Análise de segurança do trabalho
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Análise de segurança do trabalho

on

  • 31,031 views

 

Statistics

Views

Total Views
31,031
Views on SlideShare
7,810
Embed Views
23,221

Actions

Likes
1
Downloads
123
Comments
4

26 Embeds 23,221

http://tstetecnologias.blogspot.com.br 22232
http://tstetecnologias.blogspot.pt 534
http://tstetecnologias.blogspot.com 335
http://translate.googleusercontent.com 35
http://www.tstetecnologias.blogspot.com.br 18
http://tstetecnologias.blogspot.co.uk 11
http://tstetecnologias.blogspot.de 10
http://webcache.googleusercontent.com 8
http://www.google.com.br 5
http://tstetecnologias.blogspot.it 4
http://tstetecnologias.blogspot.com.es 4
http://tstetecnologias.blogspot.fr 3
http://tstetecnologias.blogspot.com.au 3
http://tstetecnologias.blogspot.ca 2
http://tstetecnologias.blogspot.ie 2
http://tstetecnologias.blogspot.ch 2
http://tstetecnologias.blogspot.jp 2
http://tstetecnologias.blogspot.be 2
http://tstetecnologias.blogspot.com.ar 2
http://tstetecnologias.blogspot.nl 1
http://4.bp.blogspot.com 1
https://www.google.com.br 1
http://tstetecnologias.blogspot.in 1
http://www.futurosobmedida.com.br 1
http://tstetecnologias.blogspot.mx 1
http://tstetecnologias.blogspot.fi 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Este treinamento é uma das principais chaves do sucesso do Sistema de HS&E. A Análise de Segurança da Tarefa lhe diz todos os detalhes sobre cada tarefa desenvolvida no processo de espuma. Nós também temos presentes nas ASTs os riscos, os EPIs e as medidas de segurança envolvidas nas tarefas.
  • Esta é nossa agenda. Primeiramente nós vamos estabelecer um conhecimento básico sobre algumas definições. Depois, falaremos do propósito da AST. Terceiro, seu conteúdo. Quarto, o desenvolvimento: processo de passos para preencher uma AST. Quinto, os formatos e por último mas não menos importante, um teste simples para descobrir o quanto guardamos na memória sobre as ASTs.
  • Dois princípios da AST. Qualquer instalação e/ou modificação que possa afetar uma tarefa deve ter uma AST preenchida antes. E todo empregado deve ser treinado com base em uma AST antes de exercer uma tarefa. Deve estar claro para os empregados os riscos envolvidos nas tarefas do processo de espumas.
  • Nosso objetivo é: reconhecer e minimizar os riscos o máximo que pudermos. Assegurem-se de que todos os empregados entendam suas obrigações e como conduzir as tarefas de forma segura.
  • Nós gostaríamos de enfatizar o conceito RADAR. Nós acreditamos que este programa é uma das ferramentas mais importantes para minimizar os riscos em nossas operações. Cada letra da palavra RADAR tem um significado especial. Vamos ler juntos: R = RECONHECER O RISCO A = AVALIAR A SITUAÇÃO, PARAR PARA PENSAR D = DESENVOLVER UMA SOLUÇÃO SEGURA A = ATUAR DE MANEIRA SEGURA PARA RESOLVER O PROBLEMA R = REPORTAR E REGISTRAR A CONDIÇÃO OU COMPORTAMENTO INSEGURO
  • O conteúdo mínimo de uma AST é: Detalhes de cada tarefa Riscos remanescentes Controles para os riscos EPIs necessários Data do primeiro desenvolvimento Data de revisão Assinaturas
  • Os próximos slides irão nos mostrar os passos básicos para desenvolver uma AST.
  • O primeiro passo para conduzir uma AST é reunir informações.. Assista o trabalho sendo feito. Que riscos estão associados a ele? Estes riscos estão sendo gerados pelo empregado, pelo processo ou pelo maquinário com o qual o empregado está trabalhando? Revise os relatórios de acidente. Junte todos os relatórios de acidentes (e quase acidentes) e liste os riscos individuais associados com o trabalho no passado. Converse com o empregado realizando o trabalho para descobrir quais os riscos que ele acredita estarem associados às tarefas daquele trabalho.
  • Junte o máximo de pessoas envolvidas no processo possível. É preferível ter pessoas de diferentes disciplinas. Os riscos que não puderem ser controlados permanecerão na AST.
  • Outra ação chave é separar a tarefa em pequenos passos. Vá fundo nos detalhes. Se tivermos uma grande quantidade de detalhes nós poderemos minimizar uma grande quantidade de riscos.
  • Estude a tarefa novamente e pergunte à si mesmo e aos outros membros do time que possíveis problemas vocês prevêem. O que poderia acontecer ao empregado? Ele poderia tropeçar, cair, escorregar? Sua mão poderia ficar presa, ser esmagada ou cortada? Músculos doloridos por empurrar, puxar ou levantar? Ser atingido por gases ou líquidos tóxicos etc.? Finalmente, peça a opinião do empregado. Esta pode ser sua melhor fonte de informação. É difícil realizar uma tarefa por muito tempo sem pensar no que poderia dar errado. Que riscos potenciais o empregado vê que poderiam causar um ferimento se ele não for cuidadoso. Que quase acidentes já ocorreram e não foram reportados? Mais uma vez: para cada passo, identifique, descreva, classifique e dê nota ao risco. Use a caixa de ferramentas de Gerenciamento de Risco (WGX-HSE-V-003) neste processo.
