Homen e Sociedade - Teoria da Evolução Aula 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Homen e Sociedade - Teoria da Evolução Aula 2

on

  • 1,899 views

Homen e Sociedade - Prof. Cristina

Homen e Sociedade - Prof. Cristina

Statistics

Views

Total Views
1,899
Views on SlideShare
1,711
Embed Views
188

Actions

Likes
0
Downloads
23
Comments
0

5 Embeds 188

http://administracaounipjundiai.blogspot.com.br 181
http://administracaounipjundiai.blogspot.com 3
http://www.administracaounipjundiai.blogspot.com.br 2
http://administracaounipjundiai.blogspot.fr 1
http://www.google.com.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Homen e Sociedade - Teoria da Evolução Aula 2 Homen e Sociedade - Teoria da Evolução Aula 2 Presentation Transcript

  • HOMEM ESOCIEDADEA TEORIA DA EVOLUÇÃO
  • • Segundo a visão da Teoria Evolucionista, as espécies se modificam ao longo de sua história por meio de transformações lentas e progressivas num processo de permanente adaptação às circunstâncias do meio externo.• EVOLUIR significa passar por processo gradual de transformação.• Georges Louis Marie Le Clerc de Buffon (1707-1788) foi o primeiro naturalista a constatar uma série de substituições de espécies ao longo do tempo. Foi também o primeiro cientista a contestar a idade atribuída à terra, que era datada pela Bíblia.
  • • TEORIA CIENTÍFICAA teoria científica representa aquilo que se conhece emdado momento sobre um assunto determinado. Se surgiroutra teoria que explique melhor, ou que possua umamaior abrangência, sobre uma mesma questão, a teoriaanterior é abandonada e a nova teoria passa a estabelecero paradigma sobre o assunto.
  • • A teoria Geocêntrica, tambémGEOCENTRISMO chamada de sistema ptolomaico, foi elaborada pelo astrônomo grego Claudio Ptolomeu no início da Era Cristã, defendida em seu livro intitulado Almagesto. • Conforme essa teoria, a Terra está no centro do Sistema Solar, e os demais astros orbitam ao redor dela. Os astros estariam fixados sobre esferas concêntricas e girariam com velocidades distintas.
  • • O Heliocentrismo consiste num modelo teórico de Sistema SolarHELIOCENTRISMO desenvolvido pelo astrônomo e matemático polonês, Nicolau Copérnico (1473-1543). Conforme Copérnico, a Terra e os demais planetas se movem ao redor de um ponto vizinho ao Sol, sendo este, o verdadeiro centro do Sistema Solar. A sucessão de dias e noites é uma consequência do movimento de rotação da Terra sobre seu próprio eixo.
  • DARWIN E ATEORIA DASELEÇÃO NATURAL• Charles Robert Darwin (1809-1882), naturalista britânico, estudou medicina e teologia. Sua obra mais significativa é A Origem das Espécies, de 1859.• A teoria da Seleção natural proposto por Darwin tem por finalidade explicar a adaptação e a especialização dos seres vivos conforme evidências encontradas em registros fósseis.• O conceito básico de seleção natural é que as características favoráveis são hereditárias e tornam-se mais comuns em gerações sucessivas de uma população de organismos que se reproduzem, enquanto as características desfavoráveis que são hereditárias tornam-se menos comuns.
  • • Se uma variação específica torna o descendente que a manifesta mais apto à sobrevivência e à reprodução bem sucedida, esse descendente e sua prole terão mais chances de sobreviver do que os descendentes sem essa variação.• As características originais, bem como as variações que são inadequadas dentro do ponto de vista da adaptação,deverão desaparecer conforme os descendentes que as possuem sejam substituídos pelos parentes mais bem sucedidos.• Assim, certas caraterísticas são preservadas devido à vantagem seletiva que conferem a seus portadores, permitindo que um indivíduo deixe mais descendentes que os indivíduos sem essas características.
  • • Darwin imaginou, pois, que a transformação das espécies não seria resultado de um “esforço ativo” da própria espécie no sentido de adaptar-se – como afirmava nessa época Lamarck -, mas sim de um processo de seleção passiva, em que seria viável apenas a forma que melhores condições apresentasse em função das características do meio ambiente.• Se essas características mudarem, por força de alterações de clima, de disponibilidade de alimentos ou outras quaisquer, sobreviveriam sempre – e apenas – as espécies mais capazes de aproveitá-las.
