Gotico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Gotico

on

  • 1,673 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,673
Views on SlideShare
1,673
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Gotico Gotico Document Transcript

  • Sumário Elements of the Gothic Novel.......................................................................................................1 Elements of the Gothic Novel The gothic novel was invented almost single-handedly by Horace Walpole, whose The Castle of Otranto (1764) contains essentially all the elements that constitute the genre. Walpole's novel was imitated not only in the eighteenth century and not only in the novel form, but it has influenced writing, poetry, and even film making up to the present day. Gothic elements include the following: 1. Setting in a castle. The action takes place in and around an old castle, sometimes seemingly abandoned, sometimes occupied. The castle often contains secret passages, trap doors, secret rooms, dark or hidden staircases, and possibly ruined sections. The castle may be near or connected to caves, which lend their own haunting flavor with their branchings, claustrophobia, and mystery. 2. An atmosphere of mystery and suspense. The work is pervaded by a threatening feeling, a fear enhanced by the unknown. Often the plot itself is built around a mystery, such as unknown parentage, a disappearance, or some other inexplicable event. Elements 3, 4, and 5 below contribute to this atmosphere. 3. An ancient prophecy is connected with the castle or its inhabitants (either former or present). The prophecy is usually obscure, partial, or confusing. "What could it mean?" In more watered down modern examples, this may amount to merely a legend: "It's said that the ghost of old man Krebs still wanders these halls." 4. PRESSAGIO,Omens, AGOUROSportents, visions. A character may have a disturbing dream vision, or some phenomenon may be seen as a portent of coming events. For example, if the statue of the lord of the manor falls over, it may portend his death.
  • 5. Supernatural or otherwise inexplicable events. Dramatic, amazing events occur, such as ghosts or giants walking, or inanimate objects (such as a suit of armor or painting) coming to life. In some works, the events are ultimately given a natural explanation, while in others the events are truly supernatural. 6. High, even overwrought emotion. (UMA EMOCAO QUE VAI ALEM DO IRRACIONAL)The narration may be highly sentimental, and the characters are often overcome by anger, sorrow, surprise, and especially, terror. Characters suffer from raw nerves and a feeling of impending doom. Crying and emotional speeches are frequent. Breathlessness and panic are common. 7. Women in distress. As an appeal to the pathos and sympathy of the reader, the female characters often face events that leave them fainting, terrified, screaming, and/or sobbing. A lonely, pensive, and oppressed heroine is often the central figure of the novel, so her sufferings are even more pronounced and the focus of attention. 8. Women threatened by a powerful, impulsive, tyrannical male. One or more male characters has the power, as king, lord of the manor, father, or guardian, to demand that one or more of the female characters do something intolerable. The woman may be commanded to marry someone she does not love (it may even be the powerful male himself), or commit a crime. 9. The metonymy of gloom and horror. Metonymy is a subtype of metaphor, in which something (like rain) is used to stand for something else (like sorrow). For example, the film industry likes to use metonymy as a quick shorthand, so we often notice that it is raining in funeral scenes. Note that the following metonymies for "doom and gloom" all suggest some element of mystery, danger, or the supernatural. wind, especially howling rain, especially blowing doors grating on rusty hinges sighs, moans, howls, eerie sounds footsteps approaching clanking chains lights in abandoned rooms gusts of wind blowing out lights characters trapped in a room doors suddenly slamming shut ruins of buildings baying of distant dogs (or wolves?) thunder and lightning crazed laughter 10. The vocabulary of the gothic. Here as an example are some of the words (in several categories) that help make up the vocabulary of the gothic in The Castle of Otranto: Mystery diabolical, enchantment, ghost, goblins, haunted, infernal, magic, magician, miracle, necromancer, omens, ominous, portent, preternatural, prodigy, prophecy, secret, sorcerer, spectre, spirits, strangeness, talisman, vision Fear, Terror, or afflicted, affliction, agony, anguish, apprehensions, apprehensive, Sorrow commiseration, concern, despair, dismal, dismay, dread, dreaded, dreading, fearing, frantic, fright, frightened, grief, hopeless, horrid, horror, lamentable, melancholy, miserable, mournfully, panic, sadly, scared, shrieks, sorrow, sympathy, tears, terrible, terrified, terror, unhappy, wretched Surprise alarm, amazement, astonished, astonishment, shocking, staring, surprise, surprised, thunderstruck, wonder Haste anxious, breathless, flight, frantic, hastened, hastily, impatience, impatient, impatiently, impetuosity, precipitately, running, sudden, suddenly
