Projeto desev. político, econômico e social de caçador eva

1,812 views
1,766 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,812
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,342
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto desev. político, econômico e social de caçador eva

  1. 1. DESENVOLVIMENTO POLÍTICO, SOCIAL E ECONÔMICO DE CAÇADOR
  2. 2. DESENVOLVIMENTO POLÍTICO
  3. 3. Década de 30 – EmancipaçãoEm 22 de fevereiro de 1934, foi criado o município de Caçador,através do decreto estadual n° 508, que diz:Fica criado o município de Caçador e o território constituído dosdistritos de: Santelmo, Taquara Verde e parte de São João dosPobres, desmembrados de Porto União; Rio Caçador, deCuritibanos; Rio das Antas, de Campos Novos e São Bento, deCruzeiro.Artigo dois: A sede do novo Município será constituída pelospovoados de Rio Caçador e Santelmo, que se denominará“Caçador”.Em 25 de março de 1934, o primeiro prefeito, Leônidas Coelho deSouza, é empossado, sendo então, realmente estabelecido omunicípio de Caçador.
  4. 4. Relação de prefeitos de Caçador1-Leônidas Coelho de Souza2-Trajano Rocha3-Leônidas Cabral Hebster4-Carlos Sperança5-Mário Fernandes Guedes6-Manoel Siqueira Bello7-Alfredo Foes8-Manoel Siqueira Bello9-Ezaltino Raizel10-Manoel Siqueira Bello11-Antonio Terezino de Lima12-José Kurtz13-Pedro Castelli14-Carlos Alberto da Costa Neves15-José Kurtz16-Jucy Varella
  5. 5. 17-Luiz F. Paganelli18-Jucy Varella19-Ardelino Grando20-Moisés Comazzetto21-Reno Luiz Caramori22-Onélio Francisco Menta23-Lucir Telmo Christ24-Fernando César Granemam Dreissen25-Onélio Francisco Menta26-Onélio Francisco Menta27-Saulo Sperotto28- Saulo Sperotto29- Imar Rocha
  6. 6. DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
  7. 7. Desenvolvimento Década de 50Os anos 50 foram mais expressivos para o desenvolvimento deCaçador, que ainda recebe varias famílias vindas de diversos lugares.Na agricultura a produção de trigo e uva, facilmente escoada pelaestrada de ferro, atinge seu auge e começa a gerar lucro bastantesignificativo. O ramo madeireiro continua predominante com cerca de200 serrarias existentes na cidade nesta época. A maioria da madeirautilizada na construção de Brasília, entre 1957 e 1960, é proveniente deCaçador.
  8. 8. A Catedral São Francisco de Assis é inaugurada em 1959, depois de 20anos de construção. São implantadas três agências bancárias, BancoNacional do Comércio, Banco da Indústria e Comércio de SantaCatarina S/A e Banco Meridional da Produção S/A. A população, depouco mais de 15 mil habitantes, já tinha a sua disposição uma agênciados Correios e as principais ruas da cidade estavam sendo calçadas. Década de 60 – Crise na madeiraNa década de 60 os madeireiros perceberam que a reserva natural dafloresta de pinhais no município estava esgotando-se e que não tardariamuito para a crise do ramo madeireiro. A partir daí algumas indústriasdespontam em outros ramos de mercado, como couro e metalmecânico.
  9. 9. Em 1964 Osvaldo Olsen fabrica o primeiro trator genuinamentebrasileiro, acelerando assim, o desenvolvimento na área de máquinas. TOMATE Com a chegada dos japoneses na década de 70, a técnica da produção do tomate – também produziam pêssego, ameixa e flores - foi assimilado pelos agricultores locais. A partir da década de 80 o tomate passa a fazer parte significativa da economia de Caçador chegando a ser o maior produtor do Sul do Brasil
