Your SlideShare is downloading. ×
8. The magic number 5
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

8. The magic number 5

4,121
views

Published on

Apresentação dos alunos da Pós-Graduação em Ergodesign de Interfaces e Arquitetura de Informação da PUC-RIO (CEE) - edição 2011. …

Apresentação dos alunos da Pós-Graduação em Ergodesign de Interfaces e Arquitetura de Informação da PUC-RIO (CEE) - edição 2011.
Prof. Luiz Agner
Disciplina: Testes Formais de Usabilidade
Baseado no livro HandBook of Usability Testing, de J. RUBIN.

Published in: Design

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
4,121
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. The magic number 52000: Segundo JakobNielsen, um teste deusabilidade com 5 usuáriosseria o suficiente paradetectar aproximadamente80% dos problemas deusabilidade de umainterface.
  • 2. The magic number 5 2001: Jared Spool e Will Schroeder realizaram testes de usabilidade no Hotmail com 9 equipes independentes, Nenhuma das equipes encontrou o mesmo conjunto de problemas.Dos 300 problemas encontrados,75% foramoriundos de uma única equipe.
  • 3. The magic number 5O desafio aumenta quando testes com usuárioscomprando CDs, conduzidos por Jared Spool,detectaram 247 problemas identificados por18 usuários diferentes, com a maioria das novasdescobertas sendo identificadas por cada novousuário.
  • 4. The magic number 5Kessner descobriu que 6 laboratóriosprofissionais analisando a mesma interfacetiveram poucos resultados parecidos.Molich, Spool e Schroeder concluíram queum teste de interface requer muito mais que 5usuários para obter resultados confiáveis.
  • 5. The magic number 5Woolrych and Cockton dizem que a fórmula deNielsen faz afirmações sem garantias concretasde eficácia na detecção de problemas nainterface. Sendo falha até quando aplicada emcasos pouco complexos.
  • 6. The magic number 5Carol Barnum considera que 5 usuários é umnúmero suficiente para testes quando:• Os resultados do teste são entendidos e claramentecomunicados;• Há estreita cooperação entre o cliente e o timede testes;• Os resultados são usados para fins de diagnósticoe de aprendizado em equipe;• O resultado esperado é insights, e não validação.
  • 7. The magic number 5Dennis WixonDeterminar quantidade de usuários é o problema errado a serestudado: no mundo comercial, o objetivo é chegar ao melhorproduto, projetado no menor tempo e com menores riscos ecusto possíveis.RITE (Rapid Iterative Testing and Evaluation) ● Equipes de design e usabilidade corrigem problemas de interface o mais rapidamente possível; ● Continuam testando e consertando até que o tempo do projeto se esgote ou que as métricas de usabilidade sejam alcançadas.
  • 8. The magic number 5Gilbert Cockton ● Em alguns casos, 5 usuários pode ser o suficiente (casos extremamente raros); ● A idéia de que 5 usuários é suficiente sempre foi ingênua. Seus argumentos estatísticos sempre foram mal informados; ● É impossível predizer quantos usuários são necesários. Nem os riscos de se testar com 5, 10 ou 15 usuários; ● É possível apenas entender as variáveis que influenciam um problema (diversidade de amostra de usuários, complexidade do projeto, qualidade do design, etc).
  • 9. The magic number 5Usabilidade contempla gestão de risco, e elesdiminuem quando aumentamos o número deusuários realizando testes.O equilíbrio vai de acordo com o produto.Em alguns casos 1 usuário será suficiente,em outros, 100 serão poucos.