Your SlideShare is downloading. ×
Projeto desev. político, econômico e social de  caçador eva
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Projeto desev. político, econômico e social de caçador eva

1,520
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,520
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. DESENVOLVIMENTO POLÍTICO, SOCIAL E ECONÔMICO DE CAÇADOR
  • 2. DESENVOLVIMENTO POLÍTICO
  • 3. Década de 30 – EmancipaçãoEm 22 de fevereiro de 1934, foi criado o município de Caçador,através do decreto estadual n° 508, que diz:Fica criado o município de Caçador e o território constituído dosdistritos de: Santelmo, Taquara Verde e parte de São João dosPobres, desmembrados de Porto União; Rio Caçador, deCuritibanos; Rio das Antas, de Campos Novos e São Bento, deCruzeiro.Artigo dois: A sede do novo Município será constituída pelospovoados de Rio Caçador e Santelmo, que se denominará“Caçador”.Em 25 de março de 1934, o primeiro prefeito, Leônidas Coelho deSouza, é empossado, sendo então, realmente estabelecido omunicípio de Caçador.
  • 4. Relação de prefeitos de Caçador1-Leônidas Coelho de Souza2-Trajano Rocha3-Leônidas Cabral Hebster4-Carlos Sperança5-Mário Fernandes Guedes6-Manoel Siqueira Bello7-Alfredo Foes8-Manoel Siqueira Bello9-Ezaltino Raizel10-Manoel Siqueira Bello11-Antonio Terezino de Lima12-José Kurtz13-Pedro Castelli14-Carlos Alberto da Costa Neves15-José Kurtz16-Jucy Varella
  • 5. 17-Luiz F. Paganelli18-Jucy Varella19-Ardelino Grando20-Moisés Comazzetto21-Reno Luiz Caramori22-Onélio Francisco Menta23-Lucir Telmo Christ24-Fernando César Granemam Dreissen25-Onélio Francisco Menta26-Onélio Francisco Menta27-Saulo Sperotto28- Saulo Sperotto29- Imar Rocha
  • 6. DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
  • 7. Desenvolvimento Década de 50Os anos 50 foram mais expressivos para o desenvolvimento deCaçador, que ainda recebe varias famílias vindas de diversos lugares.Na agricultura a produção de trigo e uva, facilmente escoada pelaestrada de ferro, atinge seu auge e começa a gerar lucro bastantesignificativo. O ramo madeireiro continua predominante com cerca de200 serrarias existentes na cidade nesta época. A maioria da madeirautilizada na construção de Brasília, entre 1957 e 1960, é proveniente deCaçador.
  • 8. A Catedral São Francisco de Assis é inaugurada em 1959, depois de 20anos de construção. São implantadas três agências bancárias, BancoNacional do Comércio, Banco da Indústria e Comércio de SantaCatarina S/A e Banco Meridional da Produção S/A. A população, depouco mais de 15 mil habitantes, já tinha a sua disposição uma agênciados Correios e as principais ruas da cidade estavam sendo calçadas. Década de 60 – Crise na madeiraNa década de 60 os madeireiros perceberam que a reserva natural dafloresta de pinhais no município estava esgotando-se e que não tardariamuito para a crise do ramo madeireiro. A partir daí algumas indústriasdespontam em outros ramos de mercado, como couro e metalmecânico.
