Ergodesign de Interfaces: Usabilidade e Arquitetura da Informação Debrief do Participante e Observadores Teste de Usabilid...
O QUE É - É uma entrevista que tem como função de recolher informações de como ocorreu o teste de usabilidade; - É uma exp...
Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>- Antes de começ...
Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações bá...
Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações bá...
Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações av...
Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações av...
Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações av...
Debrief do Participante e Observadores <ul><li>REVISÃO E CONSENSO COM OS OBSERVADORES </li></ul><ul><li>- Benefícios ao in...
Debrief do Participante e Observadores
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

4. Debriefing em testes de usabilidade

4,312

Published on

Apresentação dos alunos da Pós-Graduação em Ergodesign de Interfaces e Arquitetura de Informação da PUC-RIO (CEE) - edição 2011.
Prof. Luiz Agner
Disciplina: Testes Formais de Usabilidade
Baseado no livro HandBook of Usability Testing, de J. RUBIN.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
4,312
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

4. Debriefing em testes de usabilidade

  1. 1. Ergodesign de Interfaces: Usabilidade e Arquitetura da Informação Debrief do Participante e Observadores Teste de Usabilidade Alunos: Graziella Lemos e Diego Faria
  2. 2. O QUE É - É uma entrevista que tem como função de recolher informações de como ocorreu o teste de usabilidade; - É uma exploração e revisão dos atos dos participantes durante o teste de Usabilidade; - Visa descobrir problemas e como solucioná-los; - Permite entender coisas que não foram vistas durante o teste: preferências, pensamentos, etc; - O Debriefing com observadores permite obter a visão de diferentes pontos de vista do ocorreu na sessão. O moderador adquire informações mais detalhadas, que podem completar as anotações e lembranças. Debrief do Participante e Observadores
  3. 3. Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>- Antes de começar o pós-teste do debriefing , reveja dois pontos no questionamento dos participantes: </li></ul><ul><li>>> A sessão do debriefing deve ser uma discussão entre pares, e não intimidador, pois assim, os participantes podem adotar uma postura defensiva; </li></ul><ul><li> >> Não mostrar reações perante as respostas dos participantes, isso pode intimidá-los ou deixá-los tendenciosos a responder o que se deseja ouvir; </li></ul><ul><li>Recomendações básicas </li></ul><ul><li>Organizar as idéias enquanto o participante preenche o questionário pós-teste. </li></ul><ul><li>>> Assim o participante entende que o teste está acabando; </li></ul><ul><li>>> Você pode traçar uma estratégia de como o debriefing será conduzido. </li></ul><ul><li>Revise o questionário pós-teste </li></ul><ul><ul><ul><li>>> Ao analisar, poderão surgir respostas conflitantes que não condizem com a postura do participante durante o teste; </li></ul></ul></ul>
  4. 4. Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações básicas </li></ul><ul><li>Sugerir ao participante falar o que vem a cabeça; </li></ul><ul><li>>> O tópico que ele resolver falar foi o que mais lhe chamou a atenção; </li></ul><ul><li>Comece com perguntas generalizadas, para depois passar para questões específicas; </li></ul><ul><li>Revise as áreas do questionário pós-teste previamente escolhidas para explorar; </li></ul><ul><li>>> Use o tempo que for necessário. Deixe o participante pensar na resposta com tranquilidade; </li></ul><ul><li>>> Poderá levar mais tempo que as próprias tarefas; </li></ul><ul><li>Se preocupe em entender os problemas e as dificuldades, e não em resolvê-las; </li></ul><ul><li>>> Não solicite uma opinião do participantes sobre o produto </li></ul><ul><li>>> N ão impede de você aproveitar alguma sugestão, se ela realmente for boa; </li></ul>
