39. maio 2012 revista
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
345
On Slideshare
345
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 39ª edição, maio de 2012Aqui você fica por dentro de tudo que faz bem! Esporte, saúde, moda, entretenimento, shows eeventos só a POSIATIVIDADE tem!
  • 2. 06 ......... ............ .... ............ ..... 11 ............ ............ .... ............ .... ............ 12 ............ ............ ............ ............ ............ .. ............ ............ ............ ............ ..... 14 o ........ ............ ............ ............ mund ...... ............ .... ............ ...... ............ ... 17Eu no ............ ............ ............ ............ d o + .. zad o ........ ............ ............Corren sonali ............ ............ ....... 20 to Per ............ ............ ............ amen a .. ............ .... ............ ...... ............ .... 22 Trein positiv ............ ............ ............ n tação .. ............ ............ .. ............ 6 Alime ............ ............ ............ ........ 2 ............ ............ ............ ............ Éob icho .. .. ............ ............ .. ............ .. 28 ............ ............ ............ ............ moda ............ ............ ............ V ocê na ...... ............ ........ ............ ........ ............ ............ 30 vid ade .... ............ ............ .. ............ Pós-ati ............ .... ............ ............ ....... 33 stilo .. ............ ............ ............ com e .. ............ .. ............ .. ............ Viver ............ ............ ............ ............ ............ ............ Ac ontece .. ............ ............ emas ............ nos cin ............ Breve ws.... ............ ce Sho Aconte Espaço reservado ao leitor para envio de sugestões, dúvidas e críticas através do e-mail: revistaposiatividade@yahoo.com.br Adorei a matéria sobre a História João Joana! Muito bacana essa miscelânea cultural que a POSIATIVIDADE traz em suas edições! Roberta M. Jornalista Responsável Mel Simões Colunista Página 22 Acácio Tolentino ROBERTA SÁ NA TURNÊ Colunista “Eu no mundo“ Rafael Ajuz DE LANÇAMENTO DE Colunista “Você na Moda” Equipe Finíssimo Colunista “Viver com Estilo” “SEGUNDA PELE” Sandra Tumelero Colunista “É o Bicho” Ricardo Antônio Colunista “Correndo +” Renato André Colaborou nesta edição: Karen Moreno e Darlan Farias Fotografia Equipe POSIATIVIDADE Projeto Gráfico e Diagramação Azê Marketing Impressão Athalaia Gráfica e Editora Contato Comercial (61) 9261-2778 revistaposiatividade@yahoo.com.br www.posiatividade.com.br A Revista POSIATIVIDADE não se responsabiliza pelos anúncios veiculados, como também não se responsabiliza pelas matérias publicadas, que são de responsabilidade de seus autores.
  • 3. Arranha-céu: modelo de urbanismo para a crescente po- pulação da “Nova Brasília”. Uma cidade onde as obras de infra-estru-eu no mundo tura estão concentradas, e um maior número exemplo de de pessoas vive em uma mesma área, garan- te a preservação de outros espaços que serão poupados da mancha urbana. Conhecendo sustentabilidade! essas premissas, podemos concluir que o cerrado do noroeste e o da expansão do su- doeste, por exemplo, não são mais significa- Por Rafael Ajuz tivos do que eram os mananciais de Vicente Pires, Águas Claras e Catetinho que foram, ou É estão sendo, destruídos dia após dia, junta- comum vermos na mídia banismo que precisamos. mente com o resto do cinturão verde invadi- exemplos de construções Brasília pode e deve ser considerada como um ex- do pelos condomínios irregulares. sustentáveis, com casas celente exemplo de cidade planejada, com grandes Resumindo: Para o meio ambiente seria modelos onde tudo foi áreas verdes e ótima qualidade de vida (entenda-se, muito pior se todos os moradores de um ar- planejado para mitigar ao máxi- Plano Piloto). Porém, como todos sabem, Lúcio Cos- ranha-céu resolvessem se mudar para uma de quilômetros diariamente para traba- casa, com churrasqueira, piscina, garagem mo os impactos ambientais ine- ta não previu que a cidade cresceria tanto e tão ra- lhar, em um sistema de transporte público rentes de uma construção. Pode- pidamente como ocorreu. É aí que começam a surgir para os carros, pois, por mais “sustentável” precário. que essa casa seja e você resolva plantar ár- mos citar vários exemplos os problemas de nossa capital, e da maioria das ci- Outro detalhe importante é que a interessantes de se melhorar a dades do mundo. São necessárias ações e políticas vores no quintal, o fato é que o meio ambien- maioria dessas novas cidades investiu te sofrerá as consequências. Pense nisso! qualidade de vida e reduzir nossa