Comunicação: O Processo De Comunicação

110,738 views

Published on

Published in: Education, Technology, Business
0 Comments
31 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
110,738
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6,770
Actions
Shares
0
Downloads
3,381
Comments
0
Likes
31
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Comunicação: O Processo De Comunicação

  1. 1. A palavra comunicação vem do latim cummunis que traz a idéia de Comunhão. (PEREZ, C. & BAIRON, S. Comunicação & Marketing. São Paulo: Futura, 2002) Tornar comum, trocar opiniões, fazer saber; implica interação, troca de mensagens. mensagens É um processo de participação de experiências que modifica experiências, a disposição mental das partes envolvidas. (BOSCO, J. B. Redação Empresarial. SãoPaulo: Atlas, 1998) Ação de pôr em comum tudo aquilo que, social, política ou existencialmente, não deve permanecer isolado isolado. (SODRÉ, M. Reinventando a cultura.Petrópolis (RJ): Vozes, 1996) Informação com feedback (BEKIN, S. F. Conversando sobre Endomarketing. São Paulo Makron, 1995).;
  2. 2. Comunicação é o processo pelo qual os seres humanos trocam entre si informações. Nesta breve definição temos já implicitamente presentes os elementos nucleares do ato comunicativo: o emissor, o receptor ("seres humanos") e a ( ) mensagem ("informações"). De fato, em qualquer ato comunicativo encontramos alguém que procura ttransmitir a outrem uma dada i f iti t d d informação. ã
  3. 3. Além desses três elementos nucleares, é costume considerar outros três: o código o canal e o código, contexto. contexto Nenhum ato comunicativo seria possível, na ausência de qualquer um desses elementos. elementos
  4. 4. • é necessária a intervenção de, pelo menos, dois indivíduos, um que emita, outro que receba; • algo tem que ser transmitido pelo emissor ao receptor; • para que o emissor e o receptor comuniquem é necessário que esteja disponível um canal de comunicação; • a informação a transmitir tem q estar "traduzida" num ç que código conhecido, quer pelo emissor, quer pelo receptor; • finalmente todo o ato comunicativo se realiza num determinado contexto e é determinado por esse contexto.
  5. 5. O processo de comunicação O transmissor A mensagem é transmitida O receptor codifica a decodifica a via meio de comunicação mensagem mensagem O receptor fornece feedback para o transmissor
  6. 6. O processo de comunicação Mensagem EMISSOR Codifica- Decodifi- RECEPTOR ção cação Meio Ruído Feedback Resposta
  7. 7. Elementos da comunicação • Emissor - emite, codifica a mensagem • R Receptor - recebe, d t b decodifica a mensagem difi • Mensagem - conteúdo transmitido pelo emissor • Código - conjunto de signos usado na transmissão e recepção da mensagem • Contexto - contexto relacionado a emissor e receptor • Canal - meio pelo qual circula a mensagem
  8. 8. POR QUE A COMUNICAÇÃO É TÃO IMPORTANTE? Pesquisas revelam que um norte-americano comum gasta cerca de 70% do seu tempo ativo ouvindo, falando, lendo e escrevendo, nessa ordem. , , , Isto quer dizer que gasta-se de dez a onze horas, por dia, todos os dias, em comportamentos de comunicação verbal. Fonte: BEKIN S. F. Conversando sobre Endomarketing. São Paulo: Makron, 1995. BEKIN, S F Endomarketing Makron 1995 QUANDO SE COMUNICA COM ALGUÉM, O QUE DEVE SER LEVADO EM CONSIDERAÇÃO? * Quem é a pessoa com quem você vai se comunicar? * O que você quer dizer? * Como você está transmitindo as informações? * Como você se certifica de que conseguiu convencer o receptor?
