81m rafael v e valber

  • 495 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
495
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Compostos Orgânicos Raphael Vidal e Valber 81M
  • 2. Carboidratos
    • Os carboidratos têm funções estruturais da membrana celular (construtora ou plástica), fornecimento de uma fração significativa de energia, armazenamento energético nos animais, sob a forma de glicogênio e principalmente nos vegetais, sob a forma de amido.
    • Quimicamente, os carboidratos são definidos como poli-hidroxi-aldeídos ou poli-hidroxi-cetonas.
    • Glicose (C6H12O6) - é um poli-hidroxi-aldeídos porque possui muitos radicais hidroxila ( -OH) e um radical aldeído ( -CHO).
    • Frutose (C6H12O6) - é um poli-hidroxi-cetonas porque possui muitos radicais hidroxila ( -OH) e um radical cetona ( -CO).
    • Os carboidratos podem ser classificados em três categorias básicas: monossacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos
  • 3. Lipídios A gordura é um tipo de lipídio. Alguns alimentos ricos neste composto são: manteiga, margarina, frituras, doces, biscoitos recheados, carnes gordas, queijo amarelo, leite integral, requeijão, embutidos. Fonte energética Fornecem menos cansaço que os carboidratos, porém, são preferencialmente utilizáveis pela célula. Toda vez que a célula eucarionte necessita de uma substância canssatica, ela vai optar pelo uso imediato de uma glicose, para depois consumir os lipídeos. Estrutural Os fosfolipídios são os principais componentes das membranas celulares. Do ponto de vista químico, um fosfolipídio é um glicerídeo combinado a um grupo de fosfato. A sua molécula lembra um palito de fósforo, com uma “cabeça” polar, e uma haste apolar, constituída por duas cadeias de ácido graxo
  • 4. Proteínas e Enzimas
    • Uma grande parte das proteínas são completamente sintetizadas no citosol das células pela tradução do RNA enquanto as proteínas destinadas à membrana citoplasmática, lisossomos e as proteínas de secreção possuem um sinal que é reconhecido pela membrana do retículo endoplasmático onde terminam sua síntese.As proteínas são os componentes químicos mais importantes do ponto de vista estrutural.
    • Defesa
    • Os anticorpos são proteínas que realizam a defesa do organismo, especializados no reconhecimento e neutralização de vírus, bactérias e outras substâncias estranhas.
    • O fibrinogênio e a trombina são outras proteínas responsáveis pela coagulação do sangue e prevenção de perda sanguínea em casos de cortes e machucados
    • A desnaturação ocorre quando a proteína perde sua estrutura secundária e/ou terciária, ou seja, o arranjo tridimensional da cadeia polipeptídica é rompido, fazendo com que, quase sempre, a proteína perca sua atividade biológica característica.
    • Quando as proteínas sofrem desnaturação não ocorre rompimento de ligações covalentes do esqueleto da cadeia polipeptídica, preservando a seqüência de aminoácidos características da proteína.
  • 5. Ácidos Nucléicos
    • Ácido nucléico é um tipo de composto químico, de elevada massa molecular, que possui ácido fosfórico, açúcares e bases purínicas e pirimidínicas. São portanto macromoléculas formadas por nucleotídeos .
    • Existem dois tipos de ácidos nucléicos: ácido desoxirribonucléico - DNA e ácido ribonucléico - RNA .
    • Nos ácidos nucleicos podem identificar-se três constituintes fundamentais:
    • Ácido fosfórico - confere aos ácidos nucléicos as suas características ácidas. Faz as ligações entre nucleotídeos de uma mesma cadeia. Está presente no DNA e no RNA.
    • Pentoses - como o próprio nome descreve, é um açúcar formado por cinco carbonos. Ocorrem dois tipos: a desoxirribose e a ribose.
    • Base nitrogenada - há cinco bases azotadas diferentes, divididas em dois grupos:
      • Bases de anel duplo (púricas)- adenina (A) e guanina (G);
      • Bases de anel simples (pirimidínicas)- timina (T), citosina (C) e uracila (U).