Resultados do 3T13
Novembro, 2013
Destaques do 3T13
 Redução de 14% nas perdas não técnicas (3,6% vs. 4,2% no 3T12)
 DEC e FEC reduzidos em ~5% para 8 21 ...
Consistente melhoria nos indicadores
de qualidade
 DEC e FEC reduzidos em ~5% para 8,21 horas e 4,54 vezes, respectivamen...
Eficiência nas ações de regularização e
redução de perdas
 Redução de 14% nas perdas não técnicas e perdas totais abaixo ...
Investimentos direcionados à
confiabilidade operacional expansão e
operacional,
serviços ao cliente
Histórico dos investim...
Recuperação dos mercados
residencial e comercial no 3T13
Evolução do consumo (GWh)1
0,2%

2,4%

-4,9%

0,4%

9.326 9.342

...
Desempenho nos 9M13 suportado pelas
classes residencial e comercial
Evolução do consumo (GWh)1
-0,4%

2,2%

-3,9%

-2,3%

...
Variação da receita reflete o programa
de redução de custos de energia
e aumento do mercado
2T13
Custos e despesas operaci...
Revisão da meta de redução de custos
para R$ 140 milhões em 2013


R$ 89 milhões de redução nos 9M13 vs. o mesmo período ...
Crescimento do Ebitda reflete mercado,
programa de redução de custos e
reajuste tarifário


Aumento de 2,7% do mercado to...
Lucro líquido de R$ 27 milhões no 3T13
Lucro líquido (R$ milhões)

Destaques 3T13

271

2T13

 Aumento de 2,7% do mercado...
Geração de caixa determinada pelo melhor
resultado operacional e reembolso de
custos de energia pela CDE
R$ Milhões
SALDO ...
Contínua redução do nível de
endividamento da Companhia
 Índice de dívida líquida/Ebitda ajustado em 2,4 vezes

Dívida lí...
Resultados 3T13
Declarações contidas neste documento, relativas à
perspectiva d
ti
dos negócios, à projeções d resultados
...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apresentacao aes eletropaulo_3_t13_final

1,703

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,703
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentacao aes eletropaulo_3_t13_final