  • O SURGIMENTO DO HOMEM NA TERRA• A espécie de primata com características mais próximas das da espécie humana de que se tem notícia é a do Ramapithecus, que existiu há 13 milhões de anos. Foi sucedida pelo Australopithecus (cerca de 4 milhões de anos atrás), contemporâneo do Homo habilis, surgido há aproximadamente 2,3 milhões de anos.
  • Há cerca de 1,5 milhão de anos, tendo predominado ogênero Homo sobre o Pithecus, a espécie do Homo erectusfloresceu, com postura e dimensões do cérebro próximasdas do homem atual.
  • • O Homo sapiens, surgido entre 400 mil e 100 mil anos atrás é um dos últimos elos da corrente da espécie a qual todos nós pertencemos. Suas origens ainda não estão totalmente explicadas. Uma das teorias afirma que os seres humanos modernos (Homo sapiens sapiens) evoluíram ao mesmo tempo a partir de populações primitivas da África, Ásia e Europa, misturando-se uns aos outros geneticamente.
  • • Evolução Humana segundo Darwin
  • • As transformações físicas em nossos ancestrais se perpetuaram durante milhões de anos. Com grandes dificuldades, percorreram caminhos e sobreviveram ao desconhecido. Eles eram nômades, ou seja, grupos coletores que não possuíam moradia fixa, andavam em bandos e viviam da coleta (frutos e raízes), da caça, da natureza e tudo era comunitário. Com o passar dos tempos, descobriram que manipular e fabricar alimentos variados, além de domesticar os animais.
  • • Ao observar a natureza, descobriram como fazer o fogo. Essa descoberta estabeleceu grandes mudanças em suas vidas, como um aquecedor contra o frio, defesa contra os animais predadores, caça e preparo do alimento.
  • • Logo em seguida, tornaram-se sedentários, pois aprenderam a semear e, com isso, ocupavam por mais tempo o mesmo pedaço de terra.
  • PALEOLÍTICO OU IDADEDA PEDRA LASCADA • Nesta época, o ser humano habitava cavernas, muitas vezes tendo que disputar este tipo de habitação com animais selvagens. Quando acabavam os alimentos da região em que habitavam, as famílias tinham que migrar para uma outra região. Desta forma, o ser humano tinha uma vida nômade (sem habitação fixa). Vivia da caça de animais de pequeno, médio e grande porte, da pesca e da coleta de frutos e raízes. Usavam instrumentos e ferramentas feitos a partir de pedaços de ossos e pedras. Os bens de produção eram de uso e propriedade coletivas.
  • MESOLÍTICO• Neste período intermediário, o homem conseguiu dar grandes passos rumo ao desenvolvimento e à sobrevivência de forma mais segura. O domínio do fogo foi o maior exemplo disto. Com o fogo, o ser humano pôde espantar os animais, cozinhar a carne e outros alimentos, iluminar sua habitação além de conseguir calor nos momentos de frio intenso. Outros dois grandes avanços foram o desenvolvimento da agricultura e a domesticação dos animais. Cultivando a terra e criando animais, o homem conseguiu diminuir sua dependência com relação a natureza. Com esses avanços, foi possível a sedentarização, pois a habitação fixa tornou-se uma necessidade.
  • • Neste período ocorreu também a divisão do trabalho por sexo dentro das comunidades. Enquanto o homem ficou responsável pela proteção e sustento das famílias, a mulher ficou encarregada de criar os filhos e cuidar da habitação.
  • NEOLÍTICO OU IDADE DAPEDRA POLIDA • Nesta época o homem atingiu um importante grau de desenvolvimento e estabilidade. Com a sedentarização, a criação de animais e a agricultura em pleno desenvolvimento, as comunidades puderam trilhar novos caminhos. Um avanço importante foi o desenvolvimento da metalurgia. Criando objetos de metais, tais como, lanças, ferramentas e machados, os homens puderam caçar melhor e produzir com mais qualidade e rapidez.
  • • A produção de excedentes agrícolas e sua armazenagem, garantiam o alimento necessário para os momentos de seca ou inundações. Com mais alimentos, as comunidades foram crescendo e logo surgiu a necessidade de trocas com outras comunidades. Foi nesta época que ocorreu um intenso intercâmbio entre vilas e pequenas cidades. A divisão de trabalho, dentro destas comunidades, aumentou ainda mais, dando origem ao trabalhador especializado.
  • IDADE DOS METAIS(COBRE, BRONZE EFERRO) • O uso dos metais representou um grande avanço para o homem daquela época. As novas e mais eficientes ferramentas permitiram o desenvolvimento da agricultura e da criação de animais. Com essa melhoria, o homem começou a se deparar com o excedente, isto é, a quantidade de alimentos que era produzida além da necessidade. Foi assim, em função da disputa por esses excedentes produtivos, que se iniciaram os primeiros conflitos entre os indivíduos.