  5. 5. Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações básicas </li></ul><ul><li>Termine sua pesquisa antes de abrir a discussão para os observadores </li></ul><ul><li>>> Os observadores devem anotar suas perguntas para que você faça aos participantes; </li></ul><ul><li>>> Se perceber que o participante está à vontade, os próprios observadores poderão fazer suas perguntas. </li></ul><ul><li>No término da sessão, deixe a porta aberta pra futuros contatos </li></ul><ul><li>>> Você pode estabelecer a possibilidade de contato com o participante, para esclarecer qualquer assunto que possa aparecer; </li></ul><ul><li>>> Agradeça a participação, e faça um uma agrado, dando algum presente; </li></ul>
  6. 6. Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações avançadas </li></ul><ul><li>Técnica de “repetir o teste” </li></ul><ul><li>>> Essa forma ajuda o participante a recorrer a sua memória para ajudá-lo a lembrar de pontos importantes que ele possa ter esquecido de mencionar; </li></ul><ul><li>>> E também é o momento que você pode fazer perguntas sobre pontos específicos; </li></ul><ul><li>Método Manual </li></ul><ul><li>- Após o teste, reveja as suas anotações e descreva detalhadamente as ações do participante, para que ele visualize a experiência que teve no momento; </li></ul><ul><li>Método de Vídeo </li></ul><ul><li>- É uma forma de substituir as anotações e lembranças; </li></ul><ul><li>- Ao mostrar o vídeo para o participante, eles se deparam com suas reações e assim recordam melhor das sensações que tiveram naquele momento; </li></ul><ul><li>Gravação de áudio </li></ul><ul><ul><ul><li>>> Permite se concentrar somente no debrief, evitando perder informações importantes; </li></ul></ul></ul>
  7. 7. Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações avançadas </li></ul><ul><li>Designs alternativos </li></ul><ul><li>>> Utilizar a sessão do debriefing para exibir protótipos alternativos e solicitar a opinião dos participantes. É mais eficiente para entender as preferências do usuário; </li></ul><ul><li>Técnica: “O que você se lembra?” </li></ul><ul><ul><ul><li>>> Busca tentar lembrar o usuário quais foram suas observações a respeito de elementos, telas ou processos durante teste; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>>> Deverá ser exibida a tela ou seção em que houve a observação; </li></ul></ul></ul>
  8. 8. Debrief do Participante e Observadores <ul><li>TÉCNICAS DE REVISÃO COM OS PARTICIPANTES </li></ul><ul><li>Recomendações avançadas </li></ul><ul><li>Técnica: “Advogado do diabo” </li></ul><ul><ul><ul><li>>> É uma técnica em que você conduz a entrevista de uma forma assertiva, mas sem qualquer agressividade, e deve ser aplicada somente ao final do teste; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>>> Para buscar os sentimentos reais do participante em relação ao produto, o moderador deixa de lado a sua posição neutra e assume uma postura contrária ao do participante. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>>> Esse método é apropriado para ser usado se os participantes apresentarem dificuldades ou relutância durante o teste; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>>> Uma vez desafiado, o participante tende a olhar a questão com mais atenção, e, assim, revendo a sua opinião; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>>> Também é permitido contar uma “mentira branca” – mencionar que outros participantes criticaram o seu comentário, e neste momento você realmente terá certeza de como ele está se sentindo; </li></ul></ul></ul>
  9. 9. Debrief do Participante e Observadores <ul><li>REVISÃO E CONSENSO COM OS OBSERVADORES </li></ul><ul><li>- Benefícios ao incluir os observadores na pesquisa: </li></ul><ul><li>>> Você tem com quem conversar sobre o que aconteceu em cada sessão; </li></ul><ul><li>>> Os observadores se tornam mais comprometidos e se envolvem mais no teste; </li></ul><ul><li>>> Ajudam a detectar os problemas com maior prioridade </li></ul><ul><li>- Entre as sessões de teste procure: </li></ul><ul><ul><li>>> Conversar com os observadores por 10 minutos; </li></ul></ul><ul><ul><li>>> Entender quais foram as impressões sobre o ocorrido na sessão e evitar dispersão; </li></ul></ul><ul><ul><li>>> Passar pelas tarefas e observar o que os observadores dizem sobre elas; </li></ul></ul><ul><ul><li>>> Levantar os problemas da sessão e priorizar; </li></ul></ul><ul><ul><li>>> A discussão sobre os problemas descobertos ajudará na hora de reportar as prioridades. </li></ul></ul>
  10. 10. Debrief do Participante e Observadores
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×