públicas que visem uma imediata redução nos índi- no modelo de habi- pegada ecológica no mundo, ces de crescimento populacional (educação é a prin- tações individuais como instalar painéis solares, cipal), para que possamos dar o primeiro passo (casas), com exceção planejar casas bem ventiladas e rumo à solução dos grandes problemas ambientais. de Águas Claras, que iluminadas naturalmente, captar O excesso de áreas vazias e a baixa estatura dos edi- investiu em grandes água da chuva, etc. Com certeza fícios, obrigam um crescimento horizontal da cidade e prédios adensados. essas medidas são importantes e uma expansão da mancha urbana justamente para as Se não fosse cons- podem reduzir os problemas em áreas reservadas para serem o cinturão verde, que ga- truída em cima de nossas cidades, porém sugiro rantiriam mananciais com água de qualidade, produ- mananciais e tivesse que repensemos o modelo de ur- ção de alimentos locais, clima mais amenos, ar com seguido seu planeja- maior qualidade e mento inicial, com recursos necessá- vagas para estacio- rios para a manu- nar, escolas, hospi- tenção da biodiver- tais e outros apare- sidade. Assim, lhos públicos vimos nascer inú- necessários para meras cidades em uma boa qualidade torno de Brasília, de vida, poderíamos onde obviamente afirmar que Águas foi necessário, des- Claras foi o melhor matar, instalar toda a infra-estrutura de luz, água, esgoto, transporte, etc. Sem se falar no custo im- Rafael Ajuz é biólogo, mestre em Biologia Animal pela UnB. Atua no Licenciamen- posto a população to Ambiental de empreendimentos de infraestrutura de energia, com a análise do que tem que se componente biótico. deslocar dezenas Contato: 61 9261-2778 ou revistaposiatividade@yahoo.com.br 7
  • 4. DESCANSO também é TREINO Por Renato André N o treinamento semanal de corrida é necessário, no mínimo, um dia de descanso. O conhecido day off é igualmente considerado como um dia de treino, visto que é um momento de recupe- ração muscular e metabólico essencial para garan- tir os benefícios do esporte e para prevenir lesões, que podem ocorrer a partir do efeito sucessivo dos treinos. O corredor exercita-se com quilometragens diárias que, quando somadas, tornam-se grandes e geram elevadas solicitações fisiológicas e orto- pédicas. Assim, ressalto que é imprescindível esse dia de descanso. correm até 15 km/semana, geralmente os Entretanto, para que o descanso faça efeito profissionais de Educação Física sugerem de em seu corpo atente-se para as seguintes dicas: 2 a 3 days off semanais, visto que este grupo 1. É importante escolher de forma adequada o dia em que os treinos serão deixados de lado. Muitas vezes o corredor opta pelo day off em um dia da ainda encontra-se em progressão de volume de treinamento. semana no qual há maior acúmulo de trabalho. Porém, parece-nos que essa é uma péssima opção, pois o des- canso deve ser total – não adianta descansar o corpo e 3. Para os corredores intermediários e avan çados, com prática regular a mais de 3 meses, em geral, um dia de descanso por semana acumular demandas adicionais de estresse mental que já é o suficiente, se colocado de forma a promover transcendam para o físico exaurindo-o da mesma for- um total relax. ma. O day off deve ser um dia de descanso real, tanto físico como mental. Isso garantirá que haja uma máxima Importante salientar que, apesar do recuperação do corpo. objetivo do day off ser induzir o relaxamen- to e a recuperação, não se deve descuidar 2. Para iniciantes, ou seja, para aqueles que iniciaram a menos de 3 meses e da alimentação. Bons treinos e ótimos dias de descanso! Renato André Silva é graduado, mestre e doutorando em Educação Física (CREF 1114G/DF). Atua como fisiologista do exercício e coordenador de exames de desempenho humano do Centro de Excelência em Medicina do Exercício (CEMEx/ Golden Spa) . Contatos: 61 9261-2778 ou revistaposiatividade@yahoo.com.br10 11
  • 5. Entenda porque a musculação está se tornando o grande remédio para as doenças dos idosos Por Acácio Tolentino A musculação está ganhando a cada exercício físico, a longevidade repleta de quali- dia um papel fundamental na saúde dade de vida se fará presente na vida de todos! (capacidade de realizar atividades sem ajuda) tância em iniciar a prática de musculação para das pessoas, principalmente para as Apesar dessa informação, o fato é que mui- não está necessariamente relacionado ao enve- idosos em qualquer idade. que se encontram acima dos 60 tos idosos ainda não praticam a musculação lhecimento cronológico (idade). Quanto mais O ideal é que se faça os exercícios de mus- anos. Praticar musculação com o acompanha- por afirmarem que não terão os benefícios sedentário for o idoso, mais “velho” ele será! culação sem