  1. 1. Resultados do 3T13 Novembro, 2013
  2. 2. Destaques do 3T13  Redução de 14% nas perdas não técnicas (3,6% vs. 4,2% no 3T12)  DEC e FEC reduzidos em ~5% para 8 21 horas e 4 54 vezes respectivamente 8,21 4,54 vezes, Operacional  Investimentos totalizaram R$ 193 milhões vs. R$ 225 milhões no 3T12  Consumo total cresceu 2,7% em comparação ao 3T12, totalizando 11.626 GWh  Receita bruta de R$ 3.120 milhões, 16,9% menor vs. 3T12 em função do programa de redução de custos de energia elétrica (Lei n.º 12.783/2013) Financeiro  Redução do PMSO gerenciável em R$ 58 milhões (17%) vs. 3T12, corrigido por IGP-M (R$ 88 milhões no acumulado do ano). - Meta do Programa de Redução de Custos revisada para R$ 140 milhões em 2013  Ebitda de R$ 142 milhões e lucro líquido de R$ 27 milhões, resultado do melhor mercado e da milhões redução no PMSO - Ebitda ajustado de R$ 374 milhões, ante R$ 212 milhões no 3T12 Prêmio  Em julho de 2013, a AES Eletropaulo recebeu o “Troféu Transparência 2013” da ANEFAC, pela qualidade e transparência de suas demonstrações financeiras 2
  3. 3. Consistente melhoria nos indicadores de qualidade  DEC e FEC reduzidos em ~5% para 8,21 horas e 4,54 vezes, respectivamente  Redução de 40% nas penalidades por transgressão de DIC, FIC e DMIC DEC (horas) -14,7% -5,0% 8,67 8,67 8,49 8,35 8,68 8,64 8,21 -2,3% DEC (horas) 10,36 Referência Aneel 6,08 2011 2012 3T12 3T13 Últ. 12M Últ. 12M -19,4% 5,93 Jan-Set J S t 2012 Jan-Set J S t 2013 -5,2% FEC (vezes) 6,93 6,87 6,87 6,64 -3,2% FEC (vezes) 5,45 5 45 4,65 2011 2012 Últ. 12M 4,79 4,54 3T12 3T13 Últ. 12M 3,38 Jan-Set 2012 Referência Aneel 3,27 Jan-Set 2013 3
  4. 4. Eficiência nas ações de regularização e redução de perdas  Redução de 14% nas perdas não técnicas e perdas totais abaixo do parâmetro regulatório Perdas totais (% - últimos 12 meses) -4,6% 12,6 -6,8% 11,5 10,5 10,9 10,5 , 10,1 10,5 10,4 10,4 6,5 6,1 6,2 4,4 4,0 4,1 4,2 3,6 2010 2011 2012 3T12 3T13 6,5 9,7 Perdas técnicas¹ 6,1 61 Perdas Nã técnicas P d Não té i Referência Aneel² 1 – Valores estimados pela Companhia para torná-los comparáveis ao referencial para perdas não técnicas do mercado de baixa tensão determinado pela Aneel 2 – Referência Aneel: valores normalizados para o ano civil 4
  5. 5. Investimentos direcionados à confiabilidade operacional expansão e operacional, serviços ao cliente Histórico dos investimentos (R$ milhões) 2T13 Breakdown de investimentos (R$ milhões)  //////////////////  ///// 3T13 R$ 193 milhões 831 35 739 22 36 -7,9% 701 80 39 579 533 26 44 71 717 -14,0% 796 621 11 458 2012 2013(e) Recursos Próprios 9M12 9M13 193 51 39 213 2011 10 225 553 3T12 152 3T13 8 7 Serviços ao Cliente Confiabilidade Operacional¹ TI Outros Expansão do Sistema Financiado pelo cliente Recuperação de Perdas Financiados pelo cliente 1 – Capex de confiabilidade operacional é o investimento realizado para modernização da rede e melhoria da qualidade do serviço 5
  6. 6. Recuperação dos mercados residencial e comercial no 3T13 Evolução do consumo (GWh)1 0,2% 2,4% -4,9% 0,4% 9.326 9.342 14,3% 11.323 11.626 3T12 4.331 4.433 1.4681.396 Residencial -3,5% 2,7% Industrial 2.797 2.807 2 797 2 807 Comercial 3T13 1.998 2.284 1 998 2 284 731 705 Poder Público Mercado Cativo Clientes Livres Mercado Total e Outros Evolução do consumo com alocação do mercado livre nas classes (GWh) 2,7% 2,4% -0,3% 4.331 4.433 2.736 2.726 4,2% 7,1% 11.323 11.626 3T12 3.201 3.336 3T13 1.055 1.130 1 055 1 130 Residencial Industrial 1 – Comercial cativo e comercial livre. Consumo próprio não considerado. Comercial Poder Público e Outros Mercado Total 6
  7. 7. Desempenho nos 9M13 suportado pelas classes residencial e comercial Evolução do consumo (GWh)1 -0,4% 2,2% -3,9% -2,3% -1,5% 1,8% 34.032 34.629 12,0% 28.114 27.999 9M12 12.775 13.063 4.338 4.169 Residencial Industrial 8.816 8.617 8 816 8 617 Comercial 9M13 6.630 5.918 6 630 2.184 2.151 Poder Público Mercado Cativo Clientes Livres Mercado Total e Outros Evolução do consumo com alocação do mercado livre nas classes (GWh) 1,8% 2,2% 12.775 13.063 -1,4% 3,6% 8.180 8.066 34.032 34.629 34 032 34 629 9.898 10.257 2,0% 9M12 9M13 3.178 3.243 3 178 3 243 Residencial Industrial 1 – Comercial cativo e comercial livre. Consumo próprio não considerado Comercial Poder Público e Outros Mercado Total 7
