Apresentação final

5,131
-1

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,131
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
134
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação final

  1. 1. Queríamos, desde já agradecer a todas as pessoas que auxiliaram o nosso grupo durante a elaboração deste projecto, nomeadamente: -aos trabalhadores do CIB; -ao director científico da Bioteca, Gonçalo Cabrita; -à directora de laboratório da Bioteca, a Dr. Perpétua; -à professora Anabela Ramos; -a toda as pessoas pertencentes à comunidade escolar que acompanharam o nosso projecto. Obrigado pela sua preciosa colaboração!
  2. 2. Terapia Celular Células Estaminais Medicina Biotecnologia têm como Regenerativa áreas de intervenção: Centros de Criopreservação
  3. 3.  Indicar questões implicadas na manipulação destas células;  Divulgar o conhecimento no ramo da Biotecnologia;  Informar sobre instituições que manipulam estas células;  Estimular o interesse pelas várias potencialidades das células estaminais;  Participar num concurso;
  4. 4. Abrange uma enorme Tema diversidade de interessante, assuntos por ser algo específicos a recente; debater; Impacto na sociedade; Permite a participação num concurso a nível nacional; O tema relaciona- se com a nossa área.
  5. 5. Datas Planificação -Pesquisa prévia; -Contactos com instituições e especialistas; -Realizar um inquérito; Outubro e Novembro -Criação de um blog; -Realizar o Pré-Projecto e preparar a sua apresentação. Dezembro -Análise do questionário realizado.; -Apresentação do Pré-projecto. -Pesquisa e análise de informação; -Começo da realização do trabalho final em Word e Movie Maker:. Janeiro e Fevereiro -Palestra com um especialista. Março -Conclusão do trabalho final e do filme. Abril e Maio -Enviar o trabalho para o CIB; -Realização do projecto final; -Treino e apresentação do trabalho final.
  6. 6. Cromossomas como unidade hereditária Miescher- 1880 Gregor Mendel- 1865 Experiência com ervilheiras Teoria da evolução Charles Darwin- 1859
  7. 7. Griffith - 1910 Bases da recombinação genética Boveri e Sutton - 1905 Experiências em cromossomas O ‘pai da genética’ William Bateson - 1905
  8. 8. Rosalind Franklin - 1949 Experiência com raio-X em DNA Erwin Chargaff - 1928 A=T; G=C Thomas Morgan - Experiência em 1911 moscas
  9. 9. Meselson e Stahl- 1958 Investigação sobre a replicação do DNA Watson e Estrutura do DNA Crick- 1953 Maurice Wilkins- Graças aos seus contributos os 1951 cientistas actuais poderam desvendar o segredo das células estaminais.
  10. 10. Preservam todo o seu potencial genético Podem dar origem a células especializadas: Diferenciação celular. Células indiferenciadas Células não especializadas São células que se multiplicam indefinidamente, sendo células que se auto- renovam.
  11. 11. Presentes nos vários estádios de desenvolvimento
  12. 12. A diferenciação é um processo através do qual uma célula indiferenciada (célula estaminal) dá origem a células especializadas. Envolve Factores Alterações na epigenéticos expressão dos genes da célula estaminal É o meio que determina
  13. 13. DIFERENCIAÇÃO CELULAR In vivo In vitro Este fenómeno pode ser reproduzido em laboratório
  14. 14.  A especialização das células estaminais pode ser controlada através de: • modificação das células por alterações no seu genoma inicial; • mudança da superfície da placa de cultura; •alteração da composição química do meio de cultura.
  15. 15. •As células estaminais podem ainda ser encontradas no organismo adulto, em locais de grande perda celular. Fígado Córnea e retina Pele Tracto gastrointestinal Polpa gengival
  16. 16. Estas são as principais fontes de células estaminais utilizadas no tratamento de doenças. Cordão Medula umbilical óssea
  17. 17. -Aos diversos Podem ser -Ao seu estádios em classificadas potencial de que se quanto: diferenciação. encontram;
  18. 18. Células estaminais embrionárias Quanto aos vários estádios em que se encontram, as células estaminais podem ser: Células Células estaminais estaminais fetais adultas
  19. 19. Possuem um Presentes: potencial de -Embrião pré- diferenciação implantação; ilimitado -Massa interna do blastocisto.