dor, numa frequência de 2 a 4 ve- mento de um profissional de educação física se como um jovem teria. Mas ao contrário do que Muito médicos “prescrevem” de forma erra- zes por semana, variando de 20 a 60 minutos tornou tão importante quanto os remédios no a maioria pensa, a musculação prescrita de for- da exercícios aeróbios (como a caminhada) para (dependendo do condicionamento e patolo- tratamento de doenças, que costumam apare- ma correta pelo professor de educação física a grande maioria dos idosos, porém esquecem gias limitantes) e intervalando as sessões a cada cer nessa faixa etária. Diversos são os benefícios terá mais resultados numa pessoa acima dos 60 que boa parte deles possuem problemas articu- 48 horas. Antes de iniciar deve-se fazer uma do fortalecimento da musculatura como: redu- anos, pois quanto mais sedentária a pessoa é, lares que podem ser agravados com tais exercí- avaliação clínica com um médico para verificar ção da sobrecarga nas articulações (reduzindo maiores serão os ganhos, isso porque através cios. Primeiramente porque nenhum médico possíveis limitações, e logo depois uma avalia- as dores); recuperação de amplitude dos movi- de pequenos estímulos o corpo evolui rapida- está habilitado para prescrever exercícios físi- ção física e funcional com o educador físico. mentos (produzindo substâncias que diminuem mente no condicionamento muscular. cos, e sim somente o profissional de educação O segredo da prática de musculação em a pressão arterial e a glicose); diminuição da O preconceito do público dessa faixa etária física. Segundo que, entre 20 e 30 anos uma pessoas com problemas de saúde é saber o que necessidade de remédios (lembrando que so- perante a musculação vem fortalecido das im- pessoa possui em média 60% do corpo de mas- fazer, como fazer, com qual carga e intensidade mente o seu médico poderá diminuir ou retirar posições sócio-culturais de incapacidade física sa muscular, e aos 80 anos menos de 30%. En- trabalhar. A prescrição deve ser individualizada a dosagem de qualquer medicamento); inde- que a família impõe no seu cotidiano. Situações tão, por quê passar uma atividade que não pro- como a de um medicamento. pendência nas atividades diárias, entre muitos como “Vovó(ô) você não pode pegar peso, su- move ganho de músculos??? Para piorar, a outros ganhos na saúde. Não é à toa que a bir escadas e nem caminhar muito rápido”, queda de massa muscular nos membros infe- “Tome um remédio para cada doen- musculação traga benefícios para esse grupo transforma o idoso numa pessoa extremamen- riores é mais acelerada provocando quedas e ça, coma um alimento para cada defici- seleto, prova disso é que estima-se que a frequ- te fraca e sem potência muscular. A força e ve- fraturas que levam a dependência por muitos ência ou faça uma atividade física para ência de pessoas com mais de 60 anos nas aca- locidade que o idoso perde com os anos são anos. Portanto esse dado mostra a suma impor- tudo isso!” (Autor desconhecido) demias de ginástica tenha aumentado cerca de causadas principalmente pela ausência de estí- seis vezes nos últimos dez anos. E não vai parar mulos como a musculação, atividades do dia a por aí, o IBGE aponta que em 2025 o número de dia que exigem força e excesso de proteção da O Personal Trainer Acácio Tolentino é especialista em programas de exercícios físicos idosos, pela primeira vez, vai superar o de jo- família por acreditar que a fragilidade da pessoa para idosos. Pós graduado em reabilitação cardíaca e grupos especiais (obesidade, vens no País, e se os que se encontram na 3ª a impede de realizar qualquer tarefa com o mí- hipertensão, osteoporose e diabetes). Membro da Sociedade Brasileira de Atividade idade continuarem valorizando a prática de nimo de esforço. O envelhecimento funcional Física e Saúde. Palestrante sobre qualidade de vida, emagrecimento e exercícios físi- cos para idosos. Coach Profissional pela Academia Brasileira de Coaching. Contato: 61 9261-2778 ou revistaposiatividade@yahoo.com.br12 13
  • 6. O que significa “acelerar” o METABOLISMO? Por Karen Moreno V ocê já foi ao Nutricionista e Um exemplo típico é a atividade física. Ela pode “acelerar” ouviu a famosa frase: “... va- o gasto de calorias no dia não só pela quantidade de energia mos acelerar o seu metabo- necessária para a realização da atividade em si, mas porque o lismo...”