  • Aceleração: quando aumentamos ou diminuímos a velocidade muito rápido Tóxico: tóxico para a pele e órgãos internos. Radiação: Não-ionizante - queimaduras, Ionizante – destrói tecidos.
  • Ergonômicos: um tipo de risco que às vezes é difícil de visualizar. Nós devemos procurar por: Alta frequência Alta duração Alta força Postura
  • Além do que está no slide anterior, nós devemos manter o foco em Ponto de operação Pressão mecânica (o empregado segura algo por um longo período) Ferramentas que podem causar muita vibração Alta exposição
  • Alguns exemplos de riscos de pressão são: pressão aumentada em sistemas hidráulicos e pneumáticos. Riscos mecânicos básicos são partes móveis: pontos de pega, pontos e bordas afiados, peso, rolamentos, estabilidade, peças e materiais ejetados, impacto. Flamabilidade/Fogo: para que a combustão aconteça, o combustível e oxidante devem estar presentes em forma gasosa.
  • Biológicos : Primariamente vírus transmitidos pelo ar e pelo sangue. Os locais com grandes chances de encontrar riscos biológicos estão relacionadas ao pessoal da Brigada de Primeiros Socorros. Violência no local de trabalho: Qualquer ato violento que ocorra no local de trabalho e crie um ambiente de trabalho hostil.
  • Explosivos: Explosões resultam em grandes quantidades de gás, barulho, luz e pressão demais. Contato Elétrico: Isolação inadequada, equipamentos ou fios elétricos quebrados, queda de raios, descarga estática, etc. Reações Químicas: Reações químicas podem ser violentas, podem causar explosões, dispersão de materiais e emissão de calor.
  • Atingido-por : Uma pessoa é atingida com força por um objeto. A força do contato vem do objeto. Jogado-contra : Uma pessoa atinge um objeto com força. A força ou energia provém da pessoa. Contato-por: Contato por uma substância ou material que, por sua própria natureza, é prejudicial e causa ferimentos.
  • Contato-com: Uma pessoa entra em contato com uma substância ou material prejudicial. A pessoa inicia o contato. Preso-por: Uma pessoa ou parte de sua roupa ou equipamento fica presa num objeto que pode ser móvel ou estático. Isto pode fazer a pessoa perder seu equilíbrio e cair, ser puxado para dentro de uma máquina ou sofrer outro tipo de ferimento. Preso-em: Uma pessoa ou uma parte dela é presa, ou então pega por uma abertura ou confinamento.
  • Preso-entre: Uma pessoa é esmagada, imprensada ou pega entre um objeto móvel e outro estático, ou entre dois objetos móveis. Queda-para-superfície: Uma pessoa escorrega ou tropeça e cai na superfície onde ela está em pé ou andando. Queda-para-baixo: Uma pessoa escorrega ou tropeça e cai para um nível abaixo do que está trabalhando ou andando.
  • Hiper- Extensão: Uma pessoa hiperestende ou distende uma parte do corpo realizando seu trabalho. Reação Corporal: Causada somente pelo stress imposto por movimento livre ou por assumir uma posição corporal distendida ou não natural. Uma das principais causas de ferimentos. Super-exposição: Por um período de tempo, uma pessoa é exposta à energia prejudicial (barulho, calor), falta de energia (frio), ou substâncias (químicos ou atmosferas tóxicas).
  • Agora é o momento de identificar as medidas de controle desejadas para cada risco.
  • Consiste de substituição, isolamento, ventilação e modificação de equipamento. Estes controles focam na fonte do risco, diferentemente de outros tipos de controles que geralmente focam no empregado exposto ao risco. Os controles de engenharia não estão incluídos na AST, eles são implementados no Passo 2 – Conduzindo uma avaliação de risco.
  • Controles de gerenciamento podem resultar numa redução da exposição através de métodos tais como mudança de hábitos no trabalho, melhoria de práticas de sanitização e higiene ou fazendo outras mudanças na maneira como o empregado realiza o trabalho.
  • Quando a exposição aos risco não pode ser completamente retirada das operações normais ou de manutenção pela engenharia, e quando práticas de trabalhos eguras e controles administrativos não podem fornecer proteção adicional suficiente à exposição, roupas e/ou equipamentos de proteção pessoal podem ser necessárias .
  • Agora nós podemos ver um exemplo do formato da AST. No topo do formulário é mostrada a identificação do documento. Quero dizer: nome da tarefa, núemro relativo á lista de AST, datas, nomes, etc. O bloco mais abaixo é dividido em três colunas: Sequência de passos Riscos remanescentes Medidas de Controle
  • Bem, Vocês tem alguma pergunta? Dúvidas? Então, agora é hora de checar o quanto vocês aprenderam. Tire alguns minutos para responder o teste.