  20. 20. -Produção de embriões -Realização de uma humanos resultantes da biopsia à massa fecundação in vitro ou celular interna do criopreservados; embrião.
  21. 21. Vantagens: Desvantagens -Totipotência; -Grande capacidade proliferativa; -Levantam questões de ordem moral e ética. -Existem em maior número; -Faceis de serem manipuladas em laboratório.
  22. 22. •Células que estão presentes no feto.
  23. 23. • Presentes no • Constituem uma organismo adulto reserva de células que substituem as • Permanecem que vão sofrendo num estado lesões indiferenciado e não especializado
  24. 24. Células estaminais totipotentes Quanto à capacidade de diferenciação, as células estaminais podem ser: Células Células estaminais estaminais multipotentes pluripotentes
  25. 25. -Ovo ou Células Zigoto estaminais totipotentes -Embrião -Feto Células estaminais pluripotentes -Cordão umbilical -Medula óssea Células estaminais multipotentes
  26. 26. CÉLULAS ESTAMINAIS TOTIPOTENTES -Potencial de -Ex.: Ovo ou zigoto diferenciação ilimitado. -Obtidas através do embrião pré-implantação.
  27. 27. -Potencial de -Presentes em diferenciação tecidos adulto mais restrito. (medula óssea). -Presentes ao longo do desenvolvimento embrionário, nomeadamente: Ovo; Embrião Embrião Pré-implantação; Blastocisto; Pós-implantação.
  28. 28. -Medula Obtidas através Óssea; -Sangue e matriz do ORIGINAM cordão umbilical. condrócitos osteócitos adpitócitos miócitos
  29. 29. Células estaminais mesenquimais O cordão Matriz umbilical é uma fonte de células Possui: Células estaminais estaminais endoteliais Passou-se a fazer recolha e Células estaminais Sangue preservação das células do hematopoiéticas cordão umbilical.
  30. 30. •Recorre-se a um Kit de 1.Saco de recolha de sangue com anti- coagulante e tubo de recolha com Criopreservação, o qual é agulha e mola de plástico; constituído por: 2. Toalhetes de desinfecção impregnados em álcool; 3. Material absorvente; 4. Embalagem de gel termoprotector; 5. Bolsa de plástico; 6. Caixa com isolamento térmico.
  31. 31. 2. Controlo de Qualidade; 1. Processamento; 3. Criopreservação. Após a recolha, o sangue será enviado para uma Centro de criopreservação, onde se efectua:
  32. 32. Bancos Bancos privados públicos -É necessário pagar uma certa quantia -Os pais não têm que pagar qualquer de dinheiro; quantia; -As células serão apenas utilizadas pelo -O doador perde a posse das suas doador ou por alguns elementos da sua células, ficando disponíveis para quem família; necessite delas; -Permitem efectuar transplantes singénicos , transplantes alogénicos e, Não permitem transplantes autólogos. por último, transplantes autólogos.
  33. 33. Contagem dos vários Detecção de constituintes do Separação dos constituintes vírus e bactérias sangue;
  34. 34. Identificação do Frigoríficos de Contentores tipo sanguíneo armazenamento criogénicos do plasma Realização da técnica do Identificação das PCR para amplificação doenças que a mãe do DNA. possa ser portadora.
  35. 35. Protecção do futuro do doador
  36. 36. Vantagens Desvantagens -Disponibilidade imediata das células estaminais; -Estas células perdem a -Ausência de riscos para o viabilidade após 20 anos; dador; -Histocompatibilidade garantida; -Reduzida concentração das -Permite a doação das células células estaminais no cordão estaminais a um grupo mais umbilical. alargado de pacientes;.
