Apresentação Call AESTietê 2T12
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Apresentação Call AESTietê 2T12

on

  • 641 views

 

Statistics

Views

Total Views
641
Views on SlideShare
516
Embed Views
125

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 125

http://ri.aestiete.com.br 122
http://aes-tiete.riweb.com.br 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Apresentação Call AESTietê 2T12 Apresentação Call AESTietê 2T12 Presentation Transcript

    • Resultados 2T12Agosto, 2012
    • Principais destaques do 2T12  Geração de energia 36% superior à garantia física e 8% acima da registrada no 2T11Operacional  Investimentos de R$ 17 milhões destinados ao programa de modernização das usinas de Nova Avanhandava (347 MW) e Ibitinga (132 MW)  Portfólio de outros contratos bilaterais de longo prazo (2012-2016) fechou o trimestre com 101 MWm, com crescimento de 197% em relação ao 2T11  Receita líquida de R$ 535 milhões, aumento de 31% em relação ao 2T11Financeiro  Ebitda alcançou R$ 404 milhões, com margem de 76%  Lucro líquido de R$ 229 milhões, aumento de 43% em relação ao 2T11Eventos  Contrato bilateral com a AES Eletropaulo reajustado de R$ 173,68/MWh para R$ 182,61/MWh.Subsequentes  Distribuição de dividendos no valor de R$ 250,7 milhões, referentes ao resultado do 2T12, sendo R$ 0,63 por ação ON e R$ 0,69 por ação PN. O pagamento ocorrerá em 27 de agosto de 2012  Em julho de 2012, a Companhia vendeu 138 MWm através de contratos bilaterais, totalizando um portfólio de 239 MWm, dos quais 200 MWm foram vendidos em 2012 2
    • PLD mais alto no trimestre favoreceu a receita no mercado spot Nível dos reservatórios no SIN1 PLD 2 Submercado SE/CO - Média Mensal (R$/MWh) 193 181 93% 94% 85% 86% 125 73% 118 68% 68% 66% 91 48 46 51 37 29 32 23 20 21 44 23 26 12 17 jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez 2010 2011 2012 Sudeste/ Sul Nordeste NorteCentro Oeste 2T11 2T12 1- Sistema Interligado Nacional 2- Preço de Liquidação de Diferenças (mercado spot) 3
    • Disponibilidade operacional das usinas continua alta, mesmo com a redução do nível dos reservatórios Reservatórios das usinas da AES Tietê1 Energia Gerada (MW médio3) 130% 141% 136% 125% 124% 97% 94% 95% 97% 95% 89% 70% 65% 1.665 1.731 1.599 1.582 1.604A. Vermelha Promissão B. Bonita Caconde 2009 2010 2011 2T11 2T12 (11,0 km 2) (8,1 km 2) (3,6km 2) (0,6 km 2) 2T11 2T12 Geração - MW médio Geração/Garantia física Média: 93% 81%1 – Em 30/06/2012 3 – Energia gerada dividida pelo número de horas do período2 – Volume do reservatório 4
    • Investimentos no 2T12 direcionados principalmente à modernização das usinas de Nova Avanhandava e IbitingaInvestimentos (R$ milhões) Investimentos no 2T12 175 19 88% 82 174 12 156 3% 34 6 9% 70 20 1 28 19 2010 2011 2012(e) 2T11 2T12 Equipamentos e Manutenção Investimentos Novas PCHs Novas PCHs Projetos de TI 5
    • Obrigação de expansãoProjeto TermoSP (550 MW)- Projeto não poderá participar dos leilões A-3 e A-5 de 2012 devidoà indisponibilidade de gás- Licença ambiental prévia restaurada em função de decisãodo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo- Próximos passos: Obtenção da Licença de InstalaçãoProjeto Termo Araraquara (579 MW)- Projeto não poderá participar dos leilões A-3 e A-5 de 2012 devidoà indisponibilidade de gás- Próximos passos: Obtenção da Licença de Instalação 6