  9. 9. EFEITO PRODUZIDO QUEM? MENSAGEM PELA DIZ O SOBRE A AUDIÊNCIA – QUE? QUEM? ANÁLISEPESSOAS ATINGIDAS DO EFEITO PELOS MEIOS DIZ O QUE? EM QUE EM QUE CANAL? QUE INICIAM CANAL? FATORES E GUIAM O ATO DA PARA QUEM? ANÁLISE DE COMUNICAÇÃO CONTEÚDO QUAL E COM EFEITO? MEIOS INTERPESSOAL OU DE MASSA
  10. 10. PROBLEMAS DE COMUNICAÇÃO Da parte do emissor •I Incapacidade verbal; id d b l • falta de coerência; • uso de frases longas para impressionar; • acúmulo de detalhes irrelevantes; • ausência de espontaneidade; • manifestação evidente de linguagem afetada; • uso de termos técnicos, gírias, regionalismos e desconhecidos pelos receptores; • excesso de adjetivos, advérbios e frases feitas.
  11. 11. PROBLEMAS DE COMUNICAÇÃO Da parte do receptor • Nível de conhecimento insuficiente; ; • distração; ç ; • falta de disposição p p ç para entender; ; • níveis cultural, social, intelectual, econômico e , , , de escolaridade diferentes do emissor;
  12. 12. COMUNICAÇÃO x INFORMAÇÃO Comunicação envolve interlocutores, troca de informações; começa quando a informação acaba. O ç ; ç q ç melhor sistema de informação, por si só, não garante comunicação. Fonte: BEKIN, S. F. (1995) Conversando sobre Endomarketing. São Paulo: Makron.
  13. 13. ELEMENTOS / PROCESSOS Emissor ou Remetente: Quem emite a mensagem; Codificação: P C difi ã Processo de t d transformar o pensamento em forma simbólica; f t f i bóli Linguagem: Dinâmica mediadora entre os homens. Tipos: falada e escrita ( (comunicação verbal), gestual, corporal, por símbolos, ícones e sons ç ), g , p ,p , (comunicação não verbal). Meio, canal ou veículo: Suporte material que possibilita veicular uma mensagem a um destinatário através do espaço e do tempo. Ex.: televisão, destinatário, tempo Ex : televisão carta, telefone, rádio etc. Mensagem: Sinônimo de conteúdo; o que está escrito em um texto e o que é dito em um discurso; é o que se passa de significativo na comunicação entre destinador e destinatário. Fonte: BOSCO, J. B. Redação Empresarial. São Paulo: Atlas, 1998 KOTLER, P. ARMSTRONG, G. KOTLER P & ARMSTRONG G Princípios de Marketing SODRÉ M Reinventando a Marketing. SODRÉ, M. cultura: a comunicação e seus produtos.
  14. 14. Decodificação: Processo pelo qual o receptor traduz os símbolos emitidos pelo emissor. “Tradução” que vai depender do nível econômico, social, cultural e de escolaridade d receptor. l id d do t Receptor ou Destinatário: Quem recebe a mensagem emitida pelo emissor. Resposta: Reação do receptor após ter sido exposto à mensagem. Feedback: Resposta do receptor que chega ao emissor Em outras palavras emissor. palavras, retorno da mensagem que foi enviada pelo emissor. Ruído: Tudo o que dificulta a comunicação interfere a transmissão e perturba a comunicação, recepção ou compreensão da mensagem; tudo o que possibilita a perda de informação durante o transporte da mensagem entre o emissor e o receptor. Fonte: BOSCO, J. B. Redação Empresarial. São Paulo: Atlas, 1998
  15. 15. Semiologia ou Semiótica Ciência que estuda o f Cê funcionamento do sistema de signos. Por signo entende-se a interpretação e alguém diante de uma "coisa" ou "evento". Ex.: E preto é uma cor, mas passa a ser signo t i (luto) na comunicação.
  16. 16. SIGNOS naturais e artificiais Naturais: não são produzidos pelo homem. São "coisas" e "eventos“ que o homem passa a interpretar como signos. Ex.: nuvens negras (chuva vindoura), vôo de certas aves (mau agouro), sintomas de doença... Artificiais: são criados pelo homem para que funcionem no processo da comunicação. Caracterizam-se, portanto, pela intenção. Ex.: apitos de juiz, sinal de trânsito, signos lingüísticos...
  17. 17. AS PESSOAS PRECEBEM E INTERPRETAM AS COISAS E SITUAÇÕES CONFORME SUAS CARGAS DE EXPERIÊNCIA, CONHECIMENTO, CRENÇAS, VALORES, SENTIMENTOS VALORES SENTIMENTOS, CONDICIONAMENTOS E VIVÊNCIA PESSOAL.