  37. 37. Medula óssea: Tecido gelatinoso que se encontra na cavidade interna dos ossos maiores. Produz elementos figurados do sangue periférico, tais como: -Hemácias; -Leucócitos; -Plaquetas.
  38. 38. Células estaminais hematopoiéticas; Na medula óssea encontram-se: Células estaminais mesenquimais.
  39. 39. -Mobilização das suas células -Biopsia directa do osso ilíado. estaminais para o sangue periférico;
  40. 40. Produção de linhagens celulares para transplante Medicina Regenerativa Terapia Génica Estudos da Biologia Biotecnologia Básica do Desenvolvimento Aplicações na Área da Farmacologia
  41. 41. -Produção de bens ou serviços, a partir de seres vivos-
  42. 42. Medicina Regenerativa Terapia Génica
  43. 43. • Podem ser introduzidos • Produção de • Tratamento de genes no DNA uma doenças. das células determinada estaminais. característica.
  44. 44. Compreender o desenvolvimento normal e anormal do ser humano.
  45. 45. Testar fármacos: Testes de -melhoramento da eficácia toxicologia destes produtos; -reduzindo o risco de efeitos indesejáveis
  46. 46. Outros cancros Cancro na Medula Leucemia Óssea Aplicações Outras actuais doenças da Síndrome proliferação Mieloplástico das células sanguíneas Anomalias de Linfomas eritrócitos
  47. 47. Em fase Em fase de experimental ensaio clínico
  48. 48. Artrite reumatóide Anomalias AVC Osteoartrite congénitas
  49. 49. Actuais Futuras Transplantes para doenças do -Angiomas; Sistema Nervoso Central; -Doença de -Enfarte do Parkinson e o miocárdio. mal de Alzheimer
  50. 50. As células estaminais terão que: -Sobreviverem após integração -Estar disponíveis na no tecido lesado -Não poderão quantidade e tempo do receptor e apresentar riscos necessários para restabelecerem o biológicos utilização; correcto funcionamento;
  51. 51. Será que se justifica a morte de um embrião para salvar a vida de uma outra pessoa?
  52. 52. Estamos, desta forma, perante um problema filosófico, ao qual não se espera uma resposta concreta – existem vários pontos de vista.
  53. 53. «O que é tecnicamente possível não é, por esta razão, moralmente admissível», proferido pelo Vaticano. -O embrião é -Condena a utilização Para a igreja detentor de uma identidade própria e de embriões para católica: possui uma santidade obtenção de células estaminais. inviolável.
  54. 54. Qual a posição dos vários países face a esta questão? A favor Contra Finlândia Áustria Grécia Dinamarca Holanda França Suécia Alemanha Austrália Irlanda Estados Unidos
  55. 55. “Eu nunca penso no futuro, ele não tarda a chegar.” Proferido por Albert Einstein.
  56. 56. Por todo o mundo Graças às células morrem milhares estaminais, foi Porém, muitas das de pessoas com possível encontrar suas doenças que ainda a cura para potencialidades não possuem inúmeras doenças, ainda continuam tratamento. salvando a vida de um mistério. várias pessoas. Constitui um obstáculo. As células estaminais são o elixir da eterna juventude, pois aumentam a esperança média de vida da população.
  57. 57. Cartaz 1: • O que são células estaminais; • Locais em que podem ser encontradas. Cartaz 2: • O processo de Criopreservação; • O controlo de qualidade. Cartaz 3: • Aplicações das células estaminais; • Medicina Regenerativa.