  • Anger anger, angrily, choler, enraged, furious, fury, incense, incensed, provoked, rage, raving, resentment, temper, wrath, wrathful, wrathfully Largeness enormous, gigantic, giant, large, tremendous, vast Elements of Romance In addition to the standard gothic machinery above, many gothic novels contain elements of romance as well. Elements of romance include these: 1. Powerful love. Heart stirring, often sudden, emotions create a life or death commitment. 2. Uncertainty of reciprocation. What is the beloved thinking? Is the lover's love returned or not? 3. Unreturned love. Someone loves in vain (at least temporarily). Later, the love may be returned. 4. Tension between true love and father's control, disapproval, or choice. Most often, the father of the woman disapproves of the man she loves. 5. Lovers parted. Some obstacle arises and separates the lovers, geographically or in some other way. 6. Illicit love or lust threatens the virtuous one. The young woman becomes a target of some evil man's desires and schemes. 7. Rival lovers or multiple suitors. One of the lovers (or even both) can have more than one person vying for affection. Ficção gótica Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre (Redirecionado de romance gótico ) Strawberry Hill , uma villa Inglês no " revival gótico "estilo", construído pelo escritor seminal gótica Horace Walpole Gothic ficção (por vezes referida como horror gótico ) é um gênero de literatura que combina elementos de horror e romance . Como um gênero, que se acredita ter sido inventada pelo autor Inglês Horace Walpole , com seu romance de 1764 O Castelo de Otranto. View slide
  • O efeito da ficção gótica se alimenta de um tipo agradável de terror , uma extensão da Romantic prazeres literários que eram relativamente novos na época do romance de Walpole. Melodrama e paródia (incluindo auto- paródia) foram outros-standing características longo do gótico iniciada por Walpole. literatura gótica está intimamente associada à arquitetura neogótico da mesma época. De um modo semelhante ao gótico "revivalistas rejeição da clareza e racionalismo do neoclássico estilo do Iluminado estabelecimento, o gótico literário incorpora uma apreciação das alegrias de extrema emoção, as sensações de medo e temor inerente ao sublime , e um busca daatmosfera . As ruínas de edifícios góticos deu origem a várias emoções ligadas representando a inevitável decadência e colapso das criações humanas, assim, o desejo de adicionar ruínas falsa quanto eyecatchers em parques paisagem Inglês . Gótico Inglês escritores frequentemente associada edifícios medievais com o que viram como um período sombrio e aterrorizante, caracterizada por duras leis aplicadas por meio de tortura, e com o misterioso, fantástico, e supersticioso rituais. Na literatura, tais Anti- catolicismo tinha uma dimensão europeia com católicos excessos, como a Inquisição (no sul de países europeus como Itália e Espanha). características proeminentes da ficção gótica incluem terror (psicológico e físico), o mistério, o sobrenatural , fantasmas , casas assombradas e arquitetura gótica , castelos , escuridão, da morte , decadência , dobra , loucura , segredos e hereditária maldições. Os personagens de ações da ficção gótica incluem tiranos , vilões , bandidos , maníacos , heróis Byronic , perseguidos donzelas , femmes fatales , monges , freiras , loucas , mágicos, vampiros , lobisomens , monstros , demônios , anjos , caídos anjos , assombrações , fantasmas, esqueletos perambulating , o judeu errante eo diabo a si mesmo. Conteúdo [ocultar] • 1 Primeira romances góticos • 2 Evolução na Europa continental, eo monge • 3 Paródia • 4 The Romantics • 5 Gótico vitoriano • 6 legado pós-vitoriana • 7 Exemplos proeminentes o 7.1 sátira Gothic • 8 Veja também • 9 Notas • 10 Referências View slide
