Gestao empreendedora1

194 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
194
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gestao empreendedora1

  1. 1. INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO EEMPREENDEDORISMONA GESTÃO PÚBLICA Prof. Msc. Walter Nunes Prof. Msc. Walter Nunes
  2. 2. APRESENTAÇÃO HOMEM CRIATIVIDADE + INTELIGÊNCIA = RIQUEZA NECESSIDADE Prof. Msc. Walter Nunes
  3. 3. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW NECESSIDADES HUMANAS A EMPRESA SEGUNDO MASLOW PRIORIDADES DA EMPRESAEMPRESA COMO SISTEMA FISIOLÓGICAS ABERTO DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL SEGURANÇA ORGANIZAÇÃO COMO MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO ORGANISMOS SOCIAIS ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO GLOBALIZAÇÃO ESTIMAMUDANÇAS AMBIENTAIS AUTO-REALIZAÇÃO COMPETITIVIDADE QUALIDADE COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  4. 4. A EMPRESANECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW A EMPRESA PRIORIDADES DA EMPRESA Empresa comoEMPRESA COMO SISTEMA Entrada ou Saída ou ABERTO um sistema Insumos Resultado DESENVOLVIMENTO aberto Processo ORGANIZACIONAL ORGANIZAÇÃO COMO MÁQUINAS Recursos ORGANIZAÇÃO COMO Empresariais ORGANISMOS ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO GLOBALIZAÇÃO ProdutosMUDANÇAS AMBIENTAIS Bens de Consumo Serviços Bens de Produção COMPETITIVIDADE QUALIDADE COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  5. 5. PRIORIDADES DA EMPRESANECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW A EMPRESA PRIORIDADES DA EMPRESAEMPRESA COMO SISTEMA Satisfação do cliente ABERTO DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL ORGANIZAÇÃO COMO Retorno sobre ativos MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO ORGANISMOS Participação de mercado ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO GLOBALIZAÇÃO A satisfação do cliente é importante para se conseguirMUDANÇAS AMBIENTAIS manter melhores retornos sobre ativos e participação de mercado. COMPETITIVIDADE QUALIDADE COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  6. 6. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW EMPRESA COMO SISTEMA A EMPRESA ABERTO PRIORIDADES DA EMPRESA IMPUT Processo OUTPUTEMPRESA COMO SISTEMA ABERTO Cliente DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL INSUMO Transformação Consumidor Lucro ORGANIZAÇÃO COMO MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO FEEDBACK ORGANISMOS ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO GLOBALIZAÇÃO RECURSOS: Materiais FinanceirosMUDANÇAS AMBIENTAIS COMPETITIVIDADE Humanos QUALIDADE Mercadológicos Administrativos COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  7. 7. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW DESENVOLVIMENTO A EMPRESA ORGANIZACIONAL PRIORIDADES DA EMPRESAEMPRESA COMO SISTEMA DESENVOLVIMENTO ABERTO ORGANIZACIONAL DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL ORGANIZAÇÃO COMO MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO ORGANISMOS ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO Organização como Máquinas GLOBALIZAÇÃO Organização como OrganismosMUDANÇAS AMBIENTAIS Organização como Cérebros COMPETITIVIDADE QUALIDADE COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  8. 8. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW ORGANIZAÇÃO COMO A EMPRESA MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO PRIORIDADES DA MÁQUINAS EMPRESAEMPRESA COMO SISTEMA Administração Burocracia ABERTO Científica DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL REVOLUÇÃO INDUSTRIAL PRODUÇÃO EM MASSA ORGANIZAÇÃO COMO MÁQUINAS -Padronização dos Produtos -Padronização dos Processos -Linha de Montagem ORGANIZAÇÃO COMO -Estoques Intermediários ORGANISMOS -Treinamento de mão-de-obra -Desenvolvimento Gerencial -Produtividade ORGANIZAÇÃO COMO -Produto Uniformes CÉREBRO -Técnicas de Planejamento e controle da produção -Aumento da qualidade GLOBALIZAÇÃOMUDANÇAS AMBIENTAIS ORGANIZAÇÃO BUROCRÁTICA (enfatiza) - Precisão - Eficiência COMPETITIVIDADE - Velocidade - Divisão Rígida de tarefas QUALIDADE - Clareza - Regras e regulamentos detalhados -Confiabilidade COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  9. 9. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW ORGANIZAÇÃO COMO A EMPRESA MÁQUINAS PRIORIDADES DA ORGANIZAÇÃO COMO EMPRESA MÁQUINASEMPRESA COMO SISTEMA ABERTO PARADIGMA DESENVOLVIMENTO TAYLORISTA-FORDISTA ORGANIZACIONAL ORGANIZAÇÃO COMO SÉCULO MÁQUINAS HOJE PASSADO ORGANIZAÇÃO COMO ORGANISMOS ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO DECADÊNCIA DA INDÚSTRIA OCIDENTAL GLOBALIZAÇÃOMUDANÇAS AMBIENTAIS VISÃO PRINCIPIOS ORGANIZACIONAL COMPETITIVIDADE QUALIDADE MUDANÇA COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  10. 10. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW ORGANIZAÇÃO COMO A EMPRESA ORGANISMOS ORGANIZAÇÃO COMO PRIORIDADES DA EMPRESA ORGANISMOSEMPRESA COMO SISTEMA ABERTO DESENVOLVIMENTO ESTRUTURA ORGANIZACIONAL MEIO TGA AMBIENTE ORGANIZAÇÃO COMO DIMENSÕES HUMANAS MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO ORGANISMOS Produção enxuta ORGANIZAÇÃO COMO Engenharia Simultânea CÉREBRO Engenharia reversa GLOBALIZAÇÃO Flexibilização da linha de montagem Estoque reduzidosMUDANÇAS AMBIENTAIS Jus-in-time Intensa interação com o cliente COMPETITIVIDADE QUALIDADE TOYOTA COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  11. 11. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW ORGANIZAÇÃO COMO A EMPRESA CÉREBRO ORGANIZAÇÃO COMO PRIORIDADES DA EMPRESA CÉREBROEMPRESA COMO SISTEMA ABERTO DESENVOLVIMENTO PROCESSAMENTO PROJETO ORGANIZACIONAL DE INFORMAÇÃO HOLOGRÁFICO ORGANIZAÇÃO COMO MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO - Fazer o todo em cada parte ORGANISMOS - Criar conectividade ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO - Especialização e generalização simultaneamente GLOBALIZAÇÃO - Capacidade de auto-organizaçãoMUDANÇAS AMBIENTAIS COMPETITIVIDADE -Flexibilidade criativa (novas - Auto grau de automação formas de administrar) - Alta capacidade de QUALIDADE - Inovações tecnológicas adaptação a mudanças COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes - Customização
