• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Metodos de Pesquisa para Internet
 

Metodos de Pesquisa para Internet

on

  • 2,744 views

Capa do livro Métodos de Pesquisa para Internet de Suely Fragoso, Raquel Recuero e Adriana Amaral - lançamento em fevereiro de 2011 pela Editora Sulina. Coleção Cibercultura

Capa do livro Métodos de Pesquisa para Internet de Suely Fragoso, Raquel Recuero e Adriana Amaral - lançamento em fevereiro de 2011 pela Editora Sulina. Coleção Cibercultura

Statistics

Views

Total Views
2,744
Views on SlideShare
2,176
Embed Views
568

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
3

3 Embeds 568

http://palavrasecoisas.wordpress.com 564
https://palavrasecoisas.wordpress.com 3
http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial LicenseCC Attribution-NonCommercial License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

13 of 3 previous next Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Metodos de Pesquisa para Internet Metodos de Pesquisa para Internet Presentation Transcript

    • O texto é ágil e claro. Os exemplos são atu- Durante algum tempo, me intrigou o raroais. E o conjunto dos capítulos, longe de interesse do campo da cibercultura feita empretenderem exaurir a discussão, funcionam terras brasilis pela discussão metodológica.como portas abertas para cada um dos pro- O interesse pelas abordagens empíricas a respeito das tec- Reproduzindo a querela entre apocalípticos eblemas propostos. integrados, me parecia que duelávamos mais nologias digitais de comunicação tem avançado de forma em torno de posições definidas de antemãoÉ neste percurso, onde o diálogo com o pas- perceptível no Brasil. “Como fazer”, “como aplicar” e “como sobre o que a internet poderia vir a ser dosado (ainda que recente) do campo articu- pensar” metodologias que sejam eficientes e que permitam que sobre seus usos concretos. Desta manei-la-se às questões complexas deste nosso coletar e analisar dados compatíveis com os seus problemas ra, refletirmos sobre nossas opções metodo-momento presente, que acredito que esta lógicas era menos importante do que demar- de pesquisa e com suas perspectivas teóricas constitui umobra torna-se leitura altamente recomendá- car território na pesquisa sobre o virtual.vel para os pesquisadores de cibercultura, dos maiores desafios que se colocam para os pesquisadores.internet e afins. O livro “Métodos de pesquisa para internet”, escrito por Suely Refiro-me, claro, a tempos idos. Mais preci- Fragoso, Raquel Recuero e Adriana Amaral, nasceu da per- samente aos últimos anos do século passadoSem querer ser spoiler, adianto que o lei- – sem Google, sem You Tube, sem Orkut/Fa- cepção desse contexto e tematiza e exemplifica perspectivastor não chegará ao final do livro com uma cebook/Twitter, muito menos internet móvelreceita de bolo para aplicar no seu próximo metodológicas específicas a respeito da internet. Além disso, e smartphones. De lá para cá, fomos teste-projeto. Pelo contrário: a obra nos ajuda e fornece subsídios para estudos sobre outros temas em que munhas da inserção da internet no conjun-entender que as abordagens e os caminhos a internet desempenhe o papel de lugar ou de instrumento to das práticas sociais da vida cotidiana; e,são múltiplos, que cada opção metodológi- de pesquisa. É um livro construído a partir das próprias ex- como consequência, do amadurecimento doca supõe riscos e limites; e que a pesquisa periências de pesquisa empírica das autoras ao longo de anos campo da cibercultura no Brasil. Amadureci-mais rica se faz no embate, no diálogo e na mento que esta obra, escrita a seis (belas)tensão com as diferentes escolhas metodo- de estudo e experimentação com diferentes métodos. mãos, reflete bem.lógicas e não na profissão de fé cega porum único autor, corrente teórica ou maneira Como declaram as autoras, o fio condutor doúnica de abordagem do problema. trabalho é a reflexão sobre o “como fazer”, “como aplicar” e “como pensar” abordagensTraduzindo a leveza das autoras, o texto – eficientes para nossas pesquisas. Mas o saborsem enrolação, sem empolação, mas nem e a qualidade da discussão advêm do fato depor isto com pouca densidade – é uma bem- que ela se ancora nos problemas concretosvinda contribuição para a área de cibercultura. e da vivência das próprias pesquisadoras no embate com suas questões; ao mesmo tem- po que revisita algumas importantes abor-Simone Pereira de Sá dagens do campo em perspectiva histórica e comparada, mas sempre de maneira inte-Professora do Programa de Pós-Graduação ressada – ou seja, aplicada a problemas bemem Comunicação da Universidade Federal delimitados.Fluminense e coordenadora do LabCult – La-boratório de Pesquisa em Culturas Urbanas, Assim, passeando pelo percurso proposto pe-Lazer e Tecnologias. É doutora em Comuni- las autoras, revisitei alguns fiéis escudeiros,cação pela Universidade Federal do Rio de confirmando sua atualidade para lidar com asJaneiro e pós-doutora pela McGill University, complexas questões da pesquisa em internetCanadá. na atualidade; ao mesmo tempo em que es- www.editorasulina.com.br barrei em autores para mim desconhecidos, mas que suscitaram imediata curiosidade.