  • • 11 Ligações externas [editar ]romances góticos Primeira O Castelo de Otranto (1764) é geralmente considerado como o primeiro romance gótico. Este gênero literário encontrou o seu natural a maioria das configurações no alto de edifícios muito do estilo gótico estilo - muitas vezes escrito "góticos", para destacar as suas medievalness "- castelos, mansões e mosteiros, muitas vezes longínquas, desintegrando-se, e em ruínas. Era um fascínio com essa arquitetura e arte relacionada, a poesia (tal como os poetas do cemitério ), e paisagismo, mesmo que inspirou a primeira onda de escritores góticos. Por exemplo, Horace Walpole , cujo O Castelo de Otranto (1764) é frequentemente considerado como o verdadeiro romance gótico em primeiro lugar, estava obcecado com a arquitetura gótica medieval, e construiu sua própria casa, Strawberry Hill , dessa forma, gerando uma forma de neo-góticas (Punter, 2004, 177). Seu objetivo declarado era o de combinar os elementos do romance medieval, que ele considera muito fantasioso, e do romance moderno, que ele considerou ser demasiado limitado ao realismo estrito (Punter, 2004, 178). O enredo básico criado muitos outros grampos gothic, incluindo um mistério ameaçador e uma maldição ancestral, assim como incontáveis ornamentos, tais como passagens escondidas e desmaios-heroínas oft. A primeira edição foi publicada disfarçado como um romance real da Itália medieval descoberto e publicado por um tradutor fictício. Quando Walpole admitiu sua autoria na segunda edição, o seu acolhimento favorável originalmente por revisores literários transformado em rejeição. O romance, geralmente desprezado pela
  • educação como uma espécie de mau gosto e degradada da escrita, só recentemente tinham sido feitas por respeitáveis obras de Richardson e Fielding (Fuchs, 2004; 106). Um romance com elementos supersticiosos, e além disso, vazio de intenção didática, foi considerado um retrocesso e não é aceitável como uma produção moderna. falsificação de Walpole, juntamente com a mistura de história e ficção que se infringem os princípios do Iluminismo , trazidas do romance gótico associação com documentação falsa. Clara Reeve , mais conhecido por seu trabalho The Old Inglês Baron (1778), prepare-se para tomar a trama Walpole e adaptá-lo às exigências do tempo, equilibrando elementos fantásticos com o realismo do século 18. A questão que agora se levantou eventos sobrenaturais que não eram tão evidentemente absurdo como Walpole não levaria as mentes mais simples possível acreditar nelas. Foi Ann Radcliffe é técnica "dosobrenatural explicado , em que cada intrusão aparentemente sobrenatural é eventualmente remontar a causas naturais, bem como do comportamento impecável de suas heroínas que, finalmente, encontrou-se com a aprovação dos revisores. Radcliffe fez a novela gótica socialmente aceitável, ironicamente, seguida por uma brusca degradação de sua fama. Seu sucesso atraiu muitos imitadores, principalmente de baixa qualidade, o que levou a uma percepção geral do gênero como inferior, estereotipada e estereotipadas. Entre outros elementos, Ann Radcliffe introduziu a figura da ninhada do gothic vilão , que se desenvolveu no herói byroniano . romances de Radcliffe, acima de tudo, "Os Mistérios de Udolpho (1794), foram best-sellers, embora junto com todas as novelas que foram desprezados por pessoas bem-educadas como mulheres de entretenimento sensacionalista (apesar dos homens gozo alguns deles). "A pessoa, seja homem ou mulher, que não tem prazer em um bom romance, deve ser intoleravelmente estúpida. Tenho lido da Sra. Radcliffe todas as obras, ea maioria deles com grande prazer. "Os Mistérios de Udolpho , quando eu tive uma vez começou, eu não podia deitar-se, eu me lembro de terminá-la em dois dias - os meus cabelos em pé o tempo todo. " [Disse Henry] ... "Estou muito feliz em ouvir isso de fato, e agora eu nunca deve ter vergonha de gostar Udolpho mim. "[respondeu Catarina] - Jane Austen, Northanger Abbey (escrito 1798) Radcliffe também forneceu uma estética para o gênero cortesia crescente de seu influente artigo "On the Supernatural em Poesia" na revista mensal New 7, 1826, pp 145-52, examinando a distinção e correlação entre o horror eo terror gótico na ficção (Wright 2007 : 35-56). Evolução na Europa continental, e O Monge Contemporaneamente para Inglês gótica, romântica paralelo movimentos literários desenvolvidos na Europa continental: o roman noir ("romance negro") na França, por autores comoGuillaume François Ducray- Duminil , Gaston Leroux , Baculard d'Arnaud, e Stéphanie Félicité Ducrest de St- Albin, Madame de Genlis e Schauerroman ("romance tremer") na Alemanha, por autores como Friedrich Schiller , autor de The Ghost-
