Your SlideShare is downloading. ×
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
AnáLise EconôMica Em SaúDe
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

AnáLise EconôMica Em SaúDe

501

Published on

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
501
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • “Jane Intro Slide”
  • Transcript

    • 1. Teoria Econômica Conceitos Denizar Vianna Professor Adjunto Departamento de Medicina Interna Universidade do Estado do Rio de Janeiro Professor Associado Mestrado de Economia da Saúde Escola Paulista de Medicina
    • 2. “ There is no free lunch” Pragmatismo Econômico Milton Friedman University of Chicago
    • 3. ECONOMIA
          • “ Economics is the study of how society decides what gets produced, how and for whom ”
          • Fischer and Dornbush
    • 4. ECONOMIA
          • “ Economics is essentially the study of choices about allocating scarce resources”
          • Martin Forster
          • The University of York
    • 5. Teoria Econômica
          • Essência:
          • Os recursos existentes são escassos e limitados.
          • Há necessidade do processo de escolha entre alternativas.
          • O objetivo é alocar o recurso escasso de forma a maximizar sua utilização.
    • 6. MACROECONOMIA
          • Ramo da economia que estuda as variáveis econômicas agregadas, como o nível e a taxa de crescimento do PIB, a taxa de juros, o nível de desemprego e a inflação.
    • 7. MICROECONOMIA
          • Ramo da economia que estuda o comportamento das unidades econômicas individuais – consumidores, empresas, trabalhadores e investidores – assim como nos mercados formados por essas unidades.
    • 8. MICROECONOMIA
          • Explica como e por que essas unidades individuais tomam decisões econômicas.
          • Por exemplo: Esclarece como os consumidores tomam decisões de compra e de que forma suas escolhas são influenciadas pelas variações de preço e renda.
    • 9. ECONOMETRIA
      • Combinação da teoria econômica, instrumental matemático e metodologia estatística.
      • Utilizada para:
      • 1) estimativa de relações econômicas
      • 2) comprovação da teoria (hipóteses)
      • 3) previsão do comportamento das variáveis
    • 10. ECONOMETRIA
      • Estimativa : o governo e/ou o setor privado podem estar interessados em estimar os principais determinantes da demanda por um fármaco ou por consultas médicas.
      • Comprovação de hipóteses : os fabricantes de cigarros e o governo podem estar interessados em determinar se as campanhas publicitárias sobre os efeitos do fumo resultaram em uma redução significativa no consumo de cigarros.
      • Previsão : hospitais podem estar interessados em prever acuradamente as receitas, custos de internação e necessidades de estoque.
    • 11. Modelo Econômico
      • O que é um modelo econômico?
        • Tentativa de representar o que acontece no mundo real de forma matemática, esquemática.
          • Custo da doenca
          • Desfechos de procedimentos médicos (ex. PTCA)
          • Desfechos de medicamentos (ex.uso de Adefovir)
    • 12. Modelo Econômico
      • Por que o modelo é utilizado?
        • Predizer desfechos clínicos e econômicos.
          • Se trocar a droga A pela droga B no formulário, qual será o impacto no custo total do tratamento?
    • 13. Modelo Econômico
      • Simplificação da realidade: descreve o comportamento dos agentes.
      • Elementos para formulação:
      • - variável dependente: a explicar.
      • - variáveis independentes: provêm da teoria econômica, experiência, estudos anteriores, intuição.
    • 14. ANÁLISE DE DECISÃO Custo Benefício
    • 15. ANÁLISE DE DECISÃO
          • Estrutura da Decisão
          • Árvore de decisão
          • Representa a seqüência lógica de eventos ao longo do tempo, inclusive intervenções adicionais, complicações decorrentes de intervenções e modificações no estado de saúde.
    • 16.  
    • 17. ANÁLISE DE DECISÃO
          • Estrutura da Decisão
          • Processo de Markov
          • Permite incluir eventos em momentos diferentes no futuro.
          • É um modelo de transição de estado que faz ciclos em intervalos fixos de tempo (mensal ou anual), permitindo que os pacientes passem de um estado de saúde para outro.
    • 18. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • EFICÁCIA
