Mabe.Am
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
643
On Slideshare
643
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
5
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Biblioteca escolar MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO
    APRESENTAÇÃO AO CONSELHO PEDAGÓGICO
    Práticas e modelos A.A. das BE - DRELVT - T7
    Adelino Madeira
    Nov. 2009
  • 2. AVALIAR a biblioteca escolar
    PORQUÊ ? PARA QUÊ?
    • Conhecer o impacto que as actividades realizadas
    • 3. Aferir a qualidade dos serviços prestados e asatisfação dos utilizadores
    • 4. Contribuir para a afirmação e reconhecimento do papel da BE
    • 5. Determinar o cumprimento da missão e os objectivos estabelecidos para a BE
    • 6. Identificar práticas de sucesso e pontos fracos da BE
    • 7. Orientar a actividade futura da BE
  • AVALIAR a biblioteca escolar
    COMO?
    • Através da aplicação de um Modelo de Auto-avaliação
    • 8. Com base em evidências
    • 9. Com o envolvimento de toda a comunidade
    • 10. Ao longo de um ciclo de quatro anos
  • O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
    IDEIAS CHAVE:
    • O valor não é intrínseco às coisas, tem a ver com a experiência e benefícios que se retira delas
    • 11. Avaliação da qualidade e eficácia da BE e não o desempenho individual do professor bibliotecário oudaequipa da biblioteca
    • 12. Modelo de utilização flexível com adaptação a cada realidade
    • 13. Exequível e facilmente integrável nas práticas de gestão da equipa da biblioteca
  • O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
    DOMÍNIOS A AVALIAR
    • A – Apoio ao Desenvolvimento Curricular
    • 14. B – Leitura e Literacia
    • 15. C – Projectos, Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade
    • 16. D – Gestão da Biblioteca Escolar
  • O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
    ESTRUTURA
    Exemplo:
    Domínio A, Subdomínio A1
  • 17. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
    OS INSTRUMENTOS DE RECOLHA DE EVIDENCIAS
    • Registos de observação
    • 18. Questionários aos professores, alunos, pais/EEs
    • 19. Listas de verificação
    • 20. Documentação e materiais vários
    • 21. Planificações.
    • 22. Análise de trabalhos dos alunos
    • 23. Registos estatísticos
    • 24. Registos de reuniões e de contactos
  • O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
    PERFIS DE DESEMPENHO
    Exemplo:
    Domínio A, Subdomínio A2
  • 25. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
    O RELATÓRIO DA AUTO-AVALIAÇÃO
    • Segue modelo pré-definido
    • 26. Descreve os resultados da auto-avaliação
    • 27. Delineia o conjunto de acções necessárias à melhoria
    • 28. Assumir-se como instrumento de difusão dos resultados da BE
    • 29. Deve incorporar o relatório de auto-avaliação da escola
  • A APLICAÇÃO DO MABE
    PROCEDIMENTOS
    • Selecção do domínio (por decisão da RBE, no presente ano será tratado o dominio A )
    • 30. Recolha de evidências
    • 31. Tratamento dos dados
    • 32. Identificação do perfil de desempenho
    • 33. Registo a auto-avaliação e divulgação dos resultados
    • 34. Elaboração de Plano de Melhora