  • Vidente (1789) e Christian Heinrich Spiess , autor de Das Petermännchen (1791-1792). Estas obras eram muitas vezes mais horrível e violenta do que o romance gótico Inglês. O fruto desta colheita de horrores continental foi Matthew Gregory Lewis conto escabrosos de deboche monástica, magia negra e satanismo The Monk (1796). Embora o romance de Lewis pode ser lido como uma língua-de-bochecha spoof sly do gênero emergente, auto-paródia foi um elemento constitutivo do gótico a partir do momento da criação do gênero com Walpole Otranto . "Conto de Lewis chocado alguns leitores contemporâneos, porém seu papel de monges depravado, sádico e inquisidores freiras espectrais, e sua visão indecente da Igreja Católica foi uma importante evolução no gênero e influenciou estabelecido escritor de terror Anne Radcliffe em seu último romance italiano (1797). Neste livro, os protagonistas são infelizes enredados numa teia de enganos por um monge chamado maligno Schedoni ea eventualmente arrastados perante os tribunais da Inquisição em Roma, levando uma contemporânea a observação de que Radcliffe se pretendia superar o horror dessas cenas, ela teria para visitar o próprio inferno (Birkhead 1921). O Marquês de Sade usou um quadro gótico para alguns de seus textos, nomeadamente o Infortúnios da Virtude e de Eugenie Franval , embora o marquês nunca se pensou em seu trabalho como tal. Sade criticou o gênero no prefácio de suas Reflexões sobre o romance (1800) que é amplamente aceito hoje, afirmando que o gótico é "o produto inevitável do choque revolucionário com que toda a Europa ressoou". Esta correlação entre o revolucionário francês Terror e os terroristas "escola" da escrita e representada por Radcliffe Lewis foi notada por críticos contemporâneos do gênero (Wright 2007: 57-73). Sade considerado O Monge de ser superior à obra de Ann Radcliffe. Outros escritores notáveis na tradição continental incluem Jan Potocki (1761-1815) e ETA Hoffmann (1776-1822). Parody Os excessos, estereótipos e absurdos freqüente do gótico tradicional tornou território rico para a sátira (Skarda 1986). A famosa paródia a maioria dos góticos é Jane Austen novelaNorthanger Abbey (1818), no qual o protagonista inocente, depois de ler muita ficção gótica, concebe-se uma heroína de um romance Radcliffian e assassinato imagina e vilania em cada lado, embora a verdade se transforma a ser muito mais prosaico. Jane Austen romance é valiosa para a inclusão de uma lista de Gothic trabalha desde cedo conhecido como ohorrível Northanger Novels:  O Necromancer, ou, O Conto da Floresta Negra (1794) por "Ludwig Flammenberg 'pseudônimo (por Carl Friedrich Kahlert, traduzido por Pedro Teuthold)  Horrível Mistérios (1796) pelo Marquês de Grosse (traduzido por P. Will)  O Castelo de Wolfenbach (1793) por Eliza Parsons  O aviso misterioso, uma história alemã (1796) por Eliza Parsons  Clermont (1798) pela Roche Maria Regina  Os Órfãos do Reno (1798) por Eleanor Sleath
  •  O Sino da meia-noite (1798) por Francis Lathom Esses livros, com seus títulos escabrosos, eram provavelmente as criações de Jane Austen a imaginação, embora a pesquisa mais tarde por Michael Sadleir e Montague Summersconfirma que existiu de fato e estimulou o interesse renovado no estilo gótico. Eles estão todos a ser reproduzida por Valancourt Press (Wright, 2007: 29-32). Outro exemplo de paródia gótico em uma veia similar é o Heroine pela Eaton Stannard Barrett (1813). Cherry Wilkinson, uma mulher protagonista fatuous com uma história da leitura da novela, imagina-se como a heroína de um romance gótico. Ela percebe a realidade e modelos de acordo com os estereótipos e estruturas de enredo típico do romance gótico, levando a uma série de acontecimentos absurdos que culminou com uma catástrofe. Após sua queda, sua afetação e imaginação tornam-se eventualmente excessiva subjugada pela voz da razão na forma de Stuart, uma figura paterna, sob cuja orientação o protagonista recebe uma boa educação e correção de seu gosto equivocada (Skarda 1986). The Romantics Mary Shelley 's Frankenstein, ou o Prometeu Moderno (1818) chegou a definir a ficção gótica no período romântico. Frontispício de edição 1831 mostrado. Outras contribuições para o gênero gótico estava prevista na obra dos poetas românticos. Exemplos proeminentes incluem Coleridge 's A Balada do Velho Marinheiro e Christabel e Keats " La Belle Dame Sans Merci (1819) e Isabella, ou o Pote de Basil (1820) que apresentam fey senhoras misteriosamente (Skarda e Jaffe 1981: 33-5 , 132-3). No último poema os nomes dos personagens, as visões dos sonhos e da física detalhes macabros são influenciadas pelos romances de Anne Radcliffe estréia Gothicist (Skarda e Jaffe 1981: 132-3).