          • Atributo de uma intervenção que funciona em condições ideais, atingindo o máximo possível de benefício.
          • Exemplo: Eficácia de um medicamento mensurada na fase III do ensaio clinico controlado randomizado.
    • 19. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • EFETIVIDADE
          • Propriedade de uma intervenção que funciona no mundo real, na prática do dia a dia.
          • Exemplo: Efetividade de um medicamento mensurada na fase IV do ensaio clínico.
    • 20. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • EFICIÊNCIA
          • Produção de um bem ou serviço com o menor custo possível. Na área de saúde, eficiência implica que as escolhas deverão ser feitas para obter o máximo de benefício dos recursos utilizados.
    • 21. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO DE OPORTUNIDADE
          • Custos associados às oportunidades perdidas quando os recursos não são utilizados de forma que produza o maior valor possível.
    • 22. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO DE OPORTUNIDADE
          • Exemplo:
          • Considere uma empresa proprietária de um imóvel e que, portanto, não paga aluguel pelo espaço ocupado por seus escritórios.
    • 23. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO DE OPORTUNIDADE
          • Isto significa que o custo do espaço ocupado pelos escritórios é zero para a empresa?
          • Do ponto de vista contábil: Sim
          • Do ponto de vista econômico: Não
    • 24. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO DE OPORTUNIDADE
          • A empresa poderia ter recebido aluguel pelo imóvel. O aluguel não recebido corresponde aos custos de oportunidade de utilização do espaço dos escritórios. Deve ser incluído como parte dos custos econômicos da empresa.
    • 25. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO FIXO
          • Custos que não variam com o nível da produção (Uso do aparelho de tomografia).
          • CUSTO VARIÁVEL
          • Custos que variam quando o nível de produção varia (Uso do filme de tomografia).
    • 26. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO MARGINAL
          • Às vezes definido como custo incremental.
          • É o aumento no custo resultante da produção de uma unidade adicional de produto.
    • 27. CUSTO MARGINAL 55 330 $ 400 $ 1.650 5 65 275 $ 300 $ 1.250 4 90 210 $ 180 $ 950 3 70 120 $ 160 $ 770 2 50 50 $ 610 $ 610 1 Incremento na produção Produção total (mês) Incremento no custo Custo total (mês) Nº de médicos
    • 28. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO DIRETO
          • São os recursos utilizados diretamente na realização das intervenções.
    • 29. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • Custos Diretos:
          • Médico-hospitalares : diárias hospitalares, consultas, medicamentos, cirurgias, próteses ...
      • Não médico-hospitalares : transporte do paciente.
    • 30. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO INDIRETO
          • Também chamado de custo social, resulta da perda de produtividade associada ao absenteísmo ou à mortalidade precoce.
    • 31.
      • Cálculos:
      MODELO DE PRODUTIVIDADE PERDA TOTAL DE PRODUTIVIDADE WPS = % horas de trabalho perdidas + (% improdutividade durante o trabalho x (1 - % horas de trabalho perdidas) ABSENTEÍSMO % horas de trabalho perdidas = horas de trabalho perdidas x 100 carga horária de trabalho PRESENTEÍSMO % improdut. durante trabalho = grau de prod. afetada pela doença x 100 10 Fonte: Reilly M. Work Productivity and Activity Impairment Questionnaire. www.qolid.org/public/WPAI.html
    • 32. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO INTANGÍVEL
          • São de difícil mensuração, incluem, o custo da sobrecarga psicológica do paciente e o custo do prejuízo de sua qualidade de vida.
    • 33. CONCEITOS ECONÔMICOS
          • CUSTO INTANGÍVEL
          • Um método desenvolvido para mensurá-lo é o chamado willingness to pay (“disposição para pagar”). Este método obtém, através de questionários, a quantia máxima que o indivíduo estaria disposto a pagar para evitar ou reduzir o risco de adoecer no futuro.
    • 34. Bom senso
          • “ Inexiste no mundo coisa mais bem distribuída que o bom senso, visto que cada indivíduo acredita ser tão bem provido dele...”
          • René Descartes
          • Discurso do método (ano 1637)

    ×