Análise de segurança do trabalho Presentation Transcript

  • 1. SAÚDE, SEGURANÇA E MEIO AMBIENTE ANÁLISE DE SEGURANÇA DA TAREFA 1
  • 2. Agenda• Requerimentos• Definições• Propósitos das AST’s• Conteúdo• Processo de 5 passos para preencher uma AST• Formato padrão para documentação• Teste 2
  • 3. Requerimentos • AST’s preenchidas para novas instalações e/ou modificações • Uma AST deve ser desenvolvida antes de que se peça a qualquer empregado para fazer uma tarefa. 3
  • 4. Propósitos das AST’s• Reconhecer e controlar riscos e exposições no local de trabalho.• Fornecer treinamento adequado para os empregados relativo à: – Passos da tarefa. – Riscos remanescentes da tarefa. – EPI’s requeridos. – Conceito RADAR 4
  • 5. Propósito das AST’s – ConceitoRADAR• R – Reconhecer o risco• A – Avaliar a situação, parar para pensar.• D – Desenvolver uma solução segura• A – Atuar de maneira segura para resolver o problema.• R – Reportar e Registrar a Condição ou Comportamento Inseguro 5
  • 6. Conteúdo da AST• Detalhamento de cada tarefa• Riscos remanescentes de cada tarefa num passo a passo• Controles para cada risco identificado• EPIs necessários• Data do primeiro desenvolvimento• Data de Revisão• Assinaturas/nomes 6
  • 7. PROCESSO DE CINCO (5) PASSOS 7
  • 8. AST Passo 1• Reunir Informações – Assistir o trabalho – Revisar relatórios de Acidentes – Observar os movimentos – Conversar com o Empregado 8
  • 9. AST Passo 2• Conduzir uma avaliação de risco. – Riscos que não podem ser controlados por controles de engenharia serão incluídos na AST 9
  • 10. AST Passo 3 • Dividir a tarefa em passos 10
  • 11. AST Passo 4 • Descrever os riscos em cada passo da tarefa. 11
  • 12. Identificando os tipos de riscos • Aceleração • Tóxico • Radiação 12
  • 13. Identificando os tipos de riscos – Ergonômicos • Alta Frequência • Alta duração • Alta Força • Postura 13
  • 14. Identificando os tipos de riscos – Ergonômicos • Ponto de Operação • Pressão Mecânica • Vibração • Exposição Ambiental 14
  • 15. Identificando os tipos de riscos• Pressão• Mecânica• Flamabilidade/Fogo 15
  • 16. Identificando os tipos de riscos • Biológicos • Violência no Local de Trabalho 16
  • 17. Identificando os tipos de riscos• Explosivos• Contato Elétrico• Reações Químicas 17
  • 18. Tipos de acidentes • Atingido-por • Jogado-contra • Contato-por 18
  • 19. Tipos de acidentes • Contato-com • Preso-por • Preso-em 19
  • 20. Tipos de acidentes• Preso-entre• Queda-para- superfície• Queda-para-baixo 20
  • 21. Tipos de acidentes• Hiper-extensão• Reação-Corporal• Super-Exposição 21
  • 22. AST Passo 5 Medidas de Controle 22
  • 23. A Hierarquia de Controles • Controles de engenharia 23
  • 24. A Hierarquia de Controles • Controles de gerenciamento 24
  • 25. A Hierarquia de Controles • Equipamentos de Proteção Pessoal 25
  • 26. FORMATO DA AST WOODBRIDGE CORPORATION JSA Effective Date: Oct 10, 2002 Revise Date: Review Date: Job # 001 Occupation: On-line Effective Date Completed: Oct 10,2002 Job: Demoulder Department: Production Analyzed/Revised by: Larry Assessment Reviewed by: John Demould Signed by: ____________________ _____________________ ____________________ Supervisor Employee other REQUIRED/RECOMMENDED PERSONAL PROTECTIVE EQUIPMENT: Safety glasses, gloves. Sequence of Job Steps Potential Problems Job Procedure Designed to (Safety & Health/Production/Quality) Control Potential Problems A) Remove foam from mould travelling A) Get caught in line. A1) Do not wear baggy clothing or along track. dangling jewelry, tie apron in back, pull hair back. Do not retrieve parts that fall between the molds. A2) Airborne dust, foam debris. A2) Wear safety glasses. A3) Awkward wrist position, repeated grasping. A3) Use both hands with power grip, alternate the use of hands when possible. Use air wand when applicable A4) Bending. A4) Use proper bending techniques. Support yourself with other hand when possible. A5) Heat (mold & environmental). A5) Avoid skin to mold contact wear gloves. Drink adequate fluids. A6) Contact with mold release. A6) Wear gloves B) Place part on conveyor. B1) Get caught in conveyor. B1) Do not wear baggy clothing or dangling jewelry, tie apron back, pull hair back. B2) Lifting. B2) Use proper lifting techniques. 26
  • 27. Perguntas & Tes te