  • A poesia, aventuras românticas e personagem de Lord Byron , que se caracteriza por seu amante desprezado Lady Caroline Lamb como "louco, mau e perigoso para conhecer" uma outra fonte de inspiração para o gótico, proporcionando o arquétipo do herói byroniano . características Byron, sob o codinome de " Lord Ruthven , em seu próprio romance gótico Caroline Lady: Glenarvon (1816). Byron também foi o anfitrião da competição, história de fantasmas comemorado envolvendo-se, Percy Bysshe Shelley , Mary Shelley , e John William Polidorino Diodati Villa, às margens do Lago Genebra , no Verão de 1816. Esta ocasião foi produtiva, tanto Mary Shelley's Frankenstein (1818) e Polidori's The Vampyre (1819). Esta última história revive Cordeiro byroniano 'Lord Ruthven, mas desta vez como um vampiro. A Vampyre foi contabilizado pelo crítico cultural Christopher Frayling como uma das influentes obras mais de ficção já escrito e gerou uma mania de ficção de vampiros e teatro (e ultimamente filme), que não cessou até hoje. Shelley, romance de Maria, embora claramente influenciada pela tradição gótica, é frequentemente considerada a primeira ficção científica romance, apesar da omissão do romance de qualquer explicação científica de monstro a animação eo foco em vez disso, as questões morais e as consequências de tal criação. Um exemplo do gótico tardio tradicional é Melmoth o Wanderer (1820) por Charles Maturin , que combina temas da Anti-catolicismo com um pária herói byroniano (Varma, 1986). gótico vitoriano Edgar Allan Poe foi um reinterpreter importantes da ficção gótica. Até o gótico vitoriano era tinha deixado de ser o gênero dominante (na verdade a popularidade do formulário como um gênero estabelecido já tinha começado a diminuir com o sucesso do romance histórico popularizado por Sir Walter Scott ). No entanto, em muitos aspectos, foi agora a entrar na sua fase mais criativa. Recentemente, os leitores e críticos começaram a reconsiderar uma série de anteriormente negligenciados Penny sangue ou Penny Dreadful ficções série de autores, tais como o GWM Reynolds , que escreveu uma trilogia de romances de horror gótico: Faust (1846), Wagner da Wehr-lobo (1847) e O Necromancer (1857) (Baddeley 2002: 143-4). Reynolds foi
  • também responsável por The Mysteries of London , que foi concedido um lugar importante no desenvolvimento do urbano como um cenário gótico vitoriano em particular, uma área em que links interessantes podem ser feitas com leituras de estabelecida a obra de Dickens e outros. Outro famoso centavo terrível dessa época foi o de autoria anônima Varney the Vampire (1847). A relação formal entre as ficções, serializado para trabalhar predominantemente o público de classe, e os cerca de ficções sensação contemporânea serializada em jornais de classe média é também um espaço digno de investigação. críticos influentes, acima de tudo, John Ruskin , longe de denunciar o obscurantismo medieval, elogiou a imaginação ea fantasia exemplificado pela sua arquitetura gótica, influenciando os pré-rafaelitas. Uma importante e inovadora reinterpreter do gótico nesse período foi Edgar Allan Poe , que acreditavam "que o terror não é da Alemanha, mas da alma. Seu conto " A Queda da Casa de Usher "(1839) explora esses" terrores da alma ", enquanto revisitando clássicos tropos gótico da decadência aristocrática, a morte ea loucura (Skarda e Jaffe 1981: 181-2). A vilania do lendário Inquisição espanhola , anteriormente explorado por Gothicists Radcliffe, Lewis, e Maturin, é revisitado em " O Poço eo Pêndulo "(1842). A influência de Ann Radcliffe é também detectável em o "Poe O Retrato Oval "(1842), incluindo uma menção honrosa de seu nome no texto da história. A influência do romantismo byroniano evidente em Poe é também evidente no trabalho das irmãs Brontë. Emily Brontë 's Wuthering Heights(1847) transporta o gótico ao proibindo Yorkshire Moors e características aparições fantasmagóricas e um herói byroniano, na pessoa do demoníaco Heathcliff, enquanto Charlotte Brontë 's Jane Eyre (1847) acrescenta a louca no sótão ( Sandra Gilbert e Susan Gubar 1979) para o elenco da ficção gótica. O Brontës ficção é visto por alguns críticos feministas como exemplos da Mulher gótico, explorando a armadilha mulher no espaço doméstico e submissão à autoridade patriarcal e os transgressores e perigosa tentativa de subverter e escapar a essa restrição. Jane Eyre, de Charlotte e Emily Cathy's são exemplos de protagonistas femininas no tal papel (Jackson 1981: 123-29).Louisa May Alcott 's potboiler gótico, A Long Fatal Love Chase (escrito em 1866, mas publicado em 1995) também é um modelo interessante deste subgênero. Elizabeth Gaskell de contos "O Doom do Griffiths (1858)," Lois de "Witch" e "A Mulher Grey" empregam um dos temas comuns a maior parte da ficção gótica, o poder do pecado ancestral para amaldiçoar as gerações futuras, ou o medo que eles vão. O vilão sombrio, proibindo mansão, perseguido e heroína de Sheridan Le Fanu é Uncle Silas (1864) mostra a influência direta de ambos os Walpole Otranto e Radcliffe Udolpho . Fanu da coleção de pequenas histórias Le Num Glass Darkly (1872) inclui o superlativo vampiro conto Carmilla , que forneceu sangue fresco para esse tipo especial de gótico e influenciadoBram Stoker's Dracula (1897). De acordo com o crítico literário Terry Eagleton , Le Fanu, juntamente com o seu antecessor e seu sucessor Maturin Stoker, formam um sub-gênero do gótico irlandês, cujas histórias, com castelos numa paisagem árida, com um elenco de aristocratas remoto dominando um campesinato atávico , representam de forma alegórica a situação política da Irlanda colonial submetidos ao domínio protestante (Eagleton, 1995).