? Mas o que realmen- corpo precisará trabalhar muito para reparar os danos causa- te significa metabolismo? É o conjunto dos às células durante o exercício, e também para sintetizar de transformações químicas que resul- mais proteína para reforçar as estruturas musculares que so- tam em síntese (construção) ou degra- freram desgaste. Este ganho de músculos acaba também pro- dação de células e num consequente porcionando maior gasto energético porque a massa muscu- gasto de energia. Proporcionando o lar requer mais calorias para se manter do que a massa de crescimento e desenvolvimento das es- gordura do nosso corpo. truturas do nosso corpo. Com relação à alimentação, outra forma de “acelerar” o me- “Acelerar” o metabolismo, portan- tabolismo é aumentar a frequência das refeições (por exemplo: 5 to, tem o sentido de aumentar o gasto a 7 por dia). Isso faz com que seu organismo tenha que trabalhar de energia causado por essas reações na digestão várias vezes, aumentando o gasto derivado desta químicas de síntese (transformação de reação. Esse gasto é denominado Ação Dinâmica Específica dos substâncias simples em mais comple- Alimentos (ADE); ou seja, o corpo precisa “gastar” calorias para xas) e degradação (transformação de digerir, absorver e incorporar os nutrientes. substâncias complexas em outras mais E por fim, “queimar” calorias a mais pode simples). ser feito quando ingerimos uma quantidade adequada de proteínas e gorduras. Pois a metabolização desses nutrientes requer mais energia do que a de carboidrato. Mas isso não significa que devemos eliminá-lo, pois ele é o principal responsável em oferecer energia para as reações orgânicas. O carboi- drato é o principal combustível que nosso corpo usa para “queimar” gordura e sintetizar proteína! Portanto, mais do que nunca: A SUA ALIMENTAÇÃO FAZ A DIFERENÇA! Karen Moreno é nutricionista formada pela Universidade de Brasília, Especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho e Sócia-proprietária de Clínica 449 – Nutrição esportiva - desde 2001. Contato: (61)9261-2778 ou revistaposiatividade@yahoo.com.br14 15
  • 7. BANHO E TOSA VIGIADOS A VIOLÊNCIA CONTRA OS ANIMAIS Por Ricardo Antônio Silva I mpossível não se estarrecer e exigir jus- na América Latina. Se em 1977, ano em que tificativas para tantos casos de violên- se passou a realizar campanhas regulares de cia contra os animais. Em todo mundo vacinação antirrábica foram 25 mil casos; dezenas de espécies sofrem diariamen- em 2011 houve a notificação de apenas 196. te com maus-tratos. Seja em virtude de sis- Se ao invés de se descriminalizar condu- temas intensivos de criação que podem res- tas previstas na Lei de Crimes Ambientais tringir até o acesso à luz do sol, seja pelo (Lei nº 9605/98), - atualmente em discussão, sacrifício desnecessário como política de como o pagamento de multas para atos de controle populacional, ou mesmo pela vio- crueldade contra animais - fossem adotadas lência doméstica que tanto nos choca atra- penas mais severas, quem sabe assim, os vés dos noticiários. protagonistas dos atos de violência não Se o capitalismo nos conduz a estudos e conseguiriam olhar os animais com a mes- pesquisas que permitem o desenvolvimento ma compassividade que observariam a si de sistemas de criação cada vez mais espe- mesmos! cializados e eficientes, infelizmente, por suas próprias características, também im- põe a necessidade de confinar os animais a “A compaixão pelos espaços extremamente restritos. Então, por animais está intima- que não investir nas pesquisas em prol da mente ligada a bon- adoção de modelos que permitam o apro- dade de caráter... veitamento e a renovação de recursos, além de boas práticas de criação? Está provado Quem é cruel com os que o tratamento humanitário dos animais animais não pode é capaz de promover a segurança alimentar, ser um bom homem.” o crescimento econômico e ainda trazer be- Arthur Schopenhauer nefícios ao meio ambiente. Não é necessário exterminar cães de rua como fórmula de combate à raiva. A vacina- ção em massa tem se demonstrado eficaz, como demonstram dados referentes ao nú- mero de casos de raiva provocada por cães Ricardo Antonio Silva é Médico Veterinário CRMV/GO Nº 5283, Especialista e Mestrando em Ciência Animal. Atua como Fiscal Estadual Agropecuário da Agência Goiana de Defesa Agropecuária – AGRODEFESA. Contato: (61)9261-2778 ou revistaposiatividade@yahoo.com.br16 17
  • 8. 18 19
  • 9. Outlet Premium Brasília abre no fim do mês de junho E Por Redação Finíssimo stá marcada para o fi- Fotos : Divulgação nal de junho, a inau- guração do Outlet Premium Brasília, grande conglomerado de lo- jas que terá descontos de até 80% o ano todo. O local esco- lhido foi a BR 060, próximo a C cidade de Alexânia, a 50min M do Plano Piloto e a uma hora de Goiânia. Y Serão 80 lojas das principais CM marcas de vestuário, calçados, MY enxoval, entre outros. Nike, La- CY coste, Calvin Klein Jeans, Le Lis Praça de alimentação climatizada ocupa o centro do complexo. CMY Blanc, Aramis, Ellus, Olimpikus, K TNG, Polo Wear, M. Martan, VR Menswear, Fotos : Divulgação Home & Cook, Calvin Klein Underwear, Sergio K, Richard’s, Polishop, Shoulder e Carmen Ste- ffens já tem suas stores confirmadas. O novo empreendimento deve gerar cer- ca de dois mil empregos na região. A incia- tiva é da General Shopping Brasil, pioneira no mercado nacional de outlets e responsá- vel pela franquia do Sudeste, o Outlet Pre- Projeto em forma de “Y” promete aumentar a circulação de ar mium São Paulo. e proporcionar uma melhor movimentação dos clientes. ´ W W W . F I N I S S I M O . C O M . B R20 21
