteorológico: IAC Campinas, SP: 1890 - 2008 (119 anos)
  16. 16. Média = 1392 mm PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA ANUAL Campinas – SP (1890 / 2008) 119 anos
  17. 17. > 1.3 °C > 2.6 °C Máximas > 2,0 °C Ta = 21.3°C Médias Mínimas TEMPERATURAS MÉDIAS ANUAIS Campinas – SP (1890 / 2008) 119 anos
  18. 18. POSTO METEOROLÓGICO Campinas – SP (1890 / 2008) Aquecimento e / ou Urbanização: Ilhas de calor ?
  19. 19. TEMPERATURAS MÁXIMAS ABSOLUTAS: ANUAIS Campinas – SP (1956 / 2009) 37,8°C
  20. 20. TEMPERATURAS MÍNIMAS ABSOLUTAS: ANUAIS Campinas – SP: 1890 / 2009 (120 anos)
  21. 21. DEFICIÊNCIAS HÍDRICAS: TOTAIS ANUAIS Campinas – SP (1890 / 2008) 119 anos
  22. 22. AQUECIMENTO GLOBAL Impactos na Produtividade da Cafeicultura Paulista
  23. 23. FATORES CLIMÁTICOS E QUALIDADE NATURAL DA BEBIDA DO CAFÉ 1. Térmico : interfere na duração do ciclo produtivo e época de maturação. <ul><ul><ul><li>Período “maturação-colheita” em função do acúmulo de GD </li></ul></ul></ul>Clima quente: ciclo curto Clima frio: ciclo longo 2. Hídrico : clima úmido no período “maturação-colheita”. Favorece desenvolvimento de microorganismos. Favorece a fermentação da polpa do café cereja. <ul><ul><ul><li>Ortolani, A. A. et al., 2001 </li></ul></ul></ul>
  24. 24. Região Mogiana: Demarcação Geográfica DISTRIBUIÇÃO REGIONAL DA QUALIDADE NATURAL DE BEBIDA DE CAFÉ ARÁBICA Silva et al., 2009
  25. 25. AQUECIMENTO GLOBAL Impactos na Qualidade Natural da Bebida do Café na Mogiana Atual + 1°C + 2°C Silva et al., 2009
  26. 26. Avaliação por tipo de Bebida – Alfenas-MG Grupo Ipanema – Faz. Conquista
  27. 27. MONITORAMENTO CAFÉ http://ciiagro.iac.sp.gov.br/ MONITORAMENTO OPERACIONAL
  28. 28. MONITORAMENTO AGROMETEOROLÓGICO DO CAFÉ –SP HTTP://WWW.CIIAGRO.SP.GOV.BR/MONITORAMENTOCAFE/ENTRADA.ASP
  29. 29. Figura 1. Dados termopluviométricos do ano de 2009 para a região de MOCOCA-SP Boletim Monitoramento Agrometeorológico do Café Ano 3 - nº 11, Novembro de 2009 Região de Mococa (Mogiana)
  30. 30. Figura 2. BH sequencial do ano de 2009 para a região de MOCOCA-SP Boletim Monitoramento Agrometeorológico do Café Ano 3 - nº 11, Novembro de 2009 Região de Mococa (Mogiana)
  31. 31. Camargo, et al., 2008; Pezzopane et al., 2008 Coqueiro Anão: Reducão de até 2°C Menores amplitudes Seringueira: Redução de até 3°C Menores amplitudes Coqueiro Anão Cocos nucifera L. Seringueira Hevea brasiliensis espaçamento 16 x16 m espaçamento 8 x 8 m Banana Prata Musa spp Grevilea Grevilea robusta AQUECIMENTO GLOBAL Mitigações Agronômicas: Arborização
  32. 32. <ul><li>Reduz efeitos de vento e de seca; </li></ul><ul><li>Reduz a temperatura média do ar de 1 a 3°C ; </li></ul><ul><li>Reduz a amplitude térmica (temp. absolutas); </li></ul><ul><li>Reduz a bienalidade da produção; </li></ul><ul><li>Aumenta a duração da fase de café cereja. </li></ul><ul><li>Protege contra adversidades meteorológicas e favorece a fenologia, produtividade e qualidade. </li></ul>Arborização CAFEEIRO: PLANTA DE MEIA SOMBRA ADAPTADA PARA PLANTIO A PLENO SOL AQUECIMENTO GLOBAL Mitigações Agronômicas: Arborização
  33. 33. Fazuoli, L.C., Thomaziello, R.A., Camargo, M.B.P - 2007 AQUECIMENTO GLOBAL Mitigações Agronômicas: Adensamento, manejo e irrigação <ul><ul><li>Reduz erosão e amplitude térmica do ar e solo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aumenta capacidade de retenção de água no solo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Irrigação :viabiliza cultivo em regiões Ta >23ºC </li></ul></ul>GOTEJO
  34. 34. ADAPTAÇÕES AGRONÔMICAS Espécies e Cultivares <ul><ul><li>Programa de Melhoramento do IAC : </li></ul></ul><ul><ul><li>Banco de germoplasma-Coffea: </li></ul></ul><ul><ul><li>Seleção genótipos tolerantes ao calor e seca : </li></ul></ul><ul><ul><li>( arabica, canephora, dewevrei, congensis, racemosa ). </li></ul></ul>AQUECIMENTO GLOBAL Adaptações Agronômicas: Cultivares Fazuoli, L.C.,et al., 2009
  35. 35. <ul><li>- Catuaí IAC </li></ul><ul><li>C. arabica </li></ul><ul><li>Susceptível a ferrugem </li></ul><ul><li>Ótima qualidade de bebida. </li></ul><ul><li>Boa adaptação a temperaturas de até 25°C , com irrigação </li></ul><ul><li>- Obatã IAC 1669-20 </li></ul><ul><li>Híbrido C. arabica e C. canephora. </li></ul><ul><li>Alta resistência a ferrugem </li></ul><ul><li>Peneira média 17 </li></ul><ul><li>Excelente qualidade de bebida. </li></ul><ul><li>Boa adaptação a temperaturas de até 25°C , com irrigação </li></ul>AQUECIMENTO GLOBAL Adaptações Agronômicas: Cultivares Promissoras Fazuoli, L.C., Thomaziello, R.A., Camargo, M.B.P - 2007
  36. 36. <ul><li>O aquecimento global deverá causar mudanças e adaptações, mas não deverá ser catastrófico para a cafeicultura; </li></ul><ul><li>Tecnologias já disponibilizadas pela pesquisa fornecem subsídios para que a cafeicultura brasileira continue sustentável e produtiva; </li></ul>CONCLUSÕES AQUECIMENTO GLOBAL Mitigações e Adaptações Agronômicas
  37. 37. Muito obrigado ! Marcelo Bento Paes de Camargo Agrometeorologista - Engº Agrº / MS / PhD Pesquisador Científico Instituto Agronômico – IAC [email_address] www.iac.sp.gov.br BLOG DA SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO Mudanças Climáticas: 02-09 / Dezembro / 2009 São Paulo – SP

×