Gagueira tem tratamento

  • 165 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
165
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. De 17 a 24 de outubro, vários eventos ocorrerão em todo o Brasil para comemorar o Dia Internacional de Atenção à Gagueira. Participe você também! GAGUEIRA NÃO TEM GRAÇA. TEM TRATAMENTO. Realização Nacional Realização Regional Patrocínio Apoio Maiores informações: www.gagueira.org.br
  • 2. MENSAGEM AO PROFESSOR: Você já deve ter tido em sua sala de aula um aluno com gagueira.Dados de pesqui- sas informam que,no Brasil,há quase 10 milhões de crianças que já gaguejaram e quase 2 milhões com gagueira crônica. Caso você já tenha alguns anos de magistério e lhe pareça que nenhum de seus alunos gaguejava, pense naqueles que nunca queriam ler para a classe, nem res- ponder questões, que demoravam para dizer “presente” durante as chamadas (ou que respondiam com um “sim”, com um “aqui” ou com algum som indefinido), que diziam “não sei” sem tentar responder às perguntas formuladas. Alguns deles provavelmente gaguejavam e seus comportamentos eram uma tentativa de evitar demonstrar a gagueira e não timidez. O que fazer quando um aluno está gaguejando? Ouça! Escute o que ele está di- zendo e não se fixe tanto no modo como está falando.Forneça o tempo que ele neces- sita para se comunicar.Evite completar as frases,mantenha-se receptivo,demonstre atenção.Fale mais devagar e espere que ele termine a fala antes de iniciar a sua. A atitude madura do professor é o primeiro passo. É preciso conhecer e respei- tar as dificuldades do aluno, sem colocá-lo em posição de destaque negativo e sem fazer com que se sinta incapacitado. Se perceber que existe aceitação, procure dizer ao seu aluno que você perce- be que ele tem dificuldades para falar e que você gostaria de ajudá-lo. Quando parte da classe rejeita o aluno que gagueja, a atuação adequada do professor é um ótimo modelo, mas, se ele estiver sendo alvo de desrespeito dos demais alunos,explique que é necessário respeitar as diferenças. Quanto mais cedo for realizado o encaminhamento para um fonoaudiólogo especializado em gagueira,maiores serão as possibilidades de recuperação. Mas, se este encaminhamento não ocorreu em tempo,sempre há o que fazer:o adolescente e o adulto também têm grandes ganhos com a terapia. Cientes da importância ímpar e da sua capacidade de divulgar não apenas idéias, mas principalmente modos de conduta,o professor é uma pessoa essencial na tare- fa de modificar a falta de conhecimento e o preconceito que envolve a gagueira.