Relação família e escola

4,216 views

Published on

Relação família e escola

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,216
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Relação família e escola

  1. 1. Título :Relação família e escola: A proposta de construção de uma parceriaem prol da formação ética. Cotia, São Paulo, 18 dezembro de 2010 Adriana Francisca de oliveira Silva
  2. 2. Título do trabalho: Relação escola e família: A proposta de construção de uma parceriaem prol da formação ética..Autor: Adriana Francisca de Oliveira Silva.Instituição Faculdade Mario Schenberg- grupo Lusófona-Brasil- Cotia- São Paulo-2010.Pós graduação em supervisão pedagógica e Formação de Formadores com acesso aoMestrado Europeu em Ciências da EducaçãoDocente Responsável: Profa. Dra. Luciana caetanoRelação escola e família: A proposta de construção de uma parceria em prol daformação ética.Segundo Edgar Morim, nunca se ensina como compreender uns aos outros, ou seja, éimportante compreender não só os outros, mas a si mesmo, pois o mundo estádevastado pela incompreensão que vemos atualmente como a grande dificuldade dorelacionamento dos seres humanos. A grande inimiga da compreensão é a falta depreocupação em ensiná-la. Notamos que o individualismo ganha um espaço cada vez maior, sociedadeindividualista que favorece o sentido de responsabilidade individual, que desenvolve oegocentrismo, o egoísmo e que consequentemente alimentando a rejeição dopróximo. Entretanto cabe ao ser humano desenvolver; ao mesmo tempo. A ética e a autonomia pessoal (as nossas responsabilidades pessoais), além dedesenvolver a participação social (as responsabilidades sociais) , ou seja, a nossaparticipação de gênero humano, pois compartilhamos um destino comum. Baseando-se no autor Aquino , se faz necessário que tratamos com clareza osproblemas enfrentados nas escolas deixando de ser algo estranho e encarando-as coma realidade. Não tratá-los com obstáculos e sim como soluções dos problemas semfragmentos.A sociedade moderna passa por transformações onde se faz necessário analisar erefletir sobre o papel da família em parceria com a escola.
  3. 3. Considerando as transformações que estão ocorrendo na sociedade moderna emrelação as estruturas das funções da família e escola, é preciso entendermos que aparceria entre a família e escola é de grande importância para o sucesso do educando.Ambas exercem papeis fundamentais na formação e desenvolvimento intelectual emoral.Apesar das novas estratégias, percebemos que a escola x família vive em crise devalores éticos e morais.Para complementar Yves De La Taille diz que a “família é o início de tudo, e a escolaexercita a compreensão”..Desta maneira a presente reflexão preocupa-se em investigar; até quando a escoladeverá assumir isoladamente o papel de educar?Enquanto educadores é necessário entendermos que é possível criar propostasconciliáveis com a nossa realidade para efetivamente atender as necessidades,evitando conflitos e fazer a interação escola e família..Sabemos que todos estão envolvidos uma reflexão crítica de suma importância naformação e educação das crianças e adolescentes. Hoje a escola não exerce somenteo papel de ensinar, mas tem a função de entreter o educando, utilizando das diferentesmetodologias buscando novos meios para amenizar situações que até hoje foramignoradas.Se faz necessário a escola em parceria com a família estabelecer metas em comunsque favoreça a educação das crianças e adolescentes mantendo a participação da vidaescolar, não somente a entrega dos boletins, mas o envolvimento construtivoamparando o aluno e do mesmo modo demonstrar sintonia em suas atitudescorrespondentes aos seus objetivos.Além das grandes transformações na sociedade, notamos que cada dia precisamosinserir as famílias do contexto escolar, lembrando que é na família que a cria.Entretanto educar exige responsabilidade, estabelecer limites, saber dizer não é,sobretudo saber lidar com os sentimentos, sem delegar a responsabilidade para aescola.O educador precisa ser parceiro da família na construção de valores, entretanto afamília precisa apoiar a escola, valorizar e respeitar as diferenças, como formadores dasociedade.
  4. 4. Ressalta-se que mesmo tendo objetivos em comuns, cada um deve fazer a sua partepara chegar ao sucesso, que visa conduzir o educando a um futuro.Sabemos que todos estão envolvidos uma reflexão crítica de suma importância naformação e educação das crianças e adolescentes. Hoje a escola não exerce somenteo papel de ensinar, mas tem a função de entreter o educando, utilizando das diferentesmetodologias buscando novos meios para amenizar situações que até hoje foramignoradas.Acreditamos então que ser pai, ser professor, enfim estar na escola exige umaapreciação de todos os envolvidos para que nela acontece.Desta maneira a presente reflexão preocupa-se em investigar; até quando a escoladeverá assumir isoladamente o papel de educar?Enquanto educadores é necessário entendermos que é possível criar propostasconciliáveis com a nossa realidade para efetivamente atender as necessidades,evitando conflitos e fazer a intuição escolar e famíliaBibliografia:Aquino, J .G. (2000) do Cotidiano Escolar: ensaios sobre ética e seus avessos. S.P .Sumus Editorial.La. Taille, Y. (2009) Formação ética. Porto Seguro, Artmed.Morim, E. (2002) Os setes saberes.

×