Your SlideShare is downloading. ×
Rp Em Ação - Instituto Morro da Cutia de Agroecologia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Rp Em Ação - Instituto Morro da Cutia de Agroecologia

730
views

Published on

Published in: Education, Technology, Business

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
730
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Instituto Morro da Cutia de Agroecologia Projeto Experimental II Vera Regina Schmitz Ananda Peres Machado Elis Fernanda de Brito Tatiane Pinheiro
  • 2. Apresentação da Organização
    • INSTITUTO MORRO DA CUTIA DE AGROECOLOGIA, é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos e econômicos, fundada em 02/11/1994, com sede e foro em Montenegro-RS.
    • Devido a ideologia de produção e a forma de ocupação da terra na Região do Vale do Caí, a cobertura florestal foi reduzida, os arroios e rios ficaram poluídos, transformando a bacia hidrográfica do Vale do Caí na bacia com maior uso de agrotóxicos, relativamente à sua área. Diante desta realidade, alguns agricultores mais conscientes tiveram a idéia de mudar a lógica da produção agrícola na região, criaram a Ecocitrus cujo objetivo era dominar a cadeia produtiva do citrus - cultura principal da região.
    • Visando especializar as atividades da Cooperativa e ampliar a associação e o trabalho com outros grupos, surgiu a idéia de transferir as atividades técnicas para uma nova organização, formada por técnicos oriundos da Cooperativa.
    • Então no final de 2005, é criado o Instituto Morro da Cutia de Agroecologia (IMCA), com a personalidade jurídica da antiga Associação Ecocitrus, mas com nova razão e quadro social. O objetivo na criação é que no futuro as atividades do IMCA sejam transferidas para a Escola de Meio Ambiente que está sendo construída com técnicas de permacultura.
  • 3. Apresentação da Organização
    • A missão do instituto é: “Promover a formação de jovens dentro dos conceitos e técnicas da permacultura e agroecologia. Estimular o aprendizado na prática de técnicas e soluções sustentáveis, tais como arquitetura bioconstruída, planejamento permacultural, agricultura ecológica, fontes renováveis de energia, reciclagem de resíduos, manejo e tratamento de água e esgoto.
    • Entre as principais atividades executadas pelo IMCA, destacamos:
    • Centro de Formação Prática em Permacultura e Agroecologia;
    • Execução de Projetos Ambientais e Assistência Técnica Especializada;
    • Execução e Assessoria de Projetos de Agroecologia e Agrofloresta;
    • Reciclagem de Resíduos Industriais, convertidos em adubo orgânico para agricultores da região;
    • Reciclagem de óleo de cozinha usado, transformado em combustível para veículos Diesel: Sinal Verde para o Óleo de Cozinha;
  • 4. Diagnóstico
    • Pontos Fortes:
    • Boas relações institucionais públicas e privadas;
    • O Instituto é membro de várias redes e com isso possui a capacidade de oferecer vários projetos. A formação variada dos sócios propicia a criação de um “fio condutor”;
    • Cada membro possui uma formação básica, mas estão cientes e possuem conhecimento de todos os projetos;
    • Inovação e criatividade nos projetos que desenvolve;
    • Pontos Fracos:
    • A estagnação dos agricultores do Vale do Caí diante dos projetos, não se interessam nem se envolvem com eles. Pessoas com idade mais avançada possuem dificuldade em mudar hábitos e aceitar algumas inovações em coisas que fazem há anos;
    • Embora já tenha alguns projetos voltados a região, a comunidade reconhece pouco o trabalho do instituto e acabam valorizando ou reconhecendo-os somente pelo “Projeto do Azeite”.
    • Não utilizam o marketing e a divulgação do Instituto, bem como
    • não fazem nada voltado para a comunicação.
  • 5. Diagnóstico
    • Ameaças:
    • Apropriação das técnicas e dos assuntos desenvolvidos pelo Instituto por algum setor conservador;
    • Falta de conscientização do ser humano sobre a importância dos assuntos ambientais;
    • Oportunidades:
