Cidades Inteligentes - Civic Hacking - Open Data
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Cidades Inteligentes - Civic Hacking - Open Data

on

  • 470 views

 

Statistics

Views

Total Views
470
Views on SlideShare
464
Embed Views
6

Actions

Likes
0
Downloads
13
Comments
0

3 Embeds 6

http://www.linkedin.com 4
https://www.linkedin.com 1
http://www.podidoo.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Cidades Inteligentes - Civic Hacking - Open Data Cidades Inteligentes - Civic Hacking - Open Data Presentation Transcript

  • Monitorar/controlar ou empoderar cidadãos: duas estratégias para cidades inteligentes Eduardo Oliveira Kiev Gama eduardo.oliveira@cesar.org.br @oliveiraeduardo kiev@cin.ufpe.br @kievgama
  • 7.2 bilhões (2013) Image by Scott Woods
  • O problema “clássico” em (grandes) cidades
  • Mundo: 70% em cidades, até 2050 América Latina: 85% da população em cidades, até 2025
  • slide 5
  • Que tal mais estradas?
  • A solução é: transporte coletivo...
  • Esperar filas... Furar filas...
  • Os problemas urbanos não param por aí
  • SEGURANÇA SAÚDE
  • EDUCAÇÃO RESÍDUOS
  • ENERGIA ÁGUA
  • T I Cs (Tecnologias de Informação e Comunicação) para o resgate!
  • Cidades Inteligentes “Smart Cities” Tendência mundial relativa ao uso de soluções intensivas de TICs como instrumentos para tornar cidades mais inteligentes, otimizando certos aspectos da vida urbana.
  • Cidades Inteligentes? (e as pessoas?)
  • TICs ajudando a tomar decisões e a fornecer serviços para o cidadão
  • Governo: Visão de comando e controle População: Visão de “usuário” da cidade
  • problema?
  • Onde estão os gargalos de trânsito neste momento?
  • Muita chuva! Em quanto tempo o rio transbordará? Quais os focos de alagamento? Que barragens apresentam risco?
  • Há suspeita de alguma epidemia na cidade? Quais os locais dos focos ?
  • Que bairros tem utilizado mais eletricidade no horário de pico de consumo?
  • Que utensílios gastam mais energia nas residências?
  • A água/energia elétrica disponível na cidade está limitada – Tenho empregado boas práticas de consumo? – Baseando-se no meu padrão de consumo, há alguma sugestão para melhorar meus hábitos?
  • Consulta médica na sexta às 16hrs A que horas devo sair do trabalho para o consultório e qual rota devo tomar para evitar tráfego intenso?
  • Quebrei a perna Que hospital poderá me atender mais rápido na minha cidade?
  • Vou a um evento à noite na rua X. Baseado em estatísticas de criminalidade, onde é o local mais seguro estacionar o carro?
  • Como fazer tudo isso funcionar?
  • Estratégia 1 Monitorar e Controlar
  • Capturar dados Espalhar sensores pela cidade Integrar dados de sistemas de utilidade pública (ex: hospitais, concessionárias elétricas, secretarias públicas)
  • 1. Coletar dados para monitoramento e controle 2. Construir serviços que usam esses dados para inferir informação
  • “Chuva” constante de dados Necessidade de empregar diferentes técnicas Middleware; Cloud computing; BDs não convencionais; Inteligência artificial (Data mining, contexto); e por aí vai…
  • Aplicativos Serviços Data Storage Análise de dados Serviços Inteligentes Dados Sensores/sistemas produzindo dados
  • A visão utópica
  • Masdar city (Emirados Árabes) Como está (final de 2012) Como ficará
  • New songdo City (Coreia do Sul) Como está (meados de 2013) Como ficará
  • A organização do Caos
  • Utopia e Organização do caos em Recife?
  • Cidade da Copa - PE
  • Shopping Recife
  • Estratégia 2 Cidadãos: agentes PARTICIPATIVOS e FISCALIZADORES
  • Modelo Consumidor de dados Aplicativos Serviços Data Storage Análise de dados Serviços Inteligentes Dados Sensores e sistemas produzindo dados
  • Pessoas como Sensores! Pessoas = Produtores e consumidores de dados
  • Aplicativos Serviços Data Storage Análise de dados Serviços Inteligentes Dados Sensores/sistemas e Pessoas produzindo dados
