• Save
Arquitectura Interna Do Computador
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Arquitectura Interna Do Computador

on

  • 5,333 views

Arquitectura Interna Do Computador

Arquitectura Interna Do Computador

Statistics

Views

Total Views
5,333
Views on SlideShare
5,290
Embed Views
43

Actions

Likes
2
Downloads
0
Comments
1

2 Embeds 43

http://www.slideshare.net 28
http://www.alexandrecalvo.com 15

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Arquitectura Interna Do Computador Arquitectura Interna Do Computador Presentation Transcript

  • Arquitectura Interna do Computador Organização de um Computador
  • Conceitos básicos e Terminologias
    • O computador é uma máquina electrónica capaz de realizar uma grande variedade de tarefas com alta velocidade e precisão , desde que receba as instruções adequadas.
  • Conceitos básicos e Terminologias
      • As tarefas são realizadas a traves da execução de operações lógicas /aritméticas e tomada de decisões.
      • As instruções adequadas constituem os programas que dirigem o funcionamento do computador.
  • Conceitos básicos e Terminologias
    • Computador = parte física (hardware) + parte lógica (software).
      • Hardware é o conjunto de todos os elementos físicos que compõe o computador (o equipamento propriamente dito).
      • Software é o conjunto de instruções que controla e orienta (instrui) o computador para execução de tarefas.
  • Conceitos básicos e Terminologias
    • Toda máquina é um sistema.
    • O que é um sistema?
      • Sistema é um conjunto de componentes que realiza as seguintes funções:
  • Organização e funcionamento do computador
    • Sistema de computação realiza processamento electrónico de dados.
      • Um sistema de computação também realiza as três funções básicas: entrada , processamento e saída .
      • A entrada de um sistema de computação corresponde ao conjunto dos dados necessários para a realização de uma tarefa.
  • Organização e funcionamento do computador
      • O processamento refere-se às modificações realizadas sobre os dados de entrada e à elaboração dos resultados.
      • A saída corresponde ao conjunto de dados resultantes obtidos.
    • Um sistema de computação está organizado em 2 componentes: o hardware e o software .
  • Organização e funcionamento do computador
      • HARDWARE - é a parte física que está dividida em 5 partes funcionais: unidades de entrada , unidades de saída , memória principal , unidade central de processamento (UCP) e memória secundária .
        • A UCP (ou processador) é composta da unidade de controle (UC) e da unidade lógica e aritmética (ULA).
      • SOFTWARE: é o conjunto de programas
        • O software é classificado em dois tipos: o software aplicativo e o software básico.
  • Por dentro do computador: hardware
    • Os componentes de hardware interligam-se à placa-mãe.
  • Motherboard – Principais características
    • Também conhecida como "motherboard" ou "mainboard", a placa-mãe é, basicamente, a responsável pela ligação de todas as peças que formam o computador . O disco rígido (HD), a memória , o te c lado, o rato , a placa de vídeo , enfim, praticamente todos os dispositivos precisam de ser ligados à motherboard para formar o computador .
  • Motherboard – Principais características
    • Cada motherboard possui características distintas, mas todas devem possibilitar a ligação dos dispositivos que fazem parte da UCP.
  • Motherboard – Principais características
    • As letras apontam para os principais componentes do computador.
  • Item A - Processador
    • O item A mostra o local onde o processador deve ser ligado.
    • Também conhecido como socket , esse encaixe não serve para qualquer processador, mas sim para um modelo (ou para modelos) específico.
    Cada tipo de processador tem características que o diferenciam de outros modelos . Essas diferenças consistem na capacidade de processamento , na quantidade de memória cache , na tecnologia de fabricação usada, no consumo de energia , na quantidade de terminais ( pinos ) que o processador tem, entre outros.
  • Item B - Memória RAM
    • O item B mostra os encaixes existentes para a memória RAM. Esse conector varia conforme o tipo. As placas-mãe mais antigas usavam o tipo de memória popularmente conhecido como SDRAM.
    O padrão mais usado actualmente é o DDR ( Double Data Rate ), que também recebe a denominação de SDRAM II (termo pouco usado). As memórias também trabalham em velocidades diferentes, mesmo quando são do mesmo tipo. 266 MHz, 333 MHz, 400 MHz, 800 MHz…