    • Reconhecimento das pessoas, organizações e países sobre os problemas do tema meio ambiente e assuntos e técnicas relacionadas, principalmente pela transformação do óleo de cozinha em combustível – muitas oportunidades surgiram;
    • Interesse dos agricultores jovens, filhos de agricultores pelas novas técnicas de cultivo e preservação ambiental.
  • 6. Mapeamento dos Públicos
    • Públicos Estratégicos:
    • Agricultores;
    • Comunidade;
  • 7. Objetivos do Trabalho
    • Objetivo Geral:
    • Fortalecer e divulgar a instituição junto a seus públicos estratégicos, promovendo vínculos e buscando adesão à causa ambiental.
    • Objetivos Específicos:
    • Fortalecer a instituição na cidade, explicando o que exatamente é o instituto e suas atividades; histórico e ações já realizadas;
    • Divulgar a instituição e seus ideais aos agricultores locais, promovendo vínculo com este público;
    • Fortalecer relacionamentos com organizações não-governamentais;
    • Desenvolver atividades junto às mídias;
  • 8. Programa
    • Café Colonial do IMCA
    • A comunidade desconhece o Instituto Morro da Cutia – IMCA e os projetos desenvolvidos. Quando lembram do Instituto, referem-se ao “Projeto do Azeite”, e a imagem institucional está totalmente relacionada com a personalidade de um dos diretores do Instituto.
    • Objetivo: Criar visibilidade institucional para o Instituto Morro da Cutia – IMCA, com a comunidade do município de Montenegro, através de um evento anual.
    • Ação:
    • Parcerias: Prefeitura municipal, entidades de classe, comércio local e veículos de comunicação, Clube Rio-Grandense; Local: Clube Rio-Grandense no 1º ano, nos próximos pode ocorrer em outros lugares, até para atingir públicos diferentes;
    • Solicitar brindes no comércio local e nos parceiros do Instituto através de ofício para que sejam sorteados no dia do café;
    • Desenvolver o layout dos ingressos; Fazer orçamentos em gráficas e orçar como produção própria, ou seja, o próprio IMCA imprimir; Colocar os ingressos à venda também em pontos estratégicos, inclusive nos estabelecimentos que são parceiros; Realizar convite formal às principais autoridades e personalidades do município, entidades de classe, ONG’S, etc.
    • Desenvolver junto à mídia (jornais, rádio, revistas, etc) material expositivo do evento;
    • Buscar voluntários (Clube de mães, senhoras da comunidade, etc) para trabalhar na produção dos alimentos e pessoas para servir o café para os convidados;
    • Providenciar equipamento de som e imagem caso o clube não tenha ou não disponibilize;
    • Preparar material (Power point) de apresentação do Instituto e do objetivo deste evento;
    • Desenvolver e imprimir formulário para avaliação e urna.
    Construindo Relações com a Comunidade
  • 9. Programa
    • Ciclo de Palestras e Workshop - IMCA
    • Como ponto fraco da instituição, identificou-se através de diagnóstico que a comunidade desconhece a missão e as atividades desenvolvidas pelo Instituto Morro da Cutia.
    • Objetivo: Esclarecer para a comunidade de Montenegro as principais atividades desenvolvidas pelo Instituto Morro da Cutia – IMCA.
    • Ação: Desenvolver palestras e workshop; Periocidade: inicialmente conforme cronograma pré-estabelecido, buscando atingir públicos estratégicos (estudantes de nível fundamental, médio e universitário, gestantes, grupo de mães, etc), depois conforme solicitações; Parcerias: Prefeitura municipal, entidades de classe, comércio local, veículos de comunicação, escolas, universidades, associações de bairros, etc, visando conseguir os locais para organizar as palestras e workshop ;
    • Preparar o material das palestras e workshops;
    • Reunir os voluntários para organizar material, sala, palestrantes, etc;
    • Fazer cronograma com as datas, horário e local do evento;
    • Preparar releases em séries e enviar para mídia, informando e convidando a comunidade;
    • Realizar convite formal às principais autoridades e personalidades do município;
    • Preparar material ( folders) para deixar exposto nos locais que são parceiros do IMCA;
    • Desenvolver e imprimir formulário para avaliação e urna;
    Construindo Relações com a Comunidade

×