Instituto Lenon Joel Pela Paz Alunos: Bruna Berretta Hélio Fernando de Castro Janaína Gazola Imhoff
Apresentação <ul><li>O Instituto foi fundado em 08 de novembro de 2006 após o assassinato de Lenon Joel Backes.  </li></ul...
Diagnóstico <ul><li>Pontos fortes:  </li></ul><ul><li>Hoje o Instituto se mantém por meio de doações, da comunidade e empr...
Diagnóstico <ul><li>Pontos fracos:   </li></ul><ul><li>A sede do Instituto funcionou durante um ano e quatro meses no depó...
Públicos <ul><li>Apoiadores em potencial (empresas, pessoas físicas) da comunidade da zona Oeste de São Leopoldo, região d...
Objetivos <ul><li>Objetivos Geral: </li></ul><ul><li>Divulgar as atividades e projetos desenvolvidos, buscando o  aumento ...
Projetos <ul><li>Com o foco na divulgação, recomenda-se a criação de três eficazes ferramentas de comunicação:   </li></ul...
Projetos <ul><li>Folder:  Organizar as principais informações do Instituto para os seus públicos </li></ul><ul><li>Objetiv...
<ul><li>Assessoria de imprensa:   Tiragem de Jornal com grande veiculação inseridos em temas  populares, vai ser uma ótima...
Conclusão <ul><li>CONCLUSÃO </li></ul><ul><li>Estima-se um bom resultado na execussão dos projetos frente ao diagnóstico d...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Rp em ação - Instituto Lenon Joel Pela Paz

681
-1

Published on

Published in: Education, Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
681
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Rp em ação - Instituto Lenon Joel Pela Paz