  • 10. C onsagrada como a melhor canto- Rennó e Gustavo Ruiz (Segunda Pele), Pedro ra de MPB no último Prêmio da Luís e Mário Sève (Lua), Lula Queiroga (Altos e Música Brasileira, Roberta Sá Baixos e Pavilhão de Espelhos), Moreno Velo- apresentou, pela primeira vez em so, Quito Ribeiro e Domenico Lancellotti (A Brasília, o quinto disco de sua carreira, “Se- Brincadeira), Wilson Moreira (No Arrebol) e gunda Pele”. O show aconteceu na Sala Jorge Drexler (Esquirlas) onde ela dueta com o Villa-Lobos do Teatro Nacional, no dia 29 autor, o uruguaio Jorge Drexler. “Achei que ha- de abril, como parte da turnê de lança- via chegado a hora de me lançar nesse desafio mento do álbum. Além das canções de “Se- como intérprete, o de gravar em outra língua. gunda Pele” a cantora potiguar levou ao Drexler faz parte dos compositores contempo- palco sucessos de outros discos, como râneos que admiro e ele me veio com essa iné- “Braseiro”, “Que belo estranho dia pra se ter dita. ‘Ahi vá mi voz buscándote muerta de fie- alegria”, “Pra se ter alegria” e “Quando o bre’ poderia ser o título do disco. ‘Esquirlas’ são canto é reza”. estilhaços de bombas, o que forma uma ima- Gravado entre julho e novembro de gem, infelizmente muito corriqueira nos dias de 2011, o disco “Segunda Pele” produz outro hoje”, conclui. É um momento de reflexão do arrepio que não é de frio, como frisa a letra enredo, onde impera a gandaia. Como no da música de trabalho. Num repertório te- dub/frevo incendiado por sopros No Bolso cido preferencialmente com inéditas de (“faça silêncio/ a pausa é sua/ que o caos é logo contemporâneos (“não queria fazer muitas depois da curva”), uma parceria da cantora regravações desta vez”), chama atenção a com o marido Pedro Luís, exceção em sua pro- diversificação de timbres e texturas das or- posta inicial: “eu não estava compondo o que questrações. “Conversei muito com o Rodri- queria cantar”. “A música surgiu de uma con- go Campello (arranjador e produtor do dis- versa caseira. Trocamos uma ideia e ele veio co, em cujo estúdio MiniStereo foram feitas com essa letra duas horas depois. Sentamos no as principais gravações) e nos inspiramos sofá e terminamos a música juntos. É feita pra nos arranjos do Rogério Duprat, nos bons pular, para tirar a loucura do mundo do nosso tempos em que as gravadoras tinham or- sistema”, define. questras contratadas. A gente sonhava com Ela antecede uma das duas regravações do um disco cheio de sopros desde o ‘Braseiro’ repertório, o frevo trieletrizado Deixa Sangrar, (o da estreia, em 2004). Pela primeira vez de Caetano Veloso, lançado por Gal Costa no tivemos a chance de colocar todas as ideias carnaval baiano de 1970. “O carnaval de rua em prática com conforto, algo finalmente possível por causa do patrocínio da Natura. Eles não interferem em nada no processo criativo e querem ver a música acontecer.” ROBERTA SÁ NA TURNÊ Das 12 músicas de “Segunda Pele”, sete são inéditas e uma delas - No Bolso - foi composta por Roberta em parceria com DE LANÇAMENTO DE Pedro Luís. O álbum apresenta canções de Caetano Veloso (Deixa Sangrar), João Ca- valcanti, do Casuarina (O Nego e Eu), Rubi- nho Jacobina (Bem a Sós), Dudu Falcão “SEGUNDA PELE” (Você Não Poderia Surgir Agora), Carlos22 23
  • 11. sempre fez parte da minha história. Crian- ba e da cultura afro-brasileira Wilson Mo- ça, eu saía pintada nos blocos de rua no reira. “Sou fã do Seu Wilson e queria gravar veraneio em Muriú, no Rio Grande do Nor- alguma coisa dele de qualquer jeito. Em te”, lembra a potiguar radicada no Rio. 2010, nos aproximamos, fui a casa dele e “Adolescente, gastei muita sola de tênis dona Ângela, sua mulher e anjo da guarda, atrás do trio elétrico. Casei com um dos fez um bobó de camarão pra mim. Toma- maiores representantes do carnaval cario- mos uma cervejinha, ele me mostrou essa ca e amo ver o Monobloco. Vou a Recife pérola e disse que adoraria ouvi-la na mi- quase todo ano e o carnaval de rua no Rio nha voz. Foi a primeira música que escolhi. cresce a olhos vistos. Adoro essa atmosfera Para mim, é o oásis do disco. No meio do de luxúria, beleza e fantasia com a elegân- deserto, do mundano, do calor, da agonia, cia e o glamour que só existem no carnaval vem essa água fresca. É o lugar que eu al- do Brasil”, elogia. “Essa