  18. 18. O que é a percepção? ? • Processo pelo qual indivíduos organizam e interpretam suas impressões sensoriais a fim de dar sentido ao seu ambiente. Entretanto, o que alguém percebe pode ser substancialmente diferente da realidade objetiva. • O comportamento das pessoas é baseado em suas percepções do que a realidade é, e não na realidade em si.
  19. 19. Fatores que i fl F influenciam a percepção i ã Um número de fatores operam para moldar, e algumas vezes distorcer, a percepção. São eles: a) O próprio indivíduo, ou seja quem percebe; indivíduo, seja, b) O alvo, ou seja, o objeto que é observado alvo, (percebido); c) A situação, isto é, o contexto em que o objeto ou situação, evento é percebido percebido.
  20. 20. O i di íd que percebe indivíduo b A interpretação é influenciada pelas características pessoais do indivíduo. Atitudes: Atitudes: são pensamentos diferentes a respeito de algo e que implicam em interpretações distintas que duas ou mais pessoas têm a respeito do mesmo objeto ou situação. Motivação: Motivação: necessidades não atendidas levam a diversas maneiras de percepção. Interesse: Interesse: como os interesses individuais variam consideravelmente, o que uma pessoa nota numa situação pode diferir do que os outros percebem. Experiências passadas: percebe-se as coisas com as quais se pode E iê i passadas: percebe- d b i i d fazer alguma relação.
  21. 21. O alvo que é percebido • Como os alvos não são vistos isoladamente, a relação de um alvo com seu pano de fundo influencia a percepção. • Há uma tendência em agrupar coisas próximas ou parecidas junto. • Objetos que estão perto uns dos outros tenderão a ser percebidos juntos mais do que separadamente. • Quanto maior a similaridade maior a probabilidade similaridade, de que os percebamos como um grupo comum.
  22. 22. A situação ou contexto • Os elementos no ambiente em volta influenciam a percepção. percepção • O mesmo objeto ou evento pode ser notado d bj d d de maneiras diferentes quando a situação muda. • O ambiente, a temperatura, o momento ou a , p , presença de outra(s) pessoa(s), podem modificar a p percepção da p pç pessoa.
  23. 23. Fatores que influenciam a percepção Indivíduo: Atitudes Motivações Interesses Experiências Expectativas Situação: Tempo Percepção Local Situação social Alvo: Novidade Movimento Som Tamanho Fundo Proximidade
  24. 24. Julgamento dos outros • A percepção e julgamento das ações de uma pessoa serão significativamente influenciados pelas suposições que se faz sobre o estado interno dessa pessoa. • Percepção Seletiva: uma característica que faz uma Seletiva: pessoa sobressair aumenta a probabilidade de que ela seja percebida. • Efeito de Halo: quando se tem uma impressão geral Halo: sobre um indivíduo com base em uma única característica.
  25. 25. Julgamento dos outros • Efeitos de Contraste: avalia-se uma pessoa Contraste: avalia- freqüentemente em comparação com outras que foram recentemente encontradas. • Projeção: tendência de atribuir as próprias Projeção: características a outras pessoas. • Estereótipo: julgamento de alguém com base Estereótipo: na percepção do grupo ao qual esta pessoa p pertença.
  26. 26. O QUE PERCEBEM NA FIGURA AO LADO?
  27. 27. O QUE PERCEBEM?
  28. 28. O QUE PERCEBEM?
  29. 29. O QUE PE CEBEM Q E ERC M?
  30. 30. HÁ QUANTAS PERNAS?
  31. 31. O QUE OQ E PER EBE RCE EM?
  32. 32. REI OU RAINHA?
  33. 33. REI OU RAINHA?
  34. 34. O FEEDBACK •Retroalimentação •Retorno da informação •Processar informações e transmiti-las ao Processar transmiti las sistema
  35. 35. ATIVIDADE

×