    • Maior volume de energia vendida no 2T12 devido à sazonalidade do contrato bilateral com a AES Eletropaulo e da energia vendida no MRE1 Energia Faturada (GWh) +21% 9.061 7.510 297 201 911 +15% 851 2.182 1.425 3.865 4.192 93 135 426 339 5.672 838 925 5.034 2.508 2.793 1S11 1S12 2T11 2T12 AES Eletropaulo MRE 1 Mercado Spot Outros contratos bilaterais1 - Mecanismo de Realocação de Energia 7
    • Alteração na sazonalidade e reajuste no contrato com a AES Eletropaulo, além do maior preço no spot favoreceram crescimento da receita líquidaReceita Líquida (R$ milhões) 1075 +30% 66 74 +31% 826 26 32 535 409 20 936 12 56 768 15 382 459 1S11 1S12 2T11 2T12 AES Eletropaulo Spot/MRE Outros bilaterais 8
    • Maiores gastos com compra de energia e encargos de conexão e transmissão, além de evento não recorrente de baixa de equipamentosCustos e despesas operacionais¹ (R$ milhões) 3 2 1 5 3 12 1311052T11 Energia Elétrica Baixa de Ativos Pessoal, Material Transmissão e Comp. Financ. Manutenção das 2T12 Comprada para e Conexão Utiliz. Rec.Híd. Eclusas e Outras Revenda Serv de Terc² Depesas Operacionais 1 – Não inclui depreciação e amortização 2 – Pessoal, Material e Serviços de Terceiros 9
    • Aumento de 33% no Ebitda, com margem de 76%Ebitda (R$ milhões) 78% 77% 76% 74% 827 643 404 304 1S11 1S12 2T11 2T12 EBITDA Margem EBITDA (%) 10
    • Resultado financeiro influenciado pela aumento da dívida líquida impactada pela redução no saldo de caixaResultado Financeiro (R$ milhões) 1S11 1S12 2T11 2T12 -13 -15 -24 -26 +17% +7% 11
    • Lucro líquido 43% maior no 2T12, refletindo o bom desempenho da receita 100% 110%00% 110% Lucro Líquido (R$ milhões) 3,4% 2,5% 111% 112% 108% 109%,4% 2,5% 5,3% 4,4%  Distribuição de R$ 251 milhões em dividendos 2,5% 220 2,0% relativos ao 2T12: 193 220 193 - R$0,63/ação ON - R$0,69/ação PN 476 1T10 1T11 - Ex-dividendos: 06/08/2012 354 1T10 1T11 229 - Pagamento: 27/08/2012 161 1S11 1S12 2T11 2T12 Efeito não recorrente Pay-out Yield PNay-out Yield PN Lucro Líquido 12
    • Geração de caixa reflete a maior receita com o contrato bilateralGeração de Caixa Operacional (R$ milhões) Saldo Final de Caixa (R$ milhões) -5% +56% 464 286 271 297 2T11 2T12 2T11 2T12 13
    • Baixa alavancagem com relação dívida líquida/Ebitda de 0,4Dívida líquida (R$ bilhões) Custo Médio e Prazo Médio (principal) 2,76 3,1 0,5x 0,4x 1,8 1,76 124,8% 113,9% 0,64 0,65 113% 120% 1T10 1T11 2T11 2T12 2T11 2T12 14,3% Taxa efetiva 10,1% Dívida Líquida Dívida Líquida/EBITDA 1 Prazo Médio - Anos CDI Prazo Médio - Anos CDI 1 – Percentual do CDI 14
    • Resultados 2T12Declarações contidas neste documento, relativas àperspectiva dos negócios, às projeções de resultadosoperacionais e financeiros e ao potencial de crescimento dasEmpresas, constituem-se em meras previsões e forambaseadas nas expectativas da administração em relação aofuturo das Empresas. Essas expectativas são altamentedependentes de mudanças no mercado, do desempenhoeconômico do Brasil, do setor elétrico e do mercadointernacional, estando, portanto, sujeitas a mudanças.