sonoridade do fre- mejo, o arrebol é onde eu quero chegar”, vo, da marcha é pouco explorada fora do suspira. E Roberta Sá veste com prazer carnaval. E há tempos eu queria gravar esta “Segunda Pele”, reveladora e lumino- algo do Caetano, uma grande referência sa até para a própria protagonista. “É um para mim, principalmente quando se trata disco transformador. Acho que estou mais de sonoridade em disco.Essa música me foi direta, segura, clara”. apresentada pelo Zé Renato. Cantávamos Patrocinada pelo programa Natura juntos nos bailes précarnavalescos com o Musical, a turnê de lançamento de “Se- Trio Madeira Brasil no Clube Democráticos, gunda Pele” teve início no dia 1º de março, na Lapa, em 2006 e 2007”, lembra. em Salvador, e pretende alcançar as cinco Outra regravação é a belíssima No Ar- regiões do país, tendo já passado por Re- rebol, “um jongo com jeito de reggae”, cife, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, como define Roberta, do mestre do sam- Florianópolis e Belo Horizonte. SOBRE O NATURA MUSICAL É o programa nacional de apoio proporciona conexão, interatividade à cultura brasileira da Natura com e experiência concreta do público foco em música. Atua por meio das com a música brasileira. frentes: Editais Públicos que visam Lançado em 2005, o Natura Musi- selecionar projetos de diferentes for- cal beneficiou iniciativas de diferen- matos e estágios da produção cultu- tes estágios e processos da música ral por meio das Leis Rouanet ou do brasileira patrocinando mais de 160 Audiovisual; a Seleção Direta que projetos em todas as edições de edital contempla propostas adequadas ao público e seleção direta. Ao todo, 17 conceito do programa e que são de estados das cinco regiões do Brasil fo- grande relevância e inovação, sem ram contemplados e mais de 600 mil a obrigatoriedade das leis de incen- pessoas beneficiadas. Saiba mais no tivo; Festivais em São Paulo e Belo Portal www.naturamusical.com.br ou Horizonte; Plataforma Digital que nas Redes Sociais do Programa.24 25
  • 12. GESSO ACARTONADO por Sandra Tumelero Gesso verde antes Preparação para passagem de eletrodutos Lã de Rocha G gesso; esso acartonado, ou drywall, são painéis espessura acabada das paredes de drywall pode variar de • Acabamento final. modulares que podem ser usados para se- 7,3 cm até 12 cm. Face às constantes dilatações do material parar ambientes substituindo as paredes de devido às amplitudes térmicas, são adicionados papel kraft CONFORTO ACÚSTICO E NEUTRALIZAÇÃO DE ODORES alvenaria, e também como tetos. As paredes e material fibroso no gesso. Isso impede que indesejáveis Conforto acústico deixou de ser um luxo, e sim um conforto in- são fixadas com perfis montantes (elementos verticais) trincas apareçam, impedindo o amarelamento do gesso e dispensável. Da mesma forma, odores desagradáveis representam e perfis guias (elementos horizontais), ambos são ele- conferindo também maior resistência mecânica. perturbações ao nosso bem-estar. Em ambientes fechados ne- mentos metálicos de aço galvanizado. A galvanização cessitamos as melhores condições de trabalho ou de lazer, como do aço consiste na aplicação de uma camada super- VANTAGENS E DESVANTAGENS em escritórios, clínicas, hospitais, salões de eventos, restaurantes, ficial de zinco de modo a conferir-lhe proteção contra Quanto à obra com utilização de drywall, o serviço escolas, hotéis, refeitórios e bibliotecas. São ambientes onde de- corrosão. acaba por ser mais limpo, com menor geração de entulho, sejamos que estejam livres de odores e de poluição sonora. Há As chapas de drywall possuem propriedades redução do tempo da construção (alta produtividade), re- chapas de gesso que incorporam tanto propriedades acústicas, termo acústicas e resistência a impactos. Proporcionam dução do custo da fundação e da estrutura e, consequen- como possuem a propriedade de transformar partículas nocivas e uma redução de peso da estrutura de até 86% quando temente, menor desembolso financeiro. Por ser de sistema odores em substâncias inofensivas, como água e CO₂. comparadas com alvenaria, e um ganho de área útil do modular, pode se adaptar aos mais criativos projetos. Tam- Estas chapas também foram desenvolvidas para utilização no sis- ambiente de até 4%. As propriedades acústicas são me- bém, facilita a passagem de eletrodutos (conduits) para a Gesso verde depois tema drywall para tetos acústicos. São fornecidas com diferentes lhoradas pela presença de lã mineral no seu interior. A execução do projeto luminotécnico. Possui, porém, restri- tipos de furação, promovendo a absorção sonora e o bem estar ções a elevadas umidades e baixo número de fornecedores. resistente ao fogo porque possui fibra de vidro acústico do ambiente. Estes ambientes