  • O gênero também foi uma grande influência sobre escritores mais mainstream, como Charles Dickens , que leu romances góticos como um adolescente e incorporadas a sua atmosfera sombria e melodrama em suas próprias obras, transferindo-os para um período de mais moderno e um ambiente urbano, incluindo Oliver Twist (1837-8) e Bleak House (1854) (Mighall 2003). Estes apontam para a justaposição de ordenado, e afluente civilização rica ao lado da desordem e da barbárie dos pobres na mesma metrópole. Bleak House em particular, é creditado com a introdução de ver o nevoeiro urbano para o romance, que se tornaria uma característica frequente da literatura gótica urbana e filme (Mighall 2007). Sua obra mais explicitamente gótica é o seu último romance O Mistério de Edwin Drood (1.870). O clima e os temas do romance gótico realizou um fascínio especial para os vitorianos, com sua obsessão mórbida com rituais de luto , Lembranças e mortalidade em geral. Robert Louis Stevenson Strange Case of Dr. Jekyll e Sr. Hyde (1886) foi um gótico clássico da década de 1880, vendo muitas adaptações teatrais. A década de 1880, viu o renascimento do gótico como uma forma literária poderosa aliada para "fin de siècle" decadência , que fictionalized medos contemporâneos, como a degeneração ética e questionou as estruturas sociais da época. Classic trabalhos deste Gothic Urbanincluem Robert Louis Stevenson processo estranha do Dr. Jekyll e Sr. Hyde (1886), Oscar Wilde, O Retrato de Dorian Gray (1891), George du Maurier Trilby (1894), de Henry James volta do parafuso ( 1898), e as histórias de Arthur Machen . O famoso vilão gótico mais que nunca, o Conde Drácula foi criado por Bram Stoker em seu romance Drácula (1897). O livro de Stoker também estabeleceu a Transilvânia e Europa Oriental como o locus classicus do gótico (Mighall 2003). Nos Estados Unidos, dois notáveis escritores do final do século 19, na tradição gótica, foram Ambrose Bierce e Robert W. Chambers . contos de Bierce estavam na tradição terrível e pessimista de Poe. Chambers, porém, entregou no estilo decadente de Wilde e Machen (chegando ao ponto de ter um personagem chamado "Wilde", em seu O Rei em Amarelo ). [editar ]vitoriana legado Post
  • pulp magazines como a Weird Talesreimpresso e popularizado horror gótico do século anterior. Inglês escritores notáveis do século XX, na tradição gótica incluem Algernon Blackwood , William Hope Hodgson , M. R. James , Hugh Walpole , e Bowen Marjorie . Na América pulp magazines como a Weird Tales reimpresso contos de horror gótico clássico do século anterior, por autores como Poe, Arthur Conan Doyle , e Edward Bulwer-Lytton impressos e novas histórias de autores modernos com tradicionais e novos horrores (Goulart 1986) . A mais significativa delas foi HP Lovecraft , que também escreveu um excelente sinopse da tradição gótica e horror sobrenatural em sua Horror Sobrenatural em Literatura (1936), bem como o desenvolvimento de uma Mythos que poderiam influenciar horror gótico e contemporâneo no século 21. protégé de Lovecraft, Robert Bloch , contribuiu para aWeird Tales e encerrou Psycho (1959), que atraiu os interesses clássico do gênero. Destes, o gênero gótico , por si só deu lugar à modernaficção de horror , considerado por alguns críticos literários como um ramo do Gothic (WISKER 2005: 232-33), embora outros usam o termo para cobrir todo o gênero. Muitos escritores modernos de horror (ou mesmo outros tipos de ficção) que apresentam considerável gothic sensibilidades-exemplos incluem as obras de Anne Rice , assim como algumas das obras sensacionalistas de Stephen King (Skarda e Jaffe 1981: 464-5, 478; Davenport Hines, 1998: 357-8). No século XX, a vertente romântica do estilo gótico foi tomada em Daphne du Maurier