  12. 12. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW GLOBALIZAÇÃO (interação de três processos) A EMPRESA PRIORIDADES DA EMPRESAEMPRESA COMO SISTEMA ABERTO Expansão extraordinária DESENVOLVIMENTO dos Fluxos Internacionais ORGANIZACIONAL ORGANIZAÇÃO COMO MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO Acirramento da concorrência ORGANISMOS nos Mercados Internacionais ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO GLOBALIZAÇÃO Maior interação entre Sistemas EconômicosMUDANÇAS AMBIENTAIS Nacionais COMPETITIVIDADE QUALIDADE COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  13. 13. NECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW MUDANÇAS AMBIENTAIS A EMPRESA PRIORIDADES DA EMPRESA DA DÉCADA DE 70... ...PARA A DÉCADA DE 90EMPRESA COMO SISTEMA - Mercado domésticos ABERTO - Mercados abertos protegidos DESENVOLVIMENTO - Mercados financeiros - Mercados financeiros ORGANIZACIONAL regulamentados desregulamentados ORGANIZAÇÃO COMO - Taxa de câmbio estável - Taxa de câmbio flutuante MÁQUINAS - Baixo nível de desemprego - Relações de trabalho flexíveis ORGANIZAÇÃO COMO ORGANISMOS - Dois pólos econômicos (EUA - Blocos econômicos: UE, ORGANIZAÇÃO COMO e Europa) Nafta, Ásia, Mercosul CÉREBRO - Indústrias transferidas para - Crescimentos das economias lugares onde a mão-de-obra é GLOBALIZAÇÃO industrializadas mais barataMUDANÇAS AMBIENTAIS - Estruturas organizacionais - Estrutura enxutas e flexíveis pesadas COMPETITIVIDADE - Pluralidade de modelos - Organização burocrática organizacionais QUALIDADE COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  14. 14. COMPETITIVIDADENECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW A EMPRESA PRIORIDADES DA EMPRESA + RÁPIDOEMPRESA COMO SISTEMA ABERTO DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL + QUALIDADE ORGANIZAÇÃO COMO MÁQUINAS ORGANIZAÇÃO COMO + SERVIÇOS ORGANISMOS ORGANIZAÇÃO COMO CÉREBRO - CUSTO GLOBALIZAÇÃOMUDANÇAS AMBIENTAIS SUSTENTÁVEL COMPETITIVIDADE QUALIDADE COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes
  15. 15. COMPETITIVIDADENECESSIDADES HUMANAS SEGUNDO MASLOW A EMPRESA NOVO PERFIL NOVO PERFIL DO PRIORIDADES DA EMPRESA DAS EMPRESAS ADMINISTRADOREMPRESA COMO SISTEMA ABERTO Comportamento Empreendedor: - Atividade, rentabilidade a DESENVOLVIMENTO - Administra incertezas, convive ORGANIZACIONAL com paradoxos curto prazo. ORGANIZAÇÃO COMO - Multifuncional, lida com várias MÁQUINAS - Identidade Definida. demandas, analisa opções ORGANIZAÇÃO COMO - Hábil em relações humanas, ORGANISMOS - Comunicante e participativa, estabelece parcerias. ORGANIZAÇÃO COMO - Captador de novos negócios, Vigilante e antecipativa. CÉREBRO perceptivo, identifica tendências. GLOBALIZAÇÃO - Adaptável às mudanças. - Tem visão estratégica, é resiliente. - Inquieto e curioso, bem humorado. - Motiva e melhora a competênciaMUDANÇAS AMBIENTAIS - Conectado a oportunidades, estimula-se diante das novidades. de seus membros. COMPETITIVIDADE - Usa a tecnologia como diferencial - Mobiliza energias para atingir os competitivo. QUALIDADE - Possui auto-aceitação, objetivos fixados. compromete-se com suas metas, COMPORTAMENTO Prof. Msc. Walter Nunes é automotivado
  16. 16. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Prof. Msc. Walter Nunes
  17. 17. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Desenvolvimento Padrão de Ausência de Sustentável Consumo Eficiência GESTÃO EconômicaEMPREENDEDORADESENVOLVIMENTO EQUILIBRIO CONSCIÊNCIA SUSTENTÁVEL SOCIAL DECISÕES AMBIENTAL POLITICAS QUALIDADE Pobreza eCOMPORTAMENTO EMPREENDEDOR Degradação EFICIÊNCIA desigualdade Ambiental ECONÔMICA social Distribuição Padrão de Renda Tecnológico Prof. Msc. Walter Nunes
  18. 18. QUALIDADE Prof. Msc. Walter Nunes