  58. 58. Elementos do Grupo André Mauro Sara Criação e gestão do Blog. X X X Elaboração de um inquérito. X X X Realização e publicação de um artigo. X X 1ºPeríodo Contactar especialistas em Células estaminais. X X Elaboração do Pré-Projecto e sua apresentação. X X X Pesquisa de temas Gerais e entrevista na X Bioteca. 2ºPeríodo Pesquisa e análise de Pesquisa de temas informação, bem como Particulares e entrevista X realização de entrevistas e na Bioteca. de um filme. Entrevista no Hospital de Setúbal. X Realização e publicação de um artigo. X X Palestra com especialista. X X X Realização e Publicação de um artigo X X Realização de 3 cartazes. X X X 3ºPeríodo Apresentação do trabalho. X X X
  59. 59. 1. CONHECES ALGUM CENTRO DE CRIOPRESERVAÇÃO? 30 27 25 23 20 11º ano 15 12º ano 10 7 5 3 0 Sim Não
  60. 60. 1.1. SE SIM, QUAL? 5 5 4.5 4 3.5 3 11º ano 2.5 2 2 12º ano 2 1.5 1 1 0.5 0 Crioestaminal Cythotera
  61. 61. 2. ACHAS QUE A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS ESTAMINAIS É ACTUALMENTE BEM ACEITE PELA SOCIEDADE? 30 27 24 25 20 11º ano 15 12º ano 10 6 5 2 1 0 0 Sim Talvez Não
  62. 62. 3. ÉS A FAVOR DA CRIOPRESERVAÇÃO DE CÉLULAS ESTAMINAIS DO CORDÃO UMBILICAL? 29 30 27 25 20 11º ano 15 12º ano 10 5 3 1 0 Sim Não
  63. 63. 4. CONHECES ALGUMA APLICAÇÃO DAS CÉLULAS ESTAMINAIS ACTUAIS OU FUTURAS? 24 25 20 17 15 13 11º ano 12º ano 10 6 5 0 Sim Não
  64. 64. 16 16 14 12 10 9 11º ano 8 12º ano 6 4 3 2 2 1 0 0 0 0 Parkinson Alzheimer Cancro Clonagem
  65. 65. 5. APOIAS O USO DE CÉLULAS ESTAMINAS COMO PRÁTICA HOSPITALAR? 30 29 30 25 20 11º ano 15 12º ano 10 5 1 0 0 Sim Não
  66. 66. 6. CONHECES ALGUÉM QUE TENHA CRIOPRESERVADO AS CÉLULAS ESTAMINAIS DO CORDÃO UMBILICAL? 30 28 27 25 20 11º ano 15 12º ano 10 5 3 2 0 Sim Não
  67. 67. -Realizada no dia 29 -De início, realizou-se -De seguida, deu-se a de Janeiro de 2010; uma visita guiada entrevista com o Director Cientifico: às instalações; Gonçalo Cabrita.
  68. 68. Quais as aplicações das células estaminais, actu almente?
  69. 69. Balanço da • Visitar as actividade: • À colaboração do instalações; director • Correu bastante Científico, Gonçalo bem, superando Cabrita • Realizar uma as expectativas do entrevista. grupo. E tudo Objectivos: graças…
  70. 70. •Objectivos: -Entrevistar a enfermeira Prates, do departamento de Ginecologia; -Obter conhecimentos sobre a extracção do sangue do cordão umbilical, os quais iriam constituir o 2ºArtigo a ser publicado no jornal.
  71. 71. -Director Científico da Bioteca: Gonçalo Cabrita; -Dr.ª Perpétua.
  72. 72. • Objectivos: • Primeiro, realizámos • Divulgar o a divulgação da conhecimento científico palestra. pela comunidade escolar. • Aspectos Positivos: • -Teve lugar no dia 29 de • Elevada audiência. Fevereiro, pelas 15:15, no auditório José Saramago.
  73. 73. Objectivos: -Colocar na biblioteca Aspectos positivos: Aspectos ngativos: da escola 3 cartazes -Os Cartazes estavam informativos; -A exposição ´estava apelativos e num sitio discreto. -Divulgação do chamativos. conhecimento científico
  74. 74. Aprendemos a desenvolver um Projecto, o que nos será bastante útil no futuro Obtivémos mais Adquirimos informações competências relativas à relativas a cooperação em grupo estas células Tivémos oportunidade de participar num concurso
  75. 75. -Sara -André Silva, nº25. Silva, nº4; -Mauro Borges, nº23;
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×