  8. 8. Variação da receita reflete o programa de redução de custos de energia e aumento do mercado 2T13 Custos e despesas operacionais¹ (R$ milhões) Receita bruta (R$ milhões) -13,5% -17,5% 6.128 10.131 352 1.193 1 193 8.537 2.748 -16,9% 340 5.303 -11,2% 1.157 1.870 3.845 7.031 6.327 3.106 1.386 878 9M13 4.145 195 378 1.749 2.293 2 293 9M12 2.127 4.936 166 2.034 2 034 3T12 3T13 9M12 9M13 3T12 1.888 375 1.513 1 513 3T13 Receita Líquida ex-receitas de construção Suprimento de Energia e Encargos de Transmissão Deduções d R D d õ da Receita Bruta it B t PMS² e O t Outras Despesas D Receitas de Construção 1 – Não inclui depreciação e outras receitas e despesas operacionais 2 – Pessoal, Material e Serviços 8
  9. 9. Revisão da meta de redução de custos para R$ 140 milhões em 2013  R$ 89 milhões de redução nos 9M13 vs. o mesmo período de 2012 corrigido pelo IGP-M¹ (89% da meta atingida)  R$ 58 milhões (17%) de redução nas despesas com PMSO gerenciável no 3T13 Formação do PMSO2 (R$ milhões) -13,6% -17,2% 61 378 3T12 14 8 24 22 12 80 375 325 FCesp C C Contingências, 3T12 ê PCLD e Gerenciável Baixas 10 281 G IGP-M 1 – PMSO gerenciável do 3T12 corrigido pelo IGP-M: taxa no período de 4,4% Pessoal Materiais e Serviços de Terceiros Outras O 3T13 C Contigências, FCesp ê C Gerenciável PCLD e Baixas 2 – PMSO: Pessoal, Material, Serviços e Outros 3T13 9
  10. 10. Crescimento do Ebitda reflete mercado, programa de redução de custos e reajuste tarifário  Aumento de 2,7% do mercado total e reajuste tarifário  Redução de R$ 44 milhões nas despesas com PMSO gerenciável Formação do Ebitda (R$ milhões) 61,2% 76,6% 44 10 80 129 63 152 374 61 212 142 88 3T12 Ebitda Ativos e passivos regulatórios F.Cesp 1– PMSO: Pessoal, Material, Serviços e Outros 3T12 Ebitda ajustado Mercado e tarifa PMSO gerenciável¹ Outros² 3T13 Ebitda Ajustado 2 – PCLD e baixas, Provisão de litígios e contingências, líquida e Outros F.Cesp Ativos e passivos regulatórios 3T13 Ebitda 10
  11. 11. Lucro líquido de R$ 27 milhões no 3T13 Lucro líquido (R$ milhões) Destaques 3T13 271 2T13  Aumento de 2,7% do mercado total  Passivos regulatório de R$ 95 milhões no período, principalmente referente à devolução da 3ª RTP 54 27 0,5 9M12 9M13 (149) 132 com PMSO e outras receitas e despesas 3T12 3T13 25 122 Lucro líquido x  Redução de R$ 34 milhões nas despesas  Resultado financeiro estável (R$ 7,5 milhões no 3T13 e 3T12) Lucro (prejuízo) líquido ajustado pelos ativos e passivos regulatórios 11
  12. 12. Geração de caixa determinada pelo melhor resultado operacional e reembolso de custos de energia pela CDE R$ Milhões SALDO DE CAIXA INICIAL Geração de caixa operacional Investimentos Despesa Financeira Líquida 3T12 3T13 1.083,1 986,5 343,8 591,2 (195,5) (172,2) (33,7) 6,5 (217,0) (17,3) (57,4) (55,4) Imposto de Renda - (15,1) Alienação de ativos - 12,1 Caixa restrito e/ou bloqueado 9,0 90 (48,5) (48 5) (150,7) 301,3 (0,0) (0,0) 932,4 1.287,8 Amortizações Líquidas Despesas com Fundo de Pensão Geração de Caixa Livre Dividendos SALDO DE CAIXA CONSOLIDADO 12
  13. 13. Contínua redução do nível de endividamento da Companhia  Índice de dívida líquida/Ebitda ajustado em 2,4 vezes Dívida líquida Custo da dívida e prazo médio 4,9x 3,5x 3 5x 5,5x 3.75x 3 75x 3,5x 35 3,5x 4,4x 3,5x 2,1x 3,1 3,1 3,1 2T12 3T12 4T12 6,6 3,1x 2,4x 3,0 2,9 2,7 11,13 11,57 1T13 2T13 3T13 3T12 3T13 2,1x Dívida Líquida (R$ bilhões) Dívida Líquida/ Ebitda ajustado¹ 6,3 Taxa efetiva (%) Prazo médio (anos) ( ) Limites Covenants² - Dív. Líq./ Ebitda ajustado¹ 1 – EBITDA ajustado pelas despesas referentes a Fundação Cesp e ativos e passivos regulatórios. 2 – Covenants – limite de endividamento previsto nos contratos de dívida. 13
  14. 14. Resultados 3T13 Declarações contidas neste documento, relativas à perspectiva d ti dos negócios, à projeções d resultados ó i às j õ de lt d operacionais e financeiros e ao potencial de crescimento das Empresas, constituem-se em meras previsões e foram baseadas nas expectativas da administração em relação ao futuro das Empresas Essas expectativas são altamente Empresas. dependentes de mudanças no mercado, do desempenho econômico do Brasil, do setor elétrico e do mercado internacional, estando, portanto, sujeitas a mudanças.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×