  19. 19. GESTÃO QUALIDADE - CONCEITOS EMPREENDEDORA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL SATISFAÇÃO DO CLIENTE QUALIDADE REQUISITO PERCEPÇÃO DO CLIENTE DO GRAUQUALIDADE - CONCEITOS GARANTIA DA QUALIDADE NO QUAL OS SEUS REQUISITOS CONTROLE DE NECESSIDADE OU EXPECTATIVA QUE FORAM ATENDIDOS. QUALIDADE É EXPRESSA NORMALMENTE DE PARTE DA GESTÃO DA QUALIDADE CICLO PDCA DE FORMA IMPLÍCITA. FOCADA EM PROVER CONFIANÇA DE CONTROLE QUE OS REQUISITOS DA QUALIDADE MÉTODO DE SERÃO ATENDIDOS. PADRONIZAÇÃO COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR Prof. Msc. Walter Nunes
  20. 20. GESTÃO QUALIDADE - CONCEITOS EMPREENDEDORA DESENVOLVIMENTO GARANTIA DA QUALIDADE SUSTENTÁVEL QUALIDADE NORMALIZAÇÃO OU PADRONIZAÇÃOQUALIDADE - CONCEITOS Normalizar ou Padronizar significa implementar CONTROLE DE normas ou padrões que mantenham flexibilidade QUALIDADE para os usuários. CICLO PDCA DE CONTROLE MÉTODO DE PADRONIZAÇÃO Princípios da normalização ou padronização COMPORTAMENTO Simplificação EMPREENDEDOR Consenso Treinamento Revisões Regulares Prof. Msc. Walter Nunes
  21. 21. GESTÃO QUALIDADE - CONCEITOS EMPREENDEDORA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUALIDADE PADRONIZAÇÃOQUALIDADE - CONCEITOS CONTROLE DE QUALIDADE “Nem um pouco do Sucesso Japonês na Qualidade CICLO PDCA DE teria sido possível se não tivéssemos unido o CONTROLE Progresso em Controle de Qualidade com MÉTODO DE Avanços na Padronização”. PADRONIZAÇÃO Kadru Ishikawa COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR Prof. Msc. Walter Nunes
  22. 22. GESTÃO CONTROLE DE QUALIDADE EMPREENDEDORA DESENVOLVIMENTO CONTROLE DA QUALIDADE SUSTENTÁVEL PARA ELIMINAR AS CAUSAS FUNDAMENTAIS DOS PROBLEMAS QUALIDADE PARA IDENTIFICAR AQUALIDADE - CONCEITOS ANÁLISE DE PROCESSO CAUSA FUNDAMENTAL DOS PROBLEMAS CONTROLE DE QUALIDADE CICLO PDCA DE PARA PRENDER A CONTROLE PADRONIZAÇÃO CAUSA FUNDAMENTAL NUMA JAULA MÉTODO DE PADRONIZAÇÃO PARA VIGIAR A CAUSA ÍTEM DE CONTROLE FUNDAMENTAL E CONFIRMAR COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR QUE ESTÁ PRESA NA JAULA PARA MANTER SOB CONTROLE Prof. Msc. Walter Nunes
  23. 23. GESTÃO CICLO PDCA DE CONTROLE EMPREENDEDORA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUALIDADE A TOME ESTABELEÇA AS METAS P AÇÃOQUALIDADE - CONCEITOS APROPRIADA ESTABELEÇA OS MÉTODOS PARA SE ATINGIR AS METAS CONTROLE DE QUALIDADE EDUQUE E CICLO PDCA DE CONTROLE VERIFIQUE OS TREINE RESULTADOS D MÉTODO DE PADRONIZAÇÃO COMPORTAMENTO C EXECUTE O TRABALHO EMPREENDEDOR A perfeição só será atingida ao longo do tempo pelo gerenciamento através do modelo do ciclo PDCA Prof. Msc. Walter Nunes
  24. 24. GESTÃO MÉTODO DE PADRONIZAÇÃO EMPREENDEDORA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Escolher o sistema a ser 1 ESPECIALIZAÇÃO padronizado determinando a QUALIDADE sua repetibilidade. Reduz procedimentos,QUALIDADE - CONCEITOS 2 SIMPLIFICAÇÃO simplificando-os ao máximo. CONTROLE DE Redigir numa linguagem que REDAÇÃO QUALIDADE 3 as pessoas entendam. CICLO PDCA DE Comunicar todas as pessoas CONTROLE COMUNICAÇÃO e departamentos afetados 4 pelo padrão. MÉTODO DE As pessoas devem fazer o PADRONIZAÇÃO que tem que ser feito. 5 EDUCAÇÃO E TREINAMENTO Sempre da mesma maneira. COMPORTAMENTO Disciplina. EMPREENDEDOR VERIFICAÇÃO DA O Gerente supervisiona o 6 CONFORMIDADE AOS sistema e o aperfeiçoa. PADRÕES Prof. Msc. Walter Nunes
  25. 25. COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR Prof. Msc. Walter Nunes
