Performance de gosto nos sites de redes sociais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Performance de gosto nos sites de redes sociais

on

  • 1,264 views

Tra

Tra

Statistics

Views

Total Views
1,264
Views on SlideShare
1,261
Embed Views
3

Actions

Likes
2
Downloads
1
Comments
1

2 Embeds 3

https://twitter.com 2
http://us-w1.rockmelt.com 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial LicenseCC Attribution-NonCommercial License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • My name is Miss matter Garba,i saw your profile today on (slideshare.net) and became intrested in you,i will also like to know you the more,and i want you to send an email to my email address (mattergarba56@yahoo.com) so i can give you my picture for you to know whom i am. However i believe we can move on from here! I am waiting for your mail to my email address above.(Remeber the distance, colour or language does not matter but love matters alot in life miss matter. (mattergarba56@yahoo.com)
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Performance de gosto nos sites de redes sociais Performance de gosto nos sites de redes sociais Presentation Transcript

  • Performance de gosto e fãs de música no Unidos Contra o Rock do Facebook Adriana Amaral e Camila Monteiro UNISINOS
  • Introdução• Compartilhamento de conteúdos relativos ao gosto pessoal cada vez mais disseminados em redes sociais.• Noção de performance de gosto (HENNION, 2007, 2010) como relação entre sujeito, música e materialidades tecnológicas.• Manifestação de gosto e a mobilização entre fãs, antifãs, trolls e haters. (GRAY, 2010) Imagem retirada do Facebook do UCR
  • Discussão de gosto• A noção de distinção e disputa simbólica (BOURDIEU, 2008).• Críticas a Bordieu (SHUSTERMANN, 1998; LIU, 2007; THRONTON, 1996).• Performance de gosto (HENNION, 2007, 2010): cultura material e a corporificação do objeto.
  • • “Determinismo do fã”: combinando a discussão socioeconômica (BOURDIEU, 2008) com a subcultural. (THRONTON, 1996)• Gostos musicais performatizados através das tecnologias. (HENNION, 2007; AMARAL, 2007; AMARAL E AQUINO, 2009, SÁ, 2009) Imagem retirada do Facebook do UCR
  • Disputas entre fãs e antifãs/não fãs• O estudo dos fãs ao longo dos anos. (TULLOCH & JENKINS, 1995; BACON-SMITH, 1992; BAYM, 2010)• O papel dos antifãs. (GRAY, 2003; THEODOROPOLOU, 2007; MONTEIRO, 2011)• Possíveis categorizações dentro de fandoms/antifandoms. Imagem retirada do Facebook do UCR
  • Performance e gêneros musicais• Onde essa música se encaixa? O som dela lembra o que? Quem vai comprar? (FRITH, 1996; NEGUS, 1999)• Gêneros ordenam o mercado musical e direcionam o público. (JANOTTI JR. E PIRES, 2011)• Os gêneros são construídos e precisam ser compreendidos dentro do processo cultural e comercial. (FRITH, 1996)• Performance do fã. Imagem retirada do Facebook do UCR
  • Imagem retirada do Facebook do UCR
  • Unidos Contra o Rock (UCR) Imagem retirada do Facebook do UCR Página inicial do UCR no Facebook
  • UCR• “Essa página é exclusivamente voltada para conteúdo de humor ácido”.• Rock vs Funk• Escolha por intensidade. (FRAGOSO, RECUERO, AMARAL, 2011)• “Auto-trollagem”: a disseminação da página por fãs de rock. Imagem retirada do Facebook do UCR
  • • Apropriação criativa que reconfigura uma performance de gosto musical a partir da materialidade própria de um meio de compartilhamento de conteúdos musicais feito pelos fãs de determinado gênero (HENNION, 2007)• O nome das páginas do Facebook para grupos, empresas, instituições ser denominado Fan Page.• A ironia nos debates de gêneros musicais (especificamente rock e funk), mostrando características facilmente reconhecidas e as subvertendo através de macros.
  • Imagem retirada do Facebook do UCRMr. Catra (funk) vs. Axl Rose (rock)
  • Imagem retirada do Facebook do UCR• O grande número de comentários nas postagens, preconceitos e legitimações de gosto a partir do embate entre classes sociais diferentes. Ex: “maldita inclusão digital”, “funkeiro é tudo ignorante, alienado e sem futuro”.• Disputas entre fãs, antifãs e trolls (“Esse é o canal mais troll do Facebook”.• Aspectos da lógica subcultural, especificamente nas postagens relativas ao subgênero Black Metal (figura ao lado). Varg Vikernes, vocalista da Burzum