TSVA - Aula 4 - Biomas - Carlos Miyazawa

2,166 views
2,053 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,166
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
80
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

TSVA - Aula 4 - Biomas - Carlos Miyazawa

  1. 1. BIOMAS e BIOGEOGRAFIA UFABC 3o quadr 2012
  2. 2.  Compreender: 1) os fatores que restringem a distribuição das espécies; 2) os fatores que determinam e como são distribuídos os biomas mundiais; 3) reconhecer os biomas brasileiros e suas características
  3. 3.  Ex. Onça pintada (Panthera onca)
  4. 4.  Ex. Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus)
  5. 5.  Ex. Mico leão preto (Leontopithecus chrysopygus)
  6. 6. Distribuição das espécies não depende só defatores físicos (ex. clima, topografia), mastambém de: • História evolutiva: vicariância e convergência • Interações bióticas • Acaso
  7. 7. Mecanismo evolutivo no qual ocorre uma fragmentação de uma área biótica, separando populações de determinadas espécies Nova Zelândia Dispersão sobre a água África América do Sul
  8. 8. Fenômeno evolutivoobservado em seres vivosquando estes desenvolvem característicassemelhantes mesmo tendo origens diferentes. Ouseja, é quando um caráter semelhante evolui independentemente em duas espécies, não sendo encontrado no ancestral comum.
  9. 9. Organismos ≠, Resposta =Resposta adaptativa similar → pressão seletiva particularCactus X Euphorbia
  10. 10.  Estuda os modelos espaciais debiodiversidade global que são decorrentes do modo como os limites da amplitude geográfica de milhões de espécies foramsobrepostos e alterados sobre a superfície terrestre
  11. 11. • unidades biológicas agrupadas com base em suas formas vegetais dominantes • Vegetação depende de fatores abióticos: • Clima: temperatura e umidade, • Topografia, • Solo
  12. 12. Biomas Terrestres: vegetação dominante Brasil: tem mais biomas!
  13. 13. Os biomas de Whittaker são definidos de acordo com a temperatura e precipitação médias
  14. 14. Biomas:Temperatura XPrecipitação
  15. 15. Formas de crescimento vegetal
  16. 16. • Floresta Pluvial Tropical• Floresta Sazonal Tropical / Savana (Cerrado)• Deserto Subtropical• Floresta Pluvial Temperada• Floresta Sazonal Temperada• Bosque / Arbusto (Chaparral)• Campo Temperado / Deserto• Floresta Boreal• Tundra
  17. 17. Floresta Pluvial Tropical
  18. 18. Floresta Pluvial Tropical• quente e úmido, pouca variação de temperatura• precipitação > 2000 mm por ano, bem distribuída ao longo do ano (sem períodos secos definidos)• liana, epífitas• estratificação
  19. 19. Estratificação: estratos da floresta
  20. 20. Floresta Pluvial Tropical Amazônia
  21. 21. Floresta Pluvial Tropical Congo
  22. 22. Floresta Pluvial Tropical Costa Rica
  23. 23. Floresta Pluvial Tropical Igapó - Amazônia
  24. 24. Floresta Pluvial Tropical Igapó - Amazônia
  25. 25. Floresta Sazonal Tropical / Savana Floresta decídua: perde Chuva sazonal folhas na estação seca 900-1500 mm anuais 3-4 meses <50 mm
  26. 26. Floresta Sazonal Tropical Costa Rica
  27. 27. Floresta Sazonal Tropical Pantanal
  28. 28. Biomas Savana (Cerrado?)Campos c/ árvores esparsas Estação úmida Estação seca Brasil: tem mais biomas!
  29. 29. Gradiente de chuvas, solo, influência do fogo
  30. 30. Savana África
  31. 31. Savana Brasil – Cerrado
  32. 32. Quente e seco Quente e seco• chuvas extremamente raras, menos de 250 mm anuais• precipitação imprevisível – grandes períodos de seca durando até 10 anos• grandes variações diárias de temperatura
  33. 33. Deserto subtropical• chuvas extremamente raras, menos de 250 mm anuais• precipitação imprevisível – grandes períodos de seca durando até 10 anos• grandes variações diárias de temperatura
  34. 34. Deserto subtropicalArgentina, Salta – Parque Nacional Los Cardones
  35. 35. Deserto subtropical México, Baja California - Sonora
  36. 36. Deserto subtropicalEUA, Califórnia - Mojave
  37. 37. Deserto subtropical Namíbia - Kalahari
  38. 38. Deserto subtropical Madagascar
  39. 39. Deserto subtropical Saara
  40. 40. Clima temperado mais quente Inverno moderado, com chuvas pesadas Nevoeiros de verão
  41. 41. Floresta Pluvial Temperada EUA - Sequóias
  42. 42. Floresta Sazonal Temperada Clima moderado, gelo no inverno
  43. 43. Floresta Sazonal TemperadaÁrvores decíduas, arbustos, ervas Seca, stress nutricional Adaptações ao fogo
  44. 44. Floresta Sazonal Temperada USA
  45. 45. Floresta Sazonal Temperada Potsdam, Alemanha
  46. 46. Floresta Sazonal Temperada USA
  47. 47. Clima mediterrâneoVerão quente e secoInverno frio e úmido