  26. 26. GESTÃOEMPREENDEDORA QUESTIONAMENTODESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUALIDADE - Como alguém se torna Empreendedor?COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR - O Empreendedor nasce pronto?QUESTIONAMENTO (É fruto de Herança Genética?) MOTIVAÇÃO - É possível ensinar alguém, a serO EMPREENDEDOR Empreendedor? MOTIVADO PELA REALIZAÇÃO - E o Intra-Empreendedor, existe? PLANEJAMENTO MOTIVADO PELO PODER Prof. Msc. Walter Nunes
  27. 27. GESTÃOEMPREENDEDORA MOTIVAÇÃODESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUALIDADE REALIZAÇÃO AFILIAÇÃOCOMPORTAMENTO EMPREENDEDOR PODER Possuir coisas palpáveisQUESTIONAMENTO Juntar-se aos outros Ter poder MOTIVAÇÃO Trabalhar sozinho Trabalhar em grupo Gosta de decidirO EMPREENDEDOR Capacidade de influenciar MOTIVADO PELA pessoas REALIZAÇÃO PLANEJAMENTO MOTIVADO PELO PODER Prof. Msc. Walter Nunes
  28. 28. GESTÃOEMPREENDEDORA O EMPREENDEDORDESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUALIDADE Motivado pela REALIZAÇÃOCOMPORTAMENTO EMPREENDEDORQUESTIONAMENTO Motivado pelo PODER MOTIVAÇÃOO EMPREENDEDOR MOTIVADO PELA REALIZAÇÃO PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO MOTIVADO PELO PODER Prof. Msc. Walter Nunes
  29. 29. GESTÃOEMPREENDEDORA MOTIVADO PELA REALIZAÇÃODESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CARACTERÍSTICAS LADO OBSCURO QUALIDADE 1 – Busca Oportunidades, tem Iniciativa OPORTUNISTACOMPORTAMENTO - Aproveita oportunidades fora do EMPREENDEDOR comum para começar um negócio 2 – Corre riscos CalculadosQUESTIONAMENTO MANIPULA INFORMAÇÕES - Avalia alternativas e calcula OU NÃO TEM INFORMAÇÕES riscos deliberadamente MOTIVAÇÃO 3 – Exigência de qualidade e Eficiência PERFECCIONISMO - Encontra maneira de fazer melhor,O EMPREENDEDOR mais rápido e mais barato. MOTIVADO PELA 4 – Persistência REALIZAÇÃO - Age rapidamente ou muda de TEIMOSIA estratégia a fim de superar (FALTA BOM SENSO) obstáculos PLANEJAMENTO 5 – Comprometido - Faz sacrifício pessoal, colabora MOTIVADO PELO DESEQUILÍBRIO DO TODO com empregados, esmera-se em PODER manter os clientes Walter Nunes Prof. Msc.
  30. 30. GESTÃOEMPREENDEDORA PLANEJAMENTODESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CARACTERÍSTICAS LADO OBSCURO QUALIDADE 1 – Busca de informaçõesCOMPORTAMENTO - Dedica-se pessoalmente a obter INFORMAÇÃO INÚTIL EMPREENDEDOR informações de clientes, (PARÁLISE) fornecedores e concorrentesQUESTIONAMENTO 2 – Estabelecimento de metas MOTIVAÇÃO - Mensurável - Específica - Tempo Final EXCESSO DE METASO EMPREENDEDOR - Alcançável - Significado Pessoal MOTIVADO PELA REALIZAÇÃO 3 – Planejamento e Monitoramento sistemático INFLEXIBILIDADE PLANEJAMENTO - Planeja dividindo tarefas de grande porte em subtarefas MOTIVADO PELO PODER Prof. Msc. Walter Nunes
  31. 31. GESTÃOEMPREENDEDORA MOTIVADO PELO PODERDESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CARACTERÍSTICAS LADO OBSCURO QUALIDADECOMPORTAMENTO 1 – Persuasão e redes de contato EMPREENDEDOR - Utiliza pessoas-chaves como agentes MANIPULA PESSOASQUESTIONAMENTO - Desenvolve e mantém relações (OMITE INFORMAÇÕES) comerciais MOTIVAÇÃOO EMPREENDEDOR 2 – Independência e Autoconfiança - Expressa confiança na sua própria capacidade de enfrentar AUTOSUFICIÊNCIA MOTIVADO PELA REALIZAÇÃO um desafio PLANEJAMENTO MOTIVADO PELO PODER Prof. Msc. Walter Nunes

×