  1. 1. Instituto Lenon Joel Pela Paz Alunos: Bruna Berretta Hélio Fernando de Castro Janaína Gazola Imhoff
  2. 2. Apresentação <ul><li>O Instituto foi fundado em 08 de novembro de 2006 após o assassinato de Lenon Joel Backes. </li></ul><ul><li>O jovem idealizava ajudar a comunidade, que teve continuidade através de um projeto dos moradores da comunidade. </li></ul><ul><li>O Instituto foi criado com a finalidade de apoiar e desenvolver ações para a defesa, elevação, manutenção da qualidade de vida do ser humano e do meio ambiente, por meio de atividades educativas, escolares, desportivas, culturais e de lazer. </li></ul><ul><li>As atividades desenvolvidas acontecem através de 13 oficinas em turno contrário ao das atividades escolares, cuja freqüência precisa ser comprovada. Este trabalho é realizado por 16 professores voluntários que ministram oficinas de música, teatro, futebol de campo, grafite, xadrez, artesanato, libras, informática básica, dança, capoeira, artesanato, reforço escolar e alfabetização de adultos (Projeto Coruja). </li></ul>
  3. 3. Diagnóstico <ul><li>Pontos fortes: </li></ul><ul><li>Hoje o Instituto se mantém por meio de doações, da comunidade e empresas privadas, que incluem: instrumentos musicais, roupas, materiais escolares e recicláveis, móveis. Os materiais recicláveis são acumulados e, uma vez a cada dois meses, vendidos à cooperativa da vila.. Entre as empresas privadas colaboradoras estão: Papel Plast, Gedore, Coester, Controil e TFL, que patrocinam alguns eventos ou colaboram com materiais recicláveis . </li></ul><ul><li>Em quase dois anos de atividades, o Instituto recebeu doações fundamentais ao seu desenvolvimento. Foram doados três computadores pelo Colégio Sinodal, de São Leopoldo, e cartuchos pela Câmara de Vereadores de São Leopoldo, o que contribuiu substancialmente para a criação das oficinas de informática acumulando atualmente sete computadores. </li></ul><ul><li>Neste ano foram inaugurados os novos uniformes e materiais esportivos adquiridos com o apoio de uma verba,,, de ,.... da Fundação Luterana de Diaconia (FLD) para as oficinas de futebol feminino e masculino. </li></ul><ul><li>Possui um Informativo Semestral patrocinado pela Assembléia Legislativa através do projeto “PAZ È A GENTE QUE FAZ”. </li></ul>
  4. 4. Diagnóstico <ul><li>Pontos fracos: </li></ul><ul><li>A sede do Instituto funcionou durante um ano e quatro meses no depósito do minimercado do casal. Atualmente, a estrutura física consiste em dois terrenos, ambos conquistados através de verba concedida pelo Orçamento Participativo da cidade. Porém, somente um dos terrenos encontra-se ativado para funcionamento. Este espaço é composto por duas peças, sendo uma utilizada pela a secretaria e a outra para a realização das oficinas. Entretanto, diagnosticamos em nossa conversa com o presidente da ONG, que ainda existe uma carência de recursos que impede finalização da infra-estrutura. </li></ul><ul><li>Verificamos que entre os projetos estagnados também constam o brechó e a biblioteca, inaugurada no dia 29 de maio com o apoio da Lei do Livro, uma lei municipal que tem como objetivo a criação de oito bibliotecas-ramais em diferentes regiões de São Leopoldo. </li></ul><ul><li>A ausência de uma ferramenta de comunicação que auxilie no relacionamento com os públicos de interesse. </li></ul>
  5. 5. Públicos <ul><li>Apoiadores em potencial (empresas, pessoas físicas) da comunidade da zona Oeste de São Leopoldo, região do Vale dos Sinos e Porto Alegre. </li></ul><ul><li>Mídia: Veículos de comunicação do Vale dos Sinos e Porto Alegre. </li></ul><ul><li>Prefeitura Municipal de São Leopoldo. </li></ul><ul><li>Universidades da Região. </li></ul><ul><li>Parceiros Voluntários unidade São Leopoldo </li></ul><ul><li>Voluntários </li></ul><ul><li>Diretoria </li></ul><ul><li>Funcionária (Pedagoga) </li></ul><ul><li>Comunidade de São Leopoldo </li></ul>
  6. 6. Objetivos <ul><li>Objetivos Geral: </li></ul><ul><li>Divulgar as atividades e projetos desenvolvidos, buscando o aumento de sua visibilidade e o desenvolvimento de ações em benefício da comunidade atraindo mais colaboradores. </li></ul><ul><li>Objetivos específicos: </li></ul><ul><li>- Criar um material de apresentação aos potenciais apoiadores e as Instituições de relacionamento do Instituto </li></ul><ul><li>- Atrair a atenção dos veículos de comunicação tornando as oficinas mais conhecidas em Porto Alegre. </li></ul><ul><li>- Facilitar a interação com os públicos estratégicos criando uma ferramenta de comunicação e divulgação na Internet. </li></ul>
  7. 7. Projetos <ul><li>Com o foco na divulgação, recomenda-se a criação de três eficazes ferramentas de comunicação: </li></ul><ul><li>Blog : Disseminar as atividades e projetos da ONG na rede mundial de computadores </li></ul><ul><li>Objetivo: Desenvolver um canal de comunicação mais dinâmico, interativo e permanente com os diversos públicos. </li></ul><ul><li>Públicos: Apoiadores em potencial (empresas privadas, pessoas físicas) e públicos em geral da região do vale dos Sinos e Porto Alegre. </li></ul><ul><li>Dinâmica: Reunir informações sobre o Instituto, do histórico às suas atividades, de forma a facilitar as estratégias de relacionamento e despertar o interesse do o público-alvo. Esta ferramenta será divulgada via releases enviados à mídia, materiais de divulgação, Orkut e banco de dados do Instituto para que se atinja com efetividade o objetivo da ação. </li></ul><ul><li>Assessoria de Imprensa: Aumentar a repercussão das atividades e visibilidade do Instituto na capital, região Metropolitana e interior do Estado. </li></ul>
  8. 8. Projetos <ul><li>Folder: Organizar as principais informações do Instituto para os seus públicos </li></ul><ul><li>Objetivo: Elaborar e divulgar um material de apresentação aos públicos do Instituto, </li></ul><ul><li>afim de que eles tenham uma visão clara das atividades realizadas pela ONG </li></ul><ul><li>Públicos: Potenciais apoiadores e Instituições de relacionamento do Instituto </li></ul><ul><li>Dinâmica: Coletar informações e fotos dos principais eventos, reunir estas </li></ul><ul><li>informações e dados do Instituto e criar um layout no programa Coreldraw. Apresentar e </li></ul><ul><li>aprovar pela Diretoria o modelo e o orçamento. Após impressos, os folders serão </li></ul><ul><li>enviados pelo correio com uma carta de apresentação para as Instituições de </li></ul><ul><li>relacionamento do Instituto e será utilizado como material de apoio para as visitas </li></ul><ul><li>realizadas aos potenciais apoiadores </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Assessoria de imprensa: Tiragem de Jornal com grande veiculação inseridos em temas populares, vai ser uma ótima ferramenta de divulgação. Esta reportagem deverá auxiliar na captação de novos voluntários e apoiadores da esfera física e jurídica. </li></ul><ul><li>Objetivo: Divulgar através de matérias nos Jornais informações sobre a Instituição, colocando suas atividades, seus cursos e principalmente, forma de colaborar com a mesma. Esta reportagem deverá auxiliar na captação de novos voluntários e apoiadores da esfera física e jurídica. </li></ul><ul><li>Públicos: A proposta é atrair a atenção do público-alvo, divulgando a instituição. Público(s) Alvo(s): Comunidade São Leopoldo, região do Vale dos Sinos, região Metroplina de Porto Alegre e a Capital. Elaborar e divulgar um material de apresentação aos públicos do Instituto, </li></ul><ul><li>afim de que eles tenham uma visão clara das atividades realizadas pela ONG </li></ul><ul><li>Dinâmica: - Realizar realize e enviar para os veículos de comunicação impressa. </li></ul><ul><li>- Fazer clipágem das matérias veiculadas </li></ul><ul><li>- Manter informações atualizadas sobre a Ong e enviar sugestões de pautas para empresas Jornalística </li></ul>
  10. 10. Conclusão <ul><li>CONCLUSÃO </li></ul><ul><li>Estima-se um bom resultado na execussão dos projetos frente ao diagnóstico desenvolvido onde foi detectada uma grande deficiência na divulgação. Porém, o intuito da ONG não é tornar-se uma “marca” conhecida. Seu propósito é continuar realizando seu trabalho enraizado à comunidade na busca pela paz e investindo nas crianças a promessa de um futuro melhor. </li></ul><ul><li>No entanto, apesar da qualidade dos projetos, o tempo que possuímos para a execussão é bastante exíguo. A falta de uma fonte de informações mais precisa e objetiva a respeito do Instituto também se tornou um entrave na elaboração do nosso planejamento. Mesmo diante de todas as dificuldades, buscamos, sempre, construir nosso diagnóstico com o máximo de acertividade possível. Mas destacamos que a continuidade destes projetos será de fundamental importância para que o nosso trabalho não se perca a longo prazo, após a finalização do nosso estágio. </li></ul><ul><li>Muito mais do que um plano de comunicação e projetos, desejamos deixar a ONG consciente do quanto à comunicação pode ser uma ferramenta favorável ao alcance dos objetivos institucionais e no relacionamento com os públicos. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×