  • Aplicativos Serviços Data Storage Análise de dados Serviços Inteligentes Dados Sensores/sistemas e Pessoas produzindo dados
  • O cidadão como participante ativo no processo
  • Cidades Inteligentes sustentadas em 3 pilares: Pessoas- Engajamento de cidadãos Negócios- Iniciativa pública e privada Tecnologia- Infraestrutura de TICs
  • TICs para o EMPODERAMENTO do cidadão
  • empoderamento?
  • Esforços independentes de qualquer entidade governamental
  • CIVIC HACKING
  • HACKEAR?
  • HACKATHONS
  • • Visão de quem vive os problemas • Compartilhamento da resolução dos problemas • Potencial utilidade real e imediata das soluções • Custo de desenvolvimento • Fomentar criatividade e inovação • Engajar os cidadãos para criar ferramentas
  • + Manifestações
  • Problemas?
  • 1. Responsabilidade não é do cidadão
  • 1. Responsabilidade não é do cidadão
  • 2. Mais do mesmo: Ideias repetidas e sem direcionamento
  • E o papel do governo nisso?
  • 1. Abertura de Dados [?] The Digital Government Strategy sets out to accomplish three things: • Digital government information and services anywhere, anytime, on any device. • Seize the opportunity to procure and manage devices, applications, and data in smart, secure and affordable ways. • Unlock the power of government data to spur innovation across our Nation and improve the quality of services for the American people.
  • DADOS ABERTOS Governamentais
  • Dados Abertos Governamentais Resultam da publicação e disseminação das informações do setor público na Web, compartilhadas em formato bruto e aberto, compreensíveis logicamente, de modo a permitir sua reutilização em aplicações digitais desenvolvidas pela sociedade.
  • Dados Abertos Governamentais são dados produzidos pelo governo e colocados à disposição das pessoas de forma a tornar possível não apenas sua leitura e acompanhamento, mas também – sua reutilização em novos projetos, sites e aplicativos; – seu cruzamento com outros dados de diferentes fontes; – e sua disposição em visualizações interessantes e esclarecedoras.
  • As 3 leis dos dados abertos governamentais – Se o dado não pode ser encontrado ou indexado ele não existe – Se o dado não estiver aberto e disponível ele não pode ser reaproveitado – Se algum dispositivo legal não permitir sua reaplicação, ele não é útil Image courtesy of Stuart Miles/ FreeDigitalPhotos.net
  • 8 princípios dos Dados Abertos Governamentais – – – – – – – – Completos Primários Atuais Acessíveis Compreensíveis por máquinas Não discriminatórios Não proprietários Livres de licenças Image courtesy of Stuart Miles/ FreeDigitalPhotos.net
  • Concursos de Apps usando APIs e Dados Abertos 57 apps enviadas 85 apps enviadas 96 apps enviadas http://nycbigapps.com 120 apps enviadas 45 apps enviadas http://rioapps.com.br
  • Abertura de Dados [?] -Desafios: -padrão? -suporte? -legado? -serviço para acesso dos dados ATUALIZADOS e em TEMPO REAL
  • Alguma iniciativa similar aqui perto?
  • Acordo de Cooperação Técnica “Soluções Inteligentes para a Cidade do Recife”
  • Ação na CP Recife 2013 Apps usando dados abertos da Prefeitura Deadline: Novembro (Além de Apps, inclui categoria projetos conceituais)
  • Resultados 56 27 inscritos conseguiram apresentar o projeto Vencedores: 1º. Recife Saúde 2º. Recife 360 3º. Fiscalize Já 4º. Recife na Raiz 5º. Recife na Mão
  • Recife Saúde Ítalo Araújo Bases de Dados - Unidades de Saúde - Linhas de Ônibus
  • Recife 360 Jorge Lindoso Bases de Dados - Parques e praças
  • Fiscalize Já Marcelo Lacerda Bases de dados - Escolas rede municipal
  • Recife na Raiz Joselito Júnior Bases de Dados - Árvores tombadas
  • Recife na Mão Luís Melo Bases de Dados: - Parques e praças - Postos de Saúde - Escolas rede municipal - Hotéis - Restaurantes e bares
  • Vamos hackear a cidade