  48. 48. Bosque/ArbustoArbustos esclerófilos (folhas duras) sempre verdes Adaptação ao fogo (sementes, raízes)
  49. 49. Bosque/Arbusto
  50. 50. Bosque/Arbusto (Fynbos)
  51. 51. Bosque/Arbusto (Matorral)
  52. 52. Bosque/Arbusto (Chaparral)
  53. 53. Campo Temperado / Deserto
  54. 54. Campo Temperado / DesertoPredominam gramíneas; alguns arbustos e nenhuma árvore EUA – Pradarias
  55. 55. Campo Temperado / Deserto Devido à decomposição vagarosa, o solo acumula grandes quantidades de húmus e é bem escuro Eurasia - Estepes
  56. 56. • inverno (6 a 8 meses) muito frio, verão curto• precipitação anual de 300-500 mm, na maior parte na forma de neve
  57. 57. Floresta Boreal (Taiga)• Folhas aciculadas (longas em forma de agulhas) sempre verdes• Gelo geralmente derrete antes das camadas superficiais do solo degelarem, então a maior parte da água é drenada para riachos e rios ao invés de penetrar no solo
  58. 58. Floresta Boreal (Taiga) Alasca
  59. 59. Floresta Boreal (Taiga) Canadá
  60. 60. Floresta Boreal (Taiga) Russia
  61. 61. Tundra<-5oC<600 mmPrecipitação baixa
  62. 62. Tundra• Permafrost: degelo superficial• Solo saturado (encharcado)• Poucas árvores, dominada por musgos e líquens
  63. 63. Tundra Alasca
  64. 64. Tundra Sibéria
  65. 65. Biomas Terrestres no Brasil Brasil: tem mais biomas!
  66. 66. Biomas (WWF) Fonte: WWF
  67. 67. Número de espécies nos Biomas brasileiros
  68. 68. Número de espécies endêmicas nos Biomas brasileirosEndemismo = estado de uma espécie que está restrita a uma única região
  69. 69. Fatores que os diferencia: - Vegetação - Clima (temperaturae pluviosidade)
  70. 70. Floresta Pluvial TropicalFloresta Amazônica Mata Atlântica
  71. 71. floresta de terra firmeFloresta Amazônica• Área = 5 500 000 km²• Árvores de até cerca de 50m de altura
  72. 72. Floresta Amazônica floresta fluvial alagada
  73. 73. Mata Atlântica
  74. 74. Mata Atlântica: Floresta de araucárias Campos do Jordão - Horto Florestal
  75. 75.  Possui um clima tropical com uma estação seca pronunciada; O solo, antigo e profundo, é ácido e de baixa fertilidade, tendo altos níveis de ferro e alumínio Ipê-amarelo: típico do Cerrado
  76. 76. Cerrado
  77. 77. Campo Sujo (úmido)
  78. 78. Campo Sujo (seco)
  79. 79. No Cerrado o fogo favorece o rebrotamento de várias espécies vegetais e a germinação de sementes
  80. 80. • clima semi-árido e solo raso e pedregoso• temperatura elevada (médias, 25-29oC)• pluviosidade: 300-800 mm (exceção florestas de brejo)• chove no verão e tem longas estiagens• vegetação com adaptações ao clima seco• possui "ilhas de umidade" e solos férteis (brejos) nas serras florestas de brejo
  81. 81. Seca Chuva
  82. 82. Caatinga Arbustiva Densa
  83. 83. • maior área úmida continental do planeta• terrenos alagados periodicamente• pluviosidade: média, 1.000 mm• temperatura: média, 23-25oC• estação das chuvas: novembro a abril• os tipos de vegetação estão associados à topografia, tipo de solo e regime de inundação
  84. 84. Campos Sulinos (Pampas) • Temperaturas amenas e chuvas regulares • Influência do solo e fogo
  85. 85. • O conceito de bioma não se aplica aos ambientes aquáticos porque não possuem vegetação dominante• Os sistemas aquáticos podem ser classificados pela salinidade, movimento da água e profundidade• Os tipos de ambientes aquáticos são: córregos e rios, lagos, alagados, estuários e oceanos
  86. 86. Ambiente Lótico• Águas correntes• Precipitação > Evaporação + Infiltração• Corredeira X poços• Substrato rochoso, declive, oxigenação• Matéria orgânica alóctone (origem externa ao meio)• Contínuo do rio• Temperatura, MO, O2, produtividade
  87. 87. BiomasAmbiente Lêntico Lagos Água não-corrente
  88. 88. Zona Intertidal (Litoral) Ambientes marinhos
  89. 89. Litoral(Zona Intertidalou Entre-marés)Ambiente marinho naregião costeira dooceano, sofrendoinfluência direta dasmarés
  90. 90. EstuárioInterface da foz derios com o mar,sofrendo influênciadas marés tendoágua salobra, possuialta diversidade
  91. 91. Recifes de CoraisEstrutura rochosa (calcário)que ocorre em águassalgadas rasas e mornas,possui alta diversidade
  92. 92. Livro-texto: Ricklefs RE 2003 A Economia da Natureza 5ª ed. Guanabara, Rio de Janeiro. (Capítulo 5)Livro de apoio: Townsend CR, Begon M & Harper JL 2006 Fundamentos em Ecologia 2ª ed. Artmed, Porto Alegre. (Capítulo 4)
  93. 93.  Prof. Carlos S. Miyazawa Email da disciplina: transforseresvivos@gmail.com E-mail do professor: carlos.miyazawa@ufabc.edu.br, carlosmiyazawa@yahoo.com.br

×