  • 9. Em 1964 Osvaldo Olsen fabrica o primeiro trator genuinamentebrasileiro, acelerando assim, o desenvolvimento na área de máquinas. TOMATE Com a chegada dos japoneses na década de 70, a técnica da produção do tomate – também produziam pêssego, ameixa e flores - foi assimilado pelos agricultores locais. A partir da década de 80 o tomate passa a fazer parte significativa da economia de Caçador chegando a ser o maior produtor do Sul do Brasil
  • 10. Década de 70 – AlternativasNa década de 70 a crise do ramo madeireiro foi sentida e a floresta dearaucárias não era mais abundante. Com a devastação em todoterritório do município, muitas serrarias aos poucos foram falindo.Outras começaram a investir no reflorestamento de pinus mesmo queainda este tipo de árvore fosse desacreditada pela maioria por ser umamadeira “fraca”. O primeiro neste processo é Primo Tedesco que maistarde recebeu o título de comendador da árvore.A Indústria Sulbrasileira de Calçados S/A (Sulca) é fundada em 1975,pelo grupo Berger e ajuda no crescimento econômico da cidade. Já em1971, é inaugurada a Fundação Educacional do Alto Vale do Rio doPeixe (FEARPE), passando para Universidade do Contestado e agora,a atual Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP), tornando-seum marco para a educação superior em Caçador.Em 1976, inicia a construção do hospital Maicé e em 1978, os JogosAbertos de Santa Catarina são realizados em Caçador.
  • 11. Década de 80 - Mais alternativas (Pinus e Tomate)No início desta década, a empresa Sulca estava no auge de suaprodução e gerava em torno de 3.500 empregos diretos e indiretos.Inúmeros ateliês surgiram na cidade e em municípios vizinhos. “A Sulcainiciou sua decadência em 1988 porque teve problemas administrativose não soube acompanhar a política e mercado mundial, vindo a fecharas portas em 1991 e causando um desemprego em massa nomunicípio”, declara Júlio Corrente.No ramo madeireiro, com leis ambientais mais exigentes o Ibama passaa fiscalizar as serrarias. O reflorestamento do pinus foi a soluçãoencontrada vindo a cobrir esta lacuna e tornado-se a salvação dealgumas madeireiras que absorvem o reflorestamento.Com o início do corte das áreas reflorestadas as indústrias começam abeneficiar a madeira produzindo móveis, papel e papelão.
  • 12. ATUALMENTECaçador é conhecida como Capital industrial do Meio OesteCatarinense e também como Capital Brasileira da Madeira. Dentre osprincipais produtos industrializados no município podemos citar:móveis, papéis, fios e cabos elétricos, alimentos e artigos de vestuário.Caçador destaca-se nos hortifrutigranjeiros e é considerado o maiorprodutor de tomates do sul do Brasil.
  • 13. DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • 14. PRIMEIROS HABITANTES 1800Os primeiros habitantes, depois dos índios, chegaram no início doséculo XIX. Eram caboclos oriundos da miscigenação de portugueses eespanhóis com os nativos Kaigang e Xokleng.Conhecidos como mateiros, esses caboclos viviam da própriasubsistência através da extração da erva-mate, pinhão e pequenascriações de animais. 1920Na década de 20 mais imigrantes chegam à próspera Vila Rio Caçadorque tem na estrada de ferro seu principal atrativo. Na economia surgemas primeiras serrarias que se instalam nas proximidades dos trilhos epassam a explorar a madeira nativa encontrada em abundância naregião.
  • 15. 1850Outra parte da população chegou depois de 1850, quando a Lei das Terras viabilizou ainstalação de pequenas e médias propriedades. Distante das duas capitais,Florianópolis de um lado, e Curitiba do outro, a região teve lento desenvolvimento. Asvilas e fazendas eram ligadas por estradas abertas pelos tropeiros na mata. FRANCISCO CORRÊA DE MELLOEm 1881, o município de Campos Novos se dá conta da importância dessa região eincentiva Francisco Corrêa de Mello a garantir as posses das terras devolutas do AltoVale do Rio do Peixe. Juntamente com a esposa e 10 filhos, Corrêa de Mello funda aFazenda FaxinalSem condições de promover o desenvolvimento da região, por ser uma mata fechada,Corrêa de Mello passa a viver da própria subsistência, mais precisamente da caça, como objetivo apenas de manter a posse das terras.
  • 16. ATUALMENTECAÇADOR ATUALMENTE COM 78 ANOS, POSSUI 72.606HABITANTES E A POPULAÇÃO CONTA COM OS MAIS DIVERSOSSERVIÇOS NAS MAIS DIVERSAS ÁREAS COMO SAÚDE,EDUCAÇÃO, ESPORTE, LAZER, CULTURA, ETC.

×