Your SlideShare is downloading. ×
0
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes?

2,025

Published on

Apresentação plenária na abertura do Colóquio Luso-Brasileiro em Educação a Distância e Elearning

Apresentação plenária na abertura do Colóquio Luso-Brasileiro em Educação a Distância e Elearning

Published in: Education
4 Comments
17 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
2,025
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
63
Comments
4
Likes
17
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes? 6-9 de Dezembro, 2013 III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning – Lisboa – Portugal
  • 2. Apocalípticos: pedagogias emergentes vão destruir a universidade tradicional Integrados: universidade tradicional nunca esteve tão sólida
  • 3. harmonia e inovação surgem na resolução das tensões entre contrários
  • 4. Como é que a harmonização das tensões entre universidade tradicional e pedagogias emergentes (ou disruptivas) pode contribuir para renovar a universidade?
  • 5. Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes? 6-9 de Dezembro, 2013 III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning – Lisboa – Portugal
  • 6. 1. DILEMAS DA UNIVERSIDADE 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL 4. ALGUNS DESAFIOS 5. CONCLUSÕES
  • 7. 1. DILEMAS DA UNIVERSIDADE 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL 4. ALGUNS DESAFIOS 5. CONCLUSÕES
  • 8. 1. DILEMAS DA UNIVERSIDADE © A. Dias de Figueiredo, Real & Virtual, Campos do Mondego, Novembro 2006
  • 9. estratégia “quem não constrói castelos no ar não os constrói em nenhum lugar” (ditado espanhol) “não há vento que ajude quem não sabe para onde quer ir” (Séneca) muitas universidades constroem o seu futuro improvisando, reagindo aos acontecimentos e navegando à vista tática
  • 10. liderança capacidade para imprimir uma direção, apaixonar e mobilizar, construir a mudança e instilar uma cultura e uma ética. gestão
  • 11. diferenciação muitas poucas universidades se concentram em reforçar os que as faz diferentes e em construir sobre essa diferença a sua imagem de marca muitas universidades satisfazem-se em “fazer como as outras” uniformização
  • 12. desconstrução conceito da análise literária, hoje entendido como prática intelectual desconstruir é pôr em causa ideias instaladas contém o futuro: na falta de crítica às ideias dominantes, o futuro será igual ao passado construção
  • 13. disrupção surge de forma exploratória em contextos pouco exigentes, para utilizadores que aceitam as limitações iniciais emerge discretamente nas margens do sistema e transforma-o gradualmente, da periferia para o centro cMOOCs flipped learning xMOOCs blended learning evolução
  • 14. global poucas universidades reconhecem o carácter global da sua missão e das suas práticas por falta de estratégia e liderança, muitas universidades aceitam docilmente o seu estatuto local ou regional local
  • 15. colectivo MOOCs redes sociais espaço aberto (OST) PLE relação presencial, coletiva e pessoal individual
  • 16. remoto MOOCs redes sociais PLE SPOCs b-learning relação presencial, coletiva e pessoal presencial
  • 17. contextos cMOOC PLE redes sociais xMOOC repositórios REA conteúdos
  • 18. 1. DILEMAS DA UNIVERSIDADE 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL 4. ALGUNS DESAFIOS 5. CONCLUSÕES
  • 19. 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE
  • 20. 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE Estudo da State University of S. José, Califórnia MOOC do MIT MOOC   aulas trabalhos & testes contato entre alunos e docentes   projetos laboratórios Tarefa do professor centrada nos aspetos mais interativos da atividade docente
  • 21. 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE Estudo da State University of S. José, Califórnia MOOC do MIT Melhoraram: •  classificações •  créditos obtidos •  empenhamento dos alunos •  rendimento dos alunos •  riqueza do ambiente de aprendizagem •  qualidade da aprendizagem •  custos •  utilização dos recursos docentes
  • 22. 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE Estudo da State University of S. José, Califórnia MOOC do MIT Vantagens: •  acesso a materiais de muito alta qualidade •  feedback rápido para os alunos, graças a sistemas sofisticados de auto-classificação •  docentes disponíveis para interações diferenciadas com alunos, em vez de usados em tarefas rotineiras de produção e apresentação artesanal de materiais •  possibilidade de explorar múltiplos SPOCs
  • 23. 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE Quando os materiais de alta qualidade desenvolvidos para MOOCs são usados em ambientes de aula com poucos alunos diz-se que se está a utilizar um SPOC (Small Private Open Course) Um SPOC genuíno não é um MOOC pequeno, onde o M (de massificado) é substituído por um S (de pequeno) Um SPOC genuíno é dirigido a um pequeno número de alunos mas recorre aos meios sofisticados produzidos no âmbito de um MOOC
  • 24. 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE Um SPOC (Small Private Open Course) é um curso com um pequeno número de alunos mas que recorre aos meios de alta qualidade produzidos no âmbito de um MOOC Um SPOC genuíno não é um MOOC com pouca gente, onde o M (de massificado) dá lugar a um S (de pequeno)