é Rebecca (1938), que é em muitos aspectos, uma regravação de Charlotte Brontë 's Jane Eyre . Outros livros por du Maurier, como a Jamaica Inn (1936), também apresentam tendências góticas. Du Maurier de trabalho inspirou um conjunto substancial de 'Female Góticos ", sobre heroínas alternadamente swooning mais ou sendo aterrorizado por scowling Byronic homens na posse de hectares de imóveis prime e pertencente droit de seigneur [1]. Gothic Romances desta descrição tornou-se popular durante os anos 1950, 1960 e 1970, com autores como Phyllis A. Whitney , Joan Aiken ,Dorothy Eden , Victoria Holt , Barbara Michaels , Mary Stewart , e Jill
  • Tattersall. Muitos apresentado abrange representando uma mulher, atingida terror em trajes diáfanos na frente de um sombrio do castelo . Muitos foram publicadas sob o Paperback Library cunho gótico e foram comercializados para o público feminino. Embora os autores eram em sua maioria mulheres, alguns homens escreveram romances góticos sob pseudônimos femininos. Por exemplo, o prolífico Clarissa Ross e Ross foram Marilyn pseudônimos masculinos para o escritor Dan Rosse Frank Belknap Long publicado sob Gothics sob o nome de sua esposa, Lyda Belknap tempo. Outro exemplo é o escritor britânico, Peter O'Donnell , que escreveu sob o pseudônimo de Madeleine Brent. Fora de empresas como Lovespell, que carregam Colleen Shannon , muito poucos livros parecem ser publicado usando o termo hoje. Guerry OLTY William Faulkner s novelas e histórias curtas exemplificou o Southern Gothicgênero. O gênero também influenciou a escrita americana para criar o Southern Gothic gênero, que combina algumas sensibilidades Gothic (como ogrotesco ) com a configuração eo estilo do sul dos Estados Unidos . Exemplos incluem William Faulkner , Eudora Welty , Harper Lee , eFlannery O'Connor (Skarda e Jaffe 1981: 418-56). Os escritores contemporâneos americanos nesta tradição incluir Joyce Carol Oates , em romances como Bellefleur e Um Romance Bloodsmoor e colecções de contos, tais como Night Side (Skarda 1986b) e Raymond Kennedy em seu romance Lulu Incognito . O sul de Ontário Gothic aplica-se uma sensibilidade semelhante a um contexto cultural brasileiro. Robertson Davies , Alice Munro , Gowdy Barbara e Margaret Atwood ter produzido todos os trabalhos que são exemplares notáveis desta forma. Outro escritor, essa tradição foi Henry Farrell , cujo trabalho mais conhecido foi o romance de horror de Hollywood What Ever Happened to
  • Baby Jane? (1960). romances Farrel gerou um sub-gênero do "Grande Dame Guignol" no cinema, apelidado de ' Psycho-biddy 'gênero. Outros notáveis escritores contemporâneos, na tradição gótica são: Susan Hill , autor de The Woman in Black (1983), Patrick McGrath , autor de The Grotesque (1989), Poppy Z. Brite , autor de Lost Souls (1992) e Exquisite Corpse ( 1996); Caitlin Kiernan autor de Seda (1998) (Davenport-Hines 1998: 377-8; Baddeley de 2002: 84-7). Os temas das Gothic literários foram traduzidos em outras mídias como o teatro e teve um renascimento notável no século XX filmes de terror gótico como o clássico Universal Horror filmes da década de 1930, Hammer Horror , e Roger Corman 's Poe ciclo (Davenport, Hines 1998: 355-8). Século XX, o rock and roll music também teve seu lado gótico. Black Sabbath 's 1969 álbum criado um som escuro diferente das outras bandas da época e foi chamado o primeiro "rock gótico" recorde (Baddeley 2002: 264). Temas de escritores góticos, como a HP Lovecraft também foram utilizados entre gothic rock e heavy metal bandas, especialmente no black metal , thrash metal ( Metallica 's The Call of Ktulu ), death metal e gothic metal . Por exemplo, o heavy metal músico King Diamond se deleita em contar histórias cheias de horror, a teatralidade, o satanismo e anti-catolicismo em suas composições (Baddeley 2002: 265). No cinema hindi , a tradição gótica foi combinado com os aspectos da cultura indiana , particularmente a reencarnação , para dar lugar a um "índio" gênero gótico, começando com os filmesMahal (1949) e Madhumati (1958).