ficam mais tranquilos fa- No Brasil, as empresas que produzem gesso acartonado misturada ao gesso. vorecendo, desta forma, a concentração e o relaxamento. Essas são Knauf, Placo e Lafarge. Esta tecnologia tornou-se mais chapas promovem o tratamento de odores 24 horas por dia, sem a comum depois da década de 70, embora já viesse sendo PROCESSO DE MONTAGEM DAS necessidade de incidência de luz solar e não exigem manutenção. muito utilizada anteriormente nos Estados Unidos. PAREDES Para montagem e execução de paredes, a TIPOS DE GESSO ACARTONADO sequência de execução deverá ser: Comum ou Padrão: O gesso acartonado comum é cor • Locação e fixação dos perfis guias metá- branca e marfim e é sensível à umidade. Possui o miolo de licos inferiores, e após, o posicionamento e gesso e aditivos e é revestido em ambas as faces com pa- fixação dos superiores; pel kraft. O papel kraft é uma mistura de fibras de celulose • Posicionamento e união dos montantes curtas e longas, provenientes de polpa de madeiras macias. internos; Gesso comum antes Esta mistura de fibras confere ao material maior resistência • Passagem dos conduits para as instalações à tração e à flexão. elétricas; Resistente à Humidade: O gesso acartonado de cor • Posicionamento da lã mineral; verde possui silicone aditivado ao gesso e usa papel kraft • Fixação das chapas de gesso, observando- com hidrofugante, sendo portanto resistente à água em -se que os parafusos deverão ficar alinhados e áreas molháveis. Não deve ser, contudo, utilizado em áreas não afundados ou soltos da placa de gesso; submetidas frequentemente à ação da água, tipo o box do • Rejuntamento: o ideal é utilizar massa da Conforto acústico e neutralização de odores chuveiro. Este tipo de gesso acartonado é o mais indicado mesma marca do fabricante das chapas de para paredes que terão aplicações cerâmicas, ou de pedras, ou cimentícios, pois estes materiais receberão argamassa úmida. Neste caso, pela carga do material de revestimento, Sandra Tumelero é designer de interiores e engenheira eletricista gradu- deve-se fazer um reforço interno utilizando montantes me- ada pela Napier University, em Edinburgh UK, tendo realizado mostras nos espaçados e chapas duplas. como Morar Mais e Casa Cor, atua no mercado de design de interiores Resistente ao Fogo: O gesso acartonado de cor rosa é em Brasília. Contato: 61 9261-2778 ou revistaposiatividade@yahoo.com.br Gesso comum depois26 27
  • 13. acontece Da Patagônia para a pele das brasilienses A médica estética e empresária Rian extraídas diretamente das regiões vulcânicas da Capelo e seu esposo, Rodrigo Collor, Patagônia chilena, o Day Spa Termal da /posiatividade receberam imprensa, amigos e Patagônia tem duração de três horas e é capaz convidados especiais na noite da última quarta- de aliviar os sintomas mais profundos do feira, 9 de maio, em coquetel de lançamento do estresse. Ideal para quem busca aliar beleza a Day Spa Termal da Patagônia. O novo tratamento momentos de puro chega a Brasília com exclusividade pelo stúdio relaxamento, além de bem-estar e estética funcional Organike - de ótima dica empreendimento do casal, localizado no Hangar Quem curte Qualidade de Vida em Brasília, de presente para o 5, próximo ao Gilberto Salomão, no Lago Sul. Dia das Mães e para agora nos encontra no Facebook. Com técnicas manuais e matérias primas as noivas de maio. Organike - Studio de Bem-Estar e Estética Funcional Funcionamento: segunda a sexta, das 8 às 21h e sábado, das 8 às 12h. Endereço: QI 5 Área Especial - Hangar 5 - Sala 9 –Lago Sul – Brasília/DF CONTATO: (61)3366-3586 / (61)9295-7505 http://www.organike.com.br/28 29
  • 14. Confira aqui alguns filmes que estrearão em Breve nos cinemas BATTLESHIP Sinopse: Uma aventura épica de ação que tem início no mar e continua nos céus e em terra, na qual nosso planeta luta pela sobrevivência contra uma força superior desconhecida. Baseado no clássico jogo de batalha naval. Gênero: Ação Direção: Peter Berg Elenco: Liam Neeson, Alexander Skarsgard, Taylor Kitsch, Josh Pence, Brooklyn Decker, Rihanna, Jesse Plemons, Peter MacNicol Distribuidora: Paramount CONSPIRAÇÃO AMERICANA Sinopse: Na sequência do assassinato de Abraham Lincoln, sete homens e uma mulher são presos e acusados de conspirar para matar o Presidente, Vice-Presidente e Secretário de Estado. Mary Surratt é proprietária de uma casa, onde John Wilkes Booth e outros se reuniram e planejaram os ataques simultâneos e Frederick Aiken, um herói de guerra de 28 anos, com relutância, concorda em defender Surratt pe- rante o tribunal militar. Gênero: Drama Direção: Robert Redford Elenco: James McAvoy, Evan Rachel Wood, Alexis Bledel, Justin Long, Robin Wright, Tom Wilkinson, Norman Reedus, Kevin Kline, Danny Huston