  10. 10. Década de 70 – AlternativasNa década de 70 a crise do ramo madeireiro foi sentida e a floresta dearaucárias não era mais abundante. Com a devastação em todoterritório do município, muitas serrarias aos poucos foram falindo.Outras começaram a investir no reflorestamento de pinus mesmo queainda este tipo de árvore fosse desacreditada pela maioria por ser umamadeira “fraca”. O primeiro neste processo é Primo Tedesco que maistarde recebeu o título de comendador da árvore.A Indústria Sulbrasileira de Calçados S/A (Sulca) é fundada em 1975,pelo grupo Berger e ajuda no crescimento econômico da cidade. Já em1971, é inaugurada a Fundação Educacional do Alto Vale do Rio doPeixe (FEARPE), passando para Universidade do Contestado e agora,a atual Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP), tornando-seum marco para a educação superior em Caçador.Em 1976, inicia a construção do hospital Maicé e em 1978, os JogosAbertos de Santa Catarina são realizados em Caçador.
  11. 11. Década de 80 - Mais alternativas (Pinus e Tomate)No início desta década, a empresa Sulca estava no auge de suaprodução e gerava em torno de 3.500 empregos diretos e indiretos.Inúmeros ateliês surgiram na cidade e em municípios vizinhos. “A Sulcainiciou sua decadência em 1988 porque teve problemas administrativose não soube acompanhar a política e mercado mundial, vindo a fecharas portas em 1991 e causando um desemprego em massa nomunicípio”, declara Júlio Corrente.No ramo madeireiro, com leis ambientais mais exigentes o Ibama passaa fiscalizar as serrarias. O reflorestamento do pinus foi a soluçãoencontrada vindo a cobrir esta lacuna e tornado-se a salvação dealgumas madeireiras que absorvem o reflorestamento.Com o início do corte das áreas reflorestadas as indústrias começam abeneficiar a madeira produzindo móveis, papel e papelão.
  12. 12. ATUALMENTECaçador é conhecida como Capital industrial do Meio OesteCatarinense e também como Capital Brasileira da Madeira. Dentre osprincipais produtos industrializados no município podemos citar:móveis, papéis, fios e cabos elétricos, alimentos e artigos de vestuário.Caçador destaca-se nos hortifrutigranjeiros e é considerado o maiorprodutor de tomates do sul do Brasil.
  13. 13. DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  14. 14. PRIMEIROS HABITANTES 1800Os primeiros habitantes, depois dos índios, chegaram no início doséculo XIX. Eram caboclos oriundos da miscigenação de portugueses eespanhóis com os nativos Kaigang e Xokleng.Conhecidos como mateiros, esses caboclos viviam da própriasubsistência através da extração da erva-mate, pinhão e pequenascriações de animais. 1920Na década de 20 mais imigrantes chegam à próspera Vila Rio Caçadorque tem na estrada de ferro seu principal atrativo. Na economia surgemas primeiras serrarias que se instalam nas proximidades dos trilhos epassam a explorar a madeira nativa encontrada em abundância naregião.
  15. 15. 1850Outra parte da população chegou depois de 1850, quando a Lei das Terras viabilizou ainstalação de pequenas e médias propriedades. Distante das duas capitais,Florianópolis de um lado, e Curitiba do outro, a região teve lento desenvolvimento. Asvilas e fazendas eram ligadas por estradas abertas pelos tropeiros na mata. FRANCISCO CORRÊA DE MELLOEm 1881, o município de Campos Novos se dá conta da importância dessa região eincentiva Francisco Corrêa de Mello a garantir as posses das terras devolutas do AltoVale do Rio do Peixe. Juntamente com a esposa e 10 filhos, Corrêa de Mello funda aFazenda FaxinalSem condições de promover o desenvolvimento da região, por ser uma mata fechada,Corrêa de Mello passa a viver da própria subsistência, mais precisamente da caça, como objetivo apenas de manter a posse das terras.
  16. 16. ATUALMENTECAÇADOR ATUALMENTE COM 78 ANOS, POSSUI 72.606HABITANTES E A POPULAÇÃO CONTA COM OS MAIS DIVERSOSSERVIÇOS NAS MAIS DIVERSAS ÁREAS COMO SAÚDE,EDUCAÇÃO, ESPORTE, LAZER, CULTURA, ETC.

×