  • 25. 1. DILEMAS DA UNIVERSIDADE 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL 4. ALGUNS DESAFIOS 5. CONCLUSÕES
  • 26. 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL
  • 27. 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL A universidade de hoje segue no essencial um modelo medieval Nos tempos medievais, a tarefa do professor era ler e explicar os textos dos autores clássicos Hoje, o professor compila a partir de livros e outros textos o que lhe parece importante 'explicar’ e transcreve esse 'saber' para transparências Depois, procura artesanalmente construir tarefas que permitam ‘aplicar’ o referido ‘saber’
  • 28. 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL Quase todo o trabalho de produzir materiais é desenvolvido artesanalmente pelo professor A ‘apresentação’ dos materiais é também feita artesanalmente pelo professor Muitas vezes, a apresentação não só é artesanal como maçadora e rotineira A avaliação dos alunos é feita artesanalmente pelo professor, sem meios científicos de apoio e afinação A dimensão dos cursos é demasiado pequena para que essa afinação possa ser feita cientificamente
  • 29. 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL CONTRIBUIÇÕES DOS MOOCS PARA A UNIVERSIDADE
  • 30. 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL CONTRIBUIÇÕES DOS MOOCS PARA A UNIVERSIDADE Permitem colocar grandes meios ao serviço da concepção dos cursos Projetam para o exterior a imagem da instituição e dos professores que os produzem Inscrevem-se nas economias de reputação que sustentam a atividade académica Prestam-se a exploração em múltiplos SPOCs, oferecendo: •  materiais de elevada qualidade •  sofisticados sistemas de auto-classificação
  • 31. 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL CONTRIBUIÇÕES DOS MOOCS PARA A UNIVERSIDADE Exemplos de mecanismos de afinação dos sistemas de auto-classificação, apenas viáveis para grandes números: Estatística inferencial (frequentista e Bayesiana), para analisar varáveis com comportamentos aleatórios Análise fatorial exploratória, para fazer variar os conteúdos dos testes Teoria da resposta ao item, para identificar as questões mais difíceis Testes A/B, para avaliar efeitos sobre os objetivos de aprendizagem
  • 32. 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL CONTRIBUIÇÕES DOS MOOCS PARA A UNIVERSIDADE Oferecem contextos inesgotáveis para a investigação de novas abordagens pedagógicas (presenciais e a distância) Em particular, permitem: •  encontrar soluções para os problemas da escalabilidade das pedagogias •  encontrar soluções para os problemas da escalabilidade das avaliações •  clarificar como é que a autonomia e interação dos alunos permitem melhorar a razão professor/aluno
  • 33. 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL CONTRIBUIÇÕES DOS MOOCS PARA A UNIVERSIDADE •  clarificar como é que a inteligência coletiva permite enriquecer a aprendizagem e tornar mais eficazes e rigorosos os processos de avaliação •  esclarecer as orgânicas da co-evolução em ambientes coletivos de aprendizagem •  aprofundar a compreensão das pedagogias emancipatórias (que deviam enquadrar as pedagogias explicativas dos nossos dias) •  compreender as orgânicas transformativas em espaço aberto
  • 34. 1. DILEMAS DA UNIVERSIDADE 2. OS MOOCS NA UNIVERSIDADE 3. O FIM DA UNIVERSIDADE ARTESANAL 4. ALGUNS DESAFIOS 5. CONCLUSÕES
  • 35. 4. ALGUNS DESAFIOS © A. Dias de Figueiredo, Pescadores ao Por do Sol, Figueira da Foz, Novembro 2004
  • 36. 4. ALGUNS DESAFIOS pedagogias emergentes como aperfeiçoá-las, como inscrevê-las nos modelos pedagógicos da universidade, como disseminá-las, como atrair os alunos para a construção da mudança
  • 37. 4. ALGUNS DESAFIOS avaliação da aprendizagem abordagens quantitativas: analisadores estatísticos, auto-classificadores, escolhas múltiplas abordagens qualitativas: co-avaliação, co-evolução, rúbricas, portfólios, projectos colaborativos, workshops, contratos de aprendizagem
  • 38. 4. ALGUNS DESAFIOS avaliação dos sistemas modelos da qualidade universitária, culturas de qualidade nas universidades, modelos e instrumentos analíticos, auto-avaliação institucional, orgânicas de acreditação
  • 39. 4. ALGUNS DESAFIOS modelos do negócio estratégia, liderança, imagem de marca, parcerias, globalização
  • 40. 1. PARADIGMAS DA EDUCAÇÃO 2. MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO 3. FORMAS DE DIVULGAÇÃO 4. TEMAS DE INVESTIGAÇÃO 5. CONCLUSÕES
  • 41. 5. CONCLUSÕES As pedagogias emergentes oferecem oportunidades únicas para a Universidade reconstruir os seus modelos e pedagogias e reinventar-se como instituição do futuro Oferecem, por outro lado, contextos inesgotáveis para transformar a investigação em educação num dos domínios do saber mais promissores da atualidade
  • 42. FIM Que Universidade na Era das Pedagogias Emergentes? 6-9 de As Dezembro, 2013 transparências serão colocadas em: III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning – Lisboa – Portugal http://www.slideshare.net/adfigueiredoPT

×