Distribuidora: Imagem Filmes PLANO DE FUGA Sinopse: Capturado pela polícia do México quando fugia da policia ameri- cana na fronteira, Driver é jogado em uma das prisões mais violentas do mundo. Lá ele receberá a ajuda de um garoto de 9 anos que lhe passará informações vitais para a sua sobrevivência. Gênero: Ação Direção: Steven Rosenblum Elenco: Mel Gibson Distribuidora: Imagem Filmes MADAGASCAR 3: OS PROCURADOS Sinopse: Em MADAGASCAR 3, Alex, Marty, Melman, Gloria, Rei Julien, Maurice, os pingüins e os chimpanzés encontram-se na Europa, como integrantes de um circo itinerante, numa tentativa de retornar a Nova York. Gênero: Aventura Direção: Eric Darnell e Tom McGrath Elenco: Vozes de: Sacha Baron Cohen, Cedric the Entertainer, Jada Pinkett Smith, Andy Richter, Chris Rock, David Schwimmer, Ben Stiller Distribuidora: Paramount30 31
  • 15. acontece shows Samba Pra Gente & Cassiana Pérola Negra Show do grupo Samba Pra Gente & Cassiana Pérola Negra, filha da saudosa sambista Jovelina Pérola Negra! Participação especial dos grupos Raça Popular, Luz do Samba e Samba em Família. Se você curte uma batucada boa, com aquela cerveja gelada e muita gente bonita, você não pode perder! O show é dia 19 de maio, no clube ASBAC! Samba Pra Gente & Cassiana Pérola Negra Data: 19 de Maio, Sábado. Hora: 22h. Local: ASBAC - Setor de Clubes Sul PONTOS DE VENDA: Aloha (Conjunto Nacional, Terraço Shopping e Taguatinga Shopping). INFORMAÇÕES: (61) 9657-0286 / 9159-4843 Noite Preta Vem aí Preta Gil em Brasília! Dia 26 de maio, às 23h no Espaço EMMA! noite preta Data: 26 de Maio, Sábado. Hora: 23h Local: Espaço EMMA - Liberty Mall, SCN Quadra 2 PONTOS DE Vendas: (61) 3306-1425 / 3327-1486 Todos os sons O Centro Cultural Banco do Brasil realiza no dia 27 de maio, domingo, o primeiro show da série Todos os Sons em 2012, com a revelação da música brasileira, o rapper Criolo, e mais Paula Zimbres e Sistema Criolina, incrementando a festa. O Todos os Sons contempla diversas tendências e estilos, propiciando a integração de artistas locais com artistas nacionais e internacionais. Serão cinco encontros ao ar livre, de maio a setembro! Todos os sons Data: 27 de maio, Domingo. Hora: 17h. Local: CCBB Brasília - Setor de Clubes Sul, trecho 2 INFORMAÇÕES: (61) 3108-7600. A POSIATIVIDADE limita-se apenas à divulgação das informações fornecidas pelas empresas promotoras de eventos aos meios de comunicação.32 33
  • 16. acontece shows Titãs Titãs apresenta Brasília Rock Show! No dia 1º de junho, a capital do rock vai tremer com a turnê comemorativa dos 30 anos de carreira da banda! Titãs Data: 01º de junho, Sexta-feira. Hora: 22h. Local: Opera Hall - SHTN, trecho 2 (antigo Marina Hall). Pontos de venda: Chilli Beans (Pátio Brasil, Pier 21, Park Shopping, Taguatinga Shopping, Iguatemi Shopping, Boulevard Shopping, Conjunto Nacional, Terraço Shopping, Gilberto Salomão) Informações: (61) 3347-6763 / 3342-2232 / 9245- 2820 Festa do Seu João! Funtasia Seguralta Seguros A gente assume o riscoSeguros Seguralta por você A gente assume o risco por você SEGUROS INDIVIDUAIS E EMPRESARIAIS: •AUTOMÓVEL •RESIDENCIAL •VIDA •PREVIDÊNCIA •CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO •CONDOMÍNIO •FIANÇA LOCATÍCIA •RESPONSABILIDADE CIVIL E OUTROS SEGUROS INDIVIDUAIS E EMPRESARIAIS: UniCEUB Vestibular apresenta: FESTA DO SEU JOÃO •AUTOMÓVEL •RESIDENCIAL •VIDA •PREVIDÊNCIA •CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO 2012 - Uma Festa Junina Muderna , com Lulu Santos Funtasia apresenta Chiclete com Banana em um e Monobloco! mega show, dia 16 de Junho no Estacionamento do •CONDOMÍNIO •FIANÇA LOCATÍCIA •RESPONSABILIDADE CIVIL E OUTROS FESTA DO SEU JOÃO Mané Garrincha. Faça uma cotação e ganhe um brinde ! Data: 06 de junho, Quarta. funtasia Local: Área externa do Ginásio Nilson Nelson. Data: 16 de junho, Sábado. Faça uma cotação e ganhe um brinde ! Seguralta Brasília - (61) 3202-2041 Pontos de venda: Chilli Beans - Pier 21, Hora: 20h. Iguatemi, Parkshopping, Gilberto Salomão, Local: Estacionamento do Mané Garrincha Centro Empresarial Brasília - SRTVS Qd 701 Taguatinga Shopping, Conjunto Nacional, Pátio Brasil, Boulevard Shopping e Terraço Shopping; Pontos de venda: (Park Shopping), Free Bloco B Sala 626 – Brasília – DF Seguralta Brasília - (61) 3202-2041 Temakeria Koni (209 Sul e 109 Norte) Mormaii - Corner (Brasília Shopping), Aloha (Taguatinga seguraltabrasilia@seguralta.com.br Qd 701 Centro Empresarial Brasília - SRTVS www.seguralta.com.br Pontão e Brasília Shopping Shopping). Bloco B Sala 626 – Brasília – DF A POSIATIVIDADE limita-se apenas à divulgação das informações fornecidas pelas empresas promotoras de eventos aos meios de comunicação. seguraltabrasilia@seguralta.com.br www.seguralta.com.br34 35
  • 17. 36