  • Item C - Slots de expansão
    • Para que seja possível ligar placas que adicionam funções ao computador, é necessário fazer uso de slots de expansão. Esses conectores permitem a ligação de vários tipos de dispositivos.
    Placas de vídeo, placas de som, placas de redes, modems, etc, são ligados nesses encaixes. Os tipos de slots mais conhecidos actualmente são o PCI - item C1 -, o AGP - item C2 -, o CNR - item C3 - e o PCI Express (PCI- E).
  • Item D - Plug de alimentação
    • O item D mostra o local onde deve-se encaixar o cabo da fonte que leva energia eléctrica à motherboard. Para isso, tanto a motherboard como a fonte de alimentação devem ser do mesmo tipo.
    Existem, actualmente, dois padrões para isso: o ATX e o AT.
  • Item E - Conectores IDE e drives
    • O item E2 mostra as entradas padrão IDE ( Intergrated Drive Electronics ) onde devem ser encaixados os cabos que ligam HDs e unidades de CD/DVD à motherboard.
    Cada cabo pode suportar até dois HDs ou unidades de CD/DVD, totalizando até quatro dispositivos nas entradas IDE . Note-se também que E1 aponta para o conector onde deve ser encaixado o cabo que liga o drive de disquete à motherboard. Existe também, um tipo de HD que não segue o padrão IDE, mas sim o SATA (Serial ATA).
  • Item F - BIOS e bateria
    • O item F2 aponta para o chip Flash-ROM e o F1, para a bateria que o alimenta. Esse chip contém um pequeno software chamado BIOS ( Basic Input Output System ).
    É o responsável por controlar o uso do hardware do computador e manter as informações relativas à hora e data. Cabe ao BIOS, por exemplo, emitir uma mensagem de erro quando o teclado não está ligado. Na verdade, quando isso ocorre, o BIOS está trabalhando em conjunto com o Post, um software que testa os componentes de hardware após o computador ser ligado.
  • Item F - BIOS e bateria
    • Através de uma interface denominada Setup , também presente na Flash-ROM, é possível alterar configurações de hardware, como velocidade do processador, detecção de discos rígidos, desactivação de portas USB, etc.
  • Item G - Conectores de teclado, rato, USB, impressora
    • O item G aponta para a parte onde ficam localizadas as entradas para a ligação do rato (tanto serial, quanto PS/2), teclado, portas USB, porta paralela (usada principalmente por impressoras).
  • Item H - Furos de encaixe
    • Para evitar danos, a motherboard deve ser devidamente presa à caixa. Isso é feito através de furos (item H) que permitem o encaixe.
    É necessário que a motherboard seja do mesmo padrão da respectiva caixa. Se este for AT, a motherboard deverá também ser AT. Se for ATX (o padrão actual), a motherboard também deverá ser, senão contrário o posicionamento dos locais de encaixe serão diferentes para a motherboard e para a caixa.
  • Item I - Chipset
    • O chipset é um chip responsável pelo controle de uma série de itens da motherboard, como acesso à memória, barramentos e outros.
    Os chipsets não são desenvolvidos pelas fabricantes das placas-mãe e sim por empresas como VIA Technologies , SiS e Intel (esta é uma excepção, já que fabrica motherboards também). Assim sendo, é comum encontrar um mesmo chipset em modelos concorrentes de motherboard.
  • Placas-mãe onboard
    • "Onboard" é o termo empregado para distinguir placas-mãe que possuem um ou mais dispositivos de expansão integrados.
    • Há modelos que têm placa de vídeo, placa de som, modem ou placa de rede na própria motherboard.
    • Por Ex: placa de som (C-Media CMI9761A 6-channel) e placa de rede (VIA VT6103 10/100 Mbps Ethernet) integradas.
    • Por esta razão, os conectores desses dispositivos ficam juntos às entradas mostradas no item G.
  • Placas-mãe onboard
    • A vantagem de se utilizar modelos onboard é a redução de custo do computador, uma vez que deixa-se de comprar determinados dispositivos porque estes já estão incluídos na motherboard.
    • No entanto, é necessário ter cuidado: quanto mais itens onboard uma motherboard tiver, mais o desempenho do computador será comprometido. Isso porque o processador acaba por ter que executar as tarefas dos dispositivos integrados. Na maioria dos casos, placas de som e rede onboard não influenciam significantemente no desempenho, mas placas de vídeo e modems sim.
  • Placas-mãe onboard
    • Existe uma série de empresas que fabricam motherboards.
    • As marcas mais conhecidas são: Asus , Abit, Gigabyte, Soyo, PC Chips, MSI , Intel e ECS.
  •