[1] [editar ]exemplos proeminentes  Vathek , um conto árabe (1786) por William Thomas Beckford ( texto completo noProject  Dragonwyck (1945) por Anya S Gutenberg )  Other Voices, Other Rooms (194  As coisas como são ou As Aventuras de Caleb Williams (1794) por William Godwin (texto  " A Loteria "(1951) por Shirley completo no Projeto Gutenberg)  Gormenghast (1946-1959) por M  O Castle Spectre (1797) por Matthew Gregory Lewis ( Texto integral )  I am Legend (1954) por Richard  The Horrors Oakendale da Abadia (1797) da deputada Carver  A Stir of Echoes (1958) por Rich  Wieland (1798) por Charles Brown Brockden  O assombro de Hill House (195  Os Filhos da Abadia (1800) pela Roche Maria Regina  Nós sempre viveram no castelo (  O Manuscrito Encontrado em Saragoça (1805) por Jan Potocki  Rosemary's Baby (1967), por Ira  Confissões de um comedor de ópio-Inglês (1821) por Thomas de Quincey ( texto completo no  No verão passado (1968) por Ev Projeto Gutenberg)  Don't Look Now (1970) por Dap  As Memórias privado e Confissões de um pecador justificado (1824) por James Hogg (texto  The Stepford Wives (1972), por completo no Projeto Gutenberg)  A Câmara Bloody (1974) por An  O Corcunda de Notre Dame (1831) por Victor Hugo  A Guerra do Chocolate (1974) p  " Young Goodman Brown "(1835) de Nathaniel Hawthorne  Salem's Lot (1975) por Stephen  " Black Veil O ministro "(1836) de Nathaniel Hawthorne  Julia (1975) de Peter Straub
  •  A Narrativa de Arthur Gordon Pym de Nantucket (1839) de Edgar Allan Poe  Entrevista com o Vampiro (1976  O Navio Fantasma (1839) por Frederick Marryat  A House Next Door (1976) por A  « The Tell-Tale Heart "(1843), de Edgar Allan Poe ( com texto completo na Wikisource )  O Iluminado (1977) por Stephen  A Quaker City, ou, os monges de Monk Hall (1844) por George Lippard ( texto integralem  Bellefleur (1980), de Joyce Caro openlibrary.org)  Os Elementais (1981) por Micha  Villette (1850) por Charlotte Brontë  A Keep (1981) por F. Paul Wilso  A Casa das Sete Gables (1851) de Nathaniel Hawthorne  The Woman in Black (1983), po  O Pé de Múmia (1863) por Théophile Gautier ( texto completo no Wikisource)  A História Secreta (1992) por D  O Horla (1887) de Guy de Maupassant ( texto completo no Wikisource)  My Heart Laid Bare (1998) por  The Yellow Wallpaper (1892) por Charlotte Perkins Gilman ( texto completo no Projeto  O Diário de Ellen Rimbauer: M Gutenberg) King  A Monkey's Paw (1902 por WW Jacobs ( texto completo no Projeto Gutenberg)  O Little Friend (2002) por Donn  O Fantasma da Ópera (1910) por Gaston Leroux ( texto completo no Projeto Gutenberg)  Shutter Island (2003), Dennis Le  " Depois "(1910) por Edith Wharton  O Décimo Terceiro Conto (2006  O Lair of the White Worm (1911) de Bram Stoker ( texto completo no Wikisource)  " The Call of Cthulhu "(1926) de HP Lovecraft ( com texto completo na Temple of Dagon.com)  Rebecca (1938) por Daphne du Maurier [editar ]sátira Gothic  Nightmare Abbey (1818) de Thomas Love Peacock ( texto completo no Projeto Gutenberg)  The Legends Ingoldsby (1840) por Thomas Ingoldsby ( texto completo em O Ex-Classics Website) [editar ]Veja também  Ficção American Gothic  romantismo Dark  Suburban Gothic  Tasmanian Gothic  Gótico Blue Books A CASA DA COLINA A CASA AMALDICOADA
  • OS TROVOES E OS RAIOS= NA CASA MADELEIN COMECA A RIR SEM RAZAO HISTERIA VOCABULARIO, DIABOLICAL PALAVRAS Q TRANSMITEM MEDO, SURPRESA, ANSIEDADE, HISTERIA, RAIVA, LARGENES(TODO E GRANDE)