Your SlideShare is downloading. ×

Treinamento segurança do trabalho

4,048

Published on

4 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
4,048
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
418
Comments
4
Likes
7
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Adriana Salete Pinto Técnico Segurança do Trabalho. Registro n RS002756.1
  • 2.  A Segurança começou a se desenvolver a partir da Revolução Industrial, na Inglaterra  A era das máquinas visando aumentar a produtividade  Aumento do índice de ocorrência de acidentes  Baixa na produção devido a má adaptação do homem  Além da adaptação do homem ao trabalho, o trabalho deverá adaptar-se ao homem  Necessidade de um grupo que pudesse apresentar sugestões para a correção de possíveis riscos de acidentes
  • 3. Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho São estas 35 NRs que compõem a portaria do MTE n.º 3214 vigente desde 06.07.78, relativas a Segurança e Medicina do Trabalho. Estas normas estão previstas no Cap. V da CLT.
  • 4.  NR.1 Disposições Gerais  NR.4 Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho - SESMT  NR.5 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA  NR.6 Equipamento de Proteção Individual - EPI  NR.7 Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional PCMSO  NR.9 Programa de Prevenção de Riscos Ambientais PPRA
  • 5.  NR.15 Atividades e Operações Insalubres  NR.16 Atividades e Operações Perigosas  NR.17 Ergonomia  NR.23 Proteção Contra Incêndios  NR.26 Sinalização de Segurança
  • 6. Quantas vezes você pensa em segurança ao realizar um trabalho? Quantas vezes você procura ver coisas que possam causar acidentes? Você está disposto a investir um pouco do seu tempo em segurança? Conscientização de Segurança é algo que se aprende. Significa tomar o tempo para analisar como tudo que está ocorrendo afeta a sua segurança e a saúde dos demais.
  • 7. É um Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho composto por um conjunto de medidas técnicas, educacionais, médicas e psicológicas, que objetiva a prevenção de acidentes, pela eliminação dos atos e condições inseguras encontradas no ambiente.
  • 8. O dimensionamento do SESMT vincula-se ao Grau de Risco da Atividade Principal e ao número total dos empregados da empresa • Engenheiro de Segurança do Trabalho • Médico do Trabalho • Enfermeiro do Trabalho • Técnico de Segurança do trabalho • Auxiliar de Enfermagem do Trabalho
  • 9. Atividades do SESMT Prevenção de acidentes Suporte técnico a CIPA. Palestras e treinamentos de conscientização de segurança Avaliar e controlar riscos ambientais. Controle estatístico. Analisar e investigar acidente. Especificar EPI Inspecionar locais de trabalho. Aplicar NR Realizar exames. Emitir CAT
  • 10. Conforme NR-6, são equipamentos de uso pessoal, cuja finalidade é proteger, atenuar ou evitar lesões no trabalhador. Obrigação do Empregador Adquirir o tipo adequado à atividade Adquirir o EPI aprovado pelo MTE Fornecer gratuitamente Substituí-lo quando danificado Treinar o trabalhador sobre o seu uso adequado.
  • 11. Obrigação do Fabricante Usá-lo para a finalidade a que se destina Responsabilizar-se por sua guarda e conservação Comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio ao uso Responsabilizar-se pela manutenção da qualidade Comercializar somente o EPI portador de CA Cadastrar-se junto ao MTE
  • 12.  Protege contra choque elétrico, quedas de objetos Capacete
  • 13. - Abafador atenua 25 dB. - Plug atenua 18 dB.
  • 14.  O ar é composto por:  78% de Nitrogênio; 21% de Oxigênio e 01% de outros gases.
  • 15. Protege contra respingos de substâncias químicas materiais quentes e etc. Avental / Jaleco
  • 16. Inferiores Superiores
  • 17. São roupas especiais usadas em locais de trabalho onde haja exposição a agentes químicos, absorvíveis pela pele, vias respiratória e digestivas, prejudiciais à saúde.
  • 18. Forma uma película química protetora sobre a pele impedindo o contato direto da pele com produtos químicos, água, óleo e etc. Creme
  • 19. Cinto de Segurança tipo pára-quedista Deverá ser usado nos trabalhos acima de 2,00 metros de altura.
  • 20. São Equipamentos instalados nos locais de trabalho, com objetivo de dar proteção a todos que ali executam suas tarefas. • Caixa coletora; • Exaustores; • Ventiladores; • Barreira de proteção contra luminosidade.
  • 21. Quando a exposição ao agente agressivo estiver acima limite de tolerância estabelecido na NR-15 (Atividades e operações insalubres). Quando o ambiente, oper ação, produto químico for agressivo a saúde do trabalhador.
  • 22. Acidente Típico • Acidente de Trajeto • Doença Ocupacional
  • 23. • Doença degenerativa • A inerente a grupo etários • A que não produz incapacidade laborativa • Doença endêmica adquirida por segurados habitantes de região em que ela é desenvolvida
  • 24. Todo acidente quando acontece obedece a uma seqüência rígida: Cau sa Acidente Conseqüência
  • 25. Ato Inseguro Condição Insegura Toda forma incorreta de trabalhar, desrespeito as normas de segurança, ou seja, ações consciente ou inconsciente que possa causar acidente ou ferimento. São falhas no local de trabalho que podem levar a um acidente
  • 26. Acidente sem Afastamento Acidente com Afastamento Os acidentes com afastamento podem gerar : Incapacidade Temporária Total Incapacidade Permanente Parcial Incapacidade Permanente Total
  • 27. Nação Trabalhador e Família Empresa Pode morrer, ficar mutilado, sentir dores. Decrescimento do padrão familiar Perde mão-de- obra, tempo com paralisação de máquinas e pessoal. Perde elemento produtivo na força de trabalho; é levada